Câncer de Pulmão Flashcards Preview

Oncologia 2 > Câncer de Pulmão > Flashcards

Flashcards in Câncer de Pulmão Deck (33):
1

Qual o subtipo mais comum?

Adenocarcinoma

2

Quais os subtipos geralmente centrais?

Carcinoma epidermoide e de pequenas células. Mais chance de hemoptise e obstrução brônquica.

3

Quais os subtipos geralmente periféricos?

Adenocarcinoma e grandes células.

4

Quais subtipos que mais cavitam?

Epidermoide e grandes células.

5

Qual subtipo mais frequente em não fumantes, mulheres e paciente jovens < 45 anos?

Adenocarcinoma.

6

Qual tumor com citoplasma escasso e pequeno núcleo hipercromático?

Carcinoma pequenas células (15%)

7

Qual tumor com citoplasma abundante e núcleos pleomórficos?

Não pequenas células: adenocarcinoma (45%), carcinoma epidermoide ou de células escamosas (30%), carcinoma de grandes células (10%)

8

Qual tipo histológico que se apresenta com mais frequência em estágio avançado no diagnóstico?

Pequenas células

9

Qual tipo histológico com propriedades neuroendócrinas?

Pequenas células.

10

Qual tipo está menos relacionado ao tabagismo?

Carcinoma bronquiolo-alveolar

11

O que é a Sd/Tu de Pancoast?

Dor torácica (destruição do gradil costal) + atrofia das mãos e dor no ombro com irradiação ulnar (invasão do plexo braquial) por tumor em ápice pulmonar

12

O que é a Sd de Claude Bernard-Horner?

Ptose palpebral + miose + enoftalmia + anidrose por compressão da cadeia simpática cervicotorácica.

13

Neoplasia pequenas células é mais associado a quais sd endócrinas?

SIAD e cushing

14

Neoplasia epidermoide é mais associado a qual sd endócrinas?

Hipercalcemia

15

Qual diagnóstico do CA de pulmão?

escarro e broncoscopia(bx percutânea com agulha fina/videotoracoscopia/toracotomia)

16

O que caracteriza estadiamento T1?

tumor até 3cm
invadindo até brônquio lobar

17

O que caracteriza estadiamento T2?

tumor > 3cm e < 7 cm invadindo até brônquio fonte
ou
de qualquer tamanho invadindo brônquio fonte com distância de > ou igual 2cm da carina ou causando atelectasia/pneumonite parcial ou invadindo pleura visceral

18

O que caracteriza estadiamento T3?

tumor > 7 cm
ou
qualquer tamanho invadindo brônquio fonte < 2cm da carina ou com atelectasia/pneumonite total ou invadindo parede torácica (incluindo TU Pancoast) ou diafragma ou nervo frênico ou pleura mediastinal ou pericardio parietal

19

O que caracteriza estadiamento T4?

qualquer tamanho que invada traqueia ou carina ou grandes vasos ou coração ou esôfago ou corpo vertebral ou mediastino ou nervo laringeo recorrente
ou
nódulo satelite no mesmo lobo pulmonar

20

O que caracteriza estadiamento N1, N2 e N3?

N1 - invade linfonodos peribronquicos ou hilares do mesmo lado
N2 - invade linfonodos mediastinais do mesmo lado ou subcarinais
N3 - invade linfonodos contralaterais (hilares ou mediastinais) ou supraclaviculares ou escalenos (de qualquer lado)

21

O que caracteriza estadiamento M1a e M1b?

M1a - derrame pleural/pericárdico ou nódulos pleurais ou nódulo satélite em pulmão contralateral
M1b - mtx à distância

22

Qual tratamento do CA pulmão não pequenas células estágio I?

Ia: cirurgia isolada (lobectomia ou pneumectomia)
Ib: Cirurgia isolada ou seguida de QT

23

Qual tratamento do CA pulmão não pequenas células estágio II?

cirurgia + QT adjuvante

24

Qual tratamento do CA pulmão não pequenas células estágio III?

IIIa
- T "alto" N "baixo" (não volumoso): se ressecável - cirurgia + QT adjuvante; não ressecável - QT + RT
- N "alto" (volumoso): QT + RT e avaliar cirurgia de acordo com resposta (controverso)

IIIb: QT + RT

25

Qual tratamento do CA pulmão não pequenas células estágio IV?

QT paliativa

26

Qual estágio divisor de águas no tratamento do CA pulmão não pequenas células?
E quais estágios se beneficiam de cirurgia

1. IIIa
2. I, II, IIIa com envolvimento N0 e N1

27

Qual tratamento do CA pulmão pequenas células?

- TU confinado a um hemitórax: QT + RT
- TU não confinado a um hemitorax: QT

28

Qual valores de VEF1 e DLCO necessários para estar apto para cirurgia?

Pneumectomia: VEF1 > 2L e DLCO > 60%

Lobectomia: VEF1 > 1,5L e DLCO > 50%

29

Como acompanhar o CA não pequenas células pós tratamento?

TC de tórax a cada 4-6 meses nos 2 primeiros anos. (depois anual)

30

O que é um nódulo pulmonar solitário?

lesão assintomática de até 3 cm de diâmetro (acima disso é chamado de massa pulmonar)

31

Quais fatores associados com malignidade do nódulo pulmonar solitário?

- História de tabagismo
- idade > 35 anos
- Tamanho da lesão > 2 cm
- Ausência de calcificação difusa, central, ou "em pipoca" (hamartoma)
- Borda irregular, espiculados (coroa radiada) com calcificação excêntrica ou salpicada
- Sintomas torácicos
- Adenopatia, atelectasia ou pneumonite associada
- Crescimento da lesão comparada a exames de imagens anteriores nos últimos 2 anos

32

Quando deve-se investigar Nódulo Pulmonar Solitário?
E quais exames?

1. Quanto vier presença de fatores de risco para malignidade.
2. Inicialmente broncoscopia.
Se dúvida: Abordagem mais agressiva é utilizada: ressecção do nódulo em cunha ou lobectomia com exploração mediastinal

33

Qual o acompanhamento de um nódulo pulmonar solitário com características benignas?

Observar nos próximos 2 anos a cada 3-6 meses com Rx, TC ou PET