279_80 Insuficiência cardíaca Flashcards Preview

Cardiologia > 279_80 Insuficiência cardíaca > Flashcards

Flashcards in 279_80 Insuficiência cardíaca Deck (83):
1

279_80 Insuficiência cardíaca

Incidência relativa de IC maior em homens ou mulheres?
E a prevalência?
%?

Homens
Mulheres
2% , a aumentar (6 a 10% em >65A)

2

279_80 Insuficiência cardíaca

Risco de desenvolver IC ao longo da vida para os indivíduos de 40 anos?

1/5

3

279_80 Insuficiência cardíaca

Sintomas cardinais da IC? (2)
E sinais? (2)

- Fadiga e dispneia
- Crepitações e Edema

4

279_80 Insuficiência cardíaca

Principal mecanismo da dispneia na IC?

Congestão pulmonar

5

279_80 Insuficiência cardíaca

Em geral, quantas horas depois de o doente se deitar é que os episódios de Dispneia Paroxística Nocturna começam?

1-3 horas

6

279_80 Insuficiência cardíaca

Qual alivia com a posição sentada: ortopneia ou Dispneia Parxística Nocturna?

Ortopneia

7

279_80 Insuficiência cardíaca

Ascite é sinal precoce?

Não; Sinal tardio

Sinais tArdIOs:
- ascite
- icterícia
- ortopneia (mais tardio que dispneia de esforço)

8

279_80 Insuficiência cardíaca

Quando o derrame pleural é unilateral, é mais frequente de que lado?

Direito

9

279_80 Insuficiência cardíaca

Noctúria: sintoma comum ou raro?
Que sintoma comum é negligenciado?

Comum
Tosse nocturna

10

279_80 Insuficiência cardíaca

O BNP e o N-terminal pro-BNP são marcadores relativamente _______ para IC com FE diminuída

Sensíveis

11

279_80 Insuficiência cardíaca

Mecanismos patogénese da IC com FE preservada? (3)

-Disfunção diastólica (relaxamento)
-Rigidez vascular
-Disfunção renal

12

279_80 Insuficiência cardíaca

S4 está geralmente presente em doentes com disfunção _____?

Disfunção diastólica

13

279_80 Insuficiência cardíaca

Qual a chave para fazer o diagnóstico de IC?

Ter um alto índice de suspeição

14

279_80 Insuficiência cardíaca

As doenças pulmonares vasculares primárias são causas comuns ou raras de cor pulmonale?

São causas RELATIVAMENTE RARAS de cor pulmonale. Mas o Cor Pulmonar é extremamente comum nestas doenças pela magnitude da HTP presente

15

279_80 Insuficiência cardíaca

Parametros associados a mau prognóstico na IC Aguda Descompensada? (4)

SCUT é mau!!! CUTS

Sistólica <115mmHg
Creatinina >2,75mg/dl
Ureia >43mg/dl
Troponina I aumentada

16

279_80 Insuficiência cardíaca

Os agentes inotrópicos dobutamina e milrinona aumentam a concentração intracelular de AMPc. Qual destes o faz por via indirecta?

Dobutamina -> via Directa

MilRinona -> via indirecta (excreção Renal)

17

279_80 Insuficiência cardíaca

Bbloq que devem ser usados na IC com FE diminuida:(3)

CARvedilol
BIsoprolol
succinato de METOprolol

Pensar em transportes... carro, bicicleta, metro
BISCA-ME
Câmera Municipal de Braga (CMB)

18

279_80 Insuficiência cardíaca

A estratégia inicial na IC com FE diminuida deve ser combinação de 2 fármacos, quais?

IECA + Bbloq

19

279_80 Insuficiência cardíaca

A ivabradina é recomendada como tratamento de 2ª linha ANTES da digoxina, em doentes sintomáticos após IECA + βbloq + Antag Mineralocorticoides + FC residual _____

>70bpm

20

279_80 Insuficiência cardíaca

O efeito da digoxina na redução das hospitalizações foi menor em ____ (Mulheres ou homens)

Mulheres

21

279_80 Insuficiência cardíaca

Qual a prevalencia da depressao na IC com FE diminuída?

1 em 5

22

279_80 Insuficiência cardíaca

Que fármacos antiarrítmicos são seguros e eficazes na IC?

