HPIM 228 - ECG Flashcards Preview

Cardiologia MJRS > HPIM 228 - ECG > Flashcards

Flashcards in HPIM 228 - ECG Deck (15):
0

O vector de despolarização da aurícula normal tem orientação:

Para baixo e para a esquerda

1

A junção AV é constituída por:

No AV.
Feixe de HIS

2

Repolarização auricular é visível apenas no contexto de:

Pericardite aguda
Enfarte auricular

3

V/F
Quando a massa muscular subjacente ao eléctrodo é mais espessa, a voltagem registada é maior

Verdadeiro

4

Onda P normal:

Positiva em II
Negativa em aVR
Bifasica em V1

5

O que e a zona de transição e onde se encontra?

De v1 a v6 há progressão da onda R e diminuição da amplitude da onda S.
A zona de transição e quando r=s, normalmente v3 ou v4

6

Desvio esquerdo do eixo:

Variante do normal
Hipertrofia ventricular esquerda
Enfarte inferior
Bloqueio do fascículo anterior esquerdo
Bloqueio de ramo esquerdo

7

Desvio direito do eixo: (8)

Variante do normal (crianças e adultos jovens)
Sobrecarga do VD (aguda ou crónica)
Enfarte lateral (VE)
Bloqueio do fascículo posterior esquerdo
Bloqueio de ramo direito
Troca dos elétrodos
Dextrocardia
 Pneumotórax esquerdo

8

↑ da onda U ocorre com:

Antiarrítmicos: dofetilide, amiodarona, sotalol, quinidina, procainamida, disopiramida, etc
Hipo[K+]

9

Onda U muito proeminente aumenta a susceptibilidade a:

Susceptibilidade para torsades des pointes (↑muito acentuado)

10

Inversão da onda U nas precordiais - Sinal de ?

Isquemia

11

Sobrecarga auricular direita no ECG:

Aumento na amplitude da onda P (=>2.5mm)

12

Anomalia auricular esquerda com  ↑ AE ou atrasos de condução AE mostra no ECG:

V1 → Onda P bifásica com componente negativo alargado

II → Onda P alargada (≥ 120ms) e frequentemente entalhada em uma ou mais derivações dos membros

13

Sobrecarga de volume (CIA tipo ostium secundum) no ECG:

Desvio direito do eixo
Padrão de bloq de ramo direito (rSr')

14

Hipertrofia Ventricular esquerda ECG:

Ondas R altas nas derivações pré-‐cordiais esquerdas + Ondas S profundas nas derivações pré-‐cordiais direitas SV1+ (RV5 ou RV6) > 35 mm
Padrão de strain VE (infra ST e inversão T em derivações com R proeminentes)
↑ voltagem derivações dos membros (RaVL + SV3 > 20 mm ♀ e >28 mm ♂), mesmo sem critérios hipertrofia nas derivações pré-‐ cordiais