Mix 2.0 Flashcards Preview

Mix - ANT > Mix 2.0 > Flashcards

Flashcards in Mix 2.0 Deck (273)
Loading flashcards...
1

(MCD metabolica) Defeitos geneticos do metabolismo apresentam-se ocasionalmente como ..., embora mais frequentemente como ...

Defeitos geneticos do metabolismo apresentam-se ocasionalmente como MCD, embora mais frequentemente com MCR

2

(IC com FE Reduzida) Qual é a combinaçao de farmacos PREFERIDA quando o paciente NAO tolera a terapia do SRAA?

Hidralazina com Nitratos

Ps: Melhoria da sobrevida mas inferior aos IECAs e ARAs

3

(IC) V ou F? ECG normal virtualmente exclui disfunçao sistolica do VE

V

4

(Insuficiencia Aortica) V ou F? A2 geralmente bastante acentuado na IA cronica grave

F - Geralmente ausente

5

(TEP e TVP) V ou F? A presença de mutaçoes geneticas aumenta o risco de TEV recorrente

F - recorrente NAO

6

(Valvula mitral) Em que patologias valvulares mitrais existe ligaçao com CIA e quais os tipos de CIA?

- IM Cronica pode ocorrer na CIA tipo Ostium Primum (fenda do folheto anterior da valvula mitral)

- PVM ocorre em 20% doentes com CIA tipo Ostium Secundum

7

(Doenças da Aorta) Os aneurismas aorticos associam-se a agrupamento FAMILIAR em ..% dos doentes

20%

8

(Doença Renovascular) Os stents prejudicam a visualizaçao na RM ou na TAC?

RM atençao!! (esta na tabela)

9

(Arritmias ventriculares) A cardiomiopatia hipertrofica é a doença CV genetica mais comum ocorrendo em ... individuos

1:500

Ps:
- É uma causa proeminente de causa de morte subita antes dos 35 anos; a morte subita pode ser devida a TV/ FV polimorfica
- Raramente a TV monomorfica sustentada relacionada com areas de cicatriz ventricular

10

(IC com FE Reduzida) V ou F? Morte subita cardiaca por arritmias ventriculares é a causa de morte em cerca de 25% dos doentes com IC, principalmente nos com IC reduzida em estadios avançados

F
- 50%
- estadios INICIAIS !!

Ps: Candidatos a CDI
1 - Pacientes que sobrevivem a um episodio de MSC sao considerados como de alto risco
2 - Classe NYHA II-III com FE igual ou inf 35 INDEPENDENTEMENTE da etiologia
3 - EAM com trat medico adequado com FE igual ou inf 30% MESMO assintomaticos
4 - Se cumprir criterios para terapia de ressincronizaçao cardiaca - implantaçao de CRT-D

Os marcadores de risco mais importantes para estratificaçao do risco/ beneficio:
- FE igual ou inf 35% sob tratamento medico adequado
- Etiologia subjacente (pos-EAM ou cardiopatia isquemica)

11

(Insuficiencia Aortica) V ou F? Muito menos comum a etiologia reumatica numa IA isolada sem doença mitral reumatica associada

V

12

(Prolapso da Valvula Mitral) Qual a principal etiologia?

Maioria tem etiologia DESCONHECIDA, mas em alguns parece geneticamente determinada

13

(Doença Vascular Hipertensiva) % da hipertensao da bata branca?

"Bata Branca - Binte"
15-20%

14

(MCP) Qual o fenotipo mais comum das doenças metabolicas?

RESTRITIVO

Amiloidose é a causa MAJOR de MCP Restritiva

Ps:
- Pode ocorrer MCP minimamente dilatada
- Pode confundir-se com MCH (pseudo-hipertrofia por espessamento do miocardio)

15

(Doença Vascular Hipertensiva) Qual a causa CV CONGENITA MAIS COMUM de hipertensao (secundaria como tal)?

Coartaçao da aorta
- 1-8/1000 nascimentos
- mesmo quando cirurgicamente corrigida na infancia, 30% desenvolve hipertensao subsequente!!
- em geral é ESPORADICA, mas ocorre em 35% dos casos de s. de Turner

Ps: A doença renal é a causa MAIS COMUM de hipertensao secundaria
(atençao isto é doenças do parenquima renal, nao doença renovascular!!)

16

(IC com FE Reduzida) Incerteza quanto ao uso de Terapia de Ressincronizaçao Cardiaca em .. (4)

- IC Aguda Descompensada
- Bloqueio de Ramo DIREITO
- FA
- Cicatriz na parede lateral (posiçao CRT)

17

(Insuficiencia Aortica) V ou F? HTA grave cronica pode ser causa de IA

V - por dilataçao do anel aortico levando a IA progressiva

18

(MCD) Tudo de Tako-Tsubo

Epidemiologia:
- MULHERES (unico caso desta aula) idosas apos stress intenso e subito, emocional ou fisico
- primariamente no Japao, crescene noutros locais

Etiologia: Ativaçao simpatica intensa, espasmo microvascular, catecolaminas

Patologia:
- Ventriculo apresenta dilataçao global com contraçao basal
- Disfunçao VE estende-se alem da distribuiçao de uma arteria especifica

Clinica: Edema pulmonar, Hipotensao, Dor toracica, com ECG semelhante a enfarte do miocardio !!

Diagnostico: Pode passar despercebida na UCI. Angiografia pode ser necessaria para exclusao de obstruçao aguda

Tratamento: NENHUM se mostrou benefico
- Nitratos para edema pulmonar
- Bomba balao intraaortica para casos de baixo debito
- Bloqueadores alfabeta-combinados (em vez de beta-bloq)
- Mg para prolongamento do QT
- NAO esta indicada anticoagulaçao (em geral) - risco de rutura ventricular !!!

Prognostico: Geralmente resolve em dias a semanas. Recidiva em 10%

19

(Arritmias ventriculares) Qualquer cardiomiopatia pode causar cicatrizes e TV, mas ... (2) sao particularmente associadas a TV MONOMORFICA

- Sarcoidose cardiaca
- Doença de Chagas

20

(Doença Vascular Hipertensiva) Quando se mede a actividade plasmatica da renina, ...% tem actividade reduzida (forma....) e ...% têm actividade elevada (forma....)

- 25% - actividade REDUZIDA; forma dependente de VOLUME

- 10-15% - actividade ELEVADA; forma VASOCONSTRITORA

21

(Estenose pulmonar) Qual a principal etiologia?

EP é essencialmente CONGENITA

22

(Doença Vascular Hipertensiva) A hipertensao é uma das principais causas de doença no mundo inteiro, representando ...% do total de mortes

13-15%

Ps:
- HTA DUPLICA o risco de outras doenças CV
- Aprox 30% dos adultos apresentam HTA (mais frequentemente afroamericanos)

23

(Estenose Aortica) EA corresponde a ..% de todos os doentes com doença valvular cronica

1/4

24

(Taquis Supra) Trat FA com mais de 48h / duraçao desconhecida: A anticoagulaçao deve ser continuada pelo menos .... (tempo) porque a recuperaçao da funçao mecanica auricular apos cardioversao eletrica ou farmacologica pode ser retardada e um trombo pode formar-se e embolizar dias apos a cardioversao

4 semanas

25

(Arritmias ventriculares) DD de TV monomorfica sustentada (outras taquicardias de QRS largo e uniforme)?

1 - TSV com bloqueio de ramo esq ou dir com conduçao aberrante
2 - TSV associada a pre-excitaçao (vias acessorias, por ex a reentrante NAV antidromica pq ortodromica origina QRS estreitos)
3 - Pacing cardiaco rapido num doente com pacemaker ou CDI


Ps: Na presença de doença cardiaca conhecida, a TV é o diagnostico mais provavel se taquicardia de QRS largos

26

(Estenose Aortica) Polimorfismos geneticos que têm sido ligados ao desenvolvimento de EA calcificada? (4)

- Receptor da vit D
- Receptor de estrogenios em mulheres na pos-menopausa
- IL-10
- Apolipoproteina E4

27

(Prolapso da Valvula Mitral) V ou F? Maioria dos doentes permanece assintomatico durante toda a vida

V

Ps: Morte subita é complicaçao muito rara

28

(Cor pulmonale) ...(2 causas) sao responsaveis por ...%

DPOC e Bronquite cronica sao responsaveis por 50%

Ps importante:
- Qualquer doença que afete o parenquima ou vasculatura pulmonar pode levar ao Cor Pulmonale
- Doenças da vasculatura pulmonar sao causas raras mas o Cor pulmonale é extremamente COMUM com estas condiçoes, dada a magnitude da hipertensao pulmonar presente
- Disturbios com hipoxia alveolar cronica tb sao causa

29

(Taquis Supra) Qual é o antiarrtimico que aumenta a mortalidade em doentes com IC (no trat de controlo de ritmo na FA)? E de que classe é?

Dronedarona - classe III

30

(IC) V ou F? Ortopneia é um sintoma relativamente especifico de IC

V
- Tosse noturna é uma manifestaçao comum, sendo muitas vezes negligenciada
- Aliviada na posiçao sentada ou quando o doente dorme recostado sob muitas almofadas

Ps: Causas de ortopneia:
- IC
- Ascite
- Obesidade abdominal
- Doença pulmonar

31

(Doença Vascular Hipertensiva) V ou F? A combinaçao deIECA e diuretico mostrou reduzir a morbi-mortalidade de muitos idosos (apos AVC, a combinaçao IECA e diuretico, mas nao com ARA, reduz a taxa de AVC recorrente)

V

32

(Taquis Supra) Qual a incidencia das vias acessorias?

1 : 1500-2000 pessoas

Ps: CMH - 1:500

33

(Doenças glomerulares) Qual é a vasculite dos pequenos vasos induzida por ANCA que tem maior recidiva apos remissao?

Granulomatose com poliangeite

Ps: as outras 2 sao
- Poliangite microspica
- S. Churg-Strauss

34

(Estenose Aortica) V ou F? SVA com homoenxertos esta geralmente reservada para doentes com endocardite da valvula aortica

V

35

(Doenças da Aorta) Qual é o achado tipico da aortite sifilica ao Rx?

Calcificaçao Linear da Aorta Ascendente

Ps: Trat:
- Penicilina mais
- Excisao cirurgica mais
- Reparaçao

36

(Doença Renovascular) Complicaçoes major ocorrem em que % das revascularizaçoes? Apesar do fluxo sanguineo ser geralmente restabelecido apos stenting endovascular, recuperaçao da funçao renal ocorre em ..%, nao se altera em ..% e existe deterioraçao em outros

Complicaçoes major - 9%
(1. Disseçao arteria renal; 2. Perfuraçao capsular; 3. Hemorragia; 4. Doença ateroembolica)

- Melhora em cerca de 25%
- Nao se altera em 50%
- Piora (nos restantes 25%?)

37

(Estenose Tricuspide) Quando ET esta associada a EM (o que ocorre geralmente visto a ET nao ocorrer como lesao isolada), qual das 2 estenoses se manifesta 1o?

Desenvolvimento de EM geralmente precede o de ET

38

(TEP e TVP) V ou F? Enfarte pulmonar geralmente indica TEP extensa

F - PEQUENA - extremamente dolorosa - trombo à periferia do pulmao, proximo de nervos pleurais

39

(Doença Renovascular - Doença renal ateroembolica) Diagnostico dificil, geralmente de EXCLUSAO; como se faz diagnostico definitivo?

