SURCE 2012 Flashcards Preview

SURCE > SURCE 2012 > Flashcards

Flashcards in SURCE 2012 Deck (75):
1

Contraindicações gerais de transplante no Brasil

HIV +

HTLV I e II

TB em atividade

Neoplasia (exceto tumores do SNC e Carcinoma in Situ de útero e pele)

Sepse refratária

Infecções virais e fúngicas graves

2

Definição de enxerto

Método de reconstrução da barreira da pele que utiliza apenas a epiderme do doador (sem pedículo vascular) para recobrir a área desejada

3

Razões mais comuns do insucesso no emprego de enxerto cutâneo

Hematoma

Infecção

Cisalhamento

4

Lesão nodular hepática pequena (<5cm) que na TC contrastada com estudo dinâmico (trifásico: Fase arterial, venosa e portal), mostra captação arterial e cicatriz central tem como diagnóstico:

Hiperplasia nodular focal

5

Lesão nodular hepática que na TC contrastada com estudo dinâmico (trifásico: Fase arterial, venosa e portal), mostra captação periférica de contraste com propagação lenta tem como diagnóstico:

Hemangioma

6

Lesão nodular hepática que na TC contrastada com estudo dinâmico (trifásico: Fase arterial, venosa e portal), mostra aspecto heterogêneo, áreas de necrose tem como diagnóstico:

Adenina Hepático

7

Lesão nodular hepática que na TC contrastada com estudo dinâmico (trifásico: Fase arterial, venosa e portal), mostra fenômeno de Wash-out (captação arterial, rápido desaparecimento nas fases subsequentes) tem como diagnóstico:

Hepatocarcinoma

8

Definição de Síndrome de Mirizzi

Cálculo impactado no infundíbulo provocando obstrução da via biliar principal

9

Vítima de trauma abdominal, qual a principal contraindicação para realização de TC?

Instabilidade Hemodinâmica

10

MET (Metabolic equivalents in exercise testing)

Estima a capacidade funcional de um paciente

1 MET: gasto energético de um paciente sentado em repouso

Pessoas que realizam tarefas de cuidados domésticos possuem o equivalente a 4 MET

11

Definição Episclerite

Inflamação da episclera

Mais comum em mulheres

Hiperemia ocular

Lacrimejamento

Desconforto local

SEM DOR OCULAR

12

Definição ceratite

Inflamação da córnea

Fotofobia

Hiperemia ocular

Opacificação da córnea

Descarga purulenta

Dor ocular

13

Definição de Conjuntivite Viral Aguda

Inflamação da conjuntiva

Hiperemia

Edema

Prurido

Descarga purulenta

14

Definição uveíte anterior aguda

Inflamação da íris (pode comprometer corpo ciliar)

Dor aguda unilateral

Fotofobia

Hiperemia ocular

Pode desenvolver hipópio (pus na câmara anterior) e diminuir acuidade visual

15

Conduta na Epistaxe

1- limpeza cavidade nasal

2- injeção de analgésico com vasoconstrictor

3- tentativa de localização do sítio de sangramento

4- se sangramento anterior: Cauterização Química

16

Qual a pior complicação na Retocolite Ulcerativa

Perfuração

17

Defina Sinal de Kehr

Trauma abdominal fechado que evolui com ruptura esplênica

Consiste em dor em ombro esquerdo (região inter escapular esquerda) que é uma dor referida por conta de uma irritação diafragmática pelo sangue proveniente do baço

18

Defina sinal de crovalier

Presença de sopro na região umbilical ( hipertensão portal)

19

Sinal de Jober

Tímpanismo à percussão da loja hepática.

Pneumoperitônio (por perfuração da alça intestinal)

20

Tríade clássica na fissura anal crônica

Plicoma sentinela

Fissura

Papila hipertrófica

21

Falou em “Thumbprinting” ou “impressão digital” pensar em:

Colite isquêmica

22

Qual o melhor exame para o diagnóstico da colite isquêmica?

Colonoscopia ou retissigmoidoscopia

23

Hipoglicemia documentada, sintomática e recorrente +

Presença de nódulo em corpo pancreático

Pensar em:

Insulinoma

24

Tratamento Insulinoma

Enucleação cirúrgica da lesão

25

Exame de neuro imagem capaz de visualizar hipófise e estruturas relacionadas

RNM

26

Alterações relacionadas ao “Remodelamento Brônquico”

1- Espessamento geral da parede brônquica

2- Fibrose abaixo da membrana basal

3- hipervascularização submucosa

4- Hipertrofia e hiperplasia das glândulas submucosas + metaplasia mucosa de células do epitélio brônquico

