335. Doença Renal Crónica Flashcards Preview

N COPY > 335. Doença Renal Crónica > Flashcards

Flashcards in 335. Doença Renal Crónica Deck (118):
1

Diga um bom teste de rastreio para deteção precoce de doença renal

microalbuminúria
a filomena tava sempre a dizer isto

2

V/F
Num doente com grandes quantidades de albuminúria não há indicação para avaliar microalbuminúria

verdadeiro

3

V/F
A quantificação da albuminúria é útil para avaliar a resposta ao tratamento e a lesão dos nefrónios, sobretudo nas doenças intersticiais

falso
sobretud nas doenças dos nefrónios

4

V/F
O racio proteinúira/creatinúria correlaciona-se de forma perfeita com a amostra de urina 24 horas

falso
não pdoemos compara né?
mas é um bom teste

5

V/F
A microalbuminúria é marcador de doença macrovascular em geral

falso
marcador de doença microvascular

6

V/F
A TGF média é menor nos homens do que nas mulheres

falso
é menor nas mulheres do que nos homens

7

V/F
Mesmo uma elevação discreta da creatinina sérica (ex: 1,5 mg/dL) frequentemente, indica uma redução significativa da TGF na maioria dos indivíduos

v

8

V/F
A ureia sobrestima a TGF

falso
subestima

9

V/F
O estadio 1 e 2 apresenta sintomas ligeiros associados à diminuição da TFG

falso
sem sintomas

10

V/F
Muitos doentes, sobretudo dos idosos apresentam TGF estimadas compatíveis com DRC estadio 2 ou 3, sendo que a maioria apresenta deteriioração adicional da função renal

falso
a maioria não apresenta deterioração adicional da função renal

11

V/F
No estadio 3 e 4 de DRc virtualmente todos os sistema orgânicos são afetados

v

12

Qual é a causa mais comum de DRC nos EUA e na Europa?

nefropatia diabética ++ DM2

13

Diga as 5 principais etiologias de DRC

Doença glomerular diabética;
Nefropatia hipertensiva
Glomerulonefrites
Doença renal poliquísta AD;
Outras nefropatias quísticas e tubulo-intersticiais

14

V/F
> 95% dos doentes com DRC têm HTA

falso
>80%

15

V/F
São fatores de risco major de doença CV a redução mínima da TFG e a albuminúria

v

16

V/F
Na síndrome urémica estão implicadas centenas de toxinas, senod que pode provocar morte se as toxinas não forem removidas por TSR

v

17

V/F
As [] séricas de ureia e creatinina contribuem para muitos dos sinais/sintomas do síndrome urémico, mas não são utilizadas para avaliar a capacidade excretora do rim

falso
são utilizadadas para avaliar a capacidade excretora do rim, mas não contribuem para muitos dos sinais/sintoms do sind. uremico

18

V/F
Na DRC ocorre síndrome de desnutrição-inflamação-aterosclerose/calcificação que contirbui para a aceleração da doença vascular e aumento da incidência de co-morbilidades associadas

v

19

V/F
Redução na TFG não se acompanha necessariamente de redução da excreção urinária de potássio

v

20

V/F
A suplementação alcalina na DRC pode atrasar a progressão da DRC

v

21

A _____________ É A principal causa de mortalidade e morilidade em qualquer estadio da DRC

doença cardiovascular

22

Diga os fatores de risco para DRC

mnemónica do mandela, são 13, ouvir a gravação

23

V/F
Embora haja diminuição da TFG com a idade, uma diminuição da TFG significa uma verdadeira perda de função renal, com todas as implicações associadas ao respetivo estadio de DRC

v

24

O hiperaparatiroidismo secundário leva ao aumento do turnover ósseo, provocando o/a ________ (aumento/diminuição )da síntese de FGF-23 pelos _________

aumento;osteócitos

25

Os níveis de FGF-23 estão __________ no estadios iniciais de DRC, mesmo antes de haver retenção de fosfato e hiperfosfatémia

aumentados

26

V/F
Há benefício claro comprovado no tto da HTA no atraso da progressão da DRC

falsonão há

27

V/F
Em doentes em hemodiálise com anemia deve ser feita a suplementação com ferro IV durante a diálise, embora possa aumentar a suscetibilidade a infeções bacterianas

v

28

Em mulheres com DRC, na presença de uma TFG __________ ml/min há uma elevada taxa de aborto espontaâneo e apenas 20% das gestações são bem sucedidas

