Parasitologia Flashcards Preview

3° Semestre > Parasitologia > Flashcards

Flashcards in Parasitologia Deck (39)
Loading flashcards...
1

Qual o ciclo de vida dos carrapatos?

Ovo, larva, ninfa e adultos

2

Qual a função do órgão de heller nos carrapatos?
Como os carrapatos transmitem doenças de um hospedeiro para o outro?

O órgão de Heller é um órgão sensitivo e olfativo que permite que encontrem o hospedeiro no ambiente.
O carrapato ao fazer o repasto, ele introduz suas secreções salivares, contendo substância anticoagulante e é nesse momento do repasto que transmite doenças

3

Explique o ciclo trioxeno dos carrapatos. Quais tipos de carrapato possuem esse ciclo?

O Rhipicephalus é Amblyomma possuem esse ciclo, isto é, precisam de ao menos três hospedeiros.
- fêmeas fazem postura de ovos no ambiente. Ovos eclodem e larvas sobem no hospedeiro. Lá elas fazem o repasto, se desenvolvem e descem para o ambiente. No ambiente ocorre a muda para ninfa. As ninfas sobem no hospedeiro, fazem o repasto, se desenvolvem e descem para o ambiente onde se tornam adultas. Os adultos sobem no hospedeiro, fazem a cópula, fazem repasto para produção de ovos e descem para o ambiente para postura dos ovos. A fêmea ingurgitada morre após a postura.

4

Explique o ciclo monoxeno dos carrapatos. Qual espécie de carrapato possui esse ciclo?

O anocentor possui este ciclo. A fêmea faz a postura dos ovos no ambiente. Os ovos eclodem e as larvas sobem no hospedeiro, fazem o repasto e se desenvolvem em ninfa. As ninfas fazem o repasto e se tornam adultos. Os adultos com dimorfismo sexual fazem a cópula no hospedeiro e a fêmea faz um grande repasto para produção dos ovos, que coloca no ambiente.

5

Quais os efeitos associados a presença de carrapatos?

- Inquietação e desassossego: animal fica irritado, não consegue descansar devido a dor e prurido, não consegue se alimentar de forma adequada e podemos ter perdas produtivas. Pode causar inflamação, reações de hipersensibilidade, etc.
- anemia em casos de infestação por carrapatos
- transmissão de agentes patogênicos como babesia, vírus, bactérias.
- predisposição a miiase
- infecções secundárias

6

Qual a diferença entre sarnas escavadoras e não escavadoras ?

As sarnas escavadoras ultrapassam a barreira da pele e parasitam as camadas abaixo da epiderme. As de interesse veterinário são a sarcoptica e a demodecica. As não escavadoras não escavam a pele e parasitam a superfície. Um exemplo é a sarna otodecica

7

Fale um pouco sobre a sarna sarcoptica

A sarna sarcoptica é uma sarna globosa, cujos pares de patas traseiras não ultrapassa a superfície do corpo. É menos pernuda! É considerada uma sarna profunda, pois cava galerias na pele do hospedeiro, onde libera dejetos e faz a postura dos ovos. Esse ato de escavar, fazer a postura de ovos e depositar dejetos causa prurido intenso e processo inflamatório.
Os ovos eclodem e as demais fases ocorrem na supercicie da pele.
Sobrevivem por no máximo 24h no ambiente!

É uma zoonose - a variante canis causa dermatite transitória

8

Qual o ciclo da sarna?

Ovo, larva, ninfa e adulto

9

Qual a manifestação clínica da sarna sarcoptica?

Prurido intenso, eritema, descamação, hiperqueratose, escoriações decorrentes do prurido, infecções secundárias, reflexo otopedal

10

Fale sobre a sarna demodecica

A sarna Demodecica é um ácaro de corpo alongado que parasita folículos pilosos, glândulas sebaceas e sudoriparas. Não sobrevive fora do hospedeiro e está presente na maior parte dos animais sem manifestar a clínica. A transmissão geralmente ocorre no nascimento quando os filhotes têm um contato íntimo com a mãe. A manifestação clínica ocorre em animais com queda de imunidade ou por fatores genéticos: cães como spitz alemão e pug têm uma predisposição maior a manifestar a clínica dessa sarna.

