Epidemiologia Flashcards Preview

Epidemiologia - 2017 > Epidemiologia > Flashcards

Flashcards in Epidemiologia Deck (33):
1

Defina Epidemiologia

​Epidemiologia é estudar as doenças sobre a população (etimologia montar)

2

Defina Endemia

​Presença constante ou prevalência usual de uma
doença na população de uma determinada área geográfica.

Endemia é quando a doença, que estava em grande quantidade, é tratada, então diminui bastante, mas não some, ou seja, se torna constante.;

Quando uma doença se mantém constante ao longo do tempo.;

Enquanto a doença está se mantendo constante, ela é considerada uma Endemia, e à partir do momento que ultrapassa os níveis tolerados, eu entro em uma Epidemia.;

É quando a doença está sendo constante em determinado local.;

Quando a doença se mantem constante em determinada área geográfica

3

Defina Epidemia

Período de incidência exageradamente elevada de uma doença em uma população

Enquanto a doença está se mantendo constante, ela é considerada uma Endemia, e à partir do momento que ultrapassa os níveis tolerados, eu entro em uma Epidemia.;

Enquanto estiver constante, é endêmica, à partir do momento em que ela ultrapassa o limite tolerado (nos estudos retrospectivos), se tem uma epidemia.;

Epidemia é quando o ministério irá avisar que nós estamos em uma epidemia de dengue, por exemplo.;

É o auge de uma doença em determinado local; Quando a doença aumenta exageradamente, passando dos valores toleráveis

4

Defina Pandemia

Epidemia de grandes proporções atingindo número elevado de hospedeiros em uma vasta área geográfica que pode abranger vários países ou mesmo continente

​Pandemia é quando ultrapassa fronteiras;

É quando afeta o mundo;

A pandemia é uma epidemia de grandes proporções, afligindo número grande de hospedeiros em uma vasta área geográfica que pode abranger vários países ou mesmo continente;

É quando uma doença ultrapassa fronteiras, ocorrendo países, e até continentes, diferentes.;

Exemplo: AIDS.; Quando a doença está bombando, atravessando fronteiras e até continentes

5

Defina Imunidade de Rebanho

É uma imunidade de grupo e reduz a probabilidade da
introdução e manutenção de um agente infeccioso.

​Imunidade de Rebanho é uma imunidade de grupo, que reduz a probabilidade da introdução e manutenção de um agente infeccioso.;

Quando eu administro a vacina, eu imunizo a população (rebanho);

À medida que eu imunizo, eu reduzo a disseminação da doença.;

É a prevenção de algum agente infectocontagioso em relação a um grupo de pessoas como, por exemplo, a vacinação.;

A ideia em vacinar é imunizar para que, quando houver um surto da doença, o rebanho estar previamente imunizado contra o a ente causador da mesma. e essa proteção é a imunidade de rebanho

6

Defina Medidas Preventivas

Medidas Preventivas Primária
Medidas Preventivas Secundária
Medidas Preventivas Terciária

7

Defina Medidas Preventivas: Prevenção Primária

É o controle dos fatores de risco.

A prevenção primária é caracterizada pela maneira de não permitir que a população contraia uma doença, por meio de palestras, saneamento básico, entre outros.;

Se você conseguir segurar tudo aqui, não se tem mais a doença;

É quando se tenta evitar o problema;

Saneamento básico previne doenças, assim como orientar os jovens a usar camisinha e ensinar as famílias a se alimentarem direito, evitando hipertenção e diabetes, por exemplo.;

Exemplo: Saúde da Família; Se entra no estágio da doença aonde se faz necessário a prevenção.;

É a prevenção da doença

8

Defina Medidas Preventivas: Prevenção Secundária

São as medidas aplicáveis ao indivíduo doente.

A prevenção secundária é responsável pelo tratamento dos pacientes que já estão doentes como, por exemplo, com o uso de medicamentos.;

É quando o paciente passa da primária para a secundária;

9

Defina Medidas Preventivas: Prevenção Terciária

É a reabilitação do paciente.

A prevenção terciária promove uma reabilitação em pacientes com sequelas.;

Quando se faz necessário tratar as sequelas da pessoa que ficou doente;

Onde se reabilita as sequelas;

Processo lento;

Exemplo: pessoa que perde a perna em acidente necessita aprender a lidar com a sua nova situação, aprendendo a andar novamente com a prótese e a aceitar que não possui mais o seu membro;

Se a reabitação irá dar certo, nós não sabemos

10

Defina Estudos Epidemiológicos

Procuram estabelecer se um efeito está associado a uma causa ou vice-versa.

