Sangramentos da Gravidez Flashcards Preview

GINECOLOGIA > Sangramentos da Gravidez > Flashcards

Flashcards in Sangramentos da Gravidez Deck (44):
1

Quais os sangramentos da 1ª metade da gestação?

- Abortamento
- Doença trofoblástica
- Gestação ectópica

2

Quais os tipos de abortamento com colo aberto e suas diferenças?

- Incompleto: útero menor que o esperado. Esvaziamento
- Inevitável: útero compatível com IG. Esvaziamento
- Infectado: pus, febre. ATB (clinda + genta) + esvaziamento

3

Quais os tipos de abortamento com colo fechado e suas características?

- Completo: útero menor que o esperado. Orientação
- Ameaça: útero compatível com IG, embrião vivo. Repouso, anti espasmódico, não internar
- Retido: útero compatível com IG mas embrião morto. Esvaziamento

4

Qual o procedimento de esvaziamento com menos ou igual a 12 semanas?

AMIU ou curetagem

5

E com mais de 12 semanas?

Sem feto (incompleto): curetagem
Com feto (inevitável): misoprostol + curetagem

6

Em quais situações o aborto é legal?

Estupro, anencefalia e risco à vida da mãe
Não precisa autorização judicial

7

O que preciso para realizar o aborto por anencefalia ou com qual idade pode ser feito?

Preciso de USG com mais de 12 semanas assinado por 2 médicos
Pode ser feito em qualquer momento, mesmo com mais de 20 semanas

8

O que preciso para realizar aborto por estupro?
O que não preciso?
Em qual idade pode ser feito?

Preciso de USG
NÃO preciso de autorização judicial, BO ou perícia
Só até 20 a 22 semanas

9

Causa mais comum de abortamento esporádico?

Trissomias (a do 16 é a mais comum)

10

Em caso de aborto habitual por incompetência istmo-cervical, o que ocorre?
O que pode-se tentar para prevenir?

Dilatação indolor do colo, com feto vivo, aborto tardio 9maior ou igual a 12 semanas)
Circlagem com 12 a 16 semanas (técnica de McDonald)

11

A mola hidatiforme é exemplo de doença trofoblástica benigna. Quais as características da mola completa?

Sem embrião, 20% maligniza, só genes paternos (46XX)

12

Quais as características da mola parcial?

5% maligniza, triploide (69XXY), 2 paternos e 1 materno

13

Quadro clínico da doença trofoblástica

Sangramento de repetição, indolor, em suco de ameixa, aumento do útero, hiperêmese, beta hCG muito elevado

14

Qual a característica clínica que é patognômonica de doença trofoblástica?

Vesículas no sangramento

15

Qual a característica da doença trofoblástica ao USG?

Útero em flocos de neve ou cachos de uva

16

Qual o tratamento da doença trofoblástica?
Quando posso realizar histerectomia?
Retiro anexos?

- Esvaziamento a vácuo + histopatológico
- Histerectomia se prole definida E mais de 40 anos
- NUNCA retirar anexos mesmo que haja tumor pois regride

17

Como é feito o controle de cura?

Beta hCG semanas até 3 negativos e depois mensal por 6 meses

18

Quando pensar em malignização?

3 valores em ascensão de beta hCG, 4 valores em platô, 6 meses ainda positivo

19

Quais os fatores de risco para doença trofoblástica?

Mais de 40 anos, uso de ACO, mola em gestação anterior

20

Qual o beta hCG do descobrimento da gestação ectópica?

Maior que 1500

21

Qual o lugar mais comum de gestação ectópica?

Região ampular da trompa

22

Quais as condições para pensar em tratamento medicamentoso para gestação ectópica?
Qual o remédio?

Obrigatório: ectópica íntegra
Condições ideais: sem BCF, massa < 3,5cm, beta hCG < 5000
Metotrexato IM

23

Como avaliar se o tratamento medicamentoso funcionou?

Beta hCG deve ter caído 15% nos dias 4 e 7

24

Quando pensar em tratamento cirúrgico conservador e radical?

Conservador: ectópica íntegra com desejo reprodutivo
Radical: ectópica rota

25

Quais os fatores para gestação ectópica?

Tabagismo, endometriose, >35 anos, DIU, cirurgia tubária, reprodução assistida, contraceptivos só de progesterona

26

O que ocorre se a mãe é Rh negativo e DU positivo?

Ela se comporta como Rh positivo, não havendo incompatibilidade

27

O que fazer se o Coombs indireto for positivo?

Se < 1:16, dosar mensalmente
Se > ou igual a 1:16, investigar feto

28

Como investigar anemia fetal?

Doppler da a. cerebral média: não invasivo. Se Vmáx >1,5, fazer cordocentese (padrão-ouro)

29

O que fazer se cordocentese alterada?

Se <34 semanas, transfusão, se > 34 semanas, parto

30

Quando indicar imunoglobulina?

Sangramento, exame invasivo ou parto
OU
com 28 semanas para todas Rh negativo com pai Rh positivo e Coombs indireto negativo

31

Quais são os sangramentos da 2ª metade da gestação?

Descolamento prematuro de placenta, placenta prévia e roturas

32

Qual o principal fator de risco para DPP?

HAS
Outros: mais de 35 anos, tabaco

33

Como é o quadro clínico da DPP?

Sangramento escuro que irrita o útero, causando dor abdominal, taquissistolia, hipertonia uterina e SFA

34

Qual a conduta em caso de DPP se feto vivo e morto?

Amniotomia precoce
Vivo: via mais rápida
Morto: tentar ao máximo via vaginal. Se demorar, cesárea.

35

Qual a complicação clássica de DPP?

Útero de Couvelaire (invasão do miométrio por sangue)

Massagem + ocitócito
Sutura de B-Lynch
Ligadura da hipogástrica/uterina
Histerectomia

36

Qual é o quadro clínico da placenta PREVIA?

Progressivo
Repetição
Espontâneo
Vermelho vivo
Indolor
Ausência de hipertonia e sofrimento fetal

37

Quais os fatores de risco para placenta prévia?

Cesárea (principal), curetagem, mais de 35 anos, multiparidade, gemelaridade

38

Como é o quadro clínico da rotura do seio marginal (diagnóstico diferencial de placenta prévia)?

Sangramento indolor, discreto, vermelho vivo, espontâneo, periparto, tônus uterino normal, sem SFA
USG normal (diferencia de placenta prévia)
Bom prognóstico

39

O que é a rotura de vasa prévia?

Ruptura de vasos umbilicais desprotegidos

40

Quais os fatores de risco para rotura de vasa prévia?

Inserção velamentosa (principal), placenta bilobada

41

Qual o quadro clínico da rotura da vasa prévia?

Sangramento após amniorrexe + SFA
É sangramento fetal

42

Qual a conduta em rotura de vasa prévia?

Cesárea de urgência

43

Qual a síndrome que caracteriza a iminência de rotura uterina? E qual a conduta frente a ela?

Síndrome de Bandl-Frommel (anel separa corpo do segmento palpável + ligamentos redondos distendidos)
Conduta: cesárea

44

Quais os sinais típicos de rotura uterina consumada? E qual a conduta?

Rotura Consumada
Sinais de Reasens (subita da apresentação fetal ao toque) e Clark (enfisema subcutâneo)
Conduta: histerectomia ou histerorrafia