Câncer Ginecologico Flashcards Preview

GO > Câncer Ginecologico > Flashcards

Flashcards in Câncer Ginecologico Deck (118):
1

Estadiamento de cânceres ginecológicos é ___________ com exceção ao ___________.

Cirúrgico - colo uterino

2

Fator de risco Ca ovário

Tabagismo
H. Fam
Lembrar da freira gordinha

3

Fator de proteção Ca Ovário

CHO
Laqueadura
Amamentação

4

USG massa ovário é suspeita quando ...

Sólida
USG Doppler de baixa resistência <0,4
Separações grosseiras
Papilas
Espessamento paredes
Irregular
Tamanho >8cm
Antes e Após menacme

Bilateral tb aumenta suspeição

5

CA 125

Inespecífico
Bom para avaliação complementar
Ruim para rastreio/dx/ca inicial

6

Síndrome de Meigs

Tumor de ovário + Derrame pleural + ascite
fibroma é o mais comum

7

Tumor maligno de ovário mais comum

Adenocarcinoma SEROSO

8

Qual o tumor de ovário de origem germinativa mais comum ?

Disgerminoma

Há ainda outro menos comum Teratoma imaturo(puberdade precoce)

9

Qual tumor Pode causar pseudomixoma ?

Adenocarcinoma Mucinoso .
Tu de apêndice tb pode causar

10

Tumor ovariano de origem cordão sexual ?

Androblastoma - secreta androgênio e pode levar à virilização.

11

Anel sinete e Mx para TGI

Krukenberg - ovário e estômago ou intestino.

12

Estadiamento ovário

IA - A Penas ovário
IB - B ilateral
IC - C ápsula rota

II - pelve

III- abd

IV- MTX fora do abd

13

Disseminação de tumores ginecológicos

A disseminação de todos tumores ginecológicos é linfática com exceção do ovário que é transcelômica.

14

Qual o tratamento tumor de ovário

Tratamento é a Laparotomia para dar o diagnóstico (que é histopatologico) o estádio e o tratamento

15

O que é cirurgia citorredutora ?

Histerectomia total abdominal +anexectia bilateral + lavado + oomentectomia + ressecçãode implantes + linfadenectomia + QT adjuvante

G3(indiferenciado) SEMPRE QT !

16

Local mais comum de endometriose?

Ovário

17

Quando ser conservador no tumor de ovário ?

Mulher em idade fértil com tumor restrito a Um ovário (1A) e tumor bem diferenciado(G1).

Salpingooferectomia ou até salpingooforoplastia unilateral !

18

tratamento cirúrgico dos cistos mamários

– Exclusão de neoplasias dos
cistos com várias recidivas, que apresentem massa residual pós-punção, ou
cujo líquido seja sanguinolento; – Cisto complexo.

19

Tríade AFBM

Mastalgia + adensamento + cisto

20

Principais causas de derrame papilar

1o) Papiloma intraductal;
2o) AFBM e ectasia ductal;
3o) Carcinoma in situ seguido pelo invasor.

21

Fator de risco diferente para Ca mama

Adenose esclerosante
É uma lesão benigna que tem risco discretamente elevado para Ca de mama

22

Cicatriz radial

É uma lesão idiopática, constituí- da de um centro fibroelástico com componen- te retrátil e circundado por ductos subsegmen- tares dilatados, com orientação concêntrica.

23

Quais os locais mais comuns de Mx. do CA de mama ?

Óssea
Pulmonar
Hepática
Cerebral

24

Lesão precursora de Ca de mama ?

Carcinoma ductal in situ
E a forma mais comum : ductal infiltrante
O carcinoma lobular é multicentrico

25

Principal diferença da Dç de Paget para o Eczema areolar ?

Paget leva a destruição do complexo areolo papilar, é unilateral, pouco prurido, não melhor coma cc, pode ter massa associada, evolução lenta.

26

Ca de mama com MELHOR prognóstico?

