Vigilância Epidemiologica Flashcards Preview

Preventiva > Vigilância Epidemiologica > Flashcards

Flashcards in Vigilância Epidemiologica Deck (16):
1

Defina vigilância epidemiológica:

Conjunto de ações ➡️ conhecimento, detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva: finalidade ➡️ recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos.

2

Cite algumas fontes de dados:

Notificação (principal fonte); laboratórios; sistemas nacionais de informações (SIM; SINASC; SIH...); investigação epidemiológica...

3

Defina sistema sentinela:

Rede constituída de fontes de notificação especializada.

4

O que é a notificação?

Comunicação do surgimento de uma determinada doença ou agravo à saúde à autoridade sanitária. Qualquer cidadão pode notificar.
Deve ser realizada na simples suspeita.

5

Cite os critérios de seleção de agravos p/ notificação:

Magnitude; potencial de disseminação; transcendência; vulnerabilidade; compromissos internacionais; regulamento sanitário internacional; epidemias; surtos ou agravos inusitados.

6

Defina:
A. Lista de agravos de notificação
B. Lista de agravo de notificação imediata
C. Lista de notificação internacional

A. Notificação semanal.

B. Dentro de 24h após a suspeita.

C. Obrigatória ➡️ varíola, poliomielite por vírus selvagem, influenza humana causada por novo subtipo do vírus, SARS.

7

Defina doenças:

A. Emergentes

B. Reemergentes

C. Negligenciadas

A. Doenças novas, até então desconhecidas da população.

B. Doenças já conhecidas e que estavam controladas, mas que voltam a apresentar ameaça p/ a saúde humana.

C. Doenças que prevalecem em condições de pobreza e continuem p/ manter a desigualdade social.

8

A secretaria de saúde toma conta de que tipo de agravos?

Os transmissíveis e os ñ transmissíveis.

9

Qual o papel essencial da vigilância epidemiológica?

Reunir informações sobre doenças, processá-las e interpretá-las.

Ela não coloca a “mão na massa”

10

O que se deve notificar?

Agravos:

- Nacionais e internacionais (VIPS - Varíola, Influenza, Poliomielite e SARS).
- Estaduais e municipais
- Inusitados

11

O que é o SINAN, qual o seu objetivo e qual é a sua principal fonte alimentadora?

- Sistema de Informação de Agravos de Notificação.

- Registrar e processar dados sobre agravos de notificação em todo o território nacional, fornecendo informações p/ análise do perfil da morbidade e contribuindo, desta forma, p/ a tomada de decisões em nível municipal, estadual e federal.

- notificação de agravos.

12

Oq foi a medida provisória n° 557, de 26/12/2011?

Instituição do Sistema nacional de cadastro, vigilância e acompanhamento da gestante e puérpera p/ prevenção da mortalidade materna no âmbito da política de atenção integral à saúde da mulher, coordenada e executada pelo sus ➡️ garantir melhoria do acesso, cobertura e qualidade da atenção à saúde materna, principalmente as destacá-las de risco.

13

O que é a notificação negativa?

Notificação que avisa que ñ houve doença ou agravo no período.

Indicador de eficiência do sistema de informação.

Se o município ñ notificar negativamente por 2 meses consecutivos serão suspensos os recursos do piso de assistência básica.

14

A notificação negativa deve ser implementada, quando...

For identificada importante ⬇️ da incidência da doença, devido à eficácia das intervenções.

15

A notificação deve ser sigilosa?

Sim.

Só divulgada caso haja risco p/ comunidade.

Sempre respeitar o anonimato dos cidadãos.

16

Defina os critérios p/ seleção dos agravos p/ notificação:

• Magnitude**: Quantidade de pessoas acometidas (Frequência - Importância);
• potencial de disseminação (Fonte de infecção);
• transcendência**: Gravidade, relevância social e econômica da doença (Consequência - Gravidade);
• vulnerabilidade: Capacidade de prevenção e controle (Susceptível a algo/ é controlável?)
• compromissos internacionais: avalia cumprimento das metas continentais e mundiais (VIPS);
• regulamento sanitário internacional: Cumprir metas continentais e mundiais;
• epidemias; surtos ou agravos inusitados.