40

29

V/F
A dermopatia fibrosante nefrogénica ocorre muito raramente nos doenets com DRC expostos ao gadolínio (contraste usado na RM)

v

30

V/F
Em doentes no estadio 2 deve minimizar-se a exposição ao gadolínio

falso estadio 3

31

V/F
Em doentes no estadio 4-5 deve evitar-se a exposição ao gadolínio, exceto se medicamente necessário

v

32

A PA alvo em doentes com DRC e proteinúria é de ________mmHg

130/80

33

V/F
O risco de agravemnto da função renal está intimamente relacionado com os níveis de albuminúria

v

34

V/F
A hipertrofia e a hiperfiltração dos nefrónios (após lesão provocada pelos mecanismos desencadeadores) são mecanismos de progressão de doença

v

35

V/F
A hipertrofia e a hiperfiltração dos nefrónios (após lesão provocada pelos mecanismos desencadeadores) são consequências comuns a longo prazo na diminuição do número de nefrónios

v

36

V/F
Basta existirem variantes do APOL1 que o indivíduo desenvolve a doença

falso
embora existam variantes do APOL1 que aumentem o risco de desenvolver DRC, é necessário haver um desencadeante ambiental p iniciar a doença

37

O declínio médio anual normal da TFG é de ______

1ml/min/1,73m2 por ano

38

Na 3ª década de vida, o valor máximo da TFG é de __________

120

39

Aos 70 anos o valor médio da TFG é de ________________

70

40

V/F
Um doente idoso com fç renal compatível co DRC 2 ou 3, que apresente adicionalmente uma diminuição da TFG, HTA descontrolada e proteinúria tem indicação p ser referenciado ao nefrologista

v

41

V/F
No estadio 5 da DRC, há acumulação de toxinas que leva a alterações importantes na vida diária e bem-estar, n estado nutricional e na homeostasia hidroeletrolítica - associados à sindrome urémica

v

42

V/F
Na ausência de evidência de doença glomerular ou tubulointersticial primária a DRC é frequentemente atribuída à HTA

v

43

V/F
A síndrome urémica leva ao aumento do PCR e outros marcadores de fase aguda

v

44

A síndrome urémica é caracterizada por 3 esferas: falência da excreção renal, comprometimento ou supressão das funções metabólicas do rim e ______________

aumento da inflamação sistémica

45

V/F
A uremia está associada distúrbios funcionais em virtualmente todos os sistemas orgânicos

v

46

A hiponatrémia ________(não é/é) comum na DRC, respondendo frequentemente à restrição de água

não é comum

47

V/F
Na maioria dos doentes com dRC estável, há um ligeiro aumento do sódio e água corporais totais

v

48

V/F
No tto de distúrbios da homeostasia de sódio e da água, nos estadios 3-5 da DRC os diurétios de anda têm menor utilidade que as tiazidas

falso
as tiazidas têm pouca utilidade, em x de diuréticos de ansa

49

V/F
A redução da TFG apresenta necessariamente redução concomitante da excreção urinária de K+

falso
não necessariamente

50

Uma hipercaliémia desproporcional à TFG pode ser causada por (5 causas)

v

51

A hipocaliémia ______(é/não é) comum na DRC

não é

52

A acidose metabólica _______(é/não é) comum na DRC avançada

é

53

V/F
Na DRC aumento da retenção de aniões dos ácidos orgânicos leva a uma acidose metabólica com aumento do gap aniónico

v

54

V/F
Em estadios precoces de DRC a acidose metabólica apresenta aumento do gap aniónico, sendo que em contexto de progressão da DRC, a acidose metabólica não tem aumento do GA

falso
precoces não apresenta aumento do AG
progressiva: aumenta o anion gap

55

V/F
Em doentes com DRC, a acidose metabólica é ligeira, na maioria dos casos, com um pH raramente abaixo de 7,35

v

56

V/F
EM doentes com DRC, a acidose metabólica é geralmente corrigida com suplementação com bicarbonato de sódio, podendo atrasar a progressão da DRC, sendo recomendada quando os níveis de HCO3- séricos são inferiores a 20-23 mmol/L

v

57

V/F
A nefropatia com perda salina é rara na DRC

v

58

V/F
Só se deve fazer restrição de ingestão de água no caso de hiponatrémia

v

59

V/F
A DRC pode levar ao aumento do turnover ósseo e à subida dos níveis de PTH

v

60

V/F
Na DRC, pode haver osteíte fibrose quística, uma lesão clássica do hiperparatiroidismo secundário

v

61

V/F
As alterações induzidas pelo hiperparatiroidismo secundário começam quando a TFG é inferior a 60mL/min

v

62

V/F
Níveis elevados de FGF-23 são um FR independente para HVE e mortalidade em doentes com DRC, dialisados ou transplantados renais

v

63

V/F
Níveis elevados de FGF-23 podem ser indicativos de necessidade terapêutica interventiva (como a restrição de fosfato), mesmo na presença de níveis séricos de fosfato normais

