Taquicardia - Estável e Instável Flashcards Preview

ACLS > Taquicardia - Estável e Instável > Flashcards

Flashcards in Taquicardia - Estável e Instável Deck (13)
Loading flashcards...
1

O que é taquicardia ?

- FC >100bpm

Pode ser Estável ou instável; Sintomática ou Assintomática.

Sempre avalie se há presença de pulso.

Se assume valor clínico, principalmente, com FC>150bpm. Pois com essa frequência pode se atribuir com maior probabilidade que os sinais/sintomas são causados pela taquicardia.
Exceto se o paciente já tiver um comprometimento miocárdio prévio ao episódio.

2

Sinais e Sintomas da Taquicardia instável:

1- Hipotensão
2- Alteração aguda do estado mental
3- Sinais de choque
4- Dor torácica típica
5- IC aguda.

É necessário estabelecer rapidamente se a instabilidade hemodinâmica e os sinais/sintomas são causados pela Taquicardia ou a taquicardia é um sinal de outra doença de base.

3

Quais respostas deveremos buscar no atendimento ao paciente com Taquicardia ?

1- É sintomático ou assintomático ?
2- Esta estável ou instável?
3- O QRS é estreito ou largo ?
4- O ritmo é regular ou irregular?
5- O QRS é monomórfico ou polimórfico ?

4

Quando não utilizarei cardioversão ?

O que fazer?

- Pacientes assintomáticos, ou que a causa dos sintomas não seja atribuída à taquicardia;
- Pacientes c/ QRS<120ms (3 quadradinhos).

*Realizar manobras vagais;
*Adenosina, se ritmo regular;
*B-bloq ou Bloq canais de cálcio.

5

Choques Sincronizados (S) x Não Sincronizados (NS)

Os NS descarregam sua energia em qualquer ponto do ciclo cardíaco, sendo necessário uma carga elevada de energia.

A S é liberada quando o ciclo se encontra no pico do QRS, e utiliza uma carga de energia mais baixa.
As cargas mais baixas devem ser sempre administradas sincronizados, pois podem precipitar uma FV.

6

Quando usar Choques Sincronizados?

- TSV instável;
- Fibrilação atrial instável;
- Flutter atrial instável;
- Taquicardia monocórdica regular com pulso, instável.

7

Quando usar Choques Não Sincronizados?

- Para pacientes sem pulso;
- Para pacientes em deteriorização clínica, pré-PCR, com choque intenso ou TV polimórfica, e concluir que outras condutas poderão resultar em PCR.
- Quando estiver inseguro quanto a presença de uma TV mono/polimórfica em paciente instável.

Caso o Choque NS cause FV, faça desfibrilação imediatamente.

8

Qual(is) carga(s) utilizar ?

- FA instável:
Monofásico: inicial 200J
Bifásico: Inicial de 120 a 200J
- Flutter Atrial ou TSV instáveis:
Mono ou Bi: inicial de 50 a 100J
- TV monomórfica com pulso, instável:
Mono ou Bi: Inicial de 100J

Os choques subsequentes poderão/deveram ser intensificados gradualmente.

9

Quais ritmos de taquicardia estável ?

1- Taquicardias Supraventriculares de QRS estreito:
- Taquicardia sinusal
- FA
- Flutter atrial
- AV de reentrada nodal
2- Taquicardia de QRS largo:
- TV monomórfica;
- TV polimórfica;
- TSV com aberração.
3- Taquicardias regulares e irregulares

10

O que devo pensar ao me deparar com uma Taquicardia Sinusal ?

- Causa sintomas ?
- Esta relacionada a "influências externas" e não cardíacas?
- É uma taquicardia compensatória ?
- A meta é identificar e tratar a causa sistêmica de fundo.

*A priori a cardioversão é contraindicada
*Deve-se avaliar bem a causa da taquicardia antes de administrar drogas bloqueadoras.

Ex: Taquicardia compensatória por IAM extenso, se adm B-bloq a FC cai e o débito cardíaco cairá, com deteriorização clínica do paciente.

11

Paciente com QRS largo, quais formas de taquicardia encontramos?

Qual o tratamento ?

1- Taquicardia de QRS largo regular: TV ou TSV c/ aberração.
2- Taquicardia de QRS largo irregular: FA c/ aberração, FA pré-excitada, TV polimórfica.

Se instável: Cardioversão

Se estável:
- Acesso EV; ECG
- Se regular e monomórfico, Adenosina EV, em bolus rápido, de 6mg. Pode se repetir com dose de 12mg, se necessário.
- Considerar antiarrítmico:
*Procainamida: 20-50mg/min até fim da arritmia ou hipotensão ou >50% do QRS ou uso da dose máxima de 17mg/kg. Infusão de manutenção de 1 - 4mg/min.
Evitar, se QT prolongado ou IC.

*Amiodarona: 150mg por 10min. Repetir de necessário. infusão de manutenção de 1mg/min por 6 horas.

*Solalol: 100mg (1,5mg/kg) por 5 min. Evite se QT prolongado.

***EVITAR em QRS largo irregular: B-bloq, Bloq de canais de cálcio, Adenosina, digoxina.

12

Paciente com taquicardia c/ QRS estreito regular, qual tratamento?

- Tente manobras vagais;
- Administre adenosina

*Adenosina: 6mg, EV, em bolus rápido. Se em 1 a 2 min, a TSV não converter, administre a segunda dose de 12mg.

Se o ritmo se converter é provável que seja uma TSV de reentrada. Se recorrência, trate com adenosina ou B-bloq de ação prolongada, como Bloq de canais de cálcio (Verapamil e Diltiazem) ou com b-bloqueadores.

A adenosina porá fim ao Flutter ou FA.
A adenosina é segura na gravidez.

13

Paciente com taquicardia QRS estreito regular.
Quando não utilizar ou alterar a dose de adenosina ?

A adenosina apresenta várias interações medicamentosas:

Deve-se aumentar a dose se o paciente utilizar:
- Teofilina;
- Cafeína;
- Teobromida.

Deve-se reduzir a dose para 3mg se o paciente:
- usar Dipirimadol;
- usar Carbamazepina;
- for transplantado cardíaco;
- for administrado a droga por acesso central.

Não utilizar se o paciente tiver:
- ASMA;
- DPOC;
- Broncoespasmo crônico.