BIOPSIA RENAL - cristais de colesterol deixam uma "fenda" no vaso

Ps: Biopsias obtidas dos pacientes submetidos a revascularizaçao cirurgica dos rins indicam que embolos de colesterol silenciosos estao frequentemente presentes antes de ter sido feita qualquer manipulaçao

40

(MCD viral) A miocardite viral aguda apresenta-se frequentemente com sinais e sintomas de ...; alguns doentes apresentam dor toracica sugestiva de .. (2)

- IC
- Pericardite ou EAM

41

(EAMCSST) Indicaçoes para pacing provisorio? (4)

- Bradicardia sinusal (FC inf 50 bpm) refrataria a farmacos
- BAV 2o grau Mobitz tipo II
- BAV 3o grau
- Bloqueio bifascicular

42

(Arritmias ventriculares) V ou F? Ao contratio da TV monomorfica sustentada, a TV polimorfica nem sempre indica anomalia estrutural ou foco de automaticidade

V

Ps: TV polimorfica sustentada geralmente degenera em fibrilhaçao ventricular

43

Nas aulas de arritmias, quais sao mais comuns em homens?

- FA
- S. Brugada (tratar com quinidia)
- TV interfascicular do VE (tratar com verapamil iv)

44

(EAMCSST) V ou F? Uma cardioversao eletrica assincrona é usada imediatamente se FV ou TV com deterioraçao hemodinamica

V - pode ser mais eficaz apos adrenalina ou amiodarona

ATENÇAO, cardioversao eletrica ASSINCRONA

Ps: TV mantida SEM repercusoes hemodinamicas
1o - Amiodarona iv ou Procainamida iv
2o - Cardioversao eletrica sincrona

45

(Cor pulmonale) Hipertensao pulmonar é o mecanismo fisiopatologico COMUM a todas as condiçoes, suficiente para alterar a estrutura (dilataçao com ou sem hipertrofia) e funçao do VD; normalmente as pressoes das arterias pulmonares sao cerca de.. mmHg e nao aumentam mesmo com o aumento do DC

15 mmHg

46

(Estenose mitral) Embolizaçao sistemica tem uma incidencia de ..% e ocorre mais frequentemente em .. (3)

10-20%

- FA
- Mais de 65 anos
- Diminuiçao do DC

Ps IMPORTANTE:
- Embolizaçao sistemica pode ser apresentaçao INICIAL em doentes ASSINTOMATICOS com EM LIGEIRA !!!

47

No cap de supra-ventriculares, que 2 situaçoes respondem pior a ablaçao por cateter em relaçao as outras que geralmente sao acima de 85%?

- FA
- Taquicardia sinusal inapropriada

48

(EAMCSST) A TA é variavel; a maioria dos doentes com EAM transmural, TAS .... (diminui/aumente e quanto?) em relaçao aos valores pre-EAM

Diminui 10-15 mmHg

Ps: Tb em doentes com EAM transmural pode ser audivel atrito pericardico

49

(Doenças da Aorta) HTA coexiste em que % das dissecçoes aorticas?

70%

50

(Taquis Supra) Qual o score e suas variaveis para calcular o risco tromboembolico e que valores decidem anticoagular o doente?

CHA2DS2VASc

- C: ICC
- H: HTA
- A2: age igual ou sup 75
- D: Diabetes
- S2: stroke (AVC ou AIT, embolico)
- V: doença Vascular
- A: age 65-75
- S: Sexo FEMININO

1 ponto - ponderar anticoagulaçao
2 pontos - anticoagular

51

(Arritmias ventriculares) CDI melhora a mortalidade (no geral ao longo do capitulo) sendo que melhora ..% na IC e ...% na DAC

melhora 20% - IC
melhora 50% - DAC

52

(EAMCSST) V ou F? Mediçao das troponinas tem maior valor imediato em doentes com EAM com supra-ST

F - Mediçao das troponinas tem MENOR valor imediato em doentes com EAM COM supra-ST

Ps: Podem-se manter elevadas 7-10 dias

53

(TEP e TVP) V ou F? Se houver edema difuso da perna, é improvavel diagnostico de TVP

V - mais provavel exacerbaçao aguda de insuficiencia venosa por s. pos-flebitico

DD:
- S. pos-flebitico (edema difuso perna)
- Rutura quisto Baker (dor intensa e subita regiao gemelar sup)
- Celulite (febre e calafrios)

Ps: Trombose venosa membro superior: assimetria fossa clavicular ou na circunferencia dos braços

54

(Doença Vascular Hipertensiva) Aprox... % dos adultos apresentam HTA

30%

Ps:
- Acima dos 60 anos prevalencia de 65,4%
- HTA DUPLICA o risco de outras doenças CV
- Representa 13-15% do total de mortes

55

(IC com FE Reduzida) IC REVERSIVEL pode ser consequencia de ...

Deficiencia grave de Tiamina e Selenio

56

(IC com FE Reduzida) Deve-se iniciar 1o o IECA ou o beta-bloq?

Indiferente
- prioridade: titulaçao das doses de forma a atingir dose ideal

57

(Insuficiencia Aortica) V ou F?
- Se IA por doença primaria da valvula: sopro mais intenso no BEE
- Se IA por dilataçao aneurismatica da raiz da aorta: sopro mais intenso no BDE

V

Ps: Sopros diastolicos musicais/ "arrulhar" sugere eversao de uma cuspide aortica que vibra com o jacto regurgitante

58

(Taquis Supra) V ou F? A abordagem para prevençao de embolizaçao na FA paroxistica é a mesma que para a FA persistente

V
- é conhecido que muitos doentes que parecem ter episodios de FA infrequentes frequentemente têm episodios assintomaticos, o que os coloca em risco

59

(Insuficiencia Tricuspide) V ou F? É mais frequentemente diagnosticado por auscultaçao cardiaca

F - IT é mais frequentemente diagnosticada por exame das veias do pescoço que por auscultaçao cardiaca

60

(IC) V ou F? Fervores, na ausencia de doença pulmonar concomitante, sao especificos de IC

V
- Frequentemente estao AUSENTES nos doentes com IC cronica MESMO nos casos com pressoes de enchimento elevadas devido ao aumento da drenagem linfatica do liquido alveolar

61

(MCD familiar) Mutaçaoes na TTN, que codifica a proteina sarcomerica gigante Titina, sao a causa MAIS comum de MCD, sendo responsaveis por ate ..% dos casos familiares

25%

62

(Arritmias ventriculares) TV polimorfica com QT longo adquirido: ... geralmente suprime episodios recorrentes

Sulfato de magnesio 1-2g e.v.

Ps: se o magnesio isolado nao é eficaz
- aumentar a frequencia cardiaca com infusao de isoprotenerol ou pacing para frequencias de 100-120 bpm como necessario para suprimir ESs ventriculares

63

(Taquis Supra) Na FA paroxistica recorrente nao tratada previamente, a ablaçao por cateter tem eficacia ... (inf/igual/sup) aos farmacos antiarritmicos; na FA recorrente, apesar do tratamento farmacologico, a ablaçao por cateter te eficacia... aos farmacos antiarritmicos

- Semelhante (na nao tratada)
- Superior (na com trat farmacologico)

64

(Insuficiencia Tricuspide) Em pelo menos ..% dos casos, a IT é secundaria a dilataçao marcada do anel tricuspide por dilataçao do VD devido a HT pulmonar

80%

Ps importante:
- IT é reversivel em parte se alivio da HT pulmonar

- Pode ser secundario tb a Pacing apical cronico VD

65

(Estenose Aortica) V ou F? Uma vez iniciados os sintomas, reparaçao valvular esta indicada

V

Ps IMPORTANTES pq:
- EA RARAMENTE tem importancia clinica ate orificio valvular inferior a aprox 1 cm2
- Mesmo EA grave pode existir por varios anos sem produzir qualquer sintoma

- 3 sintomas cardinais: dispneia de esforço, angina de peito e sincope
- Debito cardiaco em repouso é geralmente preservado ate tardiamente no curso da doença
- O ritmo é geralmente regular ate tardiamente no curso da doença; FA sugere doença mitral associada
- A ausencia de calcificaçao valvular no Rx num adulto sugere que EA nao é grave
- Tentativas de atravessar a valvula aortica para medir a pressao no VE esta associado a risco de embolizaçao cerebral

66

(MCD metabolica) A causa mais comum de anormalidade tiroideia na populaçao com ICC é a utilizaçao de .. (farmaco)

Amiodarona

Ps: Hiper e Hipotiroidismo
- Nao costumam causar ICC manifesta
- Agravam ICC existente
- Testes de funçao tiroideia devem ser rotineiros na investigaçao de MC !!

67

(Taquis Supra) .... é a forma MAIS COMUM de taquiardia supraventricular PAROXISTICA, representando ...% dos casos referenciados para ablaçao por cateter; curativo em ..% dos casos; mais comum em que genero e decadas de vida?

- Taquiarritmia reentrante do nodulo AV
- 60% dos casos
- curativo em mais de 95% dos casos

- Mulheres na 4a decada de vida

Ps:
- Manobra de Valsalva para cessar os episodios é suficiente para MUITOS doentes
- A taqui auricular focal representa 10% das paroxisticas referenciadas para ablaçao
- A taquicardia supraventricular SUSTENTADA MAIS COMUM é a FA

68

(MCD viral) V ou F? Durante a infecçao aguda, anti-inflamatorios ou imunossupressores melhoram o prognostico

F
- Atualmente, NAO ha tratamento especifico recomendado para NENHUM estagio da MC viral
- Durante a infecçao AGUDA, Anti-inflamatorios ou Imunossupressores devem ser EVITADOS
- Antiviricos e Anti-inflamatorios NAO recomendados atualmente

Ps:
- foi demonstrado que o seu uso aumenta a replicaçao viral e lesao miocardica em modelos animais
- grandes estudos sobre o tratamento com imunossupressores para MC com criterios de Dallas presentes têm sido negativos

- Resultados iniciais encorajadores com Imunossupressores para MC imuno-mediada: definida pelos criterios imunohistologicos na biopsia ou atcs anti-coraçao circulantes na AUSENCIA de genomas virais no miocardio

69

(Doença Vascular Hipertensiva) Quais sao os recetores adrenergicos que medeiam o feedback negativo? E a libertaçao de renina?

- Alfa 2
- Beta 1

70

(Doença Vascular Hipertensiva) V ou F? Independentemente da pressao arterial, a suplementaçao de potassio pode estar associada à reduçao da mortalidade por AVC

V

Ps: Suplementaçao de potassio (e calcio) têm efeitos inconsistentes na reduçao da PA

71

(Estenose Aortica) V ou F? EA reumatica associa-se quase sempre a envolvimento mitral e a IA

V

Check
- Doença cardiaca reumatica: 40% EM reumatica isolada ou predominante

72

(MCD viral) A PCR deteta genomas virais na maioria dos doentes com MCD mas tb em coraçoes normais "controlo"; quais saos os 2 virus mais frequentemente detetados?

- Parvovirus B19
- HHV6

Ps:
- podem afetar os sistema cardiovascular, em parte, atraves da infecçaoo das cels endoteliais vasculares
- contudo, a sua contribuiçao para a MCP cronica é incerta; evidencia serologica de exposiçao presente em muitas crianças e adultos

73

(Doenças da Aorta) O que esta CI no tratamento medico de uma dissecçao aortica (com hipertensao associada)?

O uso ISOLADO de um VASODILATADOR DIRETO como a hidralazina esta CI por aumentarem a tensao hidraulica

74

(IC) Em que situaçoes os peptidos natriureticos podem estar elevados? (4) E falsamente diminuidos?

Falsamente diminuidos - Obesidade

Aumentados ("RIIM")
1. funçao Renal
2. Idade
3. Mulheres
4. IC direita

Aumentados em menor grau na IC com FE preservada

Ps:
- Sao ferrramentas uteis e importantes no diagnostico de IC
- Marcadores relativamente sensiveis de IC com FE DIMINUIDA
- Estabelecer o prognostico ou gravidade da doença
- Estabelecer doses optimas da terapia medica em doentes EUVOLEMICOS selecionados

75

(EAMCSST) V ou F? Atualmente, a decisao de reperfusao costuma ser tomada depois dos resultados analiticos serem conhecidos

F - ANTES dos resultados analiticos serem conhecidos (atraves de clinica mais ECG)

76

(EAMCSST) Razao CK-MB/CK igual ou sup a ... faz o é diagnostica de origem miocardica?

