Doença do refluxo gastroesofágico Flashcards Preview

Gastroenterologia > Doença do refluxo gastroesofágico > Flashcards

Flashcards in Doença do refluxo gastroesofágico Deck (18):
1

Quais são as falhas no mecanismo de defesa do esôfago que causa a DRGE?

Falha na barreira anti-refluxo, depuração intraluminal e resistência intrínseca do epitélio.

2

O que leva a uma abertura do EEI?

Uma pressão diminuída

3

Quais alguns fatores que levam a essa diminuição de pressão do EEI?

CCK, NO e peptídeo intestinal vasoativo.

4

O que contribui para a DRGE?

Distensão gástrica, retardo do esvaziamento gástrico, aumento da pressão intragástrica, alterações da secreção gástrica.

5

Quais são os dois mecanismos mecânicos de depuração esofágica?

Gravidade e peristaltismo

6

Quais são os dois mecanismos químicos de depuração esofágica?

Neutralização do conteúdo residual pela saliva ou mucosa

7

Qual o melhor exame para auxiliar no diagnóstico? E como ele funciona?

Impedância/pHmetria. Possibilita uma avaliação qualitativa do refluxo, seu alcance, composição e tempo de clearance

8

Quais são as principais complicações dessa doença?

Esôfago de Barret: função motora do esôfago é comprometida
Estenose péptica do esôfago: patogenia multifatorial (menor pressão no EEI, menor sensibilidade ao ácido no esôfago, hérnia hiatal e diminuição da amplitude e presença das ondas peristálticas).

9

Qual a melhor terapêutica?

Mudar hábitos alimentares (comer pouco).

10

A barreira antirrefluxo é composta por quais esfíncteres?

Interno: EEI
Externa: porção crural do esofago.

11

Como a síndrome de Sjorgen pode se relacionar a DRGE?

A síndrome consiste em uma falha na secreção de saliva pelas glândulas, assim, o mecanismo de depuração intraluminal não acontece muito bem e acontece uma falha para neutralizar o ácido que fica no esôfago.

12

Como a defesa epitelial pode ser um fator importante na DRGE?

Na defesa epitelial existe as junções intercelulares, essas junções podem estar um pouco mais afastadas (genética), e assim, fica mais fácil o conteúdo refluxado penetrar e atingir a mucosa.

13

Como pacientes tabagistas podem ter tendências maior ao refluxo?

Tabagistas possuem substâncias que fazem vasoconstrição, e assim, uma menor oferta de sangue no esôfago, prejudicando o aporte de nutrientes para o esôfago (nutrição celular comprometida).

14

Quais são as manifestações extra esofágicas?

Lesão da mucosa de vias respiratórias por contato direto e mecanismo vagal.

15

Quais são os sintomas de alarme?

Odinofagia (provalvelmente deriva de uma lesão, quando o alimento passa pela lesão doi), disfagia (estenose, esôfago se fecha devido a uma fibrose das lesões), sangramento, emagrecimento e anemia.

16

Quando se deve pedir a endoscopia digestiva alta?

Pacientes maiores de 45 anos, com sintomas de alarme e por causa de complicações da doença

17

O que fazer se EDA vier normal?

Fazer a pHmetria e ver a alterações, caso venha normal o diagnóstico é uma pirose funcional (alteração da sensibilidade do esofago).

18

Qual é a apresentação clínica da DRGE?

Esofagite erosiva, estenose péptica, esôfago de Barret e até mesmo uma endoscopia digestiva alta normal