Atendimento inicial ao politraumatizado Flashcards Preview

SVUE - Emergências - Raul > Atendimento inicial ao politraumatizado > Flashcards

Flashcards in Atendimento inicial ao politraumatizado Deck (29)
Loading flashcards...
1

1 - O que é a distribuição trimodal das mortes?

Primeiro pico - momento inicial do trauma(alta energia envolvida - lacerações, aorta rompida, coração, medula) Segundo pico - mortes causadas por mecanismos que poderiam ter sido resolvido(epidural, subdural, choque hipovolêmico, fraturas pélvicas). Terceiro pico - acometimentos tardios pós trauma(SEPSE, IMOS e outros).

2

2 - Imagem distribuição trimodal das mortes - tempo e outras características.

3

3- O que é triagem?

Eleger prioridade com os recursos disponíveis.

4

4- Quais são as três zonas e suas características?

Zona quente - epicentro do acidente, risco de novos eventos adversos, deve-se evitar recursos/pessoas nessa zona.
Zona morna - região mais seguro próxima ao evento, deve-se montar o posto médico nessa área para tratamento das vítimas mais graves.
Zona fria - região mais segura, onde se deve concentrar a maior parte dos recursos.

5

5 - Qual diferença entre catástrofe e desastre?

Catástrofes --> intempéries da natureza.

6

6- Qual o princípio de "exceder a capacidade de atendimento"?

Caso o número de vítimas exceda --> vou nos pacientes com maior chance de vida.
Caso o número não exceda --> vou nos pacientes mais graves.

7

7- O que é a triagem START?
O que deve ser avaliado?

Simple triage and rapid treatment.
Avalio - parâmetros clínicos, capacidade de locomoção, respiração, enchimento capilar e nível de consciência. 

8

8 - Quais as etapas da avaliação do politraumatizado?

Atendimento primário, secundário e transporte.

9

9 - O que é avaliação primária no trauma?

ABCDE(caminho natural do metabolismo aeróbio). 
*criança/idoso/grávida - mesma sequência.
*avaliação --> medidas auxiliares(Rx tórax/bacia, monitorização com oxímetro e sondagem urinária/gástrica --> reanimação.

10

10 - Qual uma máxima do atendimento ao politraumatizado?

Todo paciente precisa de oxigênio suplementar(máscara de venturi 10/12L - alto fluxo).

11

11 - Quais duas manobras para retificar a via aérea?

Chin Lift e Jaw Thrust.

12

12 - O que é a cânula de guedel?

garante permeabilidade da via aérea, pacientes selecionados --> pode causar võmito.

13

13 - Quando é indicado o acesso cirúrgico da via aérea?

Destruição do arcabouço anatômico para realização de entubação --> cricotireoidostomia.
*não é traqueostomia.

14

14 - Quais são as lesões que causam risco imediato a vida? (respiratório - B)

Obstrução da via aérea, pneumotórax hipertensivo(condição alta de letalidade - risco imediato), hemotórax maciço, tamponamento cardíaco, tórax flácido ou instável com contusão pulmonar.
 

15

15 - Quais são as causas relacionadas fortemente a causas evitáveis?

Perda sanguínea --> choque hipovolêmico é o mais comum no politraumatizado.

16

16- Quais são os parâmetros avaliados no C durante a avaliação?

FC, PA, diurese, nível de consciência.

17

17 - Quais são indicações do torniquete?

Amputações traumáticas, realizá-lo sem ser nessa condição --> isquemia, cursar com lesão por reperfusão posteriormente.

18

18 - Como deve ser feita a reanimação(medida reparadora quando se detecta problema no C)?

RL 39 graus, 1L em véia periférica c/ acesso calibroso, reposição sanguínea(depende do grau de choque). 
Hemorragia maciça --> 10 unidades de hemácia transfundidas. 

19

19 - Qual a classificação do choque?

20

20 - Resposta a reposição volêmica(IMAGEM)

21

21 - Qual situações simulam choque hipovolêmico?

Pneumotórax hipertensivo.
Lesão alta da medula - tetraplegia e perda do tônus simpático(PA caí muito, porém paciente não faz taquicardia --> choque neurogênico).

22

22 - Ao avaliar o D --> como deve ser feito?

Escala de glasgow, reação pupilar, manter ABC em condições. 
*manter a pressão de perfusão > PIC.

23

23 - Qual os ptos da escala de glasgow?

24

24 - Qual conduta no TCE de acordo com a gravidade?

LEVE - observação.
Moderado - TC + observação.
Grave - TC, via aérea definitiva, controle da PIC.

25

25 - Como avaliar E? O que deve ser prevenido?

Despir, avaliação do dorso, períneo e extremidades.
Prevenção da Hipotermia com 
cobertores/manta térmica.

26

26 - Após a avaliação primária, deve-se iniciar a avaliação secundária(paciente estável) --> medidas diagnósticas em cada caso --> o que é fundamental?

R: Avaliar da cabeça aos pés.

27

27- O que é a AMPLA? 

Colheita sistematizada da história
A - alergia; M - medicamentos, P passado médico/gravidez, L - líquidos/sólidos ingeridos e A - ambiente do trauma(cinemática).

28

28 - Na avaliação secundária, quais as medidas auxiliares que podem ser tomadas?

Rx, procedimentos diagnóstico, uso de analgesia, estado da vacinação antitetânica, reavaliação e monitorização 

29