cirrose hep Flashcards Preview

hepato > cirrose hep > Flashcards

Flashcards in cirrose hep Deck (71)
Loading flashcards...
1

funções do fígado

1- depuração de substancias toxicas, mediadores vasoativos provenientes de toxinas bacterianas como NO, NH3, metabolismo hormonal estrogênio
2- produção fatores coagulação (VII !)e proteínas
3- metabolismo intermediário de glicose, lipídeos (degrada AG)
4- conjugação de bilirrubina
5- formação de sais biliares para absorção de gorduras e vitaminas lipossolúveis
6- ativação de testosterona

2

1-vaso que "banha" hepatócitos com substancias da circulação esplacnica __
2-vaso que fornece O2 e nutrientes para nutrição do hepatócito __

1-Veia porta
2-Artéria hepática

3

características dos sinusoide hepáticos

altamente fenestrados
Sem membrana basal

O sangue e macromoléculas passam para fora do vasos pelas fenestras e alcançam o espaço de Disse entre o sinusoide e hepatócito até alcançarem a veia centrolobular pertencente a veia cava

4

célula importante no mecanismo patogênico da cirrose hepatica ? como acontece ?

células estreladas ou de Ito no espaço de Disse, entre sinusoide e hepatócito.

Cels estreladas sintetizam matriz colágeno por efeitos de citocinas inflamatórias pelas céls Kupfer no espaço perissinusoidal como mecanismo de proteção ao hepatócito. consequentemente o sangue sofre um shunt intrahepatico sem entrar em contato com placas de hepatócitos por irem diretamente para as veias centrolobulares.

Se a agressão for continuada, há interferência na regeneração do hepatócito e leva a compressão do sinusoide pelo excesso de colágeno, aumentando a pressão dentro dos sinusoides repercutindo sobre a veia porta e suas ramificações levando a redução do fluxo aí pelo aumento da resistência nos vasos dada a fibrose e isso repercute com HIPERTENSÃO PORTA e formação de colaterais

5

quais as manifestações clinicas conforme o prejuízo das funções do figado em pacientes com cirrose hepática

1- atrofia testicular, diminuição libido e massa testicular
2- eritema palmar, teleangiectasia, ginecomastia
3- disf coagulação especialmente VII
4- ictericia e prurido
5- circulação colateral, HDA, edema e ascite
6- deficiência de absorção de vitaminas lipossoluvies (coagulação, osteopenia)
7- hipertensão pulmonar
8- encefalopatia
9- hipoalbuminemia e desnutrição
10- Sd hepatorrenal e hepatopulmonar

6

primeiro teste que se altera na coagulopatia de disfunção hepática

TEste pro-trombina para via extrinseca

7

marco da cirrose hepática histopatologicamente que confirma diagnostico

nódulos de regeneração + fibrose hepatica

padrão ouro = biopsia

8

diagnostico de cirrose

Biopsia hepatica OU
achados clinicos e laboratoriais + USG (ecotextura heterogena como nodulos)

9

marcador de agressão hepatocelular

transaminases

10

manifestação clinica da cirrose descompensada

Ascite

11

classificação funcional gravidade cirrose hepática

Child-Pugh: BEATA
Bilirrubina
Encefalopatia
Albumina
Tempo de protrombina
Ascite

Avalia a gravidade de forma que Child B ou C: maior chance de sangramento e indicação de transplante.

12

Escore de Meld avalia

BIC:
Bilirrubina
INR
Creatinina

permite avaliar a sobrevida melhor que Child Pugh. Se > 20 é indicação de transplante e tem mais relevancia para alocação na fila de transplante

13

achado semiológico de cirrose avançada

atrofia hepatica

14

qual importancia das transaminases na investigação diagnostica de cirrose hepatica

na hepatopatia sem cirrose: ALT (TGP) > AST (TGO) com AST/ ALT < 1 nos estagios inciais, mas com desenvolvimento de cirrose para todad as hepatopatias observa-se inversão desse padrão ALT (TGP) < AST (TGO) com AST/ALT maior igual a 2

EXCEÇÃO A ESSA REGRA É A DOENÇA HEPATICA ALCOOLICA cujo AST/ALT é maior igual a 2 independente da fase, mesmo na ausencia de cirrose

