Trauma Flashcards Preview

Cirurgia > Trauma > Flashcards

Flashcards in Trauma Deck (38):
1

O que devo garantir, em primeiro lugar, no atendimento ao trauma?

SEMPRE garantir a sua segurança em primeiro lugar. Sinalizar o acidente para evitar outros acidentes.

2

No "A", o que devo priorizar?

Estabilizar a coluna cervical (colar cervical e prancha) + via aérea.

3

Como saber se a via aérea está pérvia?

Pela fonação. Se estiver pérvia, oferecer O2.

4

O que fazer quando a via aérea não esta pérvea?

Afastar a possibilidade de um corpo estranho (aspiração) e garantir uma via aérea artificial.

5

Cite algumas indicações clássicas de via aérea artificial:

-ECG <9
-Apneia
-Proteção de VA (vômitos, broncoaspiração)
-Incapacidade de manter oxigenação

6

Quais os tipos de via aérea artificial? Diferencie-os.

Via aérea definitiva (balão insuflado dentro da traqueia):
-IOT
-I nasotraq
-crico cx
-traqueostomia (eletiva)

Via aérea temporária (não tem balão insuflado dentro da traqueia)
-máscara laríngea
-combitubo
-crico por punção

7

O que fazer quando o paciente precisa de uma via aérea artificial?

Primeiro tenta-se intubar através da sequencia rápida de IOT. Se não foi possível (dificuldade de visualização, fratura, muito sangue, intubação dificil), tenta-se mascara laringea ou combitubo. Porém são apetrechos que exigem conhecimento de manuseio. Se não conseguiu, "O CRIQUEU FAÇO?" CRICO CX.
Não faço crico cx em quem? <12 anos pelo risco de traqueomalácea e em pacientes com apneia importante. Neles faço crico por punção.

8

Porque a crico por punção não é um bom meio de se conseguir uma via aérea artificial?

Porque ela permite uma boa oxigenação mas retém muito CO2, gernao um processo de carnonarcose, devendo ser usada por no máximo 45 minutos.

9

Em qual situação posso pensar em realizar uma traqueostomia não eletiva?

Fratura de laringe! (Enfisema, rouquidão e palpação da instabilidade no exame físico)

10

No que consiste a etapa "B"?

Exame respiratório + oximetria de pulso

11

No que consiste a etapa "C"?

Circulação + controle da hemorragia

12

Paciente do trauma hipotenso =

choque hemorrágico até que se prova o contrário!

13

Quais as duas etapas de atendimento no "C"?

1)Garantir acesso venoso periférico calibroso
Em menores de 6 anos - punção intra-óssea.

2) Iniciar reposição com cristaloide AQUECIDO (1 litro para adultos, 20ml/kg na criança)

14

Como controlo a reposição volêmica do paciente do trauma?

Através da DIURESE!

Adultos: 0,5ml/kg/hora
Crianças: 1ml/kg/hora
<1 ano: 2ml/kg/hora

15

Em que casos NÃO posso passar sonda vesical no paciente? O que fazer antes?

URETROCISTOGRAFIA RETRÓGRADA para afastar lesão uretral.
-Sangue no meato
-Hematoma perineal
-Retenção urinária
-Fx pelve

16

Se o paciente está sangrando muito, quais os prováveis sítios de sangramento?

-Tórax
-Abdome
-Pelve
-Ossos longos (fêmur)

17

Qual a fratura de pelve mais comum? O que fazer?

Fratura em livro aberto, que instabiliza por sangramento venoso. Estabilizar a pelve amarrando um lençol na altura do trocanter maior do fêmur.

18

Relembre a tabela de estimativa de perda volêmica.

.

19

Relembre a Escala de Coma de Glasgow

.

20

Sobre trauma de tórax, quais as principais consequências?

1- Pneumotórax hipertensivo
2- Pneumotórax aberto
3- Pneumotórax simples
4- Tórax instável + contusão pulmonar
5- Hemotorax
6- Contusão miocárdica
7- Tamponamento cardíaco
8- Lesões de aorta.

21

O que é um pneumotórax simples e quando drenar?

É um pneumotórax com abertura <1/3 da traqueia e que não é hipertensivo. Geralmente não precisa drenar (se não estiver ocasionando sintomatologia), só vou drenar se:
1)Paciente for submetido ao transporte aéreo
2)Paciente for submetido a ventilação mecânica

22

O que é tórax instável e como tratar.

Fratura de 2 ou mais costelas em dois ou mais pontos, cursando com respiração paradoxal e muita dor!!!! O tratamento consiste na analgesia, não super-hidratar o paciente. O problema do tórax instável é a contusão pulmonar associada ao trauma de alta energia + dor. O paciente que evoluir com insuficiência respiratória ou persistência da hipoxemia deve ser intubado (isso indica que houve uma área de contusão pulmonar extensa)

23

O que é pneumotórax aberto e o que fazer.