5- Hipertrofia e hiperplasia do músculo liso brônquico

27

Visualização de RING SHADOWS (sombras em anel) na Urografia Excretora

Papilas renais necrosadas e descamadas para o trato urinário- NECROSE DE PAPILA RENAL

28

Dermatose que cursa com formação de lesões bolhosas acometendo mucosas (estomatite bolhosa dolorosa) associadas a lesões eritematosas multiformes em tronco e face

PÊNFIGO PARANEOPLÁSICO

Associado a neoplasias do sistema linforreticular (Linfoma não Hodgkin e a LLC)

Se adenomegalia cervical: realizar biópsia do referido linfonodo

29

Rash eritematoso descamativo

Escamas amareladas (sebáceas ) em regiões ricas em glândulas sebáceas da face

Complicação característica de pacientes HIV positivo

Dermatite Seborreica

30

Tratamento da ARTRITE relacionada à HEMOCROMATOSE

Drogas anti-inflamatórias (AINE) Ex: Ibuprofeno

31

Método de estudo genético mais eficiente para analisar uma grande quantidade de genes ao mesmo tempo

Microarrays (micro arranjos) ou chips de DNA

32

Sinais de mau prognóstico passíveis de serem obtidos pelo teste ergométrico

Incapacidade de completar o estágio 1 de Bruce

Taquicardia ventricular sustentada

Déficit inotrópico

Infradesnível de ST >= 2mm (0,2 mV)

BAV de 2 grau, BAVT ou BR completo

Infradesnível de ST permanecendo mais de 5 minutos

33

Paciente HIV positivo em uso de Didanosina que evolui com dor abdominal irradiando para o dorso e com níveis elevados de lipase. Hipótese diagnóstica:

Pancreatite Aguda (efeito adverso clássico da Didanosina)

34

Síndrome da Resposta Inflamatória Sistêmica (SIRS)

Taquicardia

Taquipneia

Febre

Leucocitose

35

Técnica mais sensível de pesquisa de alterações citogenéticas em portadores de leucemias agudas (> 20% de blasts na MO)

FISH (Hibridização in situ com imunofluorescência)

36

Diarreia + flatulência
Sem anemia
Sem sinais de insuficiência pancreática
Antiglutaminase tecidual normal (marcador sensível e específico de doença celíaca)
Colonoscopia normal
Pesquisa negativa para Giárdia
Biópsia de duodeno revelando infiltrado linfomononuclear com vilosidades e criptas normais

INTOLERÂNCIA À LACTOSE

37

Itens avaliados no CAPURRO SOMÁTICO

Forma da orelha

Textura da pele

Glândula mamária

Formação do mamilo

Pregas plantares

38

Itens avaliados no CAPURRO SOMATO NEUROLÓGICO

Forma da orelha

Textura da pele

Glândula mamária

Formação do mamilo

Pregas plantares

Sinal do xale ou cachecol

Posição da cabeça ao levantar o RN

39

Itens avaliados no método Ballard

Pele
Lanugem
Superfície plantar
Mama
Olhos
Orelha
Genitália
Postura
Ângulo do punho
Recolhimento do braço
Ângulo poplíteo
Sinal de xale
Manobra calcanhar-orelha

40

Sífilis congênita com mãe ADEQUADAMENTE TRATADA

RN com VDRL maior que o da mãe ou sintomático

Colher VDRL do sangue periférico

(Se VDRL for maior que o materno ou RN for sintomático devemos colher hemograma e RX de ossos longos e liquor)

Tratar com penicilina cristalina ou procaína

41

Sífilis congênita com mãe ADEQUADAMENTE TRATADA

RN com VDRL não reage e RN assintomático

Seguimento clínico laboratorial

Na impossibilidade de garantir o seguimento deve ser feita uma dose única de penicilina G benzatina IM

42

Sífilis congênita com mãe ADEQUADAMENTE TRATADA

RN com VDRL reagente mas com título menor ou igual ao materno

Seguimento clínico laboratorial

Na impossibilidade de garantir o seguimento devemos colher os demais exames e tratar o bebê com penicilina cristalina ou procaína

43

Etiologias possíveis para a síndrome do desconforto Respiratório agudo de início precoce após o nascimento

Pneumonia congênita (S. Agalactiae)

Doença da Membrana Hialina

Taquipneia transitória do RN

44

Neonato a termo

Melhora rápida após uso de oxigênio

Padrão radiológico compatível com excesso de líquido no parênquima pulmonar

Pensar em:

Taquipneia Transitória do RN

45

Afecção de prematuro

Evolui com maior gravidade

Necessidade de ventilação mecânica invasiva

Pensar em:

Doença da Membrana Hialina

46

Maior gravidade

Fatores de risco para sepse neonatal
(Febre materna, leucorreia, leucocitose materna, LÁ fétido e tempo de bolsa rota prolongado > 18 horas)

