Estado Hipermetabolico Flashcards Preview

Habilidades VII 2ª Prova > Estado Hipermetabolico > Flashcards

Flashcards in Estado Hipermetabolico Deck (27)
Loading flashcards...
1

Quais são os sistema que se interrelacionam na resposta hipermetabolica ao trauma?

1. Sistemas nervoso
2. Imunológico
3. Endócrino
4. Circulatório
* O principal objetivo é manter a homeostase

2

Quais são as caracteristicas da resposta metabolica ao trauma?

1. A intensidade (da resposta é proporcional a gravidade do estresse.
2. A alteração do metabolismo direciona as funções energéticas para a manutenção dos processos celulares.
3. Visa preservar a oxigenação do cérebro e do coração
4. Manter a homeostase e privilegiar as funções vitais.

3

Quais são os principais objetivos da resposta hipermetabolica ao trauma?

1) Preservar órgãos nobres (sempre cérebro, coração; depois pulmão, fígado, etc)
2) Corrigir distúrbios hidroeletrolíticos
3) Estabilizar funções hemodinâmicas e pressão arterial
4) Criar fontes alternativas de energia
5) Garantir fornecimento de nutrientes ao cérebro e ao coração

4

Do que decorrem os componentes biológicos da agressão primaria aos tecidos? Eles podem ser eliminados?

1. Os componentes são decorrentes exclusivamente à ação física sobre o organismo(Ex: excisão cirúrgica).
2. Não podem ser eliminados.
3. É o gatilho, a própria agressão tecidual; imutável.

5

Quais são os componentes biológicos da agressão secundaria aos tecidos?

Os componentes são as alterações nos sistemas que ocorrem em decorrência da ação dos componentes primários.
Ex: alterações endócrinas; alterações metabólicas; infecções; falência múltipla de órgãos.

6

Os componentes biológicos da agressão ASSOCIADOS aos tecidos dependem de que?

1. Dependem exclusivamente das condições clínicas e individuais de cada paciente.
2. Cirurgia que altera a funcionalidade do paciente.

Ex: Gastrectomia → alterações no ritmo alimentar; cirurgia lombar → imobilização prolongada

7

O que é a fase Ebb da resposta metabolica ao trauma? O que acontece nela?

Fase Ebb ou fase de choque.
1. É a resposta inicial, na qual ocorre diminuição das funções metabólicas.
2. O objetivo principal é a perfusão dos órgãos nobres (Cerebro e coração)
3. Duração média 18-72h
4. Diminuição consumo O2

8

O que é a fase flow da resposta metabolica ao trauma?

Fase Flow (fase de fuxo)
1. Ocorre após a fase Ebb, tendo efeitos contrários
2. Ocorre situação de hipermetabolismo
3. Inicia-se após a estabilização cardiopulmonar e possui duração variável.

9

Quais são as principais caracteristicas da fase FLOW da resposta metabolica ao trauma? (3 principais + 8 secundarias)

As três principais características dessa fase são:
1. Gasto aumentado de energia
2. Resistência insulínica
3. Catabolismo muscular proteico (não só pela ↓ ou alteração do ritmo alimentar, mas pela também pela agressão aos tecidos, que necessita do substrato principal para cicatrização)

Também apresenta elevação de:
1. Débito cardíaco;
2 Temperatura corporal;
3. Produção da glicose;
4. Glucagon;
5. Consumo de oxigênio
6. Ligeira na adrenalina
7. Ácidos graxos livres
8. Insulina (mas ainda com resistência)

10

Quais são as 4 subfases metabolicas da fase flow?

1. Fase corticoadrenergica
2. Fase de transição
3. Fase de anabolismo precoce
4. Fase de anabolismo tardio

11

Quanto tempo dura e o que acontece na subfase corticoadrenergica?

1. É uma subfase que dura 2-5 dias
2. Cursa com catabolismo e hipermetabolismo (quebra muita proteína, consome muita energia).

12

Quanto tempo dura e o que acontece na subfase transição?

1. Duração 1-2 dias.
2. Ocorre redução do catabolismo;
3. Diurese aumentada com perda de água livre e sódio
4. Balanço positivo do potássio;
5. Diminuição da perda urinária de nitrogênio.

13

Quanto tempo dura e o que acontece na subfase anabolismo precoce?

1. Duração de 3-12 semanas.
2. Ocorre balanço nitrogenado positivo e deposição de gordura nos tecidos adiposos.
3. Agora não há mais queda de proteína, mas acúmulo.
4. Acumula também nitrogênio e gordura.