TUBULAR

27

Característica estadiamento do Ca de Mama

- O comprometimento do músculo grande peitoral não caracteriza T4;
- Presença de retração de pele ou papila não interfere no estadiamento;
- Algumas referências mais antigas consideram a doença em linfonodo supraclavicular como metástase à distância (M1);
- Os tumores classificados no estádio III fazem parte do que chamamos de Doença Localmente Avançada;
- Alguns livros-texto classificam o Carcinoma Inflamatório como estádio IV da doença.

28

Principal fator de recidiva de Ca de mama

Status axilar
Tecnécio 99

29

Escápula alada

Lesão do nervo torácico longo (Bell) C567que inerva o serraria anterior que tem como função a fixação da escápula à parede torácica.

30

Cânceres mais incidentes na mulher

Mama
Colorretal
Colo uterino

31

Derrame papilar suspeito

Água de Rocha / sangue
Unilateral
Uniductal
Espontâneo

32

Nódulo palpável

1º PAAF (diferencia nódulo/cisto)
Depois define USG/MMG - COMPLEMENTAR

33

PAAF com líquido amarelo esverdeado

Despreza líquido
Prossegue com
MMG > 40 a
USG < 40 a

34

Indicações de BX após PAAF

Líquido sangue - mandar pra citologia.
Cisto com mais de 2 recidivas
Massa residual palpável após PAAF.

35

PAAF com citologia Negativa

Não parar investigação

36

Indicações de USG mama

Complementar á MMG Birads 0
Diferenciar cisto/nodulo mulher jovem ou gestante:

37

RNM mama

Dúvida no caso do uso de prótese
Múltiplas cirurgias
Doença multicentrica

38

Desvantagens da RNM

Lesões <2mm
Microcalcificações

39

Quais as incidências da MMG

Crânio caudal ( vê os lados)
Médio lateral (vê cima/baixo)

40

Conduta Birads 3

Repetir 6/6 meses no primeiro ano e depôs anual até o 3º ano.
Se lesão se mantém - Classifica como Birads 2

41

Pipoca

Macrocalcificação - Benigno
Micro que é maligno

42

Core e mamotomia

Tipos de bx com massa palpável.
Se negativa mas altamente sugestiva partir pra Bx Cirúrgica.

43

Biópsia cirurgia mama

Padrão ouro

NÃO CONFUNDIR TTO c/ Diagnóstico.
Única indicação absoluta de tirar tudo é cisto suspeito !

44

Lesão de mama impalpável pleomorfica ?

Estereotaxia
Marcação pré cirúrgica da lesão !

45

Mais comum, mulher jovem, 2-3cm

Fibroadenoma
Retirar se muito grande ou idade > 35a

46

Fibroadenoma de crescimento rápido

Filoides
Retirar com margem cirúrgica(diminuir recidiva)

47

Trauma mama

Esteatonecrose

48

Adensamento
Cisto
Mastalgia

AFBM

49

O que é alto risco para Ca de mama para o MS e qual CD?

Ca de mama 1º grau <50 a
Ca de mama bilateral 1º grau
Ca de mama homem 1º grau

CD: MMG à partir dos 35a !

50

Cx conservadora Ca mama

Tumor <3,5cm ou 20 % da mama estando sempre garantida da RT Adjuvante !

51

Linfonodo sentinela

Sempre indicado no tumor infiltrante !
Não fazer se axila clinicamente positiva !

52

Quando fazer QT adjuvante na mama ?

Tumor maior que 1cm, Linfonodo positivo ou metástase hematogenica.

Obs : QT só se faz para mama neo ou adjuvante ! Ou um ou outro !

53

RT adjuvante

Tumor maior que 4cm
SEMPRE, se Cx Consevadora !

54

Hormonioterapia MAMA

Estrogênio + (tamoxifeno)
Ou
Inibidor da aromatase por 5 anos !

55

Terapia alvo dirigida mama

TRASTUZUMABE
Superempréstimo de HER-2 (pior prognóstico e agressividade) por isso até o SUS já banca !

56

Lesão de colo visível que não atinge apenas a cérvice

Já é estágio II

57

Ca colo uterino que atinge paramétrio

II B

58

Toque retal no estadiomento de ca colo uterino

Invadiu parametrio ? IIB

59

Suspeita de microinvasão no Ca colo uterino

Fazer Cone para avaliar!
Não
Confundir Dx com tto definitivo.