Pneumonia Congênita (S. agalactiae)

47

Medicações que podem desencadear uma crise de asma

Betabloqueadores

Anticolinesterásicos

48

Infecção cutânea mais comum na infância

IMPETIGO

49

Agentes etiológicos envolvidos no Impetigo

Staphylococcus aureus

Estreptococo do grupo A (pyogenes)

50

Tratamento do impetigo

Antibiótico oral 7 a 10 dias (cefalosporina de 1 )

Compressas de permanganato de potássio 1 : 40.000

Pomada de neomicina, mupirocin ou ácido fusídico nas lesões

51

Pneumonia que ocorre pequenos surtos em Colégio, creche quartéis está relacionado a qual agente:

Mycoplasma pneumoniae

52

Preocupação em quadro de varicela Peri parto

Quando a mãe desenvolve o quadro de varicela 5 dias antes até 2 dias após o nascimento (isso significa que o RN recebeu o vírus por via transplacentária)

53

Qual foi a conferência nacional que teve como propostas a “Saúde é um direito de todos e dever do Estado”

8a Conferência Nacional de Saúde (CNS)

54

É competência das Secretarias Estaduais de Saúde

Pactuar, com a Comissão Intergestores Bipartite, estratégias, diretrizes e normas de implementação da Atenção Básica no Estado

55

Princípio do SUS
UNIVERSALIDADE

Acesso para todos aos serviços de Saúde, sem diferenciação

56

Princípio do SUS
INTEGRALIDADE

Ações de prevenção, cura e reabilitação são indivisíveis e não podem ser compartimentalizadas

57

Princípio do SUS
EQUIDADE

Situações desiguais merecem tratamento desigual

58

Princípio do SUS
DESCENTRALIZAÇÃO

Divisão de poderes entre os níveis Municipal, Estadual e Federal

59

Princípio do SUS
REGIONALIZAÇÃO

Municipalização

60

Princípio do SUS
HIERARQUIZAÇÃO

Porta de entrada na Atenção Básica e Unidades de Emergência, migrando para níveis crescentes de complexidade

61

Princípio do SUS
PARTICIPAÇÃO SOCIAL

Conselhos e Conferências de Saúde

62

Princípio do SUS
RESOLUBILIDADE

Capacidade de resolver os problemas da população

63

Princípio do SUS
COMPLEMENTARIDADE

Completar a assistência com o setor privado, se necessário

64

As atividades do Sistema único de saúde que mais requerem a participação do setor privado

Atenção Hospitalar

Serviços especializados de alto custo e densidade tecnológica

65

Quantidade mínima de profissionais para compor Equipe de Saúde da família, jornada e habitantes

Deve ser responsável por no máximo 4000 habitantes (média recomendado 3000)

Jornada de trabalho 40 horas/semanais

1 médico
1 enfermeiro
1 auxiliar de enfermagem
6 agentes comunitários de saúde

66

Estudo de White, Williams e Greenberg (1961) “A ecologia do cuidado médico”

Pacientes com idade 15-16 anos

A média mensal de adoecimento, numa população de 1000 adultos é de 750 doentes

Realização de pelo menos 1 consulta médica: 250

Média mensal de hospitalização: 9

Média mensal de encaminhamentos a especialistas: 5

67

Transição epidemiológica

Declínio progressivo das doenças infecciosas e parasitárias

Ascensão das doenças crônico-degenerativas e suas sequelas

Declínio da mortalidade geral, infantil e materna

Aumento da expectativa de vida

Incremento das causas de adoecimento mais prevalentes nos idosos

68

Doenças emergentes

São doenças novas, até então desconhecidas da população

69

Doenças reemergentes

Doenças já conhecidas e que estavam controladas mas que voltaram a representar uma ameaça (dengue, febre amarela, malária, tuberculose, hanseníase, leishmaniose)

70

Definição de PAIR (Perda Auditiva Induzida por Ruído)

Perda auditiva provocada pela exposição por tempo prolongado ao ruído

Perda Neurossensorial

Bilateral

Irreversível

Progressiva

71

Principal agente envolvido na Mastite Puerperal

Staphylococcus aureus

72

Saco gestacional maior que 20mm

Com vesícula vitelínica

Sem visualização do embrião

OVO ANEMBRIONADO

Conduta: Esvaziamento uterino

73

Síndrome de Ovários Policísticos

Irregularidade menstrual

Hirsutismo

Hiperprolactinemia

(A redução da secreção de Globulina Carreadora e Esteroides Sexuais - SHBG contribui para o aumento da fração livre de androgênios e hirsutismo

74

Qual o principal sítio extranodal de Linfoma

Estômago

75

Cardiopatia congênita acianótica mais frequente

Comunicação interventricular (CIV)