compica insuf hepat Flashcards Preview

hepato > compica insuf hepat > Flashcards

Flashcards in compica insuf hepat Deck (118)
Loading flashcards...
1

quais complicações associadas a insuficiência hepatocelular

1- encefalopatia hepática
2- sd hepatorrenal
3- sd hepatopulmonar
4- coagulopatia
5- osteoporose
6- carcinoma hepatocelular
7- sd hipertensão portal

2

definição e patogênese da encefalopatia hepática

alteração do estado mental e da função cognitiva na presença de insuficiência hepática provocada por neurotoxinas que derivam do intestino e que não são removidas pelo fígado pela redução hepatocitos ou shunt vascular que leva essas substancias ao cérebro.

3

fatores predisponentes a Encefalopatia Hepatica (EH)

1- infecções e PBE
2- diuréticos alça/tiazidicos
(por provocarem alcalose e hipoK+)
3- alcalose metabólica
(NH4 é convertido em NH3 pelo pH alcalino)
4- HipoK+
5- sangramento digestivo (HDA)
6- constipação
7-dieta hiperproteica

OBS.: todo paciente com ascite e encefalopatia deve ser investigado para PBE mesmo na ausência de sinais infecciosos

4

quadro clinico e estagio da encefalopatia hepática (EH)

Estágio 1 : leve perda atenção e tremor leve ;

Estágio 2: letargia, disartria, flapping evidente

Estágio 3: hiperreflexia, sonolencia ou torpor voz arrastada

Estágio 4:coma e descerebração

5

principal substancia associada ao quadro de encefalopatia hepática (EH) ? qual relação da gravidade?

Amônia (NH4)

Derivada do catabolismo proteico realizado por bactérias colônicas que em conduções normais seria metabolizada pelo figado e eliminada.

os níveis de amônia não tem correlação com a gravidade

6

sobrevida em 1 ano após o primieor quadro de Encefalopatia hipertensiva (EH)

40%

7

diagnostico diferencial de EH

-AVC
-tumor cerebral
-hipoglicemia ou hiperglicemia
-hipocalemia
-intoxicação exógena

8

tratamento da EH (encefalopatia hepática)

1- remoção e identificação fatores desencadeantes
-HEMORRAGIA DIG
- OBSTIPAÇÃO
- ITU, PNM, PBE
- BZD, OPIOIDE, DIURETICO
2- lactulose (30mL 2/2h até promover 2-3 evacuações pastosas e depois 8/8h) leva acidificação colonica
4- Rifaximina VO ou Neomicina VO ou Metronidazol VO (visando reduzir flora bacteriana. Neomicina tem nefro e ototoxicidade; Metronidazol tem neuropatia)
5- suporte nutricional (glicose 15-20%, vitaminas complexo B e C, preferir proteínas de origem vegetal para 20g/dia) usar parenteral se grau 3 ou 4 pelo risco de broncoaspirar

SE ENCEFALOPATIA 3 OU 4 : DIETA ZERO POR 24-48H e reintroduzir com recuperção


tto definitivo: TRANSPLANTE HEPÁTICO

9

DEFINIÇÃO de sd hepatorrenal

IRA pré renal que não responde a volume e que não possui qualquer alteração do parênquima renal ocorre devido vasodilatação periférica pelo acumulo de vasodilatadores (alem da redução da Pcoloidosomotica pela deficiência de albumina, o que diminui volume intravascular e contibui para edema periferico) e diminuição do volume arterial efetivo que interfere na perfusão tecidos, uma hipovolemia relativa especialmente no leito esplacnico e isso desencadearia resposta adrenérgica com vasoconstricção renal para evitar perda água pela urina, o que prejudicaria ainda mais a perfusão periferica.

Túbulos renais ávidos reabsorvem sódio e água levando a menor excreção urinaria de sódio e água alem de hiponatremia dilucional pela ação adicional do aDH

Mortalidade até 80%

10

suspeitar de sd hepatorrenal diante de paciente hepatopata com....

