Patrimônio Flashcards Preview

Porto de Imbituba > Patrimônio > Flashcards

Flashcards in Patrimônio Deck (29):
1

O que é a anastilose?

A recolocação de elementos originais encontrados em ruínas.

2

Sendo o monumento um bem vinculado ao meio em que se situa...

Seu deslocamento é proibido, a não ser para salvá-lo ou por questão de interesse nacional.

3

Esculturas e pinturas podem ser deslocadas de edificações a qual fazem parte ?

Nunca, a não ser para salvá-las.

4

O que é um monumento histórico?

É a criação arquitetônica mais o sítio urbano que testemunha essa civilização ou acontecimento. Podem ser grandes ou modestas criações.

5

Sobre o Restauro...

Deve ter caráter excepcional, seus trabalhos complementares devem sempre acusar a data e devem ser sempre precedidos e acompanhados de estudo arqueológico e histórico.

6

Como deve-se proceder quando as técnicas tradicionais de restauro forem consideradas ineficazes?

Podem ser aplicadas técnicas modernas desde que a eficácia seja comprovada.

7

Um dos objetivos do restauro é a unidade de estilo.

Falso. Devem ser respeitadas as contribuições de diferentes épocas.

8

O que é um inventário?

É o processo de identificação e registro do bem, por meio de pesquisas e levantamentos das suas características.

9

De acordo com a CF-88, quais são os INSTRUMENTOS DE PRESERVAÇÃO?

Inventários, registros, vigilância, tombamento, desapropriação e outras formas de acautelamento.

10

Apesar de inventariado, o bem só será efetivamente preservado após o tombamento.

Falso. Se estiver inventariado já merece proteção.

11

Quando os bens são considerados Patrimônio Histórico e Artístico Nacional?

Só após inscritos nos livros do tombo.

12

Quais são os livros do tombo e o que cada um preserva?

-Arqueológico, etnográfico e paisagístico: preserva a arqueologia, bens ameríndios e bens populares.
-Histórico: coisas de interesse histórico e obras de arte históricas;
-Belas-artes: arte erudita, nacional ou estrangeira;
- Artes Aplicadas: preserva as artes aplicadas, nacionais e estrangeiras.

13

O tombamento pode ocorrer em caráter provisório ou definitivo, sendo o definitivo aquele de maior valor.

Falso. Ambos tem o mesmo valor.

14

Quais são as 3 formas de tombamento?

Ofício, voluntária e compulsória.

15

Quando ocorre o tombamento compulsório?

Quando o proprietário do bem se recusar ao processo.

16

Os bens tombados nunca poderão sair do país.

Podem em curto prazo, mas deve ser comunicada toda transferência e deslocamento para que o proprietário não incorra em crime de contrabando.

17

Como deve proceder o proprietário quando este não tem condições para preservar o bem?

Deve comunicar o diretor do IPHAN que poderá mandar a execução sob as custas da União; poderá mandar desapropriar; e se for em caráter de urgência (mesmo se o proprietário não houver comunicado), pode mandar começar imediatamente a obra.

18

O que o proprietário pode fazer, quando ao pedir assistência ao IPHAN não for atendido?

Deve requerer o cancelamento do tombo.

19

De que trata o direito de Preferência?

O proprietário não pode alienar o bem sem antes comunicar a União que tem preferência na sua aquisição.

20

O que acontece se o proprietário optar por alienar o imóvel sem comunicar o Estado?

Terá a venda anulada, o bem sequestrado e uma multa de 25% para transmitente e adquirente.

21

Qual é o objetivo por trás da elaboração das cartas patrimoniais?

Uniformizar os discursos do cuidado com o bem cultural.

22

Quais foram as determinações da Carta de Atenas de 1931? No que a Carta de Atenas de 33 se difere?

A Carta de 31 objetiva a valorização histórica e artística por meio da preservação do patrimônio;
diz não à refuncionalização;
determina o respeito ao monumento; afirma que a intervenção deve ter caráter multidisciplinar e respeitar o original;
afirma que é necessária a preservação ao entorno.

Já a de 33 introduz o conceito de Patrimônio Histórico das Cidades: a salvaguarda de edifícios isolados ou conjuntos urbanos.

23

Quais avanços são encontrados na Carta de Veneza?

O conceito de bem cultural e sua caracterização não só para grandes criações, mas também para obras modestas. Além de afirmar que a noção de monumento histórico compreende a criação arquitetônica isolada e o sítio urbano ou rural que dá testemunho do civilização.

24

Com respeito a alteração de volumes e cores, quais são as recomendações da Carta?

Qualquer alteração que acarrete nessas mudanças é proibida.

25

Qual é a brecha que é aberta na Carta do Restauro, de 1972?

A abertura de precedentes para novas utilizações em edifícios e monumentos antigos, desde que esses usos sejam compatíveis com interesse histórico e artístico e que não descaracterize o exterior

26

A Carta de Burra (1980) traz os conceitos de restauração e adaptação como:

Restauração: restabelecimento da substância de um bem em estado anterior conhecido.
Adaptação: agenciamento de um bem a uma nova destinação sem a destruição de um significado cultural.

27

De acordo com a Carta de Burra, a adaptação é um mecanismo que só pode ser usado...

Quando for o único meio de conservar o bem e não acarretar prejuízo sério a sua significação cultural.

28

A Carta de Brasília em 1995 afirma que nas fachadas, fragmentos e colagens são desaconselhados. PQ?

Pois levam à perda da autenticidade do bem.

29

Bens imateriais devem ser objeto de registro, não de tombamento. Sendo assim, quais sã os livros de registro?

Saberes, Celebrações, Formas de Expressão, Lugares.