Estudos Epidemiológicos Flashcards Preview

PREVENTIVA (RESIDENCIA) > Estudos Epidemiológicos > Flashcards

Flashcards in Estudos Epidemiológicos Deck (89):
1

Como os estudos epidemiológicos podem ser classificados quanto ao Tempo?

(1) Transversal: Pontual.
(2) Longitudinal: Ao longo do tempo.

2

Quais as três principais classificações do Estudo Ecológico?

(1) Agregado
(2) Observacional
(3) Transversal

3

Quais as três principais classificações da Série Temporal?

(1) Agregado.
(2) Observacional.
(3) Longitudinal.

4

Quais as três principais classificação do Ensaio comunitário?

(1) Agregado.
(2) Intervencionista.
(3) Longitudinal.

5

Quais os três principais estudos de Agregados?

(1) Ecológico.
(2) Série temporal.
(3) Ensaio comunitário.

6

Quais os três principais estudos Individuados?

(1) Inquérito.
(2) Coorte e caso-controle.
(3) Ensaio clínico.

7

Quais as três principais classificações do Inquérito?

(1) Individuado.
(2) Observacional.
(3) Transversal.

8

Quais as três principais classificações do Coorte/Caso-controle?

(1) Individual.
(2) Observacional.
(3) Longitudinal.

9

Quais as três principais classificações do Ensaio Clínico?

(1) Individual.
(2) Intervencionista.
(3) Longitudinal.

10

A "Falácia Ecológica" é encontrada em qual tipo de estudo?

Estudo ecológico.

11

Qual estudo é capaz de gerar suspeita, porém incapaz de confirma-las?

Estudo ecológico.

12

Qual estudo é ruim para investigação de doenças raras/longas?

Estudo de coorte.

13

Qual estudo é capaz de analisar várias doenças?

Estudo de coorte.

14

Quais as principais desvantagens do estudo de Coorte?

Caro, longo e vulnerável a perdas.

15

Qual estudo é capaz de definir riscos e confirmar suspeitas?

Estudo de coorte.

16

Qual estudo parte do fator de risco em direção à doença?

Estudo de coorte.

17

Qual o principal determinante para divisão de grupos no estudo de coorte?

Exposição ou não-exposição a um fator de risco.

18

Qual a principal característica que diferencia o estudo de Caso-Controle do estudo de Coorte?

Caso-controle é RETROSPECTIVO.

19

Qual o principal determinante para divisão de grupos no estudo de Caso-Controle?

Doentes e não-doentes.

20

Qual estudo é bom para investigação de doenças raras/longas?

Caso-controle.

21

Qual estudo é capaz de analisar vários fatores de risco?

Caso-controle.

22

Qual estudo é capaz de ESTIMAR riscos?

Caso-controle.

23

Quais as principais desvantagens do estudo de Caso-controle?

Maior vulnerabilidade a erros, pode apenas ESTIMAR riscos.

24

Qual estudo parte da doença em direção aos fatores de risco?

Caso-controle.

25

Qual o principal determinante para divisão de grupos no Ensaio Clínico?

Experimento e controle.

26

Quais as principais desvantagens do Ensaio Clínico?

Complexo, caro, longo e sujeito a perdas.

27

No que consiste o efeito Hawthorne?

Mudança comportamental na vigência de um observador.

28

No que consiste o efeito Placebo?

Terapia farmacologicamente neutra, porém capaz de exercer reações psicológicas.

29

Qual tipo de erro é evitado quando um estudo é considerado Controlado?

Erro de intervenção.

30

Qual tipo de erro é evitado quando um estudo é considerado Randomizado?

Erro de seleção/confusão.

31

Qual tipo de erro é evitado quando um estudo é considerado Mascarado?

Erro de aferição.

32

Qual a definição de EFICÁCIA?

Efeito sob condição ideal (controlada).

33

Qual a definição de EFETIVIDADE?

Efeito sob condição real (realidade).

34

Qual a definição de EFICIÊNCIA?

Equilíbrio entre custo e benefício.

35

Qual tipo de estudo é capaz de verificar a PREVALÊNCIA?

Estudos transversais.

36

Quais tipos de estudos são capazes de verificar a INCIDÊNCIA?

Estudos de Coorte e Ensaios.

37

Qual a principal medida de associação dos estudos de Caso-Controle?

Odds-Ratio (OR) ou Razão das Chances.

38

Como é calculado a Odds-ratio (OR)?

(ab)/(bc)
"ocorre antes do aparecimento da doença".

39

Qual a principal medida de associação dos estudos de Coorte?

Risco Relativo (RR).

40

Como é calculado o Risco Relativo (RR)?

Expostos/Ñ-expostos
OU
Expostos/Controle

41

Quais as principais medidas de associação do Ensaio Clínico?

(1) Risco Relativo (RR).
(2) Redução do Risco Relativo (RRR).
(3) Redução Absoluta do Risco (RAR).
(4) Número Necessário ao Tratamento (NNT).

42

Qual a principal medida de associação do Estudo Transversal?

Razão de Prevalência (RP).

43

Como é calculado a Redução do Risco Relativo (RRR)?