Ascite + oliguria (< 0,5 L/dia) ou elevação excretas nitrogenadas

1-Excluir drogas nefrotoxicas e outras causas de IRA por hipovolemia secundaria a HDA ou diuretico
2-Hiponatremia dilucional (< 130)
3-Na+ urina < 10

11

critérios diagnosticos de sd hepatorrenal (SHR)

1-Hepatopatia avançada e Hipertensão portal
2- aumento Cr maior ou igual 0,3mg/dl em 48h
3-Ausência melhora Cr com expansão albumina e após a retirada de diuretico por pelo menos 2 dias ou desidratação apesar do uso de albumina na tentativa de melhorar volume arterial efetivo
4- Na+urinario < 10
5- Hematuria < 50 e ptn urina < 500mg/d
6- Rim sem alterações histopatologicas
7- ausencia de choque, droga nefrotoxica

12

tratamento da Sd hepatorrenal (SHR)

vasoconstricção esplacnica + aumentar volume arterial efetivo

ALBUMINA IV
+
TERLIPRESSINA/NORA IV
(2mg EV de 4/4 h)/(0,5-3mg/h)
+
TRANSPLANTE HEPÁTICO

13

sindrome hepatorrenal tipo 1 possui valores Creatinina

> 2,5

Em menos de 2 semanas
Mortalidade alta em 15dias

14

qual fisiopatologia da sindrome hepatopulmonar

vasodiltaçaõdos capialres pulomares devido a fisiopatologia da dça hepativa (vasodilatação)
--->
passagem de muitas hemacias pelos capilares
---->
passam muito e muito rapido = pouca oxigenaçaõ
---->
cianose, baqueteamento, dispneia, platipneia

15

qual alteração da coagulaçao esperada em apcientes com disfunção hepatica e como se manifesta laboratorialmente

redução sintese de fatores de coagulação, entre eles o Fator VII

ALARGAMENTO DO TAP

16

O alargamento do TAP nos hepatopatas pode ter mais de uma causa? quais ?

1- redução sintese fatores
2- colestase (menor secreção bile e menor absorção de vitamina lipossoluvel como a k)

17

como diferenciar alargamento do TAP po deficiencia de vit k ou por disfunção hepatica pura ?

COLESTASE: achados de acolia fecal e icterica ou prova terapeutica com vitamina K em dose unica e coleta de novo TP/INR 24h depois

18

qual explicação de osteoporose nos apcientes com hepatopatia

devido a colestase = menor absorção de vitamina D lipossolúvel

TRATAR BIFOSFONADOS

19

CIRROSE PREDISPOE NEOPLASIA....

CARCINOMA HEPATOCELULAR

20

topografia anatômica da veia porta

altura de L2
atrás do colo pancreático

21

sinusoides hepáticos são

capilares altamente fenestrados percorrem espaços entre hepatocitos em direção a veia centro lobular e daí para a veia hepatica em direação ao coração

22

valor de pressão no sistema porta para hipertensão portal

> 5mmHg

23

pressão no sistema porta que permite surgimetno de varize esofagicas ?e quando há rotura ?

a) 10mmHg
B) 12 mmHg

24

causas de hipertensao portal

1- OBSTRUÇÃO a fluxo na VMS ou esplênica secundaria a fibrose
2- HIPERFLUXO esplâncnico pela vasodilatação neste leito

25

consequencias de hipertensao portal

1- ascite
2- esplenomegalia
3- varizes esófago
4- encefalopatia hepática

26

classificaçaõ de hipertensão portal

1- pré-hepática
2- intra-hepática
3- pós-hepática

27

causas de hipertensão portal pre-hepatica por trombose veia porta

TROMBOSE DE VEIA PORTA :
1-trombofilias
2-trauma abdominal
3-cirrose

28

vaso venoso que drena sangue esofago e estomago e que drena para a Veia porta

Veia gástrica esquerda

29

clinica da hipertensão portal pré hepática

varizes esofagogastricas sangrantes

se dor abdominal: estensão para VMS

30

diagnostico de trombose veia porta/ hipertensão pré-portal

USG abdome com doppler
(fluxo hepatofugal)