6-Alterações No ECG Flashcards Preview

Fisiologia I- Clóvis > 6-Alterações No ECG > Flashcards

Flashcards in 6-Alterações No ECG Deck (61)
Loading flashcards...
1

Quando tem um ritmo sinusal?

Onda P < 110ms

Onda P < 0,25mV

Eixo da onda P entre -30° e 90°

2

O que é ritmo supraventricular?

Ritmo comandado pelos átrios

3

Quando o impulso está vindo do lado esquerdo e não do lado direito?

Porque vai contra a DII, ou seja, na derivação DII a onda P é negativa

4

Quais são os 3 tipos de arritmias?

De frequência

De condução

De formação

5

O que acontece quando inspira?

Diminui pressão torácica, aumenta retorno venoso, aumenta enchimento do átrio direito...aumenta a frequência cardíaca

6

O que é cronotropismo negativo?

Diminuição da frequência cardíaca

7

O que é marcapasso atrial irritante ou migratório?

Quando todas as ondas P estão diferentes um das outras e nenhuma se sobrepõe, ou seja, aparece mais vezes

8

O que é pausa sinusal?

Ausência de despolarização do nó SA por menos de 3 segundos

9

O que é parada sinusal?

Ausência de despolarização do nó SA por mais de 3 segundos

10

O que pode estar relacionado uma parada sinusal?

Podem estar relacionada a eventos de baixo débito, como síncope, palpitação e até morte

11

Como contar se é parada ou pausa?

Conta número de quadrados entre duas ondas R

Se quadradinhos, multiplica por 0,04s

Se quadrados, multiplica por 0,2

12

Como é dividido os bloqueios sinoatrial?

Em 1º grau

2º grau, que é divido em tipo I e tipo II

3º grau

13

Como se vê o bloqueio de sinoatrial de primeiro grau?

Não pode ser visto no ECG

14

Como se pode ver um bloqueio sinoatrial de grau 2º do tipo I?

Vai ter uma redução no intervalo RR, aumentar a frequência cardíaca, até a onda P desaparecer até ter subtamente um grande intervalo entre duas ondas R

Por mais que o tempo de condução no átrio aumenta cada vez mais, esse aumento é cada vez menor até que aja o bloqueio, que é quando o impulso meio que se perde

15

Como se identificar o bloqueio sinoatrial de 2º grau do tipo II?

A onda P aparece certinho, seguido do complexo QRS, mas quando é para aparecer novamente ela não aparece, e depois aparece de novo certinha

Não da pra diferenciar de uma bradicardia

16

O que é o bloqueio sinoatrial de 3º grau?

É o bloqueio sinoatrial total

Não a formação de onda P

É formado o impulso mas não consegue atravessar

É refletido como parada sinusal

17

Como é dividido o bloqueio atrioventricular?

1º grau

2º grau, subdividido em tipo I e tipo II

3º grau

18

Quais são os bloqueios atrioventricular benignos?

Grau 1º

Grau 2º, tipo I

19

Quais são os bloqueios atrioventricular malignos?

Grau 2º, tipo II

Grau 3º

20

O que acontece na onda P em relação enchimento do ventrículo?

É onde ocorre o enchimento lento dos ventrículos

Contração dos átrios

21

Por que deve ter uma distância entre a onda P e o início do complexo QRS?

Se o átrio tá contraindo, precisa de um tempo pro sangue chegar no ventrículo antes de começar a contrair o sangue

22

Qual é o tempo de intervalo PR? (Início da onda P até início da onda Q)

Entre 120ms e 200ms (no mínimo 3 quadradinhos ou máximo 5)

23

Qual é a região correspondente ao bloqueio de nó AV?

Intervalo entre fim da onda P e início do complexo QRS

24

Quais são as alterações no ECG de Bloqueio AV de 1º grau?

O intervalo entre o início da onda P e início do complexo QRS (intervalo PR) ser maior do que 200ms.

Segura o impulso do nó sinoatrial por mais tempo

Faz toda a função só demora mais tempo

25

Onde ocorre normalmente o Bloqueio AV de 2º grau, tipo I?

Depois que o impulso já foi passado normalmente no nó AV, tem um problema de condução nas suas porções inferiores do nó ou nas porções que compõem o feixe de His

26

O que ocorre com a onda P quando tem bloqueio de 2º grau, tipo I

A onda P aparece normalmente mas como diminuiu a velocidade, houve um bloqueio na passagem pro feixe de His e não aparece o complexo QRS

Depois volta ao normal

27

O que aparece mo ECG em Bloqueio de AV de 2º tipo I?

Intervalo PR cada vez maior

Complexos QRS vão ficando cada vez mais próximos (pois aumenta cada vez menos) até que tenha um bloqueio, dai o intervalo QRS fica muito grande, até que tenha uma onda P não sucedida por QRS

28

Qual é a diferença entre 2º grau tipo I e tipo II no ECG em relação ao intervalo PR(PQ)?

BAV2GI - PR tem aumento progressivo até que aja bloqueio

BAV2GII- PR normal não sucedida por QRS

29

Qual é a diferença entre 2º grau tipo I e tipo II no ECG em relação ao hissiano?

BAV2GI- Supra-hissiano

BAV2GII- infra-hissiano

30

O que o BAV2GII pode simular?

Pode simular um Bloqueio de ramo