v

64

V/F
Há uma forte associação entre hiperfosfatémia e aumento da taxa de mortalidade cardiovascular em doentes com DRC estadio 5 e mesmo em estadios mais iniciais de DRC

c

65

V/F
A heparina é um fator de risco para calcifilaxia

falso
a varfarina

66

V/F
Em caso de calcifilaxia por varfarina, deve-se suspender o fármaco e substitui-lo por outros anticoagulantes

v

67

V/F
Na DRC; os níveis alvos de PTH são entre 150 a 300 pg/ml

v

68

V/F
Níveis muito baixos de PTH podem provocar doença óssea adinâmica e possíveis consequências como # e calcificação ectópica

v

69

V/F
Os doentes com DRC têm risco aumentado de doença CV, comparativamente à população geral, independentemente do sexo/idade podendo ser entre 10 a 200x superior, dependendo do estadio da doença

v

70

V/F
A maioria dos doentes com DRC morre por doença CV sem atingiro estadio 5

v

71

V/F
No estadio 5, 30-45% têm complicações cardiovasculares avançadas

v

72

V/F
A HTA é uma das complicações mais raras da DRC, embora comece nos estadios iniciais da DRC

falso
mais comuns
começa estadios inicias da DRC

73

V/F
Em doentes em diálise, a presença de FR tradicionais está associado a pior prognóstico

falso
melhor prognóstico

74

V/F
A presença de PA baixa, IMC reduzido e hipolipidémia na DRC avançada indica um estado avançado de desnutrição-inflamação com mau prognóstico

v

75

V/F
O principal objetivo do controlo da PA na DRC é evitar complicações extra-renais da HTA

v

76

V/F
Em doentes com DRC ou DM, com proteinúria superior a 1g/24h, a PA alvo é igual ou inferior a 130/80 mmHg sem causar efeitos colaterais impeditivos

v

77

V/F
O tto de primeira linha na HTA é a restrição de sal

v

78

V/F
Na doença renal, o papel dos fatores de risco cardiovasculares tradcionais é mais importante que o da inflamação

falso
ao contrário

79

As causas mais comuns de DRC avançada são ___________ e ______

DM e HTA

80

A ___________ é a causa de morte mais comum no doente dialisado

doença cardiovascular

81

V/F
O controlo dos FR tradicionais e não-tradicionais tem efeito comprovado na população geral, mas poucas evidências de benefício nos doentes com DRC avançada, especialmente em dialisados

v

82

V/F
O uso de estatinas apresenta benefício comprovado na DRC avançada

falso
não apresenta

83

Assinale a(s) verdadeira(s)
1. O derrame pericárdio pode ser detetado pela ecografia e frequentemente evolui para tamponamento
2. Derrame pericárdio pode ser assintomático
3. Não há pericardite sem derrame significativo
4. A pericardite urémica é indicação absoluta para iniciar ou intensificar diálise urgente

2+4

84

V/F
No caso de pericardite urémica, a hemodiálise deve ser realizada sem heparina devido à propensão para hemorragia no líquido pericárdio

v

85

A anemia normocítica normocrómica é uma complicação que surge a partir do estadio _____ da DRC

3

86

V/F
A anemia e a resistência aos agentes estimuladores da eritropoiese exógenos está associada a mau px

v

87

V/F
Devem estar presentes reservas de ferro medulares antes de iniciar o tto com ESA na anemia da DRC

v

88

Assinale a(s) verdadeira(s):
1. O tto da anemia com ESA aumenta o risco de eventos tromboembólicos e uma progressão mais rápida para a diálise
2. Os efeitos da melhoria dos sintomas da anemia devem ter em consideração os riscos cardiovasculares
3. A normalização completa da concentração da hemoglobina traz benefício adicional na DRC
4.Os níveis alvos da hemoglobina na anemia, em DRC, são entre 10 e 11,5 g/dL

1+2+4

89

V/F
Os novos anticoagulantes orais são todos eliminados, parcialmente, por via renal e por isso é necessário um ajuste da dose com a diminuição da TFG

v

90

Assinale a(s) falsa(s) acerca da neuropatia na DRC
1. As manifestações clínicas subtis da doença neuromuscular urémica são geralmente evidentes no estadio 3 de DRC
2. A neurop. periférica tem um padrão de afeção inicial dos nervos motores, membros superiores e segmentos distais
3. A neurop. periférica é clinicamente detetável no estadio 4, sendo q anormalidades eletrofisiológicas e histológicas aparecem em estadios inicias mais precoces
4. A existência de neurop. periférica sem outra causa é indicação para iniciar TSR

