Nevos e câncer Flashcards Preview

Dermatologia > Nevos e câncer > Flashcards

Flashcards in Nevos e câncer Deck (71)
Loading flashcards...
1

O que é o nevo verrucoso ou epidérmico?

malformação congênita, caracterizada por hiperplasia das estruturas epidérmicas

2

Quais as principais características do nevo epidérmico?

São pápulas e placas hiperqueratósicas ou francamente verrucosas, HIPERPIGMENTADAS, bem circunscritas, com tendência a distribuição linear ao longo das linhas de Blaschko.

3

Qual a relação do nevus unius lateralis e da ictiose histrix com o nevus epidérmico?

Quando as lesões se distribuem exclusivamente de modo hemicorpóreo é chamado nevus unius lateralis. Quando generalizado, constitui a ictiose histrix.

4

O que é a síndrome do nevo epitelial? Qual a relação desta com o nevus unius lateralis e com a ictiose histrix?

Ocasionalmente, os nevos verrucosos podem ser acompanhados de hipoplasia das estruturas mais profundas das regiões afetadas ou de outras malformações orgânicas, esqueléticas (deformidade, cisto, hipertrofia, atrofia), oculares, nervosas (retardo mental, convulsões), cardiovasculares, urológicas, angiomatosas. Isso ocorre mais no nevus unius lateralis e menos na ictiose histrix.

5

O tratamento do nevus verrucoso possui alguma limitação?

Sim. Depende da extensão e localização, uma vez que pode consistir em apenas excisão e sutura OU, em casos mais extensos, em dermoabrasão, eletrocoagulação, laserterapia, etc, que não produzem o desaparecimento completo das lesões.

6

O que é NEVIL?

É uma lesão verrucosa inflamatória linear de aspecto psoriaseforme. Que aparece em geral, a partir dos 5 anos de idade como placa linear constituida por papulas eritemato-descamativas confluentes, mais frequente no sexo feminino e preferentemente na coxa, perna, regiao inguinocrural e glutea.

7

O NEVIL tem tratamento?

É dificil. Quando possivel, a excisão cirurgica pode resolver o problema. Dye laser, tratamento conservador com tretinoia e 5fluoruracil - bons resultados.

8

O que é nevo de Becker?

caracteriza-se por hipertricose e mancha pigmentar unilateral, localizado no ombro, braço ou porção superior do torax de individuos MASCULINOS. Geralmente após exposição solar e aumenta por alguns meses até dois anos. Associação com outras malformações: espinha bifida (tania).

9

O que é o nevo sebáceo?

é uma formação hamartomatosa resultante de defeitos ectodérmicos e mesodérmicos com especial aumento de glândulas sebáceas, esporádica, que aparece ao nascimento ou nos primeiros meses de vida.

10

Como o nevo sebáceo pode ser caracterizado clinicamente?

Placa papulosa, amarelada, ligeiramente elevada com sulcos na superfície, geralmente única e localizada quase sempre no couro cabeludo e face, pouco no pescoço, tronco e extremidades.

11

O nevo sebáceo altera na puberdade? Qual a implicação clínica deste fato?

Sim, aumenta lentamente tornando-se espessado e verrucoso com aspecto papilomatoso. Porém o principal risco é o desenvolvimento de tumores anexiais (tricoblastomas, siringocistoadenomas papiliferos e carcinomas basocelulares).

12

No nevo sebáceo, as lesões maiores quando localizadas na região centro-facial podem associar-se a alterações neurológicas, retardo mental e convulsões, alterações ósseas e oftalmológicas como colobomas. Qual o nome disto?

síndrome do nevo sebáceo.

13

Diagnóstico e tratamento do nevo sebáceo?

Clinico e histopatologico. Exérese cirúrgica, preferentemente antes da puberdade.

14

O que é o nevo comedônico?

hamartoma benigno, variante menos frequente do nevo epidérmico. Invaginações representando o folículo incompleto que preenchidas por queratina produzem o aspecto comedoniano.

15

Lesões surgem ao nascimento ou antes dos 10 anos de idade; geralmente unilateral, atinge preferencialmente face, pescoço e porção superior do tronco, raro em áreas não pilosas (palma,planta,glande). As únicas complicações são pústulas e abscessos. Qual é este tipo de nevo?

Nevo comedônico

16

Existe a síndrome do nevo comedônico também?

Sim. Raro, associado a defeitos ósseos, catarata homolateral, disgenesia do corpo caloso e alterações eletroencefalográficas.

17

Diagnóstico e tto do nevo comedônico?

