Otorrinolaringologia Flashcards Preview

🧠 DERMATO/OFT/OTORRINO/PSIQ/ORTOP > Otorrinolaringologia > Flashcards

Flashcards in Otorrinolaringologia Deck (36):
1

Quais as causas de Nariz em Sela?

Idiopático, traumático, sífilis congênita, granulomatose de Wegener.

2

O Nariz Leonino está presente em qual Doença?

Hanseníase

3

Dentes de Hutchinson indica qual patologia?

Sífilis congênita

4

Linhas de Burton em cavidade oral, indica qual condição?

Intoxicação pelo Chumbo

5

Quais as indicações de Otoscopia?

Infecções do trato respiratório superior – irritabilidade – levar as mãos aos ouvidos (crianças pequenas) – febre – otalgia – dificuldade de dormir – otorreia – hipoacusia

6

Qual o objetivo da Otoscopia?

Observar o meato acústico externo livre, e, principalmente, a MEMBRANA TIMPÂNICA!

7

Como classificar a Membra Timpânica quanto ao Posicionamento?

(1) Neutra

(2) Abaulada

(3) Retraída

8

Como classificar a Membra Timpânica quanto à Translucência?

(1) Translúcida

(2) Opaca

9

Como classificar a Membra Timpânica quanto à COR?

(1) Âmbar

(2) Branca

(3) Amarela

10

O que devem ser visualizados na RINOSCOPIA ANTERIOR?

(1) Cornetos (ou conchas nasais) inferiores

(2) Cornetos médios,

(3) Septo Nasal

(4) Vestíbulo Nasal

(5) Meatos (inferior e médio)

11

No que consiste o Teste de Rinne para Avaliação Auditiva?

(1) Diapasão → Encostar o cabo no osso atrás do pavilhão auricular → se pct não ouvir = surdez de percepção (a transmissão óssea está inoperante).

(2) Após  → colocar o diapasão próximo à orelha. Caso paciente não ouça = surdez de condução (a transmissão aérea ao longo do meato está inoperante)

12

No que consiste o Teste de Weber para Avaliação Auditiva?

Diapasão→ ao iniciar a vibração → colocar no meio da cabeça do paciente → deve ouvir igualmente dos dois lados.

(2) Se pct referir que a D ouve muito melhor → ou surdez de condução a D ou surdez de Percepção do outro lado!

13

A Epistaxe Anterior provem de quais vasos? Quais as principais causas?

(1) Área de Little (plexo de Kiesselbach)

(2) 90% dos casos

(3) Causas principais: Trauma e Irritação

 

14

A Epistaxe Posterior provem da ruptura de qual vaso? Quais as principais causas?

(1) Origina-se nos Ramos Posterolaterais da Artéria Esfenopalatina

(2) 10% dos casos

(3) Causas principais: anticoagulantes, discrasias

 

15

Conduta na Epistaxe?

(1) Assegurar a via aérea

(2) Interromper sangramento e estabilidade hemodinâmica

(3) Descobrir a causa

16

Conduta na Epistaxe (Secundário)?

(1) Assoar o nariz

(2) Borrifar Oximetazolina (Afrin) - Vasoconstritor

(3) Compressão com o paciente sentado e fletido (30º.) – evitar broncoaspiração (pode-se utilizar gelo para ajudar na vasoconstrição e interrupção do sangramento)

17

Em caso de Epistaxe Anterior não responsivo às medidas iniciais, o que devo fazer?

Cauterização química ou elétrica -> se não conseguir: tampão

18

Em caso de Epistaxe Posterior não responsivo às medidas iniciais, o que devo fazer?

Cateter com balão ou Foley -> se não conseguir: ligadura da artéria esfenopalatina ou etmoide anterior

19

20

Quais os sintomas de Corpo Estranho na Orelha?

Assintomático – dor – prurido – agitação – hipoacusia – otorreia fétida

21

Qual o tratamento para Corpo Estranho na Orelha?

(1) Remoção imediata do corpo estranho, após manobras e posicionamento típicas da otoscopia.

(2) Formas: extração mecânica, irrigação e sucção

22

Como realizar Extração Mecânica de Corpo Estranho na Orelha?

Sob visualização direta, com ajuda de pinça de baioneta ou jacaré

23

Como realizar Sucção em caso de Corpo Estranho na Orelha?

Através de uma sonda de aspiração. Nova otoscopia após a sucção

24

Como realizar Irrigação em caso de Corpo Estranho na Orelha?

(1) Com o auxílio de um cateter e uma seringa de 60mL, deve-se irrigar de forma cuidadosa o canal auditivo

(2) Evita-se quando suspeita da presença de matéria orgânica

25

26

Em caso de Inseto Vivo na Orelha: o que fazer?

Matar o inseto (ex.: Lidocaína) para depois retirá-lo!

27

Quais os sintomas de Corpo Estranho Nasal?

Espirros – coriza – obstrução – dor – rinorreia unilateral fétida – cacosmia

28

Como retirar Corpo Estranho Nasal?

(1) Elevar a pressão no lado em que está presente o corpo estranho (pedir para o paciente ocluir o lado são e realizar uma expiração forçada; utilizar uma sonda)

(2) Utilizar pinças de preensão com o auxílio de um rinoscópio

29

Clínica de Corpo Estranho na Laringe?

Tosse – dispneia – estridor – dor torácica – taquicardia – taquipneia – tremor – ansiedade – agitação – afasia – cianose – hemoptise

30

Complicações do Corpo Estranho na Laringe?

  • Lesões das cordas vocais
  • Fístula laríngeo-esofágica
  • Laringite
  • Disfagia

31

Qual manobra evitar em caso de Corpo Estranho na Laringe?

  • TAPOTAGEM (manobra de dar tapas nas costas do paciente)

32

Qual manobra fazer em caso de Corpo Estranho na Laringe, fora do ambiente hospitalar?

Manobra de Heimlich: posicionar-se atrás do paciente → com a mão fechada posicionada no apêndice xifoide e a outra mão espalmada à movimentos de baixo para cima.

33

Clínica do Cerume?

Sensação de tamponamento – estalidos – redução da acuidade auditiva (hipoacusia)

34

Quais as indicações de retirar o Cerume?

Otalgia – hipoacusia – dificuldade em realizar otoscopia – desconforto auditivo – zumbido – tontura e vertigem – tosse crônica

35

Cuidados que devem ser tomados na retirada de Cerume do Ouvido?

(1) Realizar a otoscopia antes e depois do procedimento

(2) Nunca insistir no procedimento na vigência da dor

(3) Não utilizar muita pressão na lavagem

(4) Utilizar um soro aquecido

36

Contraindicações à Lavagem de Ouvido (cerume)?

  • Otite aguda
  • História de perfuração timpânica
  • História de cirurgia otológica
  • Paciente não cooperativo