Amiodarona e Dofetilide.

Lembrar que não se dá Dronedarona! Aumento da mortalidade!!!

23

279_80 Insuficiência cardíaca

Qual a associação + importante com a dissincronia da contracção?

Alargamento do QRS, especialmente se BCRE presente

24

279_80 Insuficiência cardíaca

A maioria dos re-internamentos relacionados com a IC ocorre quanto tempo depois da alta?

Nas primeiras 2 semanas

25

279_80 Insuficiência cardíaca

Prevalência de IC na população adulta dos países desenvolvidos é de___%?

2%

26

279_80 Insuficiência cardíaca

Afecta ____% da pop>65 anos

6-10%

27

279_80 Insuficiência cardíaca

____% IC com FE preservada e _____% com FE diminuída

50% ; 50%

28

279_80 Insuficiência cardíaca

A partir do diagnóstico: morrem _____% em 1 ano e ____% em 5 anos

30-40%
60-70%

29

279_80 Insuficiência cardíaca

Mortalidade anual:
- NYHA II __%
- NYHA IV __%

5-10%
30-70%

30

279_80 Insuficiência cardíaca

Respiração Cheyne-Stokes presente ____% em dos doentes com IC avançada.
Por que é causada?

40%
Aumento da sensibilidade do centro respiratório à PaCO2.

31

279_80 Insuficiência cardíaca

DPOC + bronquite crónica são responsáveis por ___% dos casos de cor pulmonale na América do Norte

50%

32

279_80 Insuficiência cardíaca

Na Ic com ↓FE, os IECAs: ↓ ___% mortalidade, e ↓___% mortalidade + hospitalizações;

23%
35%

33

279_80 Insuficiência cardíaca

Os Bbloq ↓___% mortalidade para além dos benefícios dos IECA isolados

35%

34

279_80 Insuficiência cardíaca

A admissão com diagnostico de IC aguda descompensada está associada a morbimortalidade excessiva, com praticamente ___% destes doentes sendo re-internados em 6 meses

50%

35

279_80 Insuficiência cardíaca

Alta mortalidade a curto prazo ( ___% no hospital) e longo prazo (___% a 1 ano)

5-8%
20%

36

279_80 Insuficiência cardíaca

Mau prognostico a longo prazo: Incidência combinada de morte CV, hospitalizações por IC, EAM, AVC ou MS de ___% a 1 ano após hospitalização

50%

37

279_80 Insuficiência cardíaca

Dos doentes hospitalizados com IC aguda descompensada, ___% exibem funcao renal anormal de base

30%

38

279_80 Insuficiência cardíaca

MSC por arritmias ventriculares é a causa de morte em ___% doentes com IC

50%

39

279_80 Insuficiência cardíaca

Nas re-hospitalizações dos doentes com IC, ___% das admissoes são por IC recorrente e condições CV relacionadas, ___% e são por outras comorbilidades

cerca de 50%
cerca de 50%

40

279_80 Insuficiência cardíaca

Sistemas implantáveis de medição da pressão: informação que permite instituir terapia para evitar hospitalizações em ___% (sintomas moderadamente avançados –NYHA III)

39%

41

279_80 Insuficiência cardíaca

A maioria das formas de MCP Dilatada são herdadas forma…

Autossómica Dominante

42

279_80 Insuficiência cardíaca

É frequente a IC causada por estados de alto débito?

Não num coração normal.
Mas pode surgir IC grave, se cardiopatia estrutural subjacente.

43

279_80 Insuficiência cardíaca

Quais são os mecanismos compensatórios para manutenção da FEVE? (4)

1. Activação do SRAA
2. Sistema adrenérgico
3. Aumento da contractilidade miocárdica
4. Aumento da expressão de moléculas vasodilatadoras

44

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
O remodelling cardíaco é irreversível.

Falso.

O remodelling do VE pode ser revertido pela terapêutica, estando a reversão associada à melhoria do outcome clínico em pacientes com IC com diminuição da fração de ejeção

45

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
Os sinais e sintomas de IC são sensíveis e específicos.

Falso

Não são sensíveis nem específicos.

46

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
O principal mecanismo da dispneia na IC é o aumento da resistência das vias respiratórias.