15

qual importancia da FA e GGT na investigação diagnostica de cirrose hepatica

Elevam-se de maneira significativa nas hepatopatias colestáticas, o que pode sugerir causa de hepatopatia colestática como CIRROSE BILIAR PRIMARIA E COLANGITE ESCLEROSANTE quando elevadas

16

qual disturbio eletrolitico pode ser encontrado e considerado com marcador de prognostico na cirrose avnaçada com ascite

hiponatremia pelo excesso de ADH que leva a incapacidade de excretar água livre

17

alteração hematologica que pode ser encontrada na cirrose avançada com hipertensão

Pancitopenia pela esplenomegalia com hiperesplenismo com reduçaõ plaquetas além da deficiência de fatores de coagulaçaõ
NO ENTANTO
A plaquetopenia apesar de ser achado tardio na cirrose, é encontrada precocemente nas de ETIOLOGIA ALCOOLICA pelo efeito mieolotxico

*A anemia pode ser por interferência viral ou alcoólica na MO ou pelo sangramento digestivo

18

Pacientes cirróticos independentemente da etiologia merecem investigação frequente na busca de ....

1) Investigação CHC 6/6m com USG + alfafetoproteína
(se algum alterado, TC triplo contraste)

2) EDA na investigação varizes esófago 2/2 anos

19

nas fases ____ da cirrose os exames de imagem podem ser ___

iniciais
normais

20

de onde provem substancias vasoativas que deveriam ser depuradas

NO proveniente do metabolismo de bactérias ou toxinas da alimentação. O excesso NO pela deficiência de depuração leva a vasodilatação dos vasos esplâncnicos e dos vasos periféricos o que explica hipotensão e diminuição fluxo sanguíneo para outros órgãos e outras manifestações como eritema palmar, telangiectasia

21

3 motivos do sangramento na cirrose

1- Deficit fatores coagulação
2- plaquetopenia pelo hiperesplenismo pela hipertensão
3- circulação colateral com ingurgitamento de veias como as arterias esofagicas pela hipertne~soa porta

22

fatores que aumentam risco de sangramento em pacientes com cirrose

Child B ou C
Calibre vaso
Spots hemorragicos na parede do vaso

23

CAUSAS de cirrose hepatica

1-ALCOOL
2-Hepatite viral cronica B e C
3-Hepatite autoimune
4-Esteato-hepatite não alcoolica
5-CIRROSE BILIAR (primária, colangite esclerosante,)
6-HEMOCROMATOSE
7-DÇA WILSON
8-fibrose cistica
9-Deficiencia de a1-antitripsina
10-Idiopática
11- cirrose cardiaca por pericardite constrictiva

24

mecanismos de lesão hepatica pelo alcool

1- esteatose assintomatica
2- cirrose alcoolica
3- hepatite alcoolica

25

um mecanismo de esteatose hepática alcoólica

excesso de alcool que possui muitos acido graxos é utilizado como combustivel energético por ser muito calórico, logo deixa-se de utilizar outras substancias, o que diminui metabolização de gorduras, levando ao acumulo desta.

26

mecanismo lesoa hepatica pelo alcool

metabolismo do alcool levando ao excesso acetaldeido, e leva a liberação de citocinas inflamatórias e liberação de radicais livres QUE SÃO NOCIVOS AOS HEPATOCITOS com reação inflamatória intensa contra o figado com NEUTROFILIA + LEUCOCITOSE semelhante a um quadro infeccioso

*daí o uso de corticoide em muitos casos

27

qual padrão de aminotrasnferases na esteato-hepatite alcoolica

Ambas estão elevadas 2-7x porém < 400 UI/L
AST (TGO) > ALT (TGP) e AST/ALT > 2

28

define a existencia de esteato-hepatite alcoolica

necrose hepatica + infiltração leucocitos

29

padrão de alterações laboratoriais na esteato-hepatite alcoolica

1-AST/ALT > 2
ALT e AST nunca maiores que 400
-elevação GGT mas não maior que 3x
2-leucocitose
3- anemia pelo efeito toxico na medula ou carência de folato associado, plaquetopenia
4- TAP alargado mesmo sem cirrose
5-Hipoalbuminemia mesmo sem cirrose
6- Hiperglicemia, hipertrigliceridemia

30

diagnostico de esteato-hepatite alcoolica

Clinica + alterações laboratoriais + historia etilismo