Botânica - Raiz, Caule e Folha Flashcards Preview

Biologia > Botânica - Raiz, Caule e Folha > Flashcards

Flashcards in Botânica - Raiz, Caule e Folha Deck (59):
1

Tipos de movimento observados nas raízes

- Geotropismo positivo
- Hidrotropismo positivo
- Fototropismo negativo

2

Principais funções das raízes

- Absorção de água e sais minerais
- Fixação
- Condução de seiva
- Reserva nutritiva

3

Origem embrionária da raiz

Radícula.

4

Classificação das raízes quanto ao ambiente em que se desenvolvem

- Aquáticas
- Subterrâneas
- Aéreas

5

Quais são as quatro partes que, no geral, dividem as raízes?

- Coifa ou Caliptra
- Zona de crescimento ou Zona lisa
- Zona pilífera ou Zona de absorção
- Zona de ramificação ou Zona suberosa
- Colo ou Coleto

6

Qual é a origem da coifa? E sua função?

A coifa se origina de um meristema primário (caliptrogênio).
Sua função é a de proteger a raiz do atrito com o solo enquanto ela cresce.

7

Quais são as três subdivisões da Zona de Crescimento da raiz?

- Zona meristemática: divisões celulares
- Zona de alongamento: aumento de volume celular
- Zona de maturação: diferenciação celular

8

Qual é a origem dos pêlos presentes na zona pilífera? Qual sua função?

Os pêlos tem origem epidérmica.
Sua função é aumentar a superfície de absorção da raiz.

9

Que característica distingue as células da raiz na Zona de Ramificação?

As células são impregnadas com suberina.

10

Qual é a origem das raízes secundárias? E sua função?

As raízes secundárias, que crescem na zona de ramificação, tem origem endógena no periciclo. Elas apresentam todas as divisões observadas na raiz principal.
As raízes secundárias tem como função a fixação da planta, além de ajudar na absorção de água e nutrientes.

11

Quais são as características da região chamada de Colo?

O colo é a região de transição entre a raiz e o caule, e portanto apresenta tecidos dos dois orgãos.

12

Quais são os tipos de raiz subterrânea?

- Axial ou pivotante
- Fasciculada ou cabeleira
- Tuberosa

13

Características das raízes axiais/pivotantes

- Eixo principal maior e perpendicular ao solo
- Ramificações menores (radicelas)
- Presente em dicotiledôneas e gimnospermas

14

Exemplos de raiz axial/pivotante

Pinheiro e feijão.

15

Características das raízes fasciculadas/cabeleira

- Não há distinção entre a principal e as secundárias
- Se originam de pontos muito próximos
- Não se aprofundam
- Plantas de pequeno porte (monocotiledôneas)

16

Exemplos de raiz fasciculada/cabeleira

Arroz, trigo e grama.

17

Características das raízes tuberosas

- Armazenam substâncias de reserva
- Podem ser tanto pivotantes quanto fasciculadas

18

Exemplos de raízes tuberosas

- Pivotantes: cenoura, beterraba, rabanete
- Fasciculada: Mandioca

19

Qual é a principal característica das raízes aéreas?

A maioria é classificada como adventícia, ou seja, se origina diretamente do caule, e não da radícula do embrião.

20

Tipos de raiz aérea

- Suportes ou Escoras
- Cintura
- Estrangulantes
- Respiratórias ou Pneumatóforas
- Sugadoras ou Haustórios
- Tabulares
- Grampiformes

21

Principais características e exemplos de raízes do tipo suporte

São adventícias e auxiliam na sustentação da planta.
Exemplos: Milho, plantas de Mangue.

22

Característica e exemplos de raiz do tipo cintura

São características de plantas epífitas, como as bromélias e orquídeas.

23

Características e exemplo de raiz estrangulante

São raízes de plantas não parasitas, que acabam matando a planta suporte devido ao seu desenvolvimento em espessura. Exemplo: cipó-mata-pau.

24

Características das raízes respiratórias

- Geotropismo negativo
- Função de arejamento
- Comum em solos alagados e com baixo teor de oxigênio
- Desenvolvem-se a partir de raízes secundárias
- Tem orifícios denominados pneumatódios, onde ocorrem as trocas gasosas

25

Características das raízes sugadoras

- Penetram no sistema vascular da planta que se apoia.
- Plantas hemiparasitas: usam seiva bruta da planta hospedeiro para realizar fotossíntese (Ex: erva-de-passarinho).
- Plantas holoparasitas: coletam diretamente a seiva elaborada dos hospedeiros (Ex: cipó-chumbo).