A multiplicacao ocorre nos folículos e leva a destruição e queda dos mesmos

11

Qual a manifestação clínica da sarna demodecica?

Alopecia, rarefação pilosa e prurido quando há infecções bacterianas secundárias

12

Fale um pouco sobre a sarna otodecica

E uma sarna não escavadora, de formato globoso e mais pernuda que a sarcoptes. Ela fica de forma superficial e seu local de predileção é o conduto auditivo (ambiente quente, úmido e com queratina). Neste local, é comum vermos uma secreção característica que causa prurido. A manifestacao é portanto, prurido, meneio cefalico, secrecao, e o ato de coçar pode levar a infecções secundárias

13

Qual o ciclo das moscas

Ovo, larva, pupa e adultos cm dimorfismo sexual

14

Fale sobre as moscas hematofagas e suas consequências aos animais

As moscas hematofagas se alimentam com o sangue do animal e podem causar irritação, estresse, não permitir que descansem de forma adequada, causar perda produtiva, suas picadas podem ser doloridas, podem causar reações de hipersensibilidade, podem transmitir doenças ou carrear ovos de outras moscas, por exemplo (vetores foreticos).
Podemos citar como exemplo de moscas: Mosca doméstica, stomoxys calcitrans (mosca dos estábulos), haematobia (mosca dos chifres)

15

O que é miiase?

São infestações de órgãos ou tecidos de animais por estágios larvas de moscas. Podem ocasionar irritacao, prurido, desconforto, necrose, perda de peso, queda de imunidade, infecções secundárias, etc.

16

Explique como age a dermatobia?

A dermatobia é a mosca do berne. A femea adulta não se alimenta e tem hábitos sedentários, isto é, ela não deposita os ovos ativamente no animal. Ela os transfere para um vetor foretico que fará a deposicao de ovos em cada um dos hospedeiros. No corpo do animal, os ovos eclodem e as larvas penetram na pele, se desenvolvendo de l1 p l2 e de l2 p l3. A larva l3 cai no solo e se torna pupa.
As larvas no animal se alimentam de restos celulares, líquidos provenientes da inflamação e causam prurido, irritabilidade, estresse, etc.

17

Como age a cochliomya?

É conhecida como a mosca da bicheira. Ela é atraída por exsudato de feridas pré-existentes e lá ela faz a deposição de seus ovos. Os ovos eclodem e as larvas se alimentam do tecido vivo, podendo até mesmo destruir musculaturas. Causam irritação, perda de peso, queda de imunidade, predispõem a infecções secundárias, hemorragias, necrose, etc.

18

A classe cestoda de vermes é composta por escolex, corpo e proglotes. O que são as proglotes?

Proglote e o corpo segmentado e estruturas individualizadas do verme que possuem o arsenal necessário para nutrição, reprodução e desenvolvimento deles. São alongadas como um grão de arroz ou semente de pepino. As proglotes maduras são hermafroditas e fazem a auto fecundação, ficando grávidas e produzindo ovos que são armazenados na cápsula ovigera. Em determinado momento a proglotide se desprende e sai junto com as fezes do animal

19

Qual as formas do diylidium?
Quais os hospedeiros?
Qual a forma infectante para o hospedeiro?
Qual a via de infecção?
Como ocorre o ciclo?

Forma: ovo, larva e adulto
Hospedeiros: adulto, cão, gato, raposa e pulga
Forma infectante: pulga contendo larva cisticercoide
Via de infeccao: oral - ingestão da pulga
Ciclo: proglotes maduras engravidam e são liberadas no ambiente repletas de cápsulas ovigeras. As larvas de pulgas estão no ambiente e se alimentam dos ovos de dypilidium. Esses ovos eclodirao e as larvas se desenvolverão no interior dela. Essa pulga no hospedeiro, pode ser acidentalmente ingerida enquanto o animal se coca ou se lambe e a larva do verme que estava dentro dele, vai para o intestino delgado do animal, onde se transforma em adulto.