Clínica e histopatológica. Exérese cirúrgica quando possível. Pode se utilizar ácido retinóico, queratolíticos (ácido salicílico, lactato de amônio) para remoção das lesões comedonianas, isotretinoína sistemicamente e infiltrações com corticosteroides. ATB sistêmico para pústulas e abscessos.

18

O que são os nevos melanocíticos comuns ou adquiridos?

Chamados de "pintas", são lesões encontradas na maioria dos adultos brancos (10-40), que variam desde planas até, verrucosas,pedunculadas ou em domo.

19

Os nevos melanocíticos comuns aparecem na infância e crescem até a meia-idade, quando tendem a diminuir. Que outras características clínicas pode-se dizer dos nevos melanocíticos comuns?

Iniciam-se como máculas planas, de cor uniforme, marrom a negro, que aumentam até 4-8mm de diametro. Cessado o crescimento lateral, suas células se aprofundam resultando em lesao elevada papulosa, pigmentada, mas em geral nao negra. No estagio final da evolução, as celulas nevicas se aprofundam ainda mais e resultam em lesoes papulosas ou pedunculadas, com coloração da pele normal.

20

Como os nevos melanocíticos comuns podem ser classificados HISTOLOGICAMENTE?

Nevos juncionais (melanócitos que aumentam de numero e agrupam na junção dermo-epidermica), nevos compostos (celulas nevicas na junção dermo-epidrmica e na derme) e nevos nevocelulares intradérmicos (aprofundam mais na derme, adquirem aspecto neural com diminuição da produção de melanina).

21

Relacione clínica e histopatologia dos nevos melanocíticos comuns.

Nevos pigmentares planos - juncional
Salientes e verrucosos - compostos ou intradérmicos
Pedunculados ou em forma de domo - intradérmicos
Regiao palmoplantar, dedos, genitalia e mucosas, planos ou ligeiramente elevados - junção ou compostos.

22

A maioria dos nevos melanocíticos adquiridos nao exige tratamento. Porém, em que casos deve-se considerar a exérese?

Estética; irritação traumática crônica pela localização; áreas de dificil acompanhamento de possiveis alterações morfológicas evolutivas (ex. couro cabeludo).

23

Quando está indicado o exame histopatológico dos nevos melanocíticos adquiridos?

Sempre daqueles que forem retirados OU quando um nevo exibe sinal de transformação maligna (altera tamanho, cor, borda, sangramento, ulceração, etc)

24

Como se caracteriza clinicamente um nevo melanocítico congênito?

1% dos neonatos, lesões pigmentares planas de tamanho variável, redondas ou ovais, de limites nítidos. Superfície rugosa, piloso e coloração do marrom ao negro nos médios e grandes. Com o passar o tempo, tornam-se mais elevados e papilomatosos.

25

Como podem ser classificados os nevos melanocíticos congênitos?

Pequenos (20cm). Gigantes - nevos pilosos com grandes dimensões que recobrem grandes extensões do corpo.

26

Qual a importância clínica de se identifica um nevo melanocítico congênito GIGANTE?

Possibilidade de se acompanharem de melanocitose das leptomeninges e maior probabilidade de malignização com evolução para melanoma maligno.

27

Quais as principais diferenças histopatológicas dos nevos melanocíticos adquiridos e congênitos?

O congênito possui células localizadas na derme inferior e hipoderme, nas glandulas sebaceas, nervos e vasos sanguineos e musculo eretor do pelo, foliculos pilosos, dutos ecrinos e vasos linfaticos. São compostos ou intradérmicos.

28

Todos os nevos melanociticos congenitos devem ser retirados cirurgicamente?

Sim, pela possibilidade de evoluçao para melanoma. Nos gigantes, é retirado e utilizado enxerto, retalho e expansores (Estetica insatisfatoria). Nos medios e pequenos, devem ser retiradas antes dos 12 anos, pois há um aumento da possibilidade de malignização.

29

O que é o nevo halo?

Reação imnológica de anticorpos antimelanócitos que destroem os melanócitos névicos e os melanócitos da pele ao redor, produzindo um halo despigmentado em redor de nevo melanocítico.

30

O nevo halo possui estágios: halo hipocromico com nevo melanocitico, halo acromico com regressao parcial do nevo, e area acromica com o nevo totalmente/quase totalemente desaparecido. Qual é o tratamento para cada uma dessas situações?

O nevo halo não necessita de tratamento. Com a destruição dos melanócitos o halo acromico irá gradualmente desaparecer.