Falso

É a congestão pulmonar.

47

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
A dispneia pode tornar-se menos frequente com o início da falência do VD.

Verdadeiro

48

279_80 Insuficiência cardíaca

De que outras formas se pode manifestar a Dispneia Paroxística Nocturna, além da dispneia?

Tosse e/ou sibilos.

49

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
As crepitações estão frequentemente presentes na IC crónica.
Que outro aspecto também tem a mesma particularidade?

Falso - estão frequentemente ausentes, mesmo quando as pressões de enchimento do VE estão elevadas, devido ao aumento da drenagem linfática do fluído alveolar.
Alterações no Rx tórax.

50

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
O exame cardíaco não acrescenta informações úteis sobre o prognóstico da IC

Verdadeiro.

51

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
A presença de S3 num doente idoso pode ser fisiológica.

Falso.
S3 em doentes mais idosos implica comprometimento hemodinâmico grave.

52

279_80 Insuficiência cardíaca

S4 está geralmente presente em doentes com disfunção ________.

Diastólica

53

279_80 Insuficiência cardíaca

Ecodoppler permite uma avaliação _________ da função e dimensões VE

Semiquantitativa.

54

279_80 Insuficiência cardíaca

Goldstandard para avaliação de massa e volumes cardíacos?

RM cardíaca.

55

279_80 Insuficiência cardíaca

O BNP e o NT-BNP são úteis no______ bem como para estabelecer _____ e ______

Diagnóstico
Prognóstico e gravidade
Otimizar terapeutica médica

56

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
O BNP e o NT-BNP estão igualmente aumentados na IC com FEj preservada (comparativamente à IC com FEj diminuída).

Falso.
Também estão aumentados, mas em menor grau

57

279_80 Insuficiência cardíaca

O BNP e o NT-BNP são marcadores relativamente _____ para IC com FEj diminuída.

Sensíveis
Se muito baixos: ajudam a excluir dispneia de causa cardíaca.

58

279_80 Insuficiência cardíaca

DPOC e bronquite crónica são responsáveis por que % de casos de Cor Pulmonale?

50%

59

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
As doenças vasculares pulmonares primárias são causas comuns de Cor Pulmonale.

Falso.
São raras. Mas o Cor Pulmonale é extremamente comum nestas doenças devido à magnitude da HTP.

60

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
Ortopneia é o sintoma mais comum de Cor Pulmonale.

Falso
É a dispneia. Ortopneia e Dispneia Paroxística nocturna raramente são sintomas de IC direita isolada (apontam para disfunção cardíaca esquerda).

61

279_80 Insuficiência cardíaca

Qual o exame que é útil na doença TE aguda?
E na crónica?

TAC
Cintigrafia de ventilação/perfusão

62

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
O cateterismo cardíaco direito permite confirmar HTP.

Verdadeiro.

63

279_80 Insuficiência cardíaca

Pérolas clínicas do tratamento da IC com FE preservada? (4)

"M" SHI-Pre

1. Controlo da HTA
2. Avaliação e correção de isquemia subjacente
3. Identificação e tratamento de distúrbios respiratórios de sono
4. Evitar a diminuição excessiva da Pré-carga com vasodilatadores.

64

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
No tratamento da IC com FE preservada, a redução da TA alivia os sintomas mais eficazmente que a terapêutica dirigida.

Verdadeiro

65

279_80 Insuficiência cardíaca

% de doentes com IC aguda descompensada re-internados? Qual a mortalidade a curto prazo? E a longo prazo?

50% em 6 meses
5-8% no hospital
20% a 1 ano, mas a incidência combinada de morte CV, hospitalizações por IC, EAM, AVC ou MSC é de 50%

66

279_80 Insuficiência cardíaca

Que marcadores clínicos podem ser usados para determinar a suspensão dos diuréticos EV?

PVJ e biomarcadores cardíacos

67

279_80 Insuficiência cardíaca

Precipitantes de descompensação aguda de IC? (7)

AAAAEEI

1. Não Adesão ao tx
2. AINES
3. Antigripais com estimulantes cardíacos
4. Arritmias
5. Preparações hErbais (alcaçuz, ginseng, ma huang)
6. Embolia (TEP clínico ou oculto)
7. Infeção ativa

68

279_80 Insuficiência cardíaca

% de doentes com alterações da função renal na IC aguda descompensada?