Ex.: fumo e câncer de pulmão

problema : viés ou vício -> modifica os resultados coletados

11

Tipos de Estudos Epidemiológicos

1. ESTUDOS PROSPECTIVOS
2. ESTUDOS RETROSPECTIVOS
3. ESTUDOS TRANSVERSAIS

12

Defina Estudos Epidemiológicos: Estudos Prospectivos

​É quando se estuda daqui para a frente;

Quando se analisa novos casos

13

Defina Estudos Epidemiológicos: Estudos Retrospectivos

​É quando se analisa daqui para atrás;

Quando se estuda o que já aconteceu;

Quando se analisa casos que já existem

14

Defina Estudos Epidemiológicos: Estudos Transversais

​É o estudo mais direcionado;

Quando se paralisa o tempo, se determina o período e estuda exatamente aquele período;

Exemplo: janeiro de 2017

15

Defina Índices Epidemiológicos

MORBIDADE
MORTALIDADE
LETALIDADE:

16

Defina Índices Epidemiológicos: Morbidade

MORBIDADE: número de casos de uma
doença em um determinado período

Taxa de Prevalência
Taxa de Incidência

17

Defina Índices Epidemiológicos: Mortalidade

MORTALIDADE: número de mortes de
uma determinada doença em relação a
população total

É a taxa de óbitos em relação à população total.

18

Defina Índices Epidemiológicos: Letalidade

LETALIDADE: número de óbitos de uma
doença em relação ao número total de
casos

É a taxa de óbitos em relação às pessoas doentes.

19

Defina Índices Epidemiológicos: Taxa de Prevalência

Número de pessoas afetadas por uma determinada doença, em uma população em um tempo específico, dividido pelo nº de pessoas da população naquele mesmo período.

É o índice calculado para relacionar as pessoas que já estão doentes com a população. Ex: em uma população de 10.000 habitantes, 100 apresentaram problemas cardíacos graves.;

É quem está na foto; Ninguém pode ser tirado da foto, ou seja, é fixo; Ninguém foge da foto; Exemplo: de 80 pessoas que saíram na foto, 30 dessas pessoas tinham a doença

20

Defina Índices Epidemiológicos: Taxa de Incidência

Número de casos novos (recentes) de uma doença que ocorreu em uma população em um período de tempo, dividido pelo nº de pessoas em risco de desenvolver a doença nesta população.


É o índice calculado para valorizar os casos novos de doenças em relação à população. Ex: em um grupo de 800 pessoas, surgiram 20 casos novos diagnosticados com hipertensão.;

Se valoriza casos novos; Mais gente do que na foto; Mais gente do que na foto porque existem alunos que chegaram atrasados e não saíram na foto

21

Defina Índices Epidemiológicos: Risco Absoluto ou Incidência

RA = pacientes/população

RA -> associação entre quem está exposto, e quem não está exposto

Dividir quem está dodói ou morreu pelo total

RISCO ABSOLUTO ou INCIDÊNCIA:
número de casos novos por ano

RA ou incidência = no de observações / total da população

Ex.: Em um ano foram detectados em uma amostra de 2000 pessoas, 30 casos de tuberculose.

RA ou Incidência = 30 / 2000 = 0,015 = 1,5%

22

Defina Índices Epidemiológicos: Risco Relativo

RR = RA1/RA2

Não é porcentagem, é a chance de o evento estar acontecendo

Exemplo: chance de desenvolver câncer de pele é X vezes maior para quem está exposto ao sol do que para quem não está exposto;

RISCO RELATIVO:
é a razão entre dois coeficientes de incidência, grupo exposto (numerador) e um grupo não-exposto
(denominador)

RR = incidência ou RA do fator 1/incidência ou RA do fator 2

Ex.: em 100 fumantes, 15 apresentaram câncer de pulmão em 100 não fumantes, 2 apresentaram
câncer de pulmão

0,15 / 0,02 = 7,5

O risco de um fumante apresentar câncer de pulmão é 7,5x maior

23

Defina Índices Epidemiológicos: Risco Atribuível

-> pegar quem está exposto e subtrair com quem está expsoto

Rat = Incidência do fator 1 - incidência do fator 2

A diferença de RR e RA -> é que lá eu tenho a chance de aquilo acontecer, e aqui eu estou mostrando o que aconteceu