2,5 sugere, mas NAO é diagnostica de origem miocardica

77

(Doença Vascular Hipertensiva) Entre os IECAs e os BCC um confere maior proteçao contra AVC e outro maior proteçao coronaria, qual é qual?

IECA - maior proteçao coronaria
BCC - maior proteçao contra AVC

78

(Doenças glomerulares) Geralmente nao é necessario biopsia em que GN? (4)

1 - Doença de Lesoes Minimas
2 - GN pos-streptococica
3 - Nefropatia DIABETES
4 - Nefropatia HIPERTENSIVA

79

(IC com FE Reduzida) Enquanto que nos IECAs os efeitos se estendem a TODA a classe, nos beta-bloq os efeitos sao limitados a farmacos em especifico... (3 farmacos)

- Carvedilol
- Bisoprolol
- Metoprolol

Ps importante:
- Como a melhoria na funçao cardiaca e na reduçao das hospitalizaçoes e na mortalidade nos beta-bloq é DOSE-DEPENDENTE, na ausencia de sintomas de hipotensao (fadiga e tonturas), deve-se AUMENTAR A DOSE a cada 2 SEMANAS em pacientes em ambulatorio hemodinamicamente estaveis e euvolemicos se tolerarem

80

(EAMCSST) V ou F? Ao exame fisico o precordio costuma ser silencioso

V

81

(Arritmias ventriculares) Medicaçao nao cardiaca que causa QT longo adquirido? (5)

- Eritromicina
- Pentamidina
- Haloperidol
- Fenotiazidas
- Metadona

Ps: Outras causas de QT longo adquirido
- Disturbios HE (hipoCa e hipoK)
- Bradicardia
- Bloqueadores das correntes de K (antiarritmicos classe III - sotalol, dofetilide, ibutilide)

Causas de encurtamento QT:
- HiperCa
- Digitalicos

82

(MCD familiar) MCD Familiar representa ...% das MCD

Mais de 30% !!!

83

(Doença Vascular Hipertensiva) As pressoes arteriais noturnas geralmente sao ...% mais baixas do que durante o dia, sendo que uma descida nocturna atenuada esta associada a um aumento do risco de doença CV

10-20%

84

(Taquis Supra) No controlo do ritmo (manutençao do ritmo sinusal) na FA PAROXISTICA, todos os antiarritmicos têm eficacia modesta de ...% excepto ... (farmaco) que tem eficacia superior de ...%

- 30-50% (anti-arritmicos no geral)
- Amiodarona - 2/3 eficacia (66%)

Ps: Contudo, mais de 20% dos doentes com amiodarona têm toxicidade a longo prazo durante o tratamento

85

(Doença Renovascular - Doença renal ateroembolica) Manifestaçoes geralmente desenvolvem-se entre ... (tempo) apos o evento causal; manifestaçoes de embolia sistemica como febre, dor abd e perda de peso ocorrem em ..% dos doentes, mas manifestaçoes cutaneas como livedo reticularis e gangrena PODEM SER MAIS COMUNS

1 a 14 dias apos o evento causal

Menos de metade

86

(Doença Renovascular - Arteriolonefrosclerose) V ou F? Acerca de nefrosclerose hipertensiva: Embora a reduçao da TA reduza a progressao das doenças renais proteinuricas e o risco CV associado à DRC, o tratamento anti-HTA nao altera a evoluçao da disfunçao renal na nefrosclerose hipertensiva

V - ATENÇAO o trat anti-HTA NAO altera a evoluçao da disfunçao renal na nefrosclerose hipertensiva!!!

87

(Insuficiencia Aortica) A coexistencia de EA hemodinamicamente significativa com IA geralmente exclui todas as formas raras de IA porque ocorre quase exclusivamente em doentes com IA ... (2 causas)

Reumatica
ou
Congenita

88

Fisiopatologia das valvulopatias agudas resumidamente...

IM AGUDA GRAVE
- Aumento da pressao AE - PAP
- SEM dilataçao AE

IA AGUDA GRAVE
- Aumento da pressao VE - AE - PAP
- SEM dilataçao VE

EA AGUDA GRAVE
- Dilataçao VE e Diminuiçao volume ejecçao VE

89

(Arritmias ventriculares) O ritmo idioventricular é COMUM durante o EAM e pode surgir durante a bradicardia sinusal; .... (farmaco) pode ser administrada para aumentar a frequencia sinusal se a perda de sincronia auricular levar a compromisso hemodinamico

ATROPINA

Trat de ritmo idioventricular:
- Correçao da causa subjacente e a correçao da bradicardia (Atropina)
- Terapeutica especifica para o ritmo idioventricular nao é necessaria

90

(Doenças da Aorta) Nos aneurismas toracicos, reparaçao cirurgica com colocaçao de protese esta indicada em ..(4) E quando se procede a cirurgia aberta ou reparaçao endovascular para tratar aneurismas da aorta abdominal? (3)

ANEURISMAS TORACICOS
1. SINTOMATICOS
2. Aorta Ascendente sup 5,5cm (ou sup 4-5cm em contextos de S. Marfan ou valvula aortica bicuspide)
3. Aorta Descendente sup 6cm (ou 5,5 perante tratamento endovascular)
4. Crescimento sup a 1cm/ano

Ps: A taxa media de crescimento de aneurismas toracicos por ano é de 0,1-0,2 cm/ano (maiores taxas sao vistas no S. Marfan ou disseçao da aorta)

ANEURISMAS ABDOMINAIS
1. SINTOMATICOS
2. Aneurismas de qualquer tamanho mas em EXPANSAO RAPIDA
3. Assintomaticos com diametro sup a 5,5cm
(a avaliaçao seriada nao invasiva de aneurismas inf a 5 cm é uma alternativa à reparaçao imediata)

Ps importante sobre abdominal: A reparaçao endovascular tem uma taxa de morbilidade mais baixa a curto prazo mas taxa de mortalidade comparavel a longo prazo

91

(Arritmias ventriculares) V ou F? TV polimorfica e FV dentro das primeiras 48h de um EAM estao associadas com um maior risco de mortalidade intrahospitalar e aquele que sobrevivem apos a alta nao tem risco aumentado de morte subita por arritmia

V - ATENÇAOO, os que sobrevivem NAO têm risco aumentado de morte subita por arritmia

92

(Miocardiopatia e Miocardite) ...(1 das miocardiopatias) é definida com base na disfunçao DIASTOLICA, que tambem esta presente, de forma menos evidente, nas .. (outras 2)

MCRestritiva, é definida com base na disfunçao DIASTOLICA, que tambem esta presente, de forma menos evidente, nas MCD e MCH

93

(Insuficiencia Mitral) Usa-se vasodilatadores?

IM Aguda
- Usa-se vasodilatadores

IM cronica grave isolada com funçao sistolica VE preservada na ausencia de HTA
- Nao há evidencia para o uso de vasodilatadores

94

(EAMCSST) Terapia com nitratos deve ser evitada em .. (2) e nao usar no caso de ..

1. PAS inferior a 90 mmHg
2. Suspeita clinica de enfarte VD
- Enfarte inferior no ECG
- Pressao venosa jugular aumentada
- Auscultaçao pulmonar NORMAL
- Hipotensao

Nao usar nitratos no caso de toma de inibidor da fosfodiesterase-5 (ex: Sildenafil) nas ultimas 24h (pode potenciar os efeitos hipotensores)

Ps: Uma reaçao idiossincratica aos nitratos pode ocorrer ocasionalmente, consistindo num inicio subito de hipotensao marcada, que pode ser revertido prontamente com administraçao rapida iv de atropina

95

(Taquis Supra) Qual é a taquicardia mais comummente causada por uma via acessoria?

Taquicardia reentrante AV ortodromica

96

(Taquis Supra) V ou F? Pensa-se que o risco de evento cardioembolico é superior na FA em relaçao ao flutter auricular

F - SEMELHANTE

Ps: Flutter auricular trat:
- Doentes com estabilidade hemodinamica podem ser dados farmacos com bloqueio do NAV - com efeito terapeutico MAIS DIFICIL do que na FA

97

(Insuficiencia Mitral) V ou F? Menores graus de IM na IM isquemica grave (vs IM nao isquemica grave) têm relativamente maior preso prognostico

V

IM NAO Isquemica Grave
- Volume regurgitante igual ou sup 60 mL/batimento
- Fraçao regurgitante igual ou sup 50%
- Areas orificio regurgitante igual ou sup 0,4 cm2 !!

IM Isquemica Grave
- Area orificio regurgitante sup 0,2 cm2 !!

98

(EAMCSST) A mortalidade a 1 ano é de ...%

15%

99

Supostamente, os 2 farmacos em todo o harrisson que dao sindrome lupus-like?

Hidralazina (vasodilatador direto)
Procainamida (antiarritmico classe I)

100

(IC) V ou F? O exame cardiologico é essencial mas frequentemente nao acrescenta informaçoes uteis acerca da gravidade da IC

V

101

(Arritmias ventriculares) QT longo congenito: ... (grupo farmacologico) sao proteçao SUFICIENTE de episodios de arritmia na maioria dos doentes do tipo(s) ...

- Bloq-beta (agentes nao selectivo - nadolol ou pronanolol)
- Tipo 1 e 2

Ps: Subtipos 1,2 e 3 representam 90%
- Tipo 1 - esforço (particularmente na nataçao)
- Tipo 2 - auditivo/ emocional
- Tipo 3 - morte subita durante o sono

102

(TEP e TVP) V ou F? A TV superficial apresenta risco de extensao da trombose para o sistema venoso profundo

V

Ps: Normalmente apresenta-se com eritema, sensibilidade e "cordao palpavel"

103

(EAMCSST) V ou F? O desenvolvimento de ondas Q é dependente da transmuralidade do enfarte

F - Estudos recentes com RM sugerem que o desenvolvimento de ondas Q é mais dependente do volume do enfarte do que da sua transmuralidade

104

(MCD metabolica) A Hemocromatose é classificada como .. (tipo de MCP) mas frequentemente apresenta-se como... (tipo de MCP)

Classificada: MCRestritiva
Apresenta-se: MCDilatada

Ps: Etiologia
- Gene HFE (AR): 10% pop; previsao clinica de 1:500
- Adquirida: sobrecarga de Fe

Ps Importante:
- Defeitos geneticos do metabolismo apresentam-se ocasionalmente como MCD, embora mais frequentemente com MCR
(o contrario deste caso)

105

(TEP e TVP) V ou F? Sao tratamentos de prevençao primaria a anticoagulaçao, o filtro da veia cava inferior e as meias de compressao

F - prevençao SECUNDARIA

106

(Arritmias ventriculares) A TV intrafascicular do VE é mais comum em que genero? Qual a configuraçao ao ECG? E o tratamento?

- Mais em HOMENS (tal como o S. Brugada)
- ECG: configuraçao de bloqueio de ramo direito like
- Tratemento: pode ser terminada com administraçao IV de VERAPAMIL (a administraçao oral cronica de verapamil pode nao ser eficaz)

107

(Taquis Supra) FA: No controlo do ritmo, qual a classe farmacologica que esta CI em doentes com doença estrutural cardiaca?

Classe I
- ex: Flecainida, Propaferona e Disopiramida

108

(Arritmias ventriculares) (TV reentrante com bloqueio de ramo) Reentrada atraves do sistema de His-Purkinje ocorrem em aprox ..% dos doentes com TV monomorfica com doença cardiaca estrutural; ao ECG tem configuraçao de .... e o tratamento passa por...

