Endoscopia Flashcards Preview

4. :( > Endoscopia > Flashcards

Flashcards in Endoscopia Deck (56):
1

A seriografia radiográfica gastrintestinal, comparativamente à EDA, tem sensibilidade inferior no diagnóstico de uma úlcera duodenal. V ou F?

FALSO! Sensibilidade semelhante

2

As complicações infecciosas são comuns com a maioria dos procedimentos endoscópicos?

FALSO

3

As reduções no hematócrito e na hemoglobina são indicadores confiáveis da magnitude do sangramento agudo?

FALSO

4

A terapêutica endoscópica das úlceras com estigmas de alto risco reduz tipicamente a taxa de novo sangramento para....

5 a 10%!

5

A laceração de Mallory-Weiss com coágulo sentinela que não sangra na sua base requer terapia endoscópica. V ou F?

FALSO. Só raramente volta a sangrar e por isso não requer tx endoscópico

6

Em caso de obstrução esofágica aguda, quando realizar radiografia tórax e pescoço antes da EDA?

Doentes com febre, obstrução > 24h ou ingestão de objecto perfurante

7

20 % de doentes com PA abriga um cálculo persistente na ampola ou no canal biliar comum. V ou F?

V

8

Deve ser oferecida CPRE a todos os doentes com pancreatite biliar. V ou F?

FALSO! Benefício da CPRE limita-se aos doentes com cálculos retidos no ducto biliar
Primeiro deve-se fazer o Dx de cálculos retidos com CPRM ou USE

9

A anamnese permite o diagnóstico diferencial preciso de dispepsia em que % de doentes?

50%

10

Endoscopia não representa uma estratégia com boa relação custo benefício em pacientes jovens com sintomas dispépticos sugestivos de úlcera. V ou F?

V

11

20% das pancreatites não tem qualquer causa detetável depois de investigação rotineira. V ou F?

V

12

Qual a abordagem mais sensível para o diagnóstico de microlitíase?

USE da vesicula biliar + microscopia da bile

13

Colonoscopia é melhor que colonografia por TC no dx de pólipos e cancro? V ou F?

Falso.
Precisão no diagnóstico dos pólipos e do cancro é semelhante à da colonoscopia!

14

Indicações de Sigmoidoscopia flexivel

diarreia
sangramento rectal (hematoq branda)

15

Ecoendoscopia (USE) permite estadiamento local?

sim!
Estadiamento LOCAL pré-operatório + preciso das neoplasias
malignas do esófago, pâncreas e recto

16

USE é util para diagnosticar o que?

Útil ao diagnóstico de: cálculos do ducto biliar, doença da vesícula
biliar, lesões gastrintestinais submucosas e pancreatite crónica

17

riscos da endoscopia

1) sedação: depressão respiratória ou reacções alérgicas;
2) hemorragia ou perfuração
3) infeciosas (incomum!)

18

Profilaxia com ATB para procedimentos endoscopicos. Identifica aqueles que não precisam:
1) obstrução ducto biliar SEM colangite q vao fazer CPRE com drenagem incompleta esperada
2) colecção líquida pancreática estéril em comunicação c/ ducto pancreático que vao fazer CPRE
3) colecção líq. pancreática estéril que vão drenar transmural
4) lesão quística do TGI (inclusive mediastino) que vão fazer USE-AAF
5) cirrose com HGIA independentemente dos procedimentos
6) todos os doentes que vão fazer colocação endoscopica percutanea de tubo p/ alimentação
7) lesão sólida do TGI que vão fazer USE-AAF
8) Doentes com enxerto cardiacao sintético que avo fazer CPRE

7) lesão sólida do TGI que vão fazer USE-AAF
8) Doentes com enxerto cardiacao sintético que avo fazer CPRE

19

Riscos da CPRE

1) pancreatite, geralmente branda e auto-limitada
1.1) 5% doentes e até 25% se disfunção esfincter Oddi;
1.2) jovens anictericos c/ ductos normais correm maior risco
2) sangramento - 1% das esfincterectomias endosc.
3) colangite ascendente
4) infecção pseudoquisto
5) perfuração retroperitoneal
6) abcesso

20

Colocação percutanea do tubo de gastrostomia durante EDA complica em 10-15%. V ou F?

V

21

Quando se faz Endoscopia de SU?

1) HGIA:
1.1) Avaliação inicial
1.2) Úlcera péptica
1.3) Varizes
1.4) Lesão de Dieulafoy 1.5) Laceração de Mallory-Weiss
1.6) Ectasias Vasculares 1.7) Divertículos do cólon

2) Obstrução e pseudo-obstrução
2.1) esofagica aguda
2.2) saida gastrica
2.3) colon

3) obst. biliar aguda
3.1) exame de imagem dos DB
3.2) colangite ascendente
3.3) pancreatite biliar

22

% dos doentes c/ melenas acima do ligamento de treitz
e
% das hematoquezias do colon

90%

23

Hematoquezia maciça, qual o melhor exame?

colonoscopia --> Positividade diagnóstica + alta que a cintilografia radionuclídea ou angiografia nos casos de sangramento GI baixo

24

coagulo sentinela na ulcera peptica tem indicação para tx endoscopico?

SIM
a do mallory weiss nao tem!

25

Quando se faz endoscopia electiva?

1 - Dispepsia
2-DRGE
3-UP
4-Dispepsia não ulcerosa
5-Disfagia
6-Anemia e sangue oculto nas fezes
7-Rastreio CCR
8-Diarreia
9-Hematoqúezia branda
10- Pancreatite
11-Estadiamento do cancro

26

Dispepsia. 50% dos doentes fazem endoscopia. Quais os motivos para o fazer?