RRR = 1 - RR (%)

44

O que a Redução do Risco Relativo verifica?

Eficácia e efetividade.

45

Como é calculado a Redução Absoluta do Risco (RAR)?

RAR = Inc controles - Inc expostos (%)
(Maior - menor)

46

Como é calculado o Número Necessário ao Tratamento (NNT).

NNT = 1/RAR

47

Qual valor de RR/OR/RP indica fator protetor?

< 1.

48

Qual valor de RR/OR/RP indica fator de risco?

> 1.

49

Qual valor de RR/OR/RP não indica associação com fator de risco?

= 1.

50

Quais os três tipos principais de erro sistemático (viés)?

(1) Seleção.
(2) Aferição (informação).
(3) Confusão.

51

A VALIDADE e a ACURÁCIA de um estudo é dado pela ausência de que tipos de erros?

Erros sistemáticos (vieses).

52

A ausência de quais erros determinam a Precisão e a Confiança de um estudo?

Erros aleatórios (acaso).

53

Aleatórios (acaso) em estudos?

Intervalo de confiança (p).

54

O que representa a ACURÁCIA de um teste?

Proporção do número de acertos sobre o número total de resultados.

55

Como é calculado a ACURÁCIA de um teste?

(a+d)/(a+b+c+d)

56

Qual parâmetro de um teste é verificado para se detectar os não-doentes?

Especificidade.

57

Qual parâmetro de um teste é verificado para se detectar os doentes?

Sensibilidade.

58

Na tabela Teste x Doença, a SENSIBILIDADE é representada por qual coluna?

Coluna 1 (doentes).

59

Qual o objetivo da SENSIBILIDADE?

Detectar os verdadeiros positivos entre os doentes.

60

Qual o objetivo da ESPECIFICIDADE?

Detectar os verdadeiros negativos entre os não-doentes.

61

Como é calculado a SENSIBILIDADE de um teste?

(a)/(a+c) ou (VP)/(VP+FN)

62

Na tabela Teste x Doença, a ESPECIFICIDADE é representada por qual coluna?

Coluna 2 (não-doentes).

63

Como é calculado a ESPECIFICIDADE de um teste?

(d)/(b+d) ou (VN)/(FP+VN)

64

Qual o objetivo de um teste com ALTA SENSIBILIDADE?

Evitar falsos-negativos (doença letal).

65

Qual o objetivo de um teste com ALTA ESPECIFICIDADE?

Evitar falsos-positivos (estigmas).

66

Na tabela Teste x Doença, o VALOR PREDITIVO POSITIVO é representada por qual linha?

Linha 1 (resultados positivos).

67

Na tabela Teste x Doença, o VALOR PREDITIVO NEGATIVO é representada por qual linha?

Linha 2 (resultados negativos).

68

Qual o objetivo do VALOR PREDITIVO POSITIVO?

Verificar acertos entre os resultados positivos.

69

Como é calculado o VALOR PREDITIVO POSITIVO?

(a)/(a+b)

70

Qual o objetivo do VALOR PREDITIVO NEGATIVO?

Verificar acertos entre os resultados negativos.

71

Como é calculado o VALOR PREDITIVO NEGATIVO?

(d)/(c+d)

72

Quais parâmetros de um teste NÃO VARIAM diante das condições do seu emprego?

Sensibilidade e Especificidade.

73

Quais parâmetros de um teste VARIAM diante das condições do seu emprego?

Valores Preditivos Positivo e Negativo.

74

Quais as variações de VPP e VPN esperadas diante de uma doença altamente prevalente?

↑VPP e ↓VPN.

75

Quais as variações de VPP e VPN esperadas diante de uma doença pouco prevalente?

↓VPP e ↑VPN.

76

Um teste SENSÍVEL tem muitos FALSOS...

POSITIVOS.

77

Um teste ESPECÍFICO tem muitos FALSOS..

NEGATIVOS.

78

Um teste SENSÍVEL tem poucos FALSOS...

NEGATIVOS.

79

Um teste ESPECÍFICO tem poucos FALSOS...

POSITIVOS.

80

Um teste SENSÍVEL tem um alto VALOR PREDITIVO...

NEGATIVO.

81

Um teste ESPECÍFICO tem um alto VALOR PREDITIVO..

POSITIVO.

82

Erro Aleatório também pode ser chamado de...

Erro Amostral.

83

Erro Sistemático também pode ser chamado de...

Viés.

84

Grandes amostras populacionais reduzem o...

Erro Aleatório/Amostral.

85

Qual o melhor estudo para avaliar a INCIDÊNCIA e a HISTÓRIA NATURAL DAS DOENÇAS?

Coorte.

86

Como os estudos epidemiológicos podem ser classificados quanto a Investigados?

(1) População (Agregado)
(2) Indivíduos (Individuado).

87

Como os estudos epidemiológicos podem ser classificados quanto ao Investigador?

(1) Observacional.
(2) Intervencionista (Ensaio).

88

Como calcular o Risco Atribuível ao Fator (RAf)?

RAf = IE - INE.

89

Como calcular o Risco Atribuível à População (RAf%)?

IPop - INE / IPop.