- 5%
- ECG: configuraçao de bloqueio de ramo esquerdo
- Tratamento:
- Ablaçao percutanea do ramo DIREITO anula esta TV
- outras TV relacionadas com cicatrizaçao estao frequentemente presentes e geralmente requerem terapeutica a.a. ou implantaçao de CDI

Ps:
- O circuito de reentrada tipicamente gira anterogradamente pelo ramo direito e retrogradamente via ramo esquerdo
- Usualmente associada a doença cardiaca severa

109

(Arritmias ventriculares) Definiçao de ritmo idioventricular? E qual é o mecanismo mais provavel?

3 ou mais batimentos consecutivos a uma frequencia inferior a 100/min
- A AUTOMATICIDADE é o mecanismo mais provavel

Ps: O ritmo idioventricular é COMUM durante o EAM e pode surgir durante a bradicardia sinusal
- A ATROPINA pode ser administrada para aumentar a frequencia sinusal se a perda de sincronia auriculoventricular leva a compromisso hemodinamico

- Este ritmo tb é comum em doentes com cardiomiopatias ou apneia do sono

Tratamento:
- Correcçao causa sibjacente e a correçao da bradicardia (Atropina)
- Terapeutica especifica nao é necessaria

110

(Insuficiencia Mitral) Uma causa de IM aguda pode ser EAM com rotura de musculos papilares, sendo o mais comummente envolvido o musculo papilar.....

Postero-medial

Ps: mais do que o antero-lateral devido ao seu suprimento sanguineo singular

111

(Taquis Supra) Qual é a taquicardia associada a pre-excitaçao mais comum?

Taquicardia reentrante AV antidromica

112

(TEP e TVP) Doentes que realizaram cirurgia para colocaçao protese total da anca/ joelho ou cirurgia por cancro beneficiam de profilaxia farmacologica prolongada por pelo menos ...(tempo)

1 mês

113

(Taquis Supra) V ou F? Todos os doentes com vias acessorias devem fazer um estudo eletrofisiologico invasivo para determinar se a via acessoria é de risco suficiente para justificar uma ablaçao por cateter

F - TODOS os doentes COM SINTOMAS ARRITMICOS

Ps:
- O EO deve focar na exclusao de doença cardiaca estrutural
- Ecocardiograma para exclusao de anomalia de Ebstein e cardiomiopatia hipertrofica

114

(Doenças da Aorta) Os aneurismas traumaticos podem surgir apos trauma penetrante ou nao penetrante; que zona afetam comummente?

Aorta toracica descendente APOS O PONTO DE INSERÇAO DO LIGAMENTO ARTERIAL

115

(IC com FE Reduzida) V ou F? Antagonistas dos mineralocorticoides reduzem a mortalidade em todos os estadios (NYHA)

F - TODOS os estadios SINTOMATICOS (NYHA II-IV)

116

(MCHipertrofica) V ou F? Em doentes diagnosticados em idade adulta, apesar do melhor prognostico (vs crianças) a sobrevida continua a ser inferior comparando com uma populaçao agematched sem MCP

F - sobrevida quando diag em adultos COMPARAVEL

117

(Arritmias ventriculares) V ou F? Na ausencia de doença cardiaca, as Extra-sistoles e TV nao sustentadas geralmente têm prognostico benigno

V - pelo que na ausencia de doença estrutural cardiaca ou sindrome genetico de morte subita NAO existe necessidade de terapeutica a nao ser que..
- o doente tenha sintomas severo ou
- evidencia de extra-sistoles que provoquem depressao da funçao

Se necessario trat a 1a linha é:
- Bloq-beta
- BCC nao-diihidro (verapamil e diltiazem)

118

(EAMCSST) V ou F? Os beta-bloq, em doentes submetidos a fibrinolise imediata, nao produzem reduçao adicional na taxa de mortalidade mas diminui as recidivas de isquemia e re-enfarte

V

Ps: Beneficios dos beta-bloq na fase aguda:
- Melhoram a relaçao entre necessidade e oferta de O2
- Reduzem a dor
- Reduzem o tamanho do enfarte
- Reduzem a incidencia de arritmias ventriculares

119

(EAMCSST) Quais sao as placas mais susceptiveis a rotura?

Nucleo lipidico abundante e cobertura fibrosa fina

120

(TEP e TVP) Doentes com TEP que têm HTP inicial (geralmente diagnosticada por doppler) devem ser acompanhados durante .. (tempo) com ecocardiograma para determinar se a pressao arteria pulmonar normalizou; se dispneia por HTP tromboembolica cronica, considerar TROMBOENDARTERECTOMIA PULMONAR: se bem sucedida por diminuir ou mesmo CURAR a HTP

6 Semanas
- taxa de mortalidade cirurgia 5%

Ps:
- HT pulmonar tromboembolica cronica desenvolve-se em 2 a 4% dos doentes com TEP Aguda

121

(Insuficiencia Tricuspide) EP raramente progride se pico de gradiente sistolico for inferior a .. mmHg

30 mmHg

Ps:
- EP pode agravar em doentes com EP moderada devido ao espessamento valvular e calcificaçao com a idade
- DC esta preservado ate tardiamente no curso da doença

122

(Miocardiopatia e Miocardite) As causas geneticas de MCD mais reconhecidas sao mutaçoes estruturais na proteina ...

gigante Titina (TTN) - mantem a estrutura do sarcomero e atua como uma molecula-chave de sinalizaçao

Ps: Dado que as proteinas do citoesqueleto têm um importante papel na estrutura, coneçao e estabilidade do miocito, multiplos defeitos nestas proteinas podem levar a MC, principalmente MCDilatada

Ps Importante:
- Mutaçoes na TTN, que codifica a proteina sarcomerica gigante Titina, sao a causa MAIS COMUM de MCD, sendo responsaveis por 25% dos casos familiares

123

(Cor pulmonale) Qual a importancia do cateterismo direito? (2)

- CONFIRMAR o diagnostico de HT pulmonar
- EXCLUIR aumento das presoes do coraçao esquerdo como causa de IC direita (avaliadas por meio da PCAP)

124

(EAMCSST) Qual a principal causa de morte fora do hospital e intra-hospitalar?

Fora - FV
Intra - Falencia da bomba

Ps: A extensao do enfarte correlaciona-se bem com gravidade da IC e mortalidade precoce e tardia

125

(EAMCSST) Qual é a arritmia supraventricular mais comum?

Taquicardia sinusal

126

(Taquis Supra) A taquicardia auricular focal com bloqueio de ramo pode ocorrer na....

Intoxicaçao por digitalicos

127

(IC Aguda Descompensada) Fatores de mau prognostico? (4)

- Ureia sup 43 mg/dl
- TA sistolica inf 115 mmHg
- Creatinina sup 2,75 mg/dl
- Elevaçao da Troponina I

128

(Taquis Supra) Num doente com vias acessorias, maior o risco de morte em crianças ou adultos?

CRIANÇAS

Ps: Doentes com sintomas arritmicos têm risco de desenvolver uma FA e morte subita se têm uma via acessoria com propriedades de alto risco
- risco de paragem cardiaca esta num intervalo de 2 por 1000 doentes em adultos, sendo LIGEIRAMENTE SUPERIOR EM CRIANÇAS

129

(Taquis Supra) Indicaçoes para controlo do ritmo? (4)

- FA sintomatica paroxistica
- Primeiro episodio de FA persistente sintomatica
- FA de dificil controlo de frequencia
- FA com depressao da funçao ventricular ou agravamento da insuficiencia cardiaca

Ps IMPORTANTE:
- A estrategia de controlo de RITMO é mais provavel de ser FAVORAVEL em individuos JOVENS do que em sedentarios ou idosos nos quais o controlo de frequencia é mais facilmente conseguido

130

(Estenose Aortica) V ou F? Prova de esforço em assintomaticos pode ser efetuada em segurança

V
- 1/3 das EA assintomaticas: sinais de comprometimento funcional na prova de esforço

Ps: EA Grave mesmo se assintomaticos:
- Evitar actividade fisica intensa e desporto de competiçao

131

(Doença Renovascular) V ou F? (Doença Macrovascular) Niveis de renina nao predizem de forma confiavel a resposta à terapia

V
- SRAA é essencial ao desenvolvimento de HTA renovascular MAS TRANSITORIO

Ps importantes:
- Indice resistivo renal tem valor preditivo independentemente da viabilidade do rim (dependente do operador e instituiçao)
- Renografia com captopril tem forte VPN quando inteiramente normal
- No eco-Doppler, velocidades na arteria renal superiores a 200 cm/s geralmente predizem lesoes hemodinamicamente significativas (oclusao sup a 60%); ensaios clinicos requerem velocidades superiores a 300 cm/s para evitar FP

132

(EAMCSST) Os beta-bloq têm beneficio na fase cronica (profilaxia secundaria) na maioria dos doentes excepto .. (2)

1. Doentes com CI
- IC grave
- BAV
- Hipotensao ortostatica
- Asma
2. Doentes com prognostico EXCELENTE
- diminui a longo prazo qualquer beneficio adicional

Ps: Doentes com prognostico EXCELENTE
- Menos de 55 anos
- SEM enfarte previo
- Funçao ventricular NORMAL
- Sem ectopias ventriculares complexas
- Sem angina
- Mortalidade esperada inferior a 1%

133

(Doenças glomerulares) Causas de hematuria MACROscopica? (3)

1. Nefropatia IgA
2. Doença Falciforme
3. (ocasionalmente) Endocardite bacteriana subaguda

134

(Doença Vascular Hipertensiva) Na IC, uma BAIXA dose de espironolctona reduz o risco de PROGRESSAO e MORTE SUBITA por causas cardiacas em ..%

30%

Ps:
- É um antagonista NAO selectivo (como tal efeitos laterais como ginecomastia, impotencia e anomalias menstruais)
- Evitados com a eplerenona (antagonista ESPECIFICO)

135

(TEP e TVP) Qual é a anormalidade mais comum no ECG?

Inversao onda T em V1 a V4
(por sobrecarga VD e isquemia)

IMPORTANTE: Anormalidades mais frequentemente citadas sao (nao confundir com o mais comum):
- Taquicardia sinusal
- S1Q3T3 (anormalidade relativamente especifica, mas insensivel)

136

(Doenças da Aorta) Qual é a localizaçao mais comum dos aneurismas micoticos?

Aorta abdominal SUPRARRENAL

Ps:
- Hemoculturas POSITIVAS na maioria dos doentes
- Trat com remoçao cirurgica do segmento acometido, ATB e revascularizaçao dos membros inferiores

137

(Doença Renovascular - Doença renal ateroembolica) Doença renal ateroembolica é suspeitada em mais de ..% dos casos de DRET em idosos e provavelmente esta SUBdiagnosticada; Mais frequente em quem? Ateroembolia renal esta fortemente associada a .. (2)

3%
- Mais frequente em HOMENS com DM, HTA e cardiopatia isquemica
- Ateroembolia renal esta fortemente associada a doença aneurismatica da aorta e estenose da arteria renal

Ps: MAIORIA dos eventos clinicos estao associados a fatores precipitantes:
- Angiografia
- Cirurgia vascular
- ANTICOAGULAÇAO COM HEPARINA
- Tratamento trombolitico
- Trauma

138

(Insuficiencia Aortica) Causas de IM aguda (4) e IA aguda (3)

IM AGUDA
- Endocardite Infecciosa
- Trauma
- Isquemia
- Rotura corda tendinosa

IA AGUDA
- Endocardite infecciosa
- Trauma
- Dissecçao aorta

139

(Taquis Supra) O circuito do flutter auricular tipico geralmente gira em sentido horario ou anti-horario? E as ondas P em dentes de serra sao positivas ou negativas em DII, DIII e aVF?

