Preventiva - Medidas de saúde coletiva Flashcards Preview

Residência 2019 > Preventiva - Medidas de saúde coletiva > Flashcards

Flashcards in Preventiva - Medidas de saúde coletiva Deck (31):
1

Coeficiente
- fórmula
- o que avalia?

- Numerador diferente do denominador.
- Avalia o risco

2

Índice
- fórmula
- o que avalia?

Numerador = denominador
- avalia a proporção

3

Morbidade

Risco de ADOECER da POPULAÇÃO

4

Mortalidade

Risco de MORRER da POPULAÇÃO

5

Letalidade

Risco de MORRER do DOENTE

6

Prevalência
- o que avalia bem?

Doenças crônicas

- nº total de casos (novos+antigos) / pop exposta (estudada)

7

Incidência
- o que avalia bem?

Doenças agudas

Nº de casos novos/população EXPOSTA

8

O que acontecerá com a prevalência com uso de droga que cura?

A prevalência reduzirá.

9

O que acontecerá com a prevalência com uso de droga que melhora?

A prevalência aumentará.
( paciente não morre e acumula no "pacote")

10

Mortalidade materna
- período
- fórmula

- até 42 dias pós-parto = 6 semanas

- nº de óbitos por causas maternas/ nº de nascidos vivos

- é um bom indicativo da saúde pois são causas evitáveis em sua maioria

- não entra no cálculo morte por causas externas

11

Causas (ordem decrescente) de mortalidade materna

1ª: HAS (pré-eclâmpsia)
2ª: Hemorragia
3ª: Infecção

12

Mortalidade infantil
- fórmula
- o que não inclui
- é um bom indicativo da saúde?

- Nº de óbitos < 1 ano / nº de nascidos vivos
- Não inclui natimortos
- Sim, é um bom indicativo de saúde

13

Mortalidade perinatal
- fórmula
- o que avalia?

Natimortos (IG>22 sem) + <7 dias / nº de nascidos vivos e mortos

- avalia o parto e RN (ex:malformações congênitas)

14

Mortalidade natimortos
- fórmula
- o que avalia?

- natimortos (IG>22 semanas) / nº de nascidos vivos + mortos

- avalia o obstetra

15

Mortalidade neonatal
- fórmula
- quem avalia?
- precoce x tardia

- nº de óbitos (<28 dias) / nº de nascidos vivos
- avalia o pediatra
precoce: 0 a 6 dias x
tardia: 7 a 21 dias de vida

16

Mortalidade pós-neonatal (infantil tardia)
- fórmula
- o que avalia?

- nº de óbitos de 28 dias até 1 ano / nº de nascidos vivos
- avalia o meio ambiente

17

Índice de Swaroop-Uemura
- o que avalia?
- é um indicador do que?

- Nº de óbitos ≥ 50 anos /nº total de óbitos

- é um EXCELENTE indicador do nível de vida

-"Montanha russa"

18

Níveis de Swaroop-Uemura

1º nível: ≥75 anos → DESENVOLVIDOS
2º nível: 50-74
3º nível: 25-49
4º nível: <25 → SUBDESENVOLVIDOS

- quanto mais alto o nível, melhor o país

19

Curva de Nelson Moraes
- mnemônico

Nº óbitos por idade / nº total de óbitos

→ Não Lembro Um Jeito"
Tipo I: muito BAIXO (curva em N)
Tipo II: Baixo (curva em J invertida )
Tipo III: Regular (curva em U ou V)
Tipo IV: Elevado (curva em J)

20

Causas (decrescente) de morte no Brasil

Circulatórias > Neoplasias > Externas
(Cir) > (Ca) > Ext

21

Causas (decrescente) de morte infantil no Brasil

Causas perinatais > malformações congênitas/anomalias cromossômicas > Doenças respiratórias > Doenças infecto-parasitárias

22

Transição demográfica no Brasil

Pêra → Maçã (estreitamento da base e alargamento do ápice)

- redução da fecundidade
- redução da mortalidade geral
- aumento da esperança de vida
- aumento do índice de envelhecimento

23

Índice de envelhecimento = Transição demográfica

Nº de pessoas≥60 anos de idade / população <15 anos

24

A taxa de mortalidade infantil vem caindo devido à queda do:

Componente pós-neonatal (melhora das condições ambientais e sanitárias)

25

Qual o objetivo das taxas de mortalidade geral ajustadas por idade?

Permitir a comparação de taxas gerais de mortalidade controlando o efeito de confundimento da idade.

26

O que representa a taxa de ataque secundário?

Nº de pessoas que ficaram doentes pós contato com caso índice / nº de pessoas que entraram em contato com o caso índices

27

O que é a transição epidemiológica?

Substituição no perfil das mortes por doenças infectoparasitárias por doenças cardiovasculares, neoplasias e causas externas.

(Efeito BAYGON)

28

O que resulta na complicação materna obstétrica DIRETA? 

Complicações obstétricas na gravidez, parto ou puerpério devido a intervenções, omissões, tratamento incorreto ou uma cadeia de eventos resultantes de qualquer uma das causas citadas.

29

O que influencia na mortalidade materna obstétrica INDIRETA?

Considera-se aquela ocorrida durante gravidez, parto ou puerpério resultante de doenças preexistentes ou que se desenvolveram durante gravidez devido aos efeitos fisiológicos desta.

30

Coeficiente de fecundidade

Nº de nascidos vivos/Nº de mulheres entre 15-49 anos

31

O que é taxa de Ataque? Como a calcula?

É a mesma coisa que Coeficiente de Incidência, ou seja

Tx de ataque = casos novos/pop exposta