3

91

V/F
A baixa ingestão de proteínas é comum na DRC avançada

v

92

V/F
A desnutrição proteico-calórica é indicação para iniciar a terapêutica de substituição renal, devendo-se fazer uma avaliação da desnutrição a partir do estadio 4

v

93

Na DRC a glicemia em jejum está geramente ______ ou ligeiramente __________

normal ou ligeiramente aumentada

94

V/F
na DRC a intolerância ligeira à glicose não requer tto específico

v

95

V/F
A utilização de metformina está CI quando a TFG é inferior a 20% do normal

falso
inferior a 50% do N

96

Assinale a(s) falsa(s) em relação à DRC:
1. Nas mulheres com DRC, as anomalias menstruais, infertilidade e abortos são comuns
2. Muitas das anomalias das homronas sexuais melhoram ou desaparecem com a TSR,
3. Em diáise a pele já não fica pigmentada
4. O tto do prurido deve-se excluir outros distúrbios não relacionados como escabiose
5. O tto da hipocalcémia deve ser feito em deontes com prurido pois esta pode estar na sua origem

3+5

97

V/F
A dermopatia fibrosante nefrogénica é exclusiva de LRA

falso de DRC

98

V/F
A HTA pode causar DRC ou ser uma consequência da doença (que é + frequente)

v

99

V/F
Ao exame físico, a presneça de asterixis e atritio pericárdico indica síndrome urémico, se não poder ser atribuído a outras causas

v

100

V/F
A eletroforese de proteínas séricas e urinárias pode ser usada na pesquisa de MM, devendo ser feita emt todos os doentes com idade superior a 50 anos e DRC inexplicável

falso
idade > 35 anos

101

V/F
Na maioira dos casos de DRC por nefropatia de refluxo, o refluxo já regrediu e mesmo que presente a sua correção não melhora a função renal

v

102

Assinale a(s) verdadeiras em relação à DRC:
1. O controlo da hipertensão intra-glomerular é importante no atraso da DRC
2. O atraso da progressão da DRC está fortemente associado à redução da proteinúria
3. Na reavaliação de exames radiográficos contrastados, deve-se fazer profilaxia da nefropatia de contraste
4. Quanto mais eficaz for a redução da proteinúria, maior é a proteção contra a diminuição da TFG

todas v

103

V/F
Se poliartrite, febre, erupcção cutânea deve ser assumido que a insuficiência renal é parte de uma doença sistémica aguda

v

104

Assinale a(s) falsas acerca de DRC:
1. A combinação de IECa e ARA está associado a maior incidência de LRA e de eventos cardíacos adversos
2. Podem ser usados BCC dihidropiridinas por terem ação anti-proteinúria e renoprocterora
3. O ajuste posológico é desnecessário em fármacos excretados > 70% por via hepática

v

105

saber as indicações para RSR

v

106

V/F
há uma clara associação entre diálise precoce e aumento da sobrevida, devendo iniciar-se programas educativos quando atingem pelo menos o estadio 4

falso

107

V/F
A doença renal terminal é o estadio 5 da DRC

v

108

V/F
O aumento do SRAA favoreve a hiperfiltração adaptativa inicial, mas leva ahipertrofia e esclerose mal adaptativas posteriores

v

109

V/F
a [creatinina] e a [uremia] não contribuem para muitos dos sinais/sintmas do sind. uremico

v

110

V/F
A sindrome urémica diminui os marcadores negativos de fase aguda como a albumina e a fetoína

v

111

V/F
A retençaõ de fosfato provocada pelo hiperparatiroidismo secundário induz o aumento de síntese de FGF pelos osteoclastos

falso
pelos osteócitos

112

V/F
A falência renal diminui a sintese de calcitriciol q diminui o calcio ionizado serico e auemtna a sintese de pTH levando ao aumento das paratiróides

v

113

Saber os fatores de risco classico e nao classicos para doença vascular em doentes com DRC

v

114

V/F
A HTA está associada desfechos adversos como hipertrofia ventricular e deterioração mais precoce da fç renal, sendo que existe uma correlação entre o nível de PA e a taxa de progressão de dç renal diabética e não diabética

v

115

V/F
A anemia da DRC pode advir de diatese hemorragica, defice de ferro, hiperparatiroidismo (fibrose medular e inflamação crónica

v

116

V/F
O tto da anemai com ESA aumento o risco de AVC em doentes com HTA

falso
em doentes com DM tipo 2

117

V/F
O prurido é frequentemente persistente na dialise, embora muitas das anomalias cutâneas melhorem

v

118

A profilaxia de exames radiográficos constratados passa por (assinale a falsa):
1. evitar a hipovolémia
2. Minimizar o volume de ocntraste
3. escolher agene com menor potencial nefrotóxico
4. administrção cuidadosamente bicarbonato e acido piroglutamico

4 - bicarbonato + n-acetilcisteina