1) sintomas n regridem c/ tx conservador
2) dispepsia + sinais de alarme (emagrecimento e anemia) logo de inicio

27

exame mais sensivel para dx DRGE?

pHmetria das 24h

28

na DRGE quando se faz endoscopia?

1. Sintomas de refluxo refractários ao tx de bloqueio secreção ácida
2. Sinais e sintomas de alarme (disfagia, emagrecimento ou sangramento GI)
3. Dispepsia recidivante depois do tx
4. DRGE longa duração (mais de 10 A)

29

endoscopia deteta todos os casos de DRGE? V ou F

F.
pode nao identificar os casos de DRNE (refluxo nao erosivo)

30

abordagem inicial de Ulcera peptica em jovens é a endoscopia. V ou F?

F!
Doente sob suspeita de UP devem ser avaliados quanto à existência de infecção por Helicobacter pylori

31

Ulc peptica - quando fazer endoscopia?

sinais de alarme e sintomas persistentes apesar do tx

32

disfagia e % das duas grandes classificações: motora e funciona

50% - mecânica
50% - motilidade

33

Que tipos de disfagia devem fazer logo a endoscopia?

Mecanica!
apesar de poder falhar a identificação de 1 estreitamento ou anel subtil

34

disfagia por disturbios da motilidade devem fazer endoscopia logo. V ou F

F.
começar com:
radiografia esofago e/ou
videodeglutograma
manometria esof

35

enteroscopia profunda só permite diagnosticar. V ou F

F! permite biopsar e tratar.
daí ser feito após a cápsula.

36

Rastreio do CCR de 10 - 10 anos em quem?

- Risco intermédio ( >50 anos s/ sintomas);
- Polipos hiperplasicos pequenos;
- Parentes de 1º grau com adenomas tubulares;
- 1 parente de primeiro grau com CCR/adenoma avançado depois dos 60 anos;

37

Rastreio do CCR de 5 - 5 anos em quem?

- 1 ou 2 adenomas pequenos (

38

Rastreio do CCR de 2-6 meses em quem?

Quando se removem lesões aos pedaços e é necessário confirmar

39

Indicações endoscopia em ambulatorio

. Dispepsia resistente a uma experiência tx adequado
• Disfagia
• Sangramento GI
• Anorexia ou saciedade precoce

40

indicações colonoscopia em ambulatorio

. Homens ou mulheres pós- menopausa com anemia ferropriva
• Doentes >50 A e sangue oculto nas fezes
• Hist pregressa de pólipos adenomatosos ou CCR
• Rastreio CCR

41

qual é o procedimento de livre acesso (ambulatorio) mais realizado?

sigmoidoscopia flexivel

42

Qual vê mais delgado:
- enteroscopia de propulsão
- enteroscopia de balão duplo/helicoidal

- enteroscopia de balão duplo/helicoidal

43

Rastreio do CCR de 3 em 3 anos em quem?

- Mais de 3 adenomas
- adenomas mais do que 1 cm
- displasia de alto grau
- aspecto viloso
- mais de 2 pólipos derreados
- polipo serreado/hiperplasico com mais de 1 cm
- Crohn/CU com mais de 8 anos de evolução; CU lado esquerdo com mais de 15 anos

44

Rastreio do CCR anual em quem?

- PAF depois dos 10/12 anos
- HNPCC anual depois dos 40 anos (depois dois 20/25 anos de dois em dois anos)

45

O risco de perfuração do cego aumenta quando o diâmetro é mais do que _____ cm

O risco de perfuração do cego aumenta quando o diâmetro é mais do que 12 cm

46

Em que entidade se observa o esófago felino a endoscopia?

Esofagite eosinofilica

47

Prevalencia da pancreatite pos-CPRE?
Ocorre em 25% dos indivíduos com disfunção do esfíncter de Oddi. (V/F)
Quem corre risco maior?

Prevalencia: 5%
Verdadeiro
Quem corre risco maior? Jovens anictericos com ductos normais

48

A colonoscopia tem uma positividade diagnostica mais alta do que a cintigrafia e mais baixa que a angiografia no dx da HDB. V ou F?

F! A colonoscopia tem uma positividade mais alta do que as duas!

49

Faz a ligação das %s do risco de recidiva dos aspectos endoscopicos das ulceras pepticas
- 3-5%; 10%; 20%; 40%; >90%
- hemorragia ativa; base limpa, mancha pigmentada, vaso visivel, coagulo aderente

- 3-5% - base limpa
- 10% - mancha pigmentada
- 20% - coagulo aderente
- 40% - vaso visivel
- >90% - hemorragia ativa

50

Tratamento preferido das varizes do fundo gástrico?

Cola (cianoacrilato). Laqueação e escleroterapia tem altas taxas de recidiva. "o estômago quer coca-cola XD "

51

Define lesão de Dieulafoy.
Local mais comum do estômago onde ela surge?
Hemorragia grande ou pequena?

Arteriola de grande calibre localizada logo abaixo da mucosa gastrointestinal
Local mais comum: pequena curvatura
Hemorragia: Maciça

52

A quais destas patologias estão associadas as extasias vacilares difusas do delgado?
- telangiectadia hemorragica hereditaria
- cirrose
- hipotiroidismo
- insuficiencia renal cronica

THH e IRC

53

Nifedipina, nitratos e glucagon podem eliminar uma impactação esofágica. V ou F?

V

54

CPRE é o principal metodo para o dx e tx de calculos do ducto biliar comum. V ou F?

V

55

Faz a ligação das %s referentes a colonoscopia na anemia ferripriva
- 10%; 30%, Poucos
- polipos volumosos, lesoes vasculares colicas, cancro

- 10%: cancro
- 30%: polipos volumosos
- poucos: lesoes vasculares

56

50% dos individuos que tem cancro no cólon direito não apresentam pólipos no cólon esquerdo. V ou F?

V