26

Características e exemplo de raiz tabular

- Crescem a partir do caule de plantas de grande porte
- Aumentam estabilidade
- Auxiliam na respiração em solos pobres em oxigênio
Exemplo: Flamboyant

27

Características e exemplo de raiz grampiforme

- Auxiliam a fixação de plantas trepadeiras
- Brotam dos caules
- Produzem uma substância cimentante
Exemplo: Hera

28

Características e exemplos de raízes aquáticas

- Podem ou não ser submersas
- Parênquima aerífero bem desenvolvido para auxiliar na flutuação e aeração da planta
Exemplos: Aguapé, Vitória-Régia

29

Funções do caule

- Sustentar ramos, folhas e frutos
- Elevar folhas em direção à luz
- Distribuir seiva

30

Movimentos vegetais observados no caule

- Geotropismo negativo
- Hidrotropismo negativo
- Fototropismo positivo

31

Classificação dos caules de acordo com o tipo de ramificação

- Monopodial: eixo principal + ramos secundários
- Simpodial: sem eixo principal

32

Qual a diferença no crescimento dos ramos em caules monopodiais e simpodiais?

Nos caules monopodiais, os ramos secundários tem crescimento ilimitado, devido à presença de meristema primário em suas gemas.
Nos ramos simpodiais, o crescimento é limitado, sendo que quando um para de crescer, outro ramo se origina.

33

Classificação dos caules de acordo com o ambiente de desenvolvimento

- Aéreos
- Aquáticos
- Subterrâneos

34

Partes do caule

- Gema apical
- Gemas laterais
- Nó
- Entrenó

35

Função da gema apical no caule

Crescimento em extensão da planta, devido à presença de meristema primário.

36

Função das gemas laterais no caule

Desenvolvimento de ramos, botões florais e raízes.

37

Função do nó

Região com meristema primário de onde brotam as folhas.

38

Tipos de caule aéreo

- Ereto
- Trepador
- Rastejante

39

Caule aéreo ereto do tipo Tronco

Lenhoso, com ramificações desde a base. Presente em angiospermas dicotiledôneas e gimnospermas.
Ex: Mangueira, Pessegueiro.

40

Caule aéreo ereto tipo Estipe

Cilíndrico, alongado e com ramificações apenas no ápice.
Ex: Coqueiro, Palmeira.

41

Caule aéreo ereto tipo Colmo

Cilíndrico, com divisão de nós e entrenós bem nítida. Típico de monocotiledôneas.
Ex: Bambu (oco), Cana-de-açúcar (suculento).

42

Caule aéreo ereto tipo Haste

Pouco desenvolvido, flexível e geralmente clorofilado.
Ex: Couve, Salsinha.

43

Caule aéreo trepador tipo Sarmentoso

Apresenta elementos de fixação, como as gavinhas.
Ex: Chuchu, Uva.

44

Caule aéreo trepador tipo Volúvel

Se enrola no suporte pelo caule principal.
Ex: Feijão.

45

Caule aéreo rastejante

Cresce rente ao solo. O tipo mais comum é o estolão.
Ex: Morangueiro, Aboboreira, Grama.

46

Tipos de caule subterrâneo

- Rizoma
- Tubérculo
- Bulbo

47

Caule subterrâneo tipo Rizoma

Cresce horizontal em relação ao solo, emitindo brotos aéreos.
Ex: Gengibre, Bananeira, Samambaia.

48

Caule subterrâneo tipo Tubérculo

Intumescidos pelo acúmulo de reserva nutritiva. Não apresentam raiz.
Ex: Batata-inglesa, Inhame.

49

Caule subterrâneo tipo Bulbo

Eixo curto e achatado em forma de prato, envolvidos por folhas modificadas chamadas catáfilos.
Ex: Cebola (tunicado), Alho (escamoso), Palma (sólido).

50

Características do caule aquático

- Pouco desenvolvidos
- Geralmente clorofilados
- Parênquima aerífero
Ex: Vitória-régia.

51

Adaptações dos caules

- Espinhos e acúleos
- Caules cladódios: armazenam água e são clorofilados. Ex: Cacto.

52

Funções das folhas

- Fotossíntese
- Trocas gasosas
- Transpiração
- Gutação

53

Partes de uma folha completa

- Limbo
- Pecíolo
- Bainha
- Estípulas
- Nervuras

54

Tipos de folha incompleta

- Pecioladas: não tem bainha.
- Invaginante: a bainha "abraça" o caule, portanto não tem pecíolo.
- Séssil: não tem pecíolo nem bainha.

55

Classificação das folhas de acordo com a divisão do limbo foliar

- Simples: o limbo é uma única lâmina.
- Composta: a folha é dividida em folíolos.

56

Classificação das folhas de acordo com sua permanência no caule

- Perenifólias: as folhas permanecem na planta por um longo período.
- Caducifólias: as folhas caem a cada outono.

57

O que ocorre no fenômeno da heterofilia?

A planta tem dois ou mais tipos de folhas devido ao seu ambiente.

58

O que ocorre no fenômeno da anisofilia?

A planta tem folhas diferentes no mesmo ramo. Geralmente é uma mutação genética.

59

Adaptações em folhas

- Espinhos: evitam a perda de água e protegem.
- Brácteas: folhas coloridas que atraem agentes polinizadores.
- Catáfilos: folhas que envolvem caules subterrâneos, geralmente armazenam substância nutritiva.
- Esporófilos: como exemplo temos a samambaia.
- Insetívoras: presentes em plantas carnívoras.
- Coletoras: captam água da chuva.