Lesão perfurante >2/3 da traqueia. O ar vai passar por onde tem menos resistência, levando a hipoxemia...
Inicialmente fazer curativo de 3 pontas para nao virar um penumotorax hipertensivo, mas o tratamento definitivo é a drenagem em selo d'agua no 5º EIC, entre LAA e LAM.

24

O que é pneumotorax hipertensivo e o que fazer.

Também conhecido como lesão em "saco de papel", o pneumotórax hipertensivo cursa com rotura maciça de alvéolos (quando o paciente se acidenta o pulmão esta cheio, bate, rompe os alvéolos). Compromete tanto a ventilação como a hemodinâmica do paciente.
Deve ser realizado uma toracocentese de alívio (2ºEIC na LHC) e posteriormente o tratamento definitivo que é a drenagem em selo d'gua no 5ºEIC entre LAA e LAM, no lado afetado.

25

Porque o pneumotorax hipertensivo pode cursar com choque obstrutivo?

O desvio de traqueia pode ser tão intenso a ponto de cursar com desvio dos grandes vasos da base ("dobra os grandes vasos") levando a uma hipotensão por obstrução.

26

Conduta após a drenagem de um pneumotórax hipertensivo com pouca melhora clínica no paciente.

Drenou e não melhorou? Deve ter lesão de grandes vias aéreas.
Colocar um segundo dreno ou fazer uma IOT seletiva TEMPORARIAMENTE, mas o paciente vai ter que ir para TORACOTOMIA restaurar a lesão.

27

Qual a clínica do pneumotórax hipertensivo?

Hipóxia, dor, MV diminuido ou abolido, hipertimpanismo a percussão, turgência de jugular, hipotensão, desvio contralateral do mediastino.

28

Em quem fazer toracotomia de reanimação e aonde?

Toracotomia de reanimação pode ser realizada em qualquer lugar!
Os pacientes elegíveis são aqueles que apresentam um trauma torácico perfurante, com PCR mas apresentam algum sinal de vida.
É realizada uma toracotomia anterolateral à E, com clampeamento da aorta descendente para priorizar a perfusão do miocárdio e cérebro.

29

Qual a clínica de um hemotórax? Qual o melhor exame para visualiza-lo na emergencia? O que fazer?

MV diminuido, macicez a percussão e jugular colabada. É melhor visualizado em posição ortostática e de perfil (só se vê em AP quando >300 ml). Hemotorax tem que drenar.

30

O que caracteriza um hemotorax maciço?

-Drenagem imediata de mais de 1500 ml de sangue
-Drenagem de 200ml/hora nas primeiras 4 horas

31

Qual a contusão miocárdica é a mais comum no trauma fechado? O que fazer? Quando suspeitar?

Insuficiência do VENTRÍCULO D - podendo gerar arritmias. Deve-se monitorar o paciente por 24 horas e analisar o uso de inotrópicos (dobutamina).
Suspeita-se em pacientes hipotensos com súbito aumento da pressão venosa central.

32

Sobre tamponamento cardíado, o que define a clássica tríade de beck?

1) Hipofonese de bulhas cardíacas
2) Hipotensão
3) Turgência de jugulares

33

Quais outros dois achados que cursam com tamponamento cardíado, foram a tríade de beck?

Pulso paradoxal (Diminuição >10 mmhg na PAs durante inspiração)

Sinal de Kussmaul (aumento da turgência jugular na inspiração)

34

Como diagnosticar um tamponamento cardíaco? Qual a primeira medida no tratamento? Qual o tratamento definitivo?

O dx é clínico e pelo FAST (análise da janela pericárdica). Pode ser realizada uma pericardiocentese (drenar 15 ml) para estabilizar o paciente, mas o tratamento definitivo é a toracotomia para correção da lesão.

35

Precisa de muito sangue acumulado no pericardio para ocorrer o tamponamento cardíaco?

NÃO! Bastam 100-150 ml.

36

Aonde está localizada a lesão de aorta mais comum no trauma? Ela é uma emergência frente ao politrauma?

Na altura do ligamento arterioso, depois da subclávia. Incrivelmente não... pode ser corrigia em até 24 horas, pois ocorre uma hemostasia primária que estanca o sangramento maciço.

37

Quais os achados de imagem que sugerem lesões de aorta?

Alargamento do mediastino no raio-x (> 8cm) e fratura de 1 e 2º arcos costais.

38

Qual o achado clássico de uma coactação de aorta na altura do ligamento arterioso?

Pulso em MMSS normal e pulso diminuído em MMII