30%
Condiciona internamentos mais longos e maior mortalidade.

69

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
A maioria dos doentes com síndrome cardiorrenal tem DC normal

Verdadeiro.
Não se encontrou correlação entre diminuição da função renal, DC, Pressão de enchimento do VE e diminuição da perfusão renal.

70

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
Ultrafiltração é útil no tratamento primário da IC aguda descompensada.

Falso.
Não deve ser usada em doentes que respondem aos diuréticos.

71

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
Os agentes inotrópicos estão aprovados para tratamento de qualquer doente com IC aguda descompensada.

Falso
Atualmente aprovados como terapêutica de ponte (até transplante ou LVAD) ou como paliação na IC terminal.

72

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
OMECANTIV MECARBIL é capaz de melhorar os scores de dispneia em baixas doses.

Falso
Apenas em alta dose! Além disso, prolonga o período de ejeção, sem aumentar o consumo de O2

73

279_80 Insuficiência cardíaca

Pilares do tratamento farmacológico da IC com FE diminuída.

IECAS e beta-bloqueadores

74

279_80 Insuficiência cardíaca

Estratégia inicial de tratamento da IC com diminuição da FE

Combinação de 2 fármacos: IECAS e BB
Se intolerante a BB: IECA + ARA
Se intolerante e IECA: BB + ARA

75

279_80 Insuficiência cardíaca

Indicações hidralazina + nitratos? (2)

1. Doentes que não respondem a modificadores do eixo SRAA / intolerantes IECAs e ARAs
2. Afroamericanos

76

279_80 Insuficiência cardíaca

Ivabradina indicada em que situação?

Tratamento de 2ª linha ( após BB+IECA+ARA) para controlo da FC, antes da digoxina
FC > 70bpm

77

279_80 Insuficiência cardíaca

A utilização de diuréticos orais aumenta a sobrevida?

Não
Só melhora controlo de sintomas e congestão

78

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
A utilização de estatinas para melhoria do perfil lipídico reduzem eventos CV major e melhoram a sobrevida nas populações com IC.

Falso.
Uma vez estabelecida a IC, podem não ser tão benéficos ou mesmo prejudiciais.
Dar só na IC com etiologia DAC

79

279_80 Insuficiência cardíaca

AAS aprovado em que doentes?

Com cardiopatia isquémica

80

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
A deficiência grave de selénio ou de tiamina cursa com IC irreversível

Falso
Reversível

81

279_80 Insuficiência cardíaca

V/F
Exercício físico é recomendado como tratamento adjuvante em doentes com IC

Verdadeiro

82

279_80 Insuficiência cardíaca

MSC por arritmias ventriculares é a causa de morte em que % de doentes com IC?

50%

83

279_80 Insuficiência cardíaca

PE
Acerca da Insuficiência Cardíaca assinale a opção VERDADEIRA.
1. Os fármacos beta-bloqueantes estão contra-indicados quando a fração de ejeção do ventrículo esquerdo é inferior a 40%.
2. A espironolactona está associada a um aumento da mortalidade na insuficiência cardíaca
3. A existência de um 4º som não é um indicador específico de insuficiência cardíaca, embora esteja habitualmente presente em doente com disfunção diastólica.
4. A hipocaliémia é um dos efeitos secundários mais frequentes do tratamento com antagonistas da aldosterona.
5. Na insuficiência cardíaca aguda descompensada, terapêutica inotrópica a longo prazo diminui a mortalidade.

VERDADEIRA : 3

Correção de alíneas falsas:
1. Os fármacos beta-bloqueantes NÃO estão contra-indicados quando a fração de ejeção do ventrículo esquerdo é inferior a 40%.
2. A espironolactona está associada a uma DIMINUIÇÃO da mortalidade E HOSPITALIZAÇÕES na insuficiência cardíaca
4. A HIPERcaliémia é um dos efeitos secundários mais frequentes do tratamento com antagonistas da aldosterona.
5. Na insuficiência cardíaca aguda descompensada, terapêutica inotrópica a longo prazo AUMENTA a mortalidade.