Pré Operatório Flashcards Preview

Cirurgia Geral > Pré Operatório > Flashcards

Flashcards in Pré Operatório Deck (15):
1

Exames complementares de acordo com faixa etária

< 40 anos: nenhum para homens e bHCG mulheres
40-49 anos: ECG para homens e bHCG e hemograma mulheres.
50-64 anos: ECG para homens e ECG e hemograma mulheres.
> 64 anos: hemograma, ECG, função renal, glicose e Rx tórax

2

Avaliação do estado nutricional

- obesidade = maior risco de infecção sítio cirúrgico, deiscência, atelectasias, fenômenos tromnboembólicos
- dosagem albumina

3

Avaliação risco cardiovascular

- história prévia de evento CV ou IC ou arritmias ou doenças valvares
- DM insulinodependente, DRC com creat > 2
- cirurgias de alto risco (aórtica, outras vasculares de grande porte)
- capacidade funcional

4

Avaliação de risco pulmonar

- cirurgias torácicas, abdominais altas
- pacientes idosos (> 60 anos) com múltiplas comorbidades
- fumantes
- sintomas/doenças respiratórias
- obesidade mórbida

Pode ser avaliada pela espirometria.
Se VEF1 < 30% de do previsto = alto risco.

- profilaxia: cessar tabagismo, uso de CI e BD em asma/DPOC, fisioterapia respiratória, controle da dor, deambulação precoce.

5

Avaliação risco renal

- Maior risco de IRA: idade avançada, DM, cirurgia aórtica.
- profilaxia: evitar uso de contraste, hipovolemia, medicações nefrotóxicas, diuréticos

6

Avaliação hepatobiliar

- hepatite aguda deve aguardar recuperação para realizar cirurgias
- em ressecções hepáticas: teste de depuração do verde de indocianina ou volumetria hepática.

7

Avaliação endócrina

- DM: suspender antidiabéticos orais, manter insulina em doses reduzidas
- manter medicações antitireoidianas

8

Avaliação hematológica

- transfundir se Hb < 6
Hb 6-10: avaliar individualmente ou procedimentos com perda estimada > 30% volemia
Hb > 10: não transfundir
- plaquetopenia < 100 mil impede oftalmológicas e NC
< 50 mil impede qualquer procedimento cirúrgico.

9

Profilaxia de TEV

- sempre se cirurgias ortopédicas
- em outras cirurgias > 60 min, considerar fatores de risco:

Se somente 1 dos seguintes, pode ser não-farmacológica: idade > 40 anos, obesidade, ACO, gravidez/puerpério, Sd nefrótica, dças autoimunes, leucemias, infecções

Se algum dos seguintes, profilaxia farmacológica: idade > 60 anos, neoplasias, imobilização, trombofilia, IAM complicado, AVCi, antecedente ou HF TVP/TEV, insuf venosa, ICC, queimadura extensa, SAF, entre outros.

10

Karnofsky Performance Status

100% normal
90% consegue fazer atividades normais, mínimo sinal/sintoma de doença
80% atividades normais com esforço
70% não consegue trabalhar, somente cuidar de si
60% exige assistência ocasional, mas consegue cuidar de si na maioria das vezes
50% requere assistência considerável
40% dependente de cuidados especiais
30% admissão hospitalar está indicada, apesar de morte não estar iminente
20% precisa de tratamento hospitalar.
10% moribundo
0% morto

11

ASA

ASA I - paciente saudável, não tabagista, sem consumo de álcool ou consumo leve.
ASA II - doença sistêmica leve que não resulta em limitação funcional.
ASA III - doença sistêmica grave com dano funcional.
ASA IV - doença constitui ameaça constante à vida.
Ex: IAM, AVC, AIT < 3 meses, angina instável, redução da FE, doença valvar grave, sepse, CIVD, DPOC agudizado.
ASA V - moribundo, não se espera que sobreviva com ou sem operação.
Ex: aneurisma roto, hemorragias intracranianas com efeito de massa, isquemia intestinal na vigência de patologia cardíaca significativa.
ASA VI - morte cerebral declarada.
E = necessidade de cirurgia de emergência.
Ex: ASA IE = paciente saudável para apendicectomia emergência.

12

Quais medicamentos suspender?

- antidiabéticos orais
- vitaminas, cálcio
- AAS 7 dias antes, mas estudos mostram benefício em manter em baixas doses.
Se o risco CV for muito alto (stent recente), deixar o AAS e só suspender o clopidogrel.
Em cirurgias de carótida, ou vasculares por obstrução arterial ou catarata -> manter AAS
- clopidogrel 7 dias antes
- AINEs 1-3 dias antes
- estrogênio, tamoxifeno, alendronato 4 semanas antes
- anticoagulantes orais 4 dias antes (INR< 1,5)
- gincko biloba, raiz valeriana, Ginseng

13

Quais medicações manter?

- anti-hipertensivos, considerar suspender diuréticos.
- psicotrópicos
- anticonvulsivantes
- medicamentos para doenças pulmonares
- levotiroxina, proptiltiouracil e metimazol
- estatinas (só tirar no dia da cirurgia)
- corticoide (dose habitual ou maiores no dia da cirurgia)

14

Antibioticoprofilaxia

1. Limpa - não traumática, sem inflamação, sem quebra técnica, sem entrar no trato respiratório, TGI ou TGU.
Ex. cardíaca, plástica, ortop, herniorrafia, tireoidectomia.
Não é necessário ATB, exceto se NC, oftalmo, uso de próteses.

2. Potencialmente contaminada - TGI, TGU ou respiratório, sem extravasamento.
Ex. orofaríngea, esôfago, jejuno-ileal, biliar, cólon-reto, uro, histerectomia, cesariana.
Realizar ATB profilático, ex. cefazolina.

3. Contaminada - quebra maior de técnica, extravasamento, feridas traumáticas, presença de urina/bile infectada.
Ex. colecistectomia em CCA, apendicectomia.
Realizar ATB profilático.

4. Infectada - infecção prévia à cirurgia, ferida traumática com tecido desvitalizado, corpo estranho ou contaminação fecal.
Ex. colecistectomia com empiema, apendicite aguda supurada, ruptura de vísceras > 4h.
Realizar tratamento com ATB.

ATB profilático: 30-60 min antes da incisão e até 24h após cirurgia se maior 3/4h.
Em cirurgia de cólon - cobrir anaeróbios (ex. metronidazol), pode ficar com ATB por mais tempo.

TODO paciente com ASA > ou igual a 3 deve receber ATB profilático, não importa a cirurgia.

15

Jejum pré-operatório

2h - líquidos claros
4h - leite materno
6h - fórmula ou leite não materno
6-8h - sólidos