Prova Flashcards Preview

Anestesia > Prova > Flashcards

Flashcards in Prova Deck (27)
Loading flashcards...
1

Fatores de risco pra anafilaxia ao látex

História de exposição múltipla a seus derivados
Atopia ou alergia a determinados alimentos como kiwi, banana, abacate, maracujá e frutas cítricas
Paciente submetidos a cirurgias múltiplas e/ou sondagens vesicais
Crianças com defeito de fechamento do tubo neural (meningomielocele)
Profissionais de saúde e usuários de látex

2

Classificação ASA

Possibilidade de um paciente evoluir para óbito devido a anestesia

Asa 1 - saúde normal
Asa 2 - doença sistêmica branda controlada e imc > 30 ex:: Has controlado com medicação diária e atividade física
Asa 3 - doença sistêmica limitante mas não incapacitante ex: doenças não compensadas com lesão secundária em órgão alvo
Asa 4 - pac com doença sistêmica incapacitante que lhe constitui ameaça à vida ex: Dpoc, oxigênio dependente
Asa
Asa 5 - pac moribundo com sobrevida estimada < 24h com ou sem cirurgia

3

Classificação mallampati

1 - palato mole, pilares, úvula e tonsilas palatinas
2 - palato mole, pilares e úvula visíveis
3 - palato mole e base da úvula visíveis
4 - palato mole parcialmente visível

4

Via aérea difícil

Dificuldade na ventilação manual com máscara na intubação traqueal ou em ambos

Mallampatti 3 e 4

Distância esterno mento < 12,5cm

Laringoscopia difícil

5

Intubação difícil

Mais de 3 tentativas ou mais de 10 min para introdução dos tubos

6

Sinais de ventilação difícil

imc > 30
Barba
Ronco
Malampati maior que 3
Idade maior ou igual a 57 anos
Protusao mandibular
Distância tireoideo-mento menor que 6 cm

7

Indicação de IOT

Oxigenação inadequada
Ventilação inadequada
Perda de mecanismos protetores da laringe
Trauma sobre a via aérea
Anestesia geral
Posição diferente da supina
Procedimentos cirúrgicos prolongados

8

Situações de pacientes com estômago cheio

Emergência
Gestantes maior que 16 semanas
Doenças do abdômen agudo inflamatório
DM maior que 10 anos
Problemas como hiato esofágico, acalasia, chagas

9

Vantagem da IOT

Controle da via aérea por tempo necessário
Diminuição do espaço morto
Facilidade em aspiração de secreções brônquicas
Impedimento da passagem de ar para o esôfago/estômago
Facilidade a ventilação sobre pressão positiva
Anestesia por via inalatoria

10

Procedimento de intubação

Ventilação máscara e ambu
Checo o material
Laringoscópio com lâmpada funcionante
Testo o cuff
Verifico aspirador

S- aspiro o conteúdo oral
A - acesso a via aérea com retirada de prótese e corpos estranhos, coágulos e visualizo a laringe
L - laringoscopia com a mão esquerda, aspiração se necessário, visualizo as cordas vocais insiro
T - tubo endotraqueal, avançar o tubo com a mão direita
Insuflo o cuff e testa o ambu
Visualiza o capnografo

11

Compressão da laringe externa proteger contra a regurgitação

Manobra de sellick

12

Indicações de dispositivos supra-gloticos

Permeabilidade em casos de ventilavel mas não intubavel

Situação de emergência como não ventila e não intuba

Contraindicação
Paciente sem jejum, hérnia hiatal
Obesidade extrema/gravidez
Baixa complacência pulmonar
Limitação para extensão ou abertura bucal
Politrauma
Patologias faringeas

13

Quais são os dispositivos supragloticos

Tubo esofagotraqueal ou dupla via (comitube)

14

Contraindicações dos dispositivos supragloticos

Paciente com altura inferior a 1,4
Refluxo nauseoso presente
Doença esofágica ou ingestão de soda cáustica
Crianças

15

Qual a melhor maneira de saber se o tubo foi devidamente colocado ?

Através do capnografo

16

Objetivos da anestesia geral

Sedação/inconsciência
Analgesia
Relaxamento muscular

17

Fases da anestesia geral

Indução
Manutenção
Recuperação pós anestésica

18

Drogas anestésicas que levam a hipnose

Midazolam
Diazepam

Tiopental
Etomidato
Propofol

19

Qual hipnótico é o mais usado e qual a sua contraindicação

Propofol


Faz hipotensão/instabilidade hemodinâmica/ depressor do miocárdio sendo ruim em idosos e pac corionariopata

20

Hipnóticos não barbitúricos

Etomidato

21

Droga hipnóticas de efeito mínimo sobre a PÁ

Etomidato

22

Drogas analgésicas opioides

Morfina
Meperidina
Ketamina
Fentanila
Remifentanila
Sufentanila
Alfentanila

23

Drogas relaxante muscular

Despolarizante: succinilcolina
Adespolarizante: rocuronio
Atraconio, cisatracurio, pancuronio

24

Agentes anestésicos inalatorios

Óxido nitroso
Halotano
Enflurano
Sevoflurano
Esoflurano
Metoxiflurano
Desflurano

25

Hipertermia maligna ocorre pela indução de ...

Anestésicos inalatorios como halotano, enflurano, esoflurano ou exposição ao agente muscular como succinilcolina

26

Íon que é jogado no músculo na hipertermia maligna

Cálcio

27

Medicação antídoto da hipertermia maligna

Dantroleno sódico ou neutroleno