60

Lesão condilomatosa que não responde ao tto clínico

Fazer BX

61

Carcinoma in situ colo uterino

Cone foi dx e tto !

62

Ca endométrio e HAS

A HAS não é um fator de risco confirmado !
Tabagismo é fator de proteção !

63

Fatores de Proteção para o câncer de endométrio

Multiparidade.
Uso de anticoncepcionais orais combinados.
Tabagismo.
Uso de SIU liberador de levonorgestrel. Perda de peso.
Terapia Hormonal (TH) combinada.

64

Lesão em 8 ou fechadura

Líquen escleroso
Tto clobetasol
Fazer bx !

65

Lesões vulvares

Fazer bx !

66

Ca epidermoide CEC

Vulva
Vagina
Colo uterino

67

Cirurgia de Wertheim Meigs

HT + retirada de paramétrios e uterossacros + terço superior da vagina + linfadenectomia pélvica
Anexectomia não é obrigatória.

Rever estadiamento de colo uterino nas vésperas !

68

Fator de risco Ca vulva

HPV
tabagismo
Linfogranulomas venéreos

69

Ca de vulva sintoma mais comum

Prurido vulvar
Mais comum e mais precoce

70

Ca de vulva
Tipo histológico
Localização
Disseminação

CEC, epidermóide
Gdes lábios
Linfática

71

Tto Ca Vulva

Até 2cm retira com margem de 2cm
Se maior que 2cm - vulvectomia

72

Lesão hipocromica com grandes lábios apagados e prurido

Líquen escleroso
Tto clobetasol
“8, porcelana, fechadura”

73

Lesão de vulva hiperpigmentada

Melanoma vulvar

74

Lesão erosiva e descamativa em vulva

Lembrar da mama
Paget vulvar

75

Sangramento na pós menopausa
Frequências

1 - atrofia endométrios 30%
2 - TRH 30 %
3 - Ca endométrio 15% (usg c endométrio espessado + F de risco)

76

Suspeita de Ca endométrio ao usg

Menopausa
Endométrio > 4mm sem TRH
Endométrio > 8mm com TRH

77

Atipia Glandular na citopatologia de colo

AGUS/AGC
Se maior que 35 anos fazer USGTV

Se célula endometrial após menopausa tb !

78

Ppal F de risco para ca endométrio

OBESIDADE

outros : Freira gordinha branquinha

79

F de proteção Ca endométrio

CHO(progesterona) DIU progesterona e TABAGISMO !

CHO tb é protetor para ovário !

Tabagismo é FR no ovário e na mama é fator polêmico !

80

Padrão ouro no dx de Ca endométrio

Histeroscopia com bx !

81

Conduta nas lesões precursoras do Ca De endométrio (HIPERPLASIAS)

Avaliar atipia !

SEM- progesterona (+ usado)
SEM - Histerectomia (pós menopausa ou falha tto clínico)

COM - Histerectomia (eleição)
COM - progesterona se deseja gestar* ou progesterona se alto risco Cx.

*Fazer Histerectomia após prole completa e expor o risco !

- COM ATIPIA HISTERECTOMIA -

82

Tipo histológico + comum

Endometrióide

83

Conduta no Ca De endométrio

Fazer laparotomia para tratar e estadiar !
HTA + anexectomia bilateral + linfadenectomia

Cirurgia grande !

RT > 50% invasão miometrial(>/= IB)
QT se Mx !

84

Ca de colo
Ca de endométrio

Colo- Bruna surfistinha
Endométrio - freira gordinha branca

85

LIEBG(LSIL)
ASC-US

Repetir o citopatológico conforme idade !

Os demais irão para Colposcopia c bx !

86

HIV com alteração ao citopatológico

Direto pra COLPOSCOPIA !

Qlqr alteração !

87

Onde fazer bx na colposcopia?

Áreas Schiler positivo/iodo negativo !

88

Quando fazer bx de colo uterino na gestação ?

Só na suspeita de invasão !