Anti-horario
Negativas

140

(Doenças glomerulares) Qual é a classe lupica que tem a evoluçao mais variada?

III (Nefrite focal)

Ps: Trat
- LEVE: GCT (menos de 5% progride para IR no decorrer de 5A)
- GRAVE: igual à classe IV

141

(Doença Vascular Hipertensiva) V ou F? Nas emergencias hipertensivas, o nivel de pressao arterial isolado é que determina a rapidez com que devemos reduzir a PA

F - O grau de lesao de orgao-alvo, e NAO o nivel de pressao arterial isolado, é que determina a rapidez com que devemos reduzir a PA

142

(IC) Disturbios respiratorios do sono sao COMUNS principalmente na IC...

com FE Reduzida

143

(Doenças da Aorta) V ou F? Na aterosclerose cronica comummente, ha pele atrofica, queda de cabelos e extremidades frias; na isquemia avançada, pode-se observar palidez do membro na posiçao inferior e rubor com a elevaçao

F
- Rubor com o membro em posiçao inferior
- Palidez com a elevaçao

Ps importantes:
- A aterosclerose pode afetar TODOS os segmentos da aorta; geralmente a doença OCLUSIVA fica confinada à aorta abdominal ABAIXO DAS ARTERIAS RENAIS
- A gravidade dos sintomas depende da competencia de colaterais (uma oclusao COMPLETA da aorta abdominal pode ser ASSINTOMATICA)

144

(EAMCSST) Apos EAMCSST, beta-bloq devem ser dados por pelo menos quanto tempo?

2 anos

145

(MCP) V ou F? Apesar da etiologia da fibrose endomiocardica poder representar um estagio inicial de uma doença hipereosinofilica previa desencadeada por parasitas, geralmente nao ha comprovaçao nem de infestaçao parasitaria previa, nem hipereosinofilia

V ATENÇAOOOO!!!

Ps:
- Na fibrose endomiocardia é comum derrame pericardico e é incomum na Endocardite de Loffler
- A fibrose endomiocardica, em areas tropicais, pode representar ate 25% das ICC
- igual incidencia entre homens e mulheres (excepçoa; em mulheres so a MCP Tako-Tsubo, tudo o resto alem destas 2 é em homens)
- Principalmente afrodescendentes

146

(Insuficiencia Aortica) IA pura ou predominante , ..% sao .... (genero); IA primaria associada a doença mitral reumatica sao predominantemente ... (genero)

- 3/4 sao Homens (na pura)
- Mulheres (na reumatica)

Check
- EA sintomatica adultos: cerca 80% sao homens

147

(IC) Respiraçao de Cheyne-Stokes/ ciclica/ periodica esta presente em ...% dos pacientes com IC avançada e geralmente esta associada a baixo debito cardiaco

40%

Ps: Causada por um AUMENTO da sensibilidade do centro respiratorio à PCO2 arterial

148

Qual o sindrome nefrotico mais comum nas crianças, adultos e idosos?

Crianças - Doença das lesoes minimas (70-90% dos s. Nefroticos nas crianças e 10-15% nos adultos)

Adultos - GESF

Idosos - GNM

149

Qual a valvulopatia que tem angina que frequentemente nao responde satisfatoriamente à nitroglicerina sublingual?

IA Cronica Grave
- alivio menos eficaz que angina por DCI mas vale a pena tentar

- MESMO na ausencia de DAC
- Doentes com IA grave, MESMO em mais jovens
- Em repouso ou exercicio
- Angina noturna: sintoma particularmente incomodativo, podendo ser acompanhado de diaforese marcada
- Episodios anginosos podem ser prolongados

150

(IC com FE Reduzida) V ou F? A estrategia inicial passa pela combinaçao de 2 farmacos: IECA com beta-blo; se intolerante a beta-bloq trocar por ARA e se intolerante a IECA trocar por ARA; se ainda sintomatico (NYHA II-IV) apos a estrategia inicial, a adiçao de um antagonista aldosterona deve ser fortemente considerada contudo deve-se evitar 4 farmacos

V

ATENÇAO - pode-se fazer IECA com ARA !!!

Ps: Eles falam noutro sitio que ANTES de começar com esta estrategia inicial deve ser dado DIURETICO

151

(Doença Vascular Hipertensiva) Atençao neste capitulo o gadolineo (usado na angio-RM para exame de confirmaçao de doença renovascular) NAO É NEFROTOXICO (ao contrario de quase todo o harrisson lol); ja agr, tem maior acuidade para lesoes proximais ou distais?

PROXIMAIS
Desvantagens: FN para lesoes distais

152

(Taquis Supra) Em que situaçao so se pode usar varfarina e nao os novos anticoagulantes na FA? (2)

FA mais...
- Estenose mitral reumatica
ou
- Valvulas cardíacas mecanicas

153

(Estenose mitral) V ou F? Hemoptises resulta de rotura das conexoes venosas pulmonares devido a HT venosa pulmonar, sendo que mais frequentemente ocorre em doentes com aumento da pressao da AR e com aumento marcado das resistencias vasculares pulmonares, sendo raramente fatal

F - SEM aumento marcado das resistencias vasculares pulmonares !!!!

154

(MCHipertrofica) MSC ocorre devido a taquiarritmias ventriculares em ..%/ano

0,5% /ano
- Actividade fisica vigorosa e desporto competitivo sao PROIBITIVOS

155

(Insuficiencia Aortica) V ou F? Achados auscultatorios de IA sao atenuados pelo encerrar de punhos vigoroso e sustentado

F - INTENSIFICADOS (pq aumenta RVS)

Ps: Na IA cronica grave é FREQUENTE infra desnivelamento ST e inversao da onda T em dI, aVL, V5 e V6 (sobrecarga VE)

156

(TEP e TVP) DD de TEP? (10)

- Pneumonia
- Asma
- DPOC

- Pneumotorax
- Fratura de costela
- Pleurisia (s. virico, costocondrite, desconforto musculoesqueletico)

- IC Congestiva
- Pericardite
- SCA

- Ansiedade

157

(Arritmias ventriculares) Num EAM em recuperaçao, tratamento com .... aumenta a mortalidade e tratamento com ... reduz morte subit, MAS NAO tem efeitos na MORTALIDADE !!

- Flecainida
(anti-arritmico classe I que devem ser evitados em doentes com doença estrutural cardiaca pelo risco de pro-arritmia, efeitos ionotropicos negativos e aumento da mortalidade)

- Amiodarona

158

(Taquis Supra) V ou F? No tratamento de uma FA aguda de novo, na ausencia de contra-indicaçoes, geralmente é apropriado iniciar imediatamente anticoagulaçao sistemica com heparina, enquanto a avaliaçao e outras terapeuticas sao implementadas

V

159

(Miocardiopatia e Miocardite) Causas major de MCD com sobreposiçao com CMP nao dilatada (4) (tabela287.4)

- Cardiopatia minimamente dilatada
- CMH burned-out
- Hemocromatose
- Amiloidose

160

(EAMCSST) Os sinais hemodinamicos de disfunçao VE global surgem com o comprometimento de ...% do VE; efarte de ..% ou mais do VE costuma causar choque cardiogenico

20-25% - disfunçao global VE

40% - choque

161

(Arritmias ventriculares) Os efeitos laterais NAO cardiacos sao um problema major da Amiodarona e contribuem para a descontinuaçao do farmaco em aprox ..% dos doentes

1/3
- Pneumonite e fibrose pulmonar - 1% dos doentes
- Fotossensibilidade - comum
- Neuropatia e toxicidade ocular

- Bradiarritmias sao um efeito adverso cardiaco major
- Pro-arritmias ventriculares podem ocorrer, mas Torsade de Pointes é rara

162

(Doença Renovascular - Arteriolonefrosclerose) Em quem se desenvolve mais frequentemente a HTA maligna?

- Desenvolve-se mais frequentemente em pacientes com HTA que deixam de tomar a medicaçao ou em utilizadores de drogas vasospasticas como a cocaína
- Homens afro-americanos têm maior probabilidade de desenvolver HTA rapidamente progressiva e IRenal do que os caucasianos

163

(Doença Vascular Hipertensiva) V ou F? A utilizaçao de IECAs ou ARAs associa-se a um aumento da libertaçao de renina

V - por efeito de feedback negativo

164

(Estenose mitral) V ou F? Eco TT com Doppler estima a pressao da arteria pulmonar (PAP) com base na velocidade do jacto de regurgitaçao pulmonar

F - Tricuspide

165

(Estenose Aortica) Qual é o defeito valvular congenito mais comum?

VAB

- Prevalencia: 0,5-1,4%
- Homens (2-4:1 mulheres)
- Prevalencia de VAB em familiares de 1o grau de um doente com VAB é de cerca de 10%
- Hereditariedade: AD com penetrancia incompleta (componente ligado ao X sugerido pela prevalencia de VAB em doentes com S. Turner)

166

(Arritmias ventriculares) Aproximadamente ...% dos doentes com EAM desenvolvem TV que degenera em FV devido a reentrada na zona de fronteira de enfarte

10%
- o risco é maior na primeira hora apos o enfarte

167

(Doença Vascular Hipertensiva) Causas de hipertensao SISTOLICA com PRESSAO DE PULSO AMPLA? (tabela e ja saiu 2x) (7)

Diminuiçao da compliance vascular
1 - Arteriosclerose

Aumento do DC
2 - Regurgitaçao aortica
3 - Tireotoxicose
4 - Sindrome cardiaco hipercinetico
5 - Febre
6 - Fistula arteriovenosa
7 - Ducto arterioso patente

168

(Arritmias ventriculares) Extra-sistoles e TV nao sustentada repetitiva muito frequentemente pode deprimir a funçao ventricular, devido a efeito semelhante a uma taquicardia cronica e a induçao de dessincronia ventricular; raramente ocorre a nao ser que as ESs correspondam a mais de ...% do total de batimentos em 24h

10-20%

169

(Doença Renovascular - Doença renal ateroembolica) Taxa de mortalidade a 1 anos de ..%

38%

170

(Doenças da Aorta) A taxa de mortalidade hospitalar apos tratamento cirurgico em doentes com dissecçao aortica é de ...%

15-25%

Ps: A taxa de mortalidade hospitalar de doentes com dissecçao do tipo B tratados CLINICAMENTE é de 10-20%

171

(Miocardiopatia e Miocardite) Estimativas da prevalencia da etiologia genetica apontam para tendencia ... (descrescente/ estavel/ crescente?)

Crescente

Ps:
- MCD mais de 30% hereditarias
- Maioria das MCP familiares sao AD (ocasionalmente AR ou ligadas ao X)
- Mutaçoes missense com substituiçao de aminoacidos sao as mais comuns
- A expressao de proteinas mutadas pode interferir com a funçao do alelo normal atraves de um mecanismo de dominancia negativa
- Mutaçoes que levam à introduçao de um codao stop prematuro (nonsense) ou a alteraçao do frame de leitura (frameshift) podem criar uma proteina truncada ou instavel, levando a MC (Haploinsuficiencia)
- Deleçoes ou duplicaçoes de um exao ou gene completos sao causas INcomuns de MC, EXCEPTO nas Distrofinopatias (tb sao diferentes à generalidade por serem transmitidas de forma ligada ao X enquanto que a maioria é AD)

172

Todas as sindromes nefriticas agudas podem manifestar se como GNRP excepto?

GN mesangioproliferativa


Ps: GN membranoproliferativa é RARA em NEGROS

173

(Arritmias ventriculares) Qual é a localizaçao das cicatrizes no caso de EAM e no caso de cardiomiopatias?

