Tema 18 Flashcards Preview

Concurso > Tema 18 > Flashcards

Flashcards in Tema 18 Deck (44):
1

Com quantas semanas é possível visualizar Saco gestacional ao USGTV?

Com 4 semanas

2

Qnd se visualiza embrião?

Com 6-7 semanas

3

Se saco gestacional de mais de 25mm, obrigatoriamente deve ser visto...

Embrião

4

Clínica geral do abortamento

Gestante com mais de 18/20 semanas, com sangramento, cólica, sem muitas informações a mais

5

Útero aberto e sem embrião. Se tem colo fechado é...? Se tem como aberto, é...?

Abortamento completo

Abortamento incompleto

6

Útero com embrião vivo. Se tem colo fechado é...? Se tem colo aberto, é...?

Ameaça de aborto

Aborto inevitável

7

Principais causas de sangramento na primeira metade da gestação

Abortamento, doença trofoblástica e ectópica

8

Qual espessura do eco endometrial confirma abortamento completo?

Menor q 15 mm

9

Técnicas de esvaziamento uterino qnd: 1) até 12 semanas; 2) mais q 12 semanas

1) AMIU ou curetagem
2) se não há mais feto, curetagem.
Se ainda há feto, indução com misoprostol primeiro e curetagem após

10

Até qnd pode ser posto em prática o aborto sentimental?

No máximo até 20 semanas de gestação

11

Principal causa de abortamento esporádico

São as trissomias, especialmente a de Patau

12

Maiores causas de abortamento recorrente

IIC, SSAF, Insuficiência de corpo Lúteo

13

Anticorpos a serem pesquisados na investigação de SAAF

Anticardiolipina, anticoagulante lupico, anti beta-2-glicoproteina

14

Apenas genes paternos + maior chance de malignização + ausência de embrião + sintomas mais floridos = ?

Mola completa

15

Dois espermatozóides fecundam óvulo normal + triploide + sintomas menos floridos + tecido fetal = ?

Mola parcial

16

Tratamento e acompanhamento pós dx de mola

Esvaziamento uterino a vácuo aspiração elétrica + histopatológico.
Acompanhar dosagens de bHCG semanalmente até negativar três consecutivos, e depois mensal por mais 6 meses

17

Fatores que indicam malignização no acompanhamento do beta

3 valores em ascensão
4 valores em platô (sem queda)
Após 6 meses, continua positivo
Se há metástases

18

Atraso menstrual com dor, sem sangramento importa, e um bHCG> 1500 com útero vazio, pensar em:

Gestação ectópica

19

Local mais comum de ectópica?

Região AMPULAR da trompa

20

Quando é possível tratamento expectante na ectópica?

Mulher sem queixas, trompa íntegra, bHCG em queda... Acompanhar com dosagens semanais

21

Quando indicar tratamento medicamentoso para ectópica e como proceder?

Apenas se trompa íntegra, massa menor q 3,5cm, ausência de BCF, bHCG menor q 5000.
O tratamento de escolha é o MTX e dosagem no quarto e no sétimo dia, esperando queda maior q 15% nos títulos. Se não atingida a queda, repetir MTX por até 3 vezes.

22

Principais hemorragias de segunda metade da gestação

DPP, placenta prévia, roturas

23

Fatores de risco para DPP

HAS, sobredistensao uterina, trauma, idade > 35 anos, drogas

24

Sangramento (visível ou não)+ taquissistolia + dor abdominal + hipertonia + SFA = ?

DPP.
Sangramento pode não ocorrer em até 20% dos casos.
Não é necessário solicitar USG.

25

Qual procedimento realizar de imediato na suspeita de um DPP e por quê?

Aminiotomia.
Por reduzir a pressão sobre o henatima, reduzir a infiltração miometrial e diminuir a qntdd de tromboplastina para a mãe.

26

Condutas diante do útero de couvelaire

Massagem uterina + ocitocina é a primeira opção.
Tenta-se então sutura de B-lynch q comprime os vasos
Não dando certo, liga-se hipogastrica e uterina ou por fim, histerectomia

27

Maiores complicações do Dpp

Atonia uterina, sindrome de Sheehan (necrose hipofisária com amenorréia) e CIVD

28

A partir de qnd pode se afirmar q há placenta prévia?

Somente após 28 semanas, pois antes disso pode migrar de posição

29

Fatores de risco

CIMET
C cesárea/cureta
I idade > 35 anos
M multiparidade
E endometrite
T tabagismo

30

Qual manobra do exame físico é proscrita se há suspeita de placenta prévia?

O toque vaginal

31

Complicações possíveis numa placenta prévia

Apresentação fetal anormal, acretismo placentário, risco de rotura, vasa prévia, atonia pós parto, TPP, amniorrexe prematura

32

Qnd suspeitar de rotura de seio vaginal?

Qnd o sangramento for muito semelhante ao de placenta prévia, mas não é de repetição e o USG deacarta a PP

33

Qual sangramento da gestação é de origem fetal e por isso apresenta maior risco para o feto?

Vasa prévia.
Ocorre após aminiorrexe e causa SFA

34

Quadro clínico da iminência de rotura uterina

Síndrome de Bandl-frommel (anel + distensão de ligamentos redondos)

35

Clínica da rotura uterina confirmada

Alívio da dor, palpação de partes fetais, sinal de reasens (ascensão da apresentação), sinal de Clark (crepitação)

36

Diante de um quadro agudo de SUD, quais tratamentos clínicos mais indicados?

Ácido tranexamico e estrogênio no sangramento agudo. O ácido tranexamico é um agente antifibrinolitico
O uso de progestagenio não está indicado.

37

Paciente com sangramento de escape durante o uso de ACO. Qual melhor tratamento?

Boa resposta com diclofenaco.

38

Causas estruturais de sangramento anormal.

PALM
Pólipos, adenomiose, leiomiomas, malignidade/hiperplasia

39

Causas de SUA não estruturais

COEIN
Coagulopatias
Ovário (disfunção)
Endométrio (atrofia ou hiperplasia)
Iatrogênica
Não classificados

Obs: trombofilias NÃO são causa de SUA

40

Diagnóstico diferencial de dismenorréia secundária de faz entre:

Adenomiose - secundária e com volume uterino aumentado