89

Qual achado mais suspeito na colposcopia ?

Vasos atípicos

90

Toque retal comprometido no estadiamento de Ca uterino

Invadiu paramétrio - >/= II B
Vai pra QUIMIORRADIO!

91

Estádio IB 1 Ca colo

5mm a 4cm de profundidade
É o estágio que mais cai !

Tto= Wertheim-Meigs / HT tipo 3

92

Indicativos de HPV no citopatológico

Coiloscitose
Discariosrose
Disceratose

Foda-se ! Não muda Cd!

93

Fator de risco trunfo

Tabagismo !

Exceção :
endométrio que ele é protetor e na mama que é polêmico ! Tb é fator protetor para pré eclampsia!

94

VACINA HPV

Tipos 6, 11, 16, 18
16, 18 são os mãos oncogênicos !
16 é O mais oncogênico !

Ideal : 3 doses !

MS
👧🏼9-14a 2 doses 0-6 meses
👨🏼12-13a 2 doses 0-6 meses

HIV + : 9-26a 3 doses 0-2-6 meses

95

Colpocitologia colo uterino
Quando colher

1x/ ano se 2 negativos - 3/3 anos
Entre 25 e 64 anos(se dois preventivos normais nos últimos 5m)
Coleta dupla

96

Colpocitologia Gestante

Igual á da não grávida !

97

Colpocitologia HIV+

Após sexarca !

6/6m 1º ano
Após 1º ano - anualmente
CD4<200 - 6/6 até CD4 subir

98

LIE-AG (HSIL)

Colposcopia

99

ASCUS

Repetir
>30a 6 meses
<25a 3 anos

25-30a 12 meses

100

ASCH

Colposcopia

101

AGC(AGUS)

Colposcopia com avaliação do canal !
Se maior que 35 anos fazer USGTV !

102

LIE-BG(LSIL)

Repetir
>25a 6meses
25 ou menos 3 anos

Se duas LIE-BG - COLPOSCOPIA

103

Menopausa a JEC ________.

Interiorizada.

Enfiar mais a citobrush

104

Colposcopia insatisfatória

JEC não visualizada !

Afastador/Curetar canal/histeroscopia

Resumindo - tem que ver canal de algum jeito !

105

Histologia / após Bx colo

-Lesões intraepitelias - NICs.
-Ca

106

NIC I

Acompanhe 2 anos... sem melhora ?
Crioterapia-Cauterização (tto destrutivo)

107

NIC II/III

Exérese:
-CAF(EZT) ambulatorial
-CONE cirúrgico

Cone sempre, na suspeita de invasão !

108

Quais contraindicações á CAF? E aí vai pro cone.

-Gestante
-Suspeita de invasão/não vê limites !
-JEC não visualizada (colposcopia insatisfatória)

CAF- E EZT ! (nome
Mais técnico)

109

Segundo tipo histológico mais comum do Ca de colo uterino

Adenocarcinoma
Mais relacionado ao HPV 18 !

110

Vacina HPV

Capsídeo proteico externo do vírus

111

Cisto ovário aspecto achocolatado

Cisto endometrioide

112

Contraindicações á RT pós operatória

Lúpus ativo
Esclerodermia
Irradiação torácica previa
Gestação

Logo essas pacientes irão para mastectomia !

113

Síndrome de Lynch II

Neo cólon + neo ginecológicas
Doença autossômica dominante

114

Células metaplasicas nó citopatológico

Sinal de coleta bem feita ! Mostra que a JEC foi avaliada !
Mas não é sinônimo de amostra satisfatória mas sim de amostra adequada para rastreio ! Amostra satisfatória (número de células, integridade da lâmina, pouco sangue e etc).

115

RNM Ca mama

Alta sensibilidade mas baixa especificidade( aumentando bx desnecessárias).

116

Estrogênio negativo na mama é positivo no endométrio

Tamoxifeno - aumenta risco de Ca de endométrio!

117

Cicatriz radial
Hiperplasia atípica

Fazer bx tirando toda área lesada na mama !

118

Tumor maligno de células germinativas mais comum de ovário em crianças e adolescentes

Disgerminoma