20

Qual a manifestação clínica de Dypilidium?

Agente pode atingir até 50cm e compete pelos nutrientes deste animal. Com isso, pode ocorrer déficit nutricional, emagrecimento, enterite, desidratação, muco nas fezes, prurido anal e pode chegar até mesmo a obstrução (em casos mais avançados)

21

O homem é o hospedeiro definitivo da tênia. Quem são os intermediários?

Tênia saginata: bovinos
Tênia solium: suínos
Se o humano ingere carne crua desses animais, pode ingerir a larva que se desenvolverá no intestino delgado dele

22

Quais as formas de vida de toxocara?
Quais seus hospedeiros?
Qual a forma infectante para o hospedeiro?
Cite características do agente

Formas: ovo, larva e adulto
Hospedeiros: cão, gato e homem
Forma infectante: larva contendo l3
Características: brancos e grandes. Macho pode chegar a 10cm e fêmea a 18cm

23

Como ocorre a infecção por toxocara?

Fêmea faz a cópula, produção de ovos e postura de ovos no ID. Ovos saem nas fezes. Os ovos possuem uma grossa capa que protege o desenvolvimento das fases larvais em seu interior. O hospedeiro acaba ingerindo acidentalmente esse ovo contendo a larva l3 que vai para o ID. Lá, ultrapassa a parede e ganha a corrente sanguínea, fazendo o ciclo de Loss. No Pulmão, ultrapassa a parede do alveolo e se torna L4. Temos no pulmão um agente que não deveria estar ali, causando um processo inflamatório e produção de secreção. O estímulo de tosse faz com que essa secreção seja eliminada e o animal engole a secreção contendo a larva l4, que chega ao ID e se torna L5.

24

Como os neonatos podem já nascer com toxocara?

Algumas larvas não consegue fazem o ciclo de loss e caem acidentalmente em músculos e tecidos, onde se incistam. A larva incistada pode se tornar ativa quando a fêmea empenha, por estímulos hormonais. Com isso, ela vai para o Pulmão do feto, onde se torna L4 e depois para o intestino, onde se torna L5.

25

Como o ser humano entra no ciclo de toxocara?

Os ovos podem contaminar o solo, grama, água e comida. Se por ventura o set humano ingerir o ovo de toxocara contendo L3, essa larva se incista e não consegue fazer o ciclo de loss, pois não é seu hospedeiro preferencial. Dependendo de onde se incistar, pode gerar problemas.

26

Qual a manifestação clínica de toxocara?

Tosse, congestão nasal, diarreia sem sangue, alteração no apetite, pelos sem brilho, aumento de volume Abdominal

27

Quais os hospedeiros de Ancylostoma?
Quais as formas de vida?
Qual a forma infectante?
Cite características

Cão, gato e homem
Ovo, larva e adulto
Forma infectante: larva l3 no splo
Verme de 2cm em forma de gancho. Ovo tem casca fina

28

Cite o ciclo evolutivo de Ancylostoma por via percutanea

Fêmea faz a postura dos ovos que saem nas fezes do animal. Ovo eclode e temos larva l1, que se torna l2 e depois l3. Essa larva l3 perfura a pele do hospedeiro, ganha a circulação, faz o ciclo de loss, se torna L4 ao passar pelo alvéolo.. Eh ingerida com a secreção pelo animal ao tossir... Chega ao ID, onde se torna L5, faz cópula, produção de ovos e postura dos mesmos
Pode se incistar exatamente como toxocara caso não faça o ciclo de loss

29

Cite o ciclo por ingestão de ancylostoma

Hospedeiro ingere larva l3 do ambiente, ultrapassa a mucosa do intestino, se torna L4, e retorna para luz do intestino. Posteriormente se torna L5.
Ocorre copula, postura de ovos

30

Como o homem entra no ciclo de Ancylostoma?

Larva l3 no solo. Homem ao andar descalço por uma região, larva pode perfurar e se locomover. Como é um hospedeiro acidental, não consegue fazer o ciclo de loss e completar seu ciclo... Acaba morrendo.
Causa prurido intenso, reação inflamatória e possibilidade de infecção secundária