OBS 01 Flashcards Preview

Med 2019 Lore > OBS 01 > Flashcards

Flashcards in OBS 01 Deck (29)
Loading flashcards...
1

Quando vejo gestação na USG transvaginal?

4 semanas - saco gestacional
5 semanas - vesícula vitelínica
6-7semanas - embrião / BCF+
Saco gestacional maior que 25mm - Embrião

2

Aborto

Interrupção da gestação até 20 semanas

3

Apresentação clínica

Cólica + sangramento

4

Cite o tipo e a conduta:

a) colo fechado + Útero vazio e menor pra idade gestacional

B) colo fechado + embrião vivo e útero compatível

C) colo fechado + embrião morto e útero menor

D) colo aberto + útero menor com restos

E) colo aberto + útero compatível

F) colo aberto + febre + odor fétido + leucocitose

A ) completo - orientação
B) ameaça - repouso / antiespasmódico
C) Retido - Esvaziamento
D) incompleto - esvaziamento
E) inevitável - esvaziamento
F) Infectado - ATB + esvaziamento

5

Tipo de esvaziamento no aborto

< 12 semanas : AMIU ou curetagem

> 12 semanas:
Sem feto/ incompleto: curetagem
Com feto / completo: Misoprostol + - curetagem

6

Classificação do Aborto


1º Precoce: menor ou igual a 12semanas
Tardio : > 12 sem

2º Provocado x Expontâneo

3º Esporádico x Habitual ( 3 ou mais episódios)

7

Aborto provocado permitido no Brasil

Anencefalia: apenas > 12 semanas e dois médicos assinala laudo da USG

Risco Vida: 2 médicos assinam laudo

Estupro: < 20 semanas / não precisa de perícia, BO ou juiz

8

Incompetência istmo Cervical

Aborto tardio
Colo fica curto
Dilatação indolor
Feto vivo

Tratamento: Cerclagem - Mac Donald
12-16 semanas
dilatação < 3cm
Sem herniacao de bolsa

9

Síndrome anticorpo Antifosfolipideo

Colo normal

Lupus

Anticorpos + ( anticardiolipina, anticoagulante lúdico, Anti beta 2 glicoproteína)

Tromboses

Feto morto

Tratamento: Heparina + AAS

10

Insuficiência do corpo lúteo

Aborto precoce
Colo normal
Baixa progesterona

Diagnóstico de presunção

Tratamento: PROGESTERONA até 12º semana

11

Doença trofoblástica - formas malignas e benigna

Maligna
Mola invasora: + comum, sequela da mola hidatiforme
Cariocarcinoma: consequência de qualquer gestação
Tumor trofoblástico do sítio placentário


Benigna - mola hidatiforme

12

Mola hidatiforme completa x incompleta

Completa: não há embrião
20% malignizacao
Genes paternos

Parcial: tecido Fetal ( parte é normal)
5% malignizacao
Triploide ( 69 XXY / XXX / XYY)

13

Mola hidatiforme - quadro clínico e tratamento

Quadro Clínico
Sangramento de repetição - suco de ameixa, vesículas
Útero maior
Hiperêmese
Aumento do bhcg
USG: floco de neve, cachos de uva

Tratamento
Vacuoaspiracao : Esvaziamento uterino + Histopatologico

Histerectomia : prole definida e > 40 anos

Obs: Não retirar o anexo

14

Mola hidatiforme - controle de cura

1) Beta - hCG : semanal até 3 negativos
Mensal até 6 Meses

* Sugere malignizacao:
- aumento por 2 semanas
- 4 semanas em prlatô (+- 10%)
-6meses ainda positivel ( desuso/questionável)
- metástases

2) orientar contracepção ( exceto DIU)

15

Sítios de metástases da doença trofoblastica

1º pulmão
2º vagina

16

Atraso menstrual + dor
B-hCG > 1500
USG: útero vazio

Gravidez ectopica

17

Gravidez ectopica - Diagnóstico

Clínica - atraso com dor

B-hCG > 1500. Repete com 48h
Se cair: aborto
Se subir o dobro: gestação

USG: útero vazio/ anel tubário/ saco gestacional em anexo

18

Gravidez Ectopica - localização mais comum

Trompa - região ampliar

19

Gravidez ectópica - quando fazer tratamento expectante?

Ectópica íntegra +

B-hCG < 1.000 e decrescente

Realizar seguimento semanal com B-hCG

20

Gravidez Ectópica - tratamento medicamentoso

1º Condição obrigatória

2º condições ideias

3º como?

1º íntegra

2º sem BCF + massa < 3,5cm + B-hCG < 5.000

3º metotrexate - local ou sistêmica (DU ou dias alternados)
Acompanhar B -hCG: dias 4 e 7 - deve cair 15%
Se não cair : Repetir Metotrexate por até 3x

21

Tipos de cirurgia
1º condições
2º qual cirurgia

Cirurgia conservadora

1º Ectópica íntegra
Desejo reprodutivo

2º salpingistomia - Laparoscopia


Cirurgia Radical

1º Ectópica rota / Prole completa / instabilidade hemodinâmica

2º salpingectomia - Laparoscopia( estável)
- Laparotomia ( instável )



22

Fatores de risco para gravidez Ectópica

Ectópica Prévia
Endometriose
Cirurgia abdominal
DIP
Rafa negra
>35 anos
Tabagismo
DIU

23

Doença Hemolítica Perinatal
ABO X Rh

ABO
+ comum
Sem profilaxia
Por dar na 1ª gravidez


Rh
+ grave
Tem profilaxia
Precisa sensibilizar em gestação anterior

24

Doença Hemolítica Perinatal - Sensibilização

Mãe Rh-
DU -

Pai Rh+
Feto Rh +

25

Doença Hemolítica Perinatal - Seguimento

Coombs Indireto - : repetir 28,32,36 e 40 semanas

Coombs Indireto +: < 1:16 repetir mensal
>= 1:16 investigação de anemia fetal

26

Doença Hemolítica Perinatal -
Investigação de anemia fetal

Doppler a. Cerebral média
- se > 1,5

Cordocentese ( padrão ouro: diagnóstico e tratamento)

27

Doença Hemolítica Perinatal -
Quando Indicar imunoglobulina Anti- D ?

Todas as pacientes Rh - não sensibilizadas após o parto

Hemorragia durante a gestação

Interrupção precoce da gestação

Exame Invasivo ( aminiocentese ou cordocentese)

28º Semana

28

Padrão ouro para diagnóstico de gravidez Ectópica

Cirurgia

29

Em caso de mãe Rh - , pai Rh + e Coombs indireto negativo, deve repetir o Coombs com que frequência?

A partir da 28º semana: a cada 4 semanas e no parto