14

Quanto tempo dura e o que acontece na subfase anabolismo tardio?

1. Duração de alguns meses.
2. Ocorre balanço nitrogenado neutro;
3. Aumento da deposição de gordura em tecidos adiposos e balanço calórico positivo.

15

Como é controlada a liberação de ADH durante a resposta metabólica no trauma?

1. ADH é liberado pelo hipotálamo como resposta às alterações volêmicas e da osmolaridade .
2. São órgãos receptores(?) átrio (pressão), na artéria pulmonar e nos neurônios próximos aos núcleos supraópticos órgãos receptores.
3. A perda de volume devido ao trauma é detectada pelos receptores de pressão, volume e osmorreceptores, localizados respectivamente nos átrios, artéria pulmonar e nos neurônios próximos aos núcleos supraópticos.

16

Qual ação do ADH durante a resposta metabolica no trauma?

A ação do ADH causará um aumento da reabsorção de água, principalmente nos túbulos renais proximais.

17

Qual ação do Sistema Renina- angiotensina-aldosterona durante a resposta metabólica no trauma?

1. A renina é secretada pelas células justaglomerulares. 2. Ela estimula a produção de angiotensina I, que nos pulmões se transforma em angiotensina II, que tem ação vasoconstritora e induz a liberação de aldosterona pelo córtex da suprarrenal.
3. A aldosterona estimula a reabsorção de sal e água a partir dos túbulos renais distais.

18

Por que é importante ação bem regulada do SRAA no paciente pós trauma?

1. Porque a retenção de água no pós-operatório é importante, pois nesse período há um aumento da perda da água corporal, consequente a febre, evaporação pela ferida operatória e drenagem de secreções.
2. O SRAA tende a reverter as perdas durante esse periodo.

19

Como acontece a liberação do cortisol durante a respostas metabolica no trauma?

1. Diante do trauma o ACTH estimula o córtex da suprarrenal a liberar cortisol, atingindo o seu pico máximo de concentração após 4-6h do estímulo.
2. Sua concentração é diretamente proporcional ao grau da lesão.

20

Qual a função do Cortisol após trauma?

1. Provocar quebra de proteína muscular, permitindo a mobilização de aminoácidos com objetivo de síntese de novas proteínas nas áreas lesadas.
2. Síntese de novas células de defesa.
3. Síntese de mediadores inflamatórios.
4. Promove lipólise

21

Como age e porquê é importante a liberação de catecolamina na resposta ao trauma?

1. Atua como mediador entre o sistema nervoso e o endócrino.
2. Os níveis de catecolaminas são proporcionais a gravidade do trauma.
3. Principais responsáveis pela taquicardia, taquipneia, vasoconstrição periférica e diminuição do débito cardíaco observadas na fase ebb.
4. Contribuem para o hipermetabolismo e catabolismo proteico, observados na fase flow.

22

Como está a insulina na resposta ao trauma?

1. Está em níveis diminuídos devido a necessidade do uso da glicose para gliconeogênese, por causa do aumento da produção de catecolaminas
2. Há um direcionamento de insulina para tecidos

23

Como está o glucagon na resposta ao trauma?

1. Em níveis aumentados, favorecendo degradação da glicose
2. Com insulina diminuída e glucagon aumentado há uma hiperglicemia fisiológica no pós-operatório.

24

Como ocorre a liberação e qual ação do ACTH?

1. O ACTH é sintetizado na hipófise anterior, podendo-se notar poucos minutos após o inicio de um procedimento cirúrgico a elevação de seus níveis.
2. Sua principal função é estimular a produção de cortisol pela suprarrenal.

25

Qual ação do GH na resposta ao trauma?

Seus principais efeitos são:
1. Estimular a síntese proteica na fase de anabolismo;
2. Estimula a lipólise;
3. Antagonista da insulina;
4. Estimular o sistema imunológico.

26

O que acontece com a prolactina, TSH, T3 e T4 após o trauma?

1. A prolactina está aumentada, embora não se saiba ainda o porquê.
2. Logo após o trauma ao tecido, os níveis séricos de T3 diminuem, enquanto os níveis de T4 e TSH aumentam.

27

Quais são as medidas que visam impedir uma hiper resposta metabolica ao trauma?

1) Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos
2) Técnica operatória apurada
3) Associada anestesia geral ao bloqueio epidural em cirurgias longas
4) Controlar a temperatura corporal
5) Manutenção do estado nutricional
6) Manutenção do estado hemodinâmico
7) Retirada de tecidos desvitalizados e infectados