RISCO ATRIBUÍVEL:

É a proporção de doença, em um grupo populacional, que pode ser atribuída a um determinado fator de risco
RAt= Incidência do fator 1 - Incidência do fator 2

15 CASOS DE CÂNCER EM FUMANTES
2 CASOS DE CÂNCER EM NÃO FUMANTES

15 - 2 = 13

O cigarro causa 13 novos casos de câncer pulmonar para cada 100 pessoas

24

Casualidade em Epidemiologia

DOENÇA
CAUSA

​-> Doença é doença, o grande problema é conseguir enxerar a causa daquela doença

-> não se pode ficar restrito somente à uma ideia

25

Defina Casualidade em Epidemiologia: Doença

DOENÇA: múltiplas causas (multi-causalidade)
Ex.: câncer de pulmão (fumo, poluição, alergias)

26

Defina Casualidade em Epidemiologia: Causa

CAUSA: Toda substância, elemento ou fator, cuja se a presença constituir, teremos um processo-doença

27

Defina Fatores de Risco

1) Fatores predisponentes:

2) Fatores facilitadores:

3) Fatores precipitantes:

4) Fatores agravantes:


-> é importante saber o risco pois nem sempre o problema tem somente uma origem


-> pré-disposição ao risco

-> ex: Chagas -> se assume chagas com barbeiro, mas a doença de chagas tem diversas origens

-> deve-se pensar na Higéia -> como um todo​

28

Defina Fatores de Risco: Fatores Predisponentes

sexo, idade, doenças prévias, criando suscetibilidade;

São fatores que garantem pré-disposição à certas doenças, como a idade e o sexo.

​1 -> existem situações que prevalecem em homens, mulheres, crianças, jovens, idosos, etc

29

Defina Fatores de Risco: Fatores Facilitadores

desnutrição, saneamento, nível socio-cultural

São fatores que facilitam as doenças, como a falta de saneamento básico e a desnutrição.

2) Fatores facilitadores -> desnutrição, saneamento, nível socio-cultural;
-> nesse estágio, as doenças/parsitas estão em segundo lugar; a prioridade, dessas pessoas, é ter o que comer
Nível Sócio-Culturar -> a ignorância é o problema; a pessoa não tem acesso à informação, deve-se ensinar
Saneamento Básico -> se eu tenho esgoto aberto, eu aumento a pré-disposição ao risco

2 -> faciltiador pode facilitar mais em crianças, ou mulheres, por exemplo
facilitador -> o saneamento é um problema sério

Rio -> em lugares pobres, se usa o rio para tudo; lavar roupa, água para comer e beber.

Poluição e esgoto a céu aberto


Nível Sócio-Cultural -> é não ter como levar a informação

30

Defina Fatores de Risco: Fatores Precipitantes

agentes biológicos;

​3 -> ele pontuou bioológicos, mas podem ser químicos

3) Fatores precipitantes -> agentes biológicos;
-> Giardia Plambia -> delgado -> flagelo ->
-> Entomoeba histolítica -> grosso -> outro jeito

São dois protozoários microscópios, terríveis, no tubo digestório; Um causa diarréia aquosa e o outro com sangue

3 -> parasitas, bactérias, vírus, fungos
contato: sarna, aerosóis, ingestão, secreção

31

Defina Fatores de Risco: Fatores Agravantes

exposição repetida agrava a doença;

4) Fatores agravantes -> exposição repetida agrava a doença;
-> é o grau de exposição; quanto mais eu me exponho, mais chance eu tenho de ter o problema. Deve-se resolver a causa do problema, não tratar o problema em sí; tratar o problema é paliativo (pois vai pegar novamente), tratar a causa é a cura
Quanto mais exposição, mais grave o problema

4 -> é a repetição do problema, quando se trata e pega de novo -> tratamento paliativo; você trata a consequencia do problema, mas não resolve o problema

-> pessoas em postos de gasolina estão expostas a solventes químicos que são fatores agravantes não-biológicos

4 -> quanto mais eu me exponho, mais o problema aumenta

32

Defina Numerador

Grupo Exposto (numerador)

33

Defina Denominador

Grupo Não-Exposto (denominador)