Hipertrofia e dilatação do coração Flashcards Preview

ECG > Hipertrofia e dilatação do coração > Flashcards

Flashcards in Hipertrofia e dilatação do coração Deck (29)
Loading flashcards...
1

Hipertrofia se refere ao aumento de ___ muscular. Geralmente ocorre por sobrecarga de ___ por aumento da resistência

  • Massa
  • Pressão

2

Dilatação refere-se ao aumento de _____ e geralmente ocorre por sobrecarga de ___.

  • Uma câmara em particular
  • Volume

3

Quais as 3 situações que podem ocorrer caso uma câmara se hipertrofie/dilate?

1.Aumento da duração (demora mais tempo para despolarizar)

2.Aumento da amplitude (a câmara pode gerar mais corrente)

3.O eixo elétrico pode desviar-se (uma maior porcentagem de corrente elétrica total pode se mover através da câmara expandida, desviando o vetor elétrico médio)

4

Os vetores de despolarização ventricular se desviam para a E pois a atividade elétrica do __ domina o ECG

VE

5

A direção do __  médio de despolarização é chamada de eixo elétrico médio

Vetor

6

O eixo do QRS médio fica entre __ e ___ graus, pois os vetor aponta para ___ e para  a ___

  • -30 e +90°
  • Baixo e para a E

7

Se o complexo QRS for positivo nas derivações __ e __, o eixo do QRS é considerado normal.
 

DI e aVF

8

Como encontrar o eixo do QRS?

Busca-se a derivação dos membros que esteja isoelétrica. O eixo será aquele que está perpendicular a esta derivação (no círculo de derivações). Ex.: isoelétrico em DIII. Quem está perpendicular a ele é +30 e -150. Se o complexo QRS for + em DI e aVF, o eixo é normal, então será +30

9

Desvio de eixo para a D

  • Eixo entre +90 e 180°
  • QRS será - em DI e + em aVF

10

Desvio de eixo para a E

  • Eixo entre -30 e -90
  • QRS em DI + e em aVF -

11

Desvio extremo à D ou eixo indeterminado

  • Eixo entre -90 e 180°
  • QRS - em aVF e DI

12

Eixo normal da onda P

Entre 0 e 70° (adultos)
(crianças entre 0 e 90°)

13

Eixo normal da onda T

Deve estar entre 50 e 60° do eixo do QRS

14

Na hipertrofia de VE, o eixo está desviado para a __

E

15

A hipertrofia ventricular D, apesar de mais rara, causa desvio de eixo para a __

D

16

Principais derivações para se avaliar dilatação atrial

  • DII (paralela ao fluxo de corrente dos átrios, sensível à alterações)
  • V1 (é perpendicular ao fluxo de corrente - logo bifásica)

17

18

Em caso de aumento do AD, a ___ aumenta mas a __ não se altera pois o componente terminal da onda P tem oriem no AE.

  • Amplitude
  • Largura

19

Por que a onda P do aumento atrial D é chamada P pulmonale?

Pois comumente decorre de doença pulmonar grave e é caracterizada por aumento de amplitude do componente de AD na onda P

20

O aumento de AD é diagnosticado pela presença de onda onda P com aplitude acima de ___ nas derivações __, __ e __

Além de, as vezes, desvio de eixo para a __

  • 2,5 mm
  • II, III e aVF
  • D

21

Alterações que podem ser encontradas na onda P em caso de aumento de AE

  • Aumento do componente de AE na amplitude da onda P (deve descer pelo menos 1 mm abaixo da linha isoelétrica na derivação V1)
  • Aumento da duração da onda P (a porção final - AE - deve ter pelo menos um quadrado pequeno (0,04 segundos) de largura
  • Sem desvio de eixo

22

A hipertrofia ventricular D é caracterizada por

  1. Desvio do eixo para a direita, com o eixo do QRS excedendo +100º;
  2.  Onda R é maior do que a onda S em V1, e a onda S é maior do que a onda R em V6.

23

Hipertrofia ventricular E é caracterizada por:

  • Soma da onda R, em V5 ou V6, com a onda S, em V1 ou V2, excede 35 mm;
  • Onda R em aVL excede 13 mm;
  • Desvio do eixo para a esquerda excedendo –15º
  • Amplitude da onda R em V5 excede 26 mm;
  • Amplitude da onda R em V6 excede 18 mm;
  • Amplitude da onda R em V6 excede a amplitude da onda R em V5.
  • Amplitude da onda R em aVF excede 21 mm;
  • Amplitude da onda R na derivação I excede 14 mm;
  • Soma da amplitude da onda R na derivação I com a amplitude da onda S na derivação III excede 25 mm

*Critérios ruins para pessoas com <35 a e crianças

24

Anormalidades secundárias da repolarização que ocorrem na hipertrofia ventricular são caracterizadas por:

  • Iinversão da onda T, que é assimétrica
  • Depressão do segmento ST com inclinação para baixo.

 

 

25

Causas mais comuns de hipertrofia de VD

  • Doença cardíaca congênita
  • Doença pulmonar

26

Principais causas de hipertrofia de VE

  • HAS
  • Doença valvular

27

Anormalidades secundárias da repolarização que ocorrem na hipertrofia ventricular direita são melhor vistas nas derivações:

V1 e V2

28

Anormalidades secundárias da repolarização que ocorrem na hipertrofia ventricular E são melhor vistas nas derivações:

DI, aVL, V5 e V6

29