- EAM - subendocardicas
- CMP - localizaçao intramural ou subepicardica

174

(Cor pulmonale) V ou F? Dispneia é o sintoma mais comum; sintomas comuns, incluem ortopneia e dispneia paroxistica noturna

F - Ortopneia e Dispneia Paroxistica Noturna
- RARAMENTE sao sintomas de IC direita ISOLADA
- Geralmente indicam disfunçao esquerda concomitante

175

(IC) Em que situaçoes os peptidos natriureticos podem estar elevados? (4) E falsamente diminuidos?

Falsamente diminuidos - Obesidade

Aumentados (Natriuretico - "RIIM")
1. funçao Renal
2. Idade
3. Mulheres
4. IC direita

Aumentados em menor grau na IC com FE preservada

Ps IMPORTANTES:
- Sao ferrramentas uteis e importantes no diagnostico de IC
- Marcadores relativamente sensiveis de IC com FE DIMINUIDA
- Estabelecer o prognostico ou gravidade da doença
- Estabelecer doses optimas da terapia medica em doentes EUVOLEMICOS selecionados
- Em caso de dispneia, niveis muito baixos de BNP e NT-proBNP uteis para EXCLUIR uma causa cardiaca para a dispneia

176

(Taquis Supra) Taquicardia auricular focal corresponde a cerca de ..% das taquicardias supraventriculares paroxisticas referenciadas para ablaçao; eficaz em mais de ..% dos doentes

- 10% das referenciaçoes das PSVT
- eficaz em mais de 80%

Ps: As taquis de reentrada do no AV representam 60% das referenciaçoes das PSVT para ablaçao por cateter; curativo em mais de 95% dos casos

177

(EAMCSST) V ou F? A quantidade total de proteinas libertadas correlaciona-se com o tamanho do enfarte

V MAS os pico (concentraça maxima) dessas proteinas NAO se correlaciona com o tamanho do enfarte

Ps: Reperfusao precoce de uma coronaria ocluida produz picos mais PRECOCES dos biomarcadores cardiacos

No inicio do capitulo dizem que ..
- Biomarcadores sao uteis para avaliar a MAGNITUDE do EAMCSST

178

(EAMCSST) V ou F? Deve-se medir todos os marcadores em todos os estagios em todos os doentes

F - NAO é custo-eficaz medir todos os marcadores em todos os estagios, em todos os doentes

179

(Estenose Tricuspide) Qual a etiologia da ET?

Geralmente REUMATICA (pode ser congenita; causas nao reumaticas sao raras)

180

(Doença Vascular Hipertensiva) Aprox ...% dos doentes com IC tem funçao sistolica normal mas funçao diastolica anormal

33%

181

(TEP e TVP) Qual o efeitos das variantes VKORC1 e CYP2C9 nos niveis de varfarina?

- Variantes VKORC1 podem prever se os doentes necessitam de doses mais baixas, moderadas ou elevadas
- Variantes CYP2C9 (prejudicam a hidroxilaçao S-Varfarina) necessitam de MENOR dose

Ps: Menor dose para:
- Maior idade
- Doença sistemica

Check 143
- Variantes VKORC1 sao mais prevalente CYP2C9, explicam 30% da variabilidade da dose de varfarina e diminuem a dose necessaria

182

(Doença Vascular Hipertensiva) O que define HTA e pre HTA nas crianças e adolescentes?

- PA sistolica e/ou diastolica consistentemente superiores ao percentil 95 para idade, sexo e altura
- Pressoes entre o percentil 90-95 sao pre-hipertensivas, sendo uma indicaçao para intervençoes no estilo de vida

183

(Arritmias ventriculares) Sindrome de Brugada: CDI é indicado em individuos que têm sincope inexplicavel ou foram ressuscitados de paragem cardiaca; ... (farmaco) tem sido usado com sucesso para suprimir episodios frequentes de TV

Quinidina !!!

184

(Estenose Tricuspide) Como esta o DC em repouso?

Geralmente DIMINUIDO !!!

Atençao pq alem desta e da IT !!!!! nas restantes valvulopatias geralmente esta normal ou ligeiramente diminuido em repouso
- Grande excepçao disto tb é na EP em que esta preservado ate tardiamente

Ps: DC com exercicio falha em aumentar

185

(Taquis Supra) V ou F? O tratamento de fibrilhaçao/ flutter auricular com pre-excitaçao associado a vias acessorias passa pela administraçao de agentes bloqueadores do nó AV, incluindo adenosina intravenosa e amiodarona intravenosa

F - esta CI

Ps: Trat:
- Cardioversao eletrica ou
- Procainamida ou Ibutilide intravenosa, o que pode cessar o diminuir a frequencia ventricular

186

Qual o risco de aos 40 anos vir a desenvolver ao longo da vida IC? E FA?

IC - 1/5 (tb a mesma % de pacientes com depressao na IC

FA - 25%

187

Febre reumatica e radioterapia do mediastino pode afetar todas as valvulas?

Todas menos a pulmonar (ambas)

188

(Estenose Aortica) Adultos com EA sintomatica, cerca de ...% sao ...(genero)

80% - Homens

189

(Insuficiencia Mitral) Como esta a PA na IM aguda grave e IM cronica grave e na EM? E como esta o S1 e desdobramento S2 na EM e na IM?

PA
- EM: Normal ou ligeiramente diminuida
- IM Aguda Grave: Diminuida, com Pressao de pulso estreita
- IM Cronica Grave: PA NORMAL

EM
- S1 aumentado
- Diminuiçao desdobramento S2

IM
- S1 diminuido
- Aumento do desdobramento S2

Ps: IM Grave
- S1 geralmente ausente, ligeiro ou abafado pelo sopro holo-sistolico da IM cronica, grave
- Desdobramento alargado mas fisiologico S2 (por encerrametno prematuro da valvula aortica)

190

(IC) V ou F? Sintomas GI e nicturia sao incomuns na IC

F - sao COMUNS

"Na IC é COMUM ir ao WC (GI e nicturia)"

191

(Doença Vascular Hipertensiva) Pressao arterial media em VIGILIA igual ou sup... e durante o SONO igual ou sup ..., baseados numa MONITORIZAÇAO DE 24h

Vigilia - 135/85 mmHg
Sono - 120/75 mmHg

192

(EAMCSST) Embora muitos doentes apresentam FC e TA normais durante a primeira hora pos-EAM:
- ..% dos doentes com EAM Anterior têm hiperatividade ...
- ate ...% dos doentes com EAM Inferior têm hiperatividade ...

- 25% EAM Anterior - hiperatividade simpatica (taquicardia e/ou HTA)
- ate 50% EAM Inferior - hiperatividade parasimpatica (Bradicardia e/ou Hipotensao)

193

(Doenças da Aorta) Qual a taxa media de crescimento de aneurismas toracicos por ano?

0,1-0,2 cm/ano
- maiores taxas sao vistas no sindrome de Marfan ou dissecçao aortica

194

(EAMCSST) Dor do EAMCSST pode simular dor de ... (5 DD)

1. Pericardite Aguda
- irradiaçao para o trapezio (NAO acontece no EAM)
2. Embolia Pulmonar
3. Disseçao Aguda da Aorta
4. Costocondrite
5. Disturbios GI

Ps:
- A dor nem sempre esta presente, principalmente em diabeticos e idosos, sendo que nestes ultimos o EAMCSST se pode apresentar com dispneia subita e que pode evoluir para edema pulmonar

Check 293
- 25% dos EAM sao silenciosos

Ps: Outras formas de apresentaçao com ou sem dor:
- Sincope
- Estado confusional
- Sensaçao de fraqueza
- Arritmias
- Embolia periferica
- Queda inexplicada da pressao arterial

195

Quais as valvulopatias em que nao se deve fazer exercicio?

- IM Grave
- EA Grave
- IA Grave

196

(Insuficiencia Mitral) Qual o sopro na IM Aguda Grave e qual o da IM Cronica Grave?

IM Aguda Grave
- Sopro Proto-sisitolico em decrescendo

IM Cronica Grave
- Sopro Holo-sistolico em plateau

197

(IC com FE Reduzida) Um estudo demonstrou que a Digoxina resultava em taxas de mortalidade superiores para ... (genero) e que o efeito da reduçao das hospitalizaçoes tb era menor nesse genero

Mulheres

Ps IMPORTANTE: Digoxina
- Doses BAIXAS sao SUFICIENTES para atingir qualquer resultado benefico!
- Doses mais altas podem ultrapassar indice de segurança terapeutico
- Tratamento reservado para doentes profundamente sintomaticos apesar do bloqueio neurohormonal optimo e controlo adequado de volume

198

(IC com FE Reduzida) Que BCC esta desencorajado o seu uso?

1a geraçao - Verapamil e Diltiazem
- efeitos inotropicos negativos - destabilizam doentes previamente assintomaticos
- uso desencorajado

Ps: Amlodipina e Felodipina (2a geraçao)
- Diminuiçao da TA de forma eficaz e efetiva
- NAO afetam a morbi-mortalidade ou a qualidade devida

199

(IC com FE Reduzida) Quais as guidelines para uso de Ivabradina segunda a ESC?

2a linha, antes da Digoxina, em doentes SINTOMATICOS apos IECA mais beta-bloq mais Antagonista da Aldosterona e cuja FC é superior a 70 bpm

Ps: Ivabradina diminui FC SEM efeitos inopropicos negativos

200

(Doença Renovascular) Estenose renal aterosclerotica: Quase ..% dos pacientes considerados para revascularizaçao renal têm DRC estadios 3-5, com TFG inferiores a ...

85%
TGF inferiores a 60 mL/min/1,73m2

Ps: A presença de ARAS é um forte preditor de morbi-mortalidade CV, independentemente da realizaçao de revascularizaçao renal

201

(MCD metabolica) Fatores de risco para ICC com FE preservada? (4)

- DM
- HTA
- Sexo FEMININO
- Obesidade

202

(TEP e TVP) Se TIH por que anticoagulantes substituir?

Argatroban ou Bivalirudina (inibidores diretos da trombina)

203

(IC com FE Reduzida) V ou F? Deteçao de miocardio hibernante pre-CABG influencia positivamente a eficacia deste procedimento

F - NAO influencia

204

(Doenças glomerulares) As unicas GN que sao mais comuns em MULHERES? (2)

1. Nefrite Lupica
2. S. unha-rotula

205

Como esta o debito cardiaco no S. cardiorrenal?

MAIORIA apresenta um DC PRESERVADO

206

Qual o trat da dor e palpitaçao no prolapso da valvula mitral?

Beta-bloq

207

(MCD parasitaria) V ou F? Doença de Chagas: tratamento anti-parasitario mesmo na fase cronica sem evidencia de infecçao ativa

V
- Benzonidazol e Nifurtimox
- ambos os farmacos associados a reaçoes graves: dermatite, desconforto GI e neuropatia

Ps: Trat voltado para as manifestaçoes clinicas:
- Esquemas para a ICC
- Pacemaker / CDI
- Anticoagulaçao

Ps: Caracteristicas tipicas:
- Disfunçao sistema de conduçao (principalmente Doença SA, BAV, e RBBB)
- FA e Taquiarritmias ventriculares
- Aneurismas ventriculares pequenos (principalmente no apice): COMUNS
- Embolizaçao pulmonar e sistemica

208

(Doença Renovascular - Doença renal ateroembolica) Os embolos renais originam-se mais frequentemente de onde?

- De CRISTAIS DE COLESTEROL que se soltam de placas ateroscleroticas e alojam nos microvasos renais

Ps importantes:
- A MAIORIA dos eventos clinicos ateroembolicos ocorrem apos procedimentos angiograficos, geralmente dos vasos coronarios
- Quase todos os procedimentos vasculares causam fractura das placas e libertaçao de microembolos mas as manifestaçoes clinicas desenvolvem-se apenas numa fracçao de casos
- Incidencia de ateroembolia esta aumentar: mais procedimentos e esperança de vida mais longa

209

(TEP e TVP) V ou F? A profilaxia prolongada de TEP e TVP apos a alta hospitalar nao demonstrou ser eficaz ou segura em qualquer grupo de doentes

V

210

(Insuficiencia Mitral) V ou F? Porque a FE VE aumenta na IM com funçao VE normal, mesmo uma reduçao modesta da FE VE (inferior a 60%) reflecte disfunçao significativa

V

211

(Estenose mitral) Como estao a pressao diastolica VE e FEVE na EM isolada?

Normais !!

212

(Doença Vascular Hipertensiva) V ou F? Combinaçao de IECA e diuretico foi superior à combinaçao IECA e BCC na reduçao de eventos CV e morte entre doentes de alto risco com hipertensao

F - IECA e BCC melhor que IECA e diuretico

213

(Doença Renovascular) V ou F? Na estenose da arteria renal aterosclerotica (ARAS), o tratamento medico com follow-up é igualmente eficaz (vs angioplastia da arteria renal/ revascularizaçao)

V - Revascularizaçao é atualmente reservada para pacientes com falencia do tratamento medico ou que desenvolvem complicaçoes adicionais

Ps: Pacientes com displasia fibromuscular têm boa resposta à angioplastia da arteria renal

214

(IC) A etiologia da IC com FE preservada vs FE diminuida é diferente mas ha sobreposiçao; 4 causas comuns?

1. DAC
- EAM
- Isquemia do miocardio
2. Sobrecarga pressorica
- HTA
- Doença valvular obstrutiva
3. Doenças infiltrativas
4. Doenças metabolicas

Ps: Nos paises desenvolvidos, (etilogia IC)
- A DAC é a causa MAIS COMUM, responsavel por 60-75% dos casos
- A HTA contribui para o desenvolvimento de IC em 75% dos casos incluindo a maioria daqueles com DAC

215

(EAMCSST) Até ..% dos doentes podem ter reperfusao espontanea em 24h

1/3 (33%)

216

(MCHipertrofica) V ou F? Em doentes selecionados a mortalidade perioperatoria é extremamente baixa com excelente sobrevida livre de sintomas ou obstruçao recorrentes

V
- Diminui a obstruçao atraves da excisao de parte do miocardio septal envolvido na obstruçao
- A reparaçao ou substituiçao valvular mitral NAO é necessaria; IM resolve apenas com a miomectomia

Ps Importantes:
- Sintomas refratarios severos em 5%: Miomectomia cirurgica ou Ablaçao Septal com Alcool podem ser eficazes
- A ablaçao septal com alcool (enfarte controlado do septo Proximal) tem resultados periprocedimento e reduçao do gradiente SEMELHANTES à Miomectomia Cirurgica
- NENHUM PROCEDIMENTO MOSTROU MELHORAR OUTCOMES PARA ALEM DOS SINTOMAS
- Para ambos os procedimentos, a complicaçao MAIS comum é o desenvolvimento de BAV completo com necessidade de pacing
- Pacing ventricular como terapia primaria da obstruçao do trato de saida é INEFICAZ e NAO é aconselhado

217

(valvulopatias) Qual é o unico som à direita que diminui de intensidade com inspiraçao?

Som ejeçao (click) na EP

- Com EP progressivamente mais grave o som de ejecçao torna-se mais proximo de S1 e eventualmente deixa-se de ouvir

Ps: Geralmente PRECEDE o sopro

218

(Arritmias ventriculares) V ou F? Biomarcadores cardiacos para evidenciar enfarte do miocardio sao apropriados uma vez que o EAM é uma causa comum de TV monomorfica sustentada

F - causa RARA

Ps importante:
- Biomarcadores cardiacos para evidenciar enfarte do miocardio sao apropriados, mas o EAM é uma causa rara de TV monomorfica sustentada, e elevaçoes de troponina e CK-MB sao mais provavelmente provocadas por dano miocardico secundario a hipotensao e isquemia pela TV

já nas TV polimorficas..
- EAM ou isquemia sao causas comuns de TV polimorfica e devem ser consideradas na abordagem inicial

219

(Prolapso da Valvula Mitral) Qual é a definiçao ecocardiografica de PVM (na janela de eixo longo paraesternal)?

- Descolamento sistolico dos folhetos da valvula mitral igual ou sup a 2mm para dentro da AE superiormente ao plano do anel mitral

Ps: O jato regurgitante da IM devido a PVM é mais frequentemente excentrico e a avaliaçao da fraçao regurgitante e da area efectiva do orificio regurgitante pode ser dificil

220

(MCD viral) Apos biopsia endomiocardica, os criterios de Dallas (infiltrado linfocitico com evidencia de necrose de miocitos) revelam-se NEGATIVOS em ..% dos doentes com MC clinica

80-90%
- Amostra inadequada
- Resoluçao PRECOCE do infiltrado linfocitico
- INsensibilidade do teste quando a inflamaçao resulta de citocinas e lesao mediada por Atcs

Ps:
- Biopsia endomiocardica frequentemente NAO indicada a nao ser que Taquiarritmias Ventriculares sugiram etiologias como Sarcoidose ou MC Celulas Gigantes
- Biopsia endomiocardica RARAMENTE revela uma etiologia infecciosa especifica, como Toxoplasma ou CMV

221

(Doença Renovascular - Doença renal ateroembolica) Qual o tratamento?

NAO existe nenhum tratamento efetivo apos a doença ateroembolica se estabelecer
- Recomenda-se SUSPENDER A ANTICOAGULAÇAO
- Pode haver RECUPERAÇAO TARDIA da funçao renal com medidas de suporte
- Estatinas podem melhorar o prognostico
- Dispositivos de protecçao embolica na circulaçao renal têm um papel pouco claro, mas os ensaios nao demonstraram beneficios major

Check 283 - Doenças Glomerulares
- Biopsia cutanea pode ser diagnostica
- Nao existe tratamento que reverta as oclusoes embolicas
- Esteroides NAO sao uteis

222

(Taquis Supra) O risco de individuos de 40 anos de desenvolver FA é de ..%; mais comum em que genero e raça?

- 25%
- Homens
- Brancos

Ps IMPORTANTES sobre FA:
- Estima-se que a FA seja a causa de 25% dos AVCs
- Aumenta o risco de AVC 5x
- Associada a risco de demencia
- Associada a aumento do risco de IC
- Mais de 95% com FA tem mais de 60 anos
- Aos 80 anos, 10% tem FA
- É a arritmia SUSTENTADA MAIS COMUM e um problema de saude major
- Ocorre em 30% dos doentes em recuperaçao de cirurgia cardiaca associada com pericardite inflamatoria

223

(IC) V ou F? Dispneia Paroxistica Noturna é definida por episodios aguda de dispneia e tosse geralmente à noite, 3-5h apos deitar e que alivia com a posiçao ereta

F
- 1-3h apos deitar
- Mantem-se MESMO em posiçao ereta (diferente da ortopneia)

Ps: Estreitamente relacionada com a Asma Cardiaca

224

Novos anticoagulantes estao aprovados para as valvulopatias?

Nao

225

(EAMCSST) Fatores clinicos e laboratoriais associados a aumento de risco CV apos EAM? (5, os mais importantes)

- Isquemia persistente (espontanea/ provocada)
- FEVE inf 40%
- Crepitaçoes ACIMA das bases pulmonares
- Congestao no Rx Torax
- Arritmias ventriculares sintomaticas

Ps: Outros fatores
- Historia previas de EAM
- Idade sup 75 anos
- Diabetes
- Taquicardia sinusal prolongada
- HIPOtensao
- Alteraçoes ST SEM angina
- Anormalidades no ECG de alta resoluçao
- Nao revascularizaçao da arteria afetada
- Bloqueio AV avançado persistente
- Defeito de conduçao intraventricular de novo

226

(EAMCSST) Que farmaco deve ser evitado no tratamento da bradicardia sinusal?

Isoproterenol

Ps: Tratamento indicado se compromisso hemodinamico:
1o - Atropina (farmaco mais util para elevar a FC)
2o - Pacing se bradicardia persistente (inf 40 bpm)

227

(EAMCSST) O paciente deve ser considerado candidato a terapia de reperfusao quando o supra-ST...

- Elevaçoes de ST de pelo menos 2 mm em 2 derivaçoes pre-cordiais contiguas
E
- Elevaçoes se ST de pelo menos 1 mm em 2 derivaçoes dos membros contiguas

Ps: Quando NAO ha supra-ST, a fibrinolise é inutil e pode ate ser perigosa

228

(TEP e TVP) Qual o principal criterio para diagnostico de TVP? (na eco venosa)

Perda compressibilidade da veia

229

(MCD viral) Atraves de coestimulaçao de mimica molecular, alguns dos anticorpos tb reconhecem alvos nos miocitos do hospedeiro:
- Receptor beta-adrenergico
- Troponina
- ATPase Na/K
Estes anticorpos contribuem para a disfunçao cardiaca?

Ainda NAO É CLARO se estes anticorpos contribuem ativamente para a disfunçao cardiaca em humanos ou se simplesmente servem de marcadores de lesao cardiaca

230

(Insuficiencia Mitral) A elevaçao da pressao diastolica é uma manifestaçao precoce ou tardia?

Tardia

231

(Taquis Supra)
- Na ablaçao por cateter no trat da FA, extensas areas de ablaçao sao necessarias, e intervalos nas areas cicatrizadas necessitam uma repetiçao do procedimento em ...% dos doentes;
- O ritmo sinusal mantem-se por mais de um ano apos um procedimento em cerca de ...% dos doentes e apos multiplos procedimentos em ...%

- 20-50% - repetiçao

- 60% - mantem ritmo sinusal apos 1 procedimento
- 70-80% - mantem ritmo sinusal apos multiplos procedimentos

Ps:
- Complicaçoes major em 2-7%
- Ablaçao por cateter é menos eficaz na FA PERSISTENTE

232

(Miocardiopatia e Miocardite) Quase ..% das MCDilatadas de inicio recente apresentam recuperaçao espontanea substancial

50%

Ps: Mesmo com doença de longa duraçao, alguns doentes têm melhoria impressionante da FE durante o tratamento farmacologico com:
- Antagonistas beta-adrenergicos
- Inibidores SRAA

233

V ou F? Balao de contrapulsaçao intra-aortico esta CI na IM aguda grave

F - aqui pode-se usar
- Esta CI é na IA Aguda Grave

234

(Doença Renovascular) Quando é que consideramos que estamos perante uma nefropatia isquemica?

Quando a funçao renal é ameaçada por uma doença primaria dos grandes vasos

Ps:
- A estenose da arteria renal aterosclerotica e HTA tendem a afetar o rim pos-estenotico e o contra-lateral!!

235

(Prolapso da Valvula Mitral) V ou F? Nos USA o PVM é atualmente a causa mais comum de IM grave isolada com necessidade de cirurgia

V

236

(Doença Vascular Hipertensiva) O fluxo cerebral permanece inalterado durante uma ampla variaçao de pressoes arteriais medias ... - .... mmHg

50-150 mmHg

237

(Arritmias ventriculares) Frequentemente associadas com doença estrutural cardiaca; quais sao as excepçoes? (2)

- TV Idiopaticas
- S. Brugada (Homens; trat com quinidina)

Ps: Tambem podem acontecer em coraçoes estruturalmente normais, sende neste caso geralmente benignas

238

(TEP e TVP) Relaçao da RM com diag de TVP e TEP?

- Excelente para o diagnostico TVP (quando ecografia é duvidosa) - venografia por RM com gadolineo

Angio-RM:
- Pode detetar uma TEP grande e proximal
- No entanto, NAO é confiavel para TEP segmentar e subsegmentar menor

239

(EAMCSST) V ou F? Beta-bloq iv reduzem o risco de re-enfarte e de fibrilhaçao ventricular

V

240

As arritmias supra-ventriculares geralmente nao estao associadas a doença estrutural cardiaca; em que situaçao pode estar e que doenças devemos excluir?

Vias acessorias

Eco para excluir:
- Anomalia de Ebstein da valvula tricuspide
- CMH
- Fabry (ligado ao X)
- Danon (ligado ao X)
- Mutaçao PRKAG2 (?) (AD)


"O Ebstein tem uma via acessoria e uma cardiomiopatia FDP")

241

(Doenças da Aorta) Oclusao aortica aguda ocorre geralmente por ... e raramente por...

Geralmente
- Embolo oclusivo com origem cardiaca

Raramente por
- Trombose in situ de segmento estreitado

Ps: Uma trombectomia de emergencia ou revascularizaçao estao indicadas

242

(Doenças da Aorta) Qual é a maior causa de morbi-mortalidade no S. Marfan?

Dissecçao da Aorta

243

Dica para arritmias (supra e vent): geralmente alteraçoes estao do lado DIREITO EXCEPTO...

Vias acessorias que sao geralmente entre AE e VE

244

(Taquis Supra) Aprox... % dos doentes que apresentam flutter auricular desenvolvem FA nos 5 anos seguintes

50%

245

(Taquis Supra) Qual é a taquicardia paroxistica sustentada mais comum em adultos jovens saudaveis? E é mais comum em que genero?

- Taquicardia reentrante do nodulo AV
- Mulheres

Ps: É a forma mais comum de taquicardia supraventricular paroxistica, 60% dos casos referenciados para ablaçao

Ps: Nesta aula
MULHERES
- esta e
- Taquicardia sinuasal inapropriada/ patologica

HOMENS
- FA

246

(EAMCSST) V ou F? (Trat ICC) Os diureticos sao mais vantajosos que os nitratos na reduçao da pre-carga

F - Nitratos sao mais vantajosos que os diureticos na reduçao da pre-carga (atraves de venodilataçao) SEM reduçao do volume plasmatico total

247

(Estenose mitral) EM pura ou predominante ocorre em ..% dos doentes com doença cardiaca reumatica e historia de febre reumatica

40%

Ps: Febre reumatica é a PRINCIPAL causa de EM

248

(MCD viral) Quais sao os virus de DNA e RNA mais frequentemente implicados?

DNA:
"Adeus (ADENOVIRUS) vacina (VACCINIA) da VARIOLA e do HERPES"

RNA:
"Ecografia (ECHOVIRUS) do coxis (COXSACKIE) infuencia (INFLUENZA) a poliomielite (POLIOVIRUS)"

249

(Prolapso da Valvula Mitral) Qual é o folheto mais afetado?

Posterior

Ps: anel mitral geralmente dilatado

250

(TEP e TVP) V ou F? Cintigrafia pulmonar foi virtualmente substituida pela TC contrastada como teste diagnostico TEP

F - A angiografia é que foi substituida; a cintigrafia é exame de 2a linha!!

Ps: A Flebografia contrastada foi virtualmente substituida pela ecografia venosa como teste diagnostico TVP

251

(Miocardiopatia e Miocardite) V ou F? O fenotipo geralmente esta presente desde o nascimento; o sexo parece ter um papel, sendo que a penetrancia e a severidade clinica podem ser mais acentuadas em mulheres para a maioria das MC

F
- O fenotipo definido pela MC RARAMENTE esta presente ao nascimento e, em alguns individuos, pode NUNCA se manifestar
- O sexo parece ter um papel, sendo que a penetrancia e a severidade clinica podem ser mais acentuadas em HOMENS para a maioria das MC

Ps: Nesta aula so falam em mulheres MCP de Tako-Tsubo ("velhotas japonesas" xD)

252

(Doença Renovascular) V ou F? Em estenoses criticas com reduçao da pressao de perfusao renal, na maioria dos casos é necessario tratamento farmacologico continuo porque a revascularizaçao isolada raramente reduz a TA para o valor normal

V ATENÇAOO, na MAIORIA dos casos!!!

253

(Doença Renovascular - Doença renal ateroembolica) Quais sao os achados laboratoriais? (4)

- Elevaçao da creatinina
- Eosinofilia transitoria (60-80%)
- Elevaçao VS
- HIPOcomplementemia (15%)

254

(Miocardiopatia e Miocardite) Os sintomas congestivos sao predominantes da camara esquerda, excepto em qual miocardiopatia em que o predominio é direito?

MCRestritiva

Ps: Outra excepçao da Restritiva em relaçao as outras é o facto das arritmias ventriculares serem INcomuns, excepto na Sarcoidose

Ps: Sobre apresentaçao clinica das MCP
- Embora considerado fortemente caracteristico de congestao, o edema periferico pode estar ausente apesar de intensa retençao hidrica, particularmente em JOVENS, nos quais a ascite e o desconforto abdominal podem predominar

255

(Cor pulmonale) ...(2 causas) sao responsaveis por ...%

DPOC e Bronquite cronica sao responsaveis por 50%

Ps importante:
- Qualquer doença que afete o parenquima ou vasculatura pulmonar pode levar ao Cor Pulmonale
- Doenças da vasculatura pulmonar sao causas raras mas o Cor pulmonale é extremamente COMUM com estas condiçoes, dada a magnitude da hipertensao pulmonar presente
- A HT pulmonar é o mecanismo fisiopatologico COMUM a todas as condiçoes (suficiente para alterar a estrutura (dilataçao com ou sem hipertrofia) e funçao do VD)

256

(IC Aguda Descompensada) O comprometimento da contractilidade miocardica acompanha frequentemeten a ICAD; um exemplo de um agente ionotropico direto e de um indiretos, e qual tem uma rapidez de acçao lenta e qual rapida? E qual é excretado via renal e que como tal precisa de ajuste em doentes com IR?

DIRETO - Dobutamina
- Acçao Rapida

INDIRETO - Milrinona
- Acçao Lenta
- Excretado via Renal (IR - ajuste de dose)

Ps:
- Milrinona actua a jusante do receptor beta1-adrenergico - vantagem nos pacientes que receberam beta-boq

- As indicaçoes atuais do ionotropicos é como ponte no tratamento (para LVAD ou transplante) ou como tratamento paliativo em casos selecionados em estado terminal

257

Apos 1-2 anos do aparecimento clinico da diabetes, surgem as primeiras alteraçoes morfologicas nos rins; o q se correlaciona com as manifestacoes clinicas da nefropatia?

ESPESSAMENTO MBG
- Indicador sensivel da presença de diabetes
- Correlaciona-se precariamente com a presença/ ausencia de nefropatia

EXPANSAO DO MESANGIO
- Correlaciona-se com as manifestaçoes clinicas da nefropatia

258

(Doenças glomerulares) Quais as diferenças na biopsia entre S. Alport e Doença da membrana basal?

S. Alport (85% X; 15% AR; raro AD)
- Areas de adelgaçamento misturadas com clivagem da MBG

Doença da membrana final (AD)
- Adelgaçamento difuso MBG

259

Qual é a forma mais comum de nefronoftise? E qual é a mutaçao responsavel geralmente?

- forma JUVENIL
- mutaçao NPHP2 (tb a principal na forma infantil)

Ps:
- Nefronoftise é rara mas é a causa hereditaria MAIS comum de DRT na infancia
- AR (quistos corticomedulares)

260

Que anomalia congenita do trato urinario pode ser causada por exposiçao pre natal a IECA ou ARA?

Disgenesia tubular renal

Ps: anomalias congenitas do trato urinario
- sao mais frequentemente esporadicas
- algumas forma prevalencia de 1:500 nascimentos
- causa major de IR na criança: mais de 1/3 dos casos de DRT

261

Na aula de poliquistica, quais sao as doenças mais frequentemente esporadicas?

- Rim esponjoso medular
- Anomalias congenitas do TU

262

Como é a urina no caso de LRA intrinseca por oclusao dos vasos de grande calibre nomeadamente por ATEROEMBOLO?

Urina frequentemente NORMAL, mas pode conter eosinofilos e cilindros

Ps:
- Pode ocorrer espontaneamente, mas esta frequentemente associado com instrumentaçao aortica recente
- Ricos em colesterol e alojam-se nas arterias renais pequenas e medias
- Pode ser confirmado por biopsia, frequentemente nao necessaria (presença de outros estigmas sugestivos - livedo reticularis, enfartes perifericos distais e eosinofilia)

263

Outras causas de eritrocitos dismorficos para alem de doença glomerular?

Alteraçoes pH e da osmolalidade ao longo do nefronio distal

264

V ou F? Estrogenios topicos podem ser usados para prevenir ITUs em mulheres pos-menopausicas

F - sao controversos

Ps: Estrogenios topicos NAO DEVEM ser usados na prevençao de ITU

265

(Lesao vascular renal) O s. Antifosfolipidico pode ser 1o ou 2o a LES; trombose sistemica (arterial e venosa) e morbilidade fetal por atc antifosfolipidicos, nomeadamente.. (3); a combinaçao de 2 destes parece ter o maior risco de trombose, quais?

- Anticardiolipina
- Anti-beta2Glicoproteina1
- Anticoagulante lupico

Os 2 primeiros

266

(Transplante renal) Os inibidores da calcineurina têm efeitos medulares?

Nao

267

(Transplante renal) V ou F? No tratamento da HTA pos transplante, os IECAs sao os mais frequentemente usados inicialmente

F - apesar dos IECAs poderem ser uteis, os BCC sao mais frequentemente usados inicialmente

268

Definiçao de LRA

Aumento de pelo menos 0,3 mg/dl num periodo de 48h ou aumento de pelo menos 50% do valor basal de creatinina num periodo de uma semana

OU

Reduçao do debito urinario para 0,5 ml/kg/h por um periodo superior a 6h

Ps: Segundo esta definiçao alguns pacientes nao terao lesao tubular ou glomerular - azotemia pre renal

269

Rins aumentados em doente com LRA sugere..

Nefrite intersticial aguda

270

Excepçoes de FeNa sup a 1% na LRA intrinseca (3) e excepçoes da azotemia pre renal com FeNa inf a 1%?(2)

- Rabdomiolise
- Sepsis (sobretudo no inicio)
- Nefropatia de contraste


- DRC
- Tratamento com diureticos

Ps: Uma FeNa baixa é frequentemente observada na glomerulonefrite (e outras doenças) e, por isso, nao deve ser considerada como evidencia imediata de azotemia pre-renal

271

No trat de azotemia pre renal para optimizar a perfusao renal que soluçao usar? E qual esta CI?

- Perdas de sangue agudas tratadas com transfusoes

- Cristaloides isotonicos e/ou coloides para casos menos graves de hemorragia aguda ou perdas de plasma (queimadura e pancreatites) - soluçoes CRISTALOIDES igualmente eficazes e menos caras que as coloides

- Soluçoes de HIDROETILO aumenta o risco de LRA severa e sao CI

Ps importante:
- Cristaloides isotonicos ou coloides na hipovolemia grave e cristaloides hipotonicos na hipovolemia menos grave
- Cristaloides sao preferiveis à albumina em caso de lesao traumatica cerebral

272

Entre estudos baritados e EDA, qual o melhor para diag de ulcera gastrica? E de ulcera duodenal?

Gastrica - EDA
Duodenal - Semelhante

273

Associaçoes estabelecidas com DRGE? (4)

"TELA"

T osse cronica
E rosoes dentarias
L aringite
A sma

Associaçao e NAO causa: Doenças provavelmente coexistem devido aos mecanismos patogenicos comuns e nao por causalidade direta

Ps: associaçoes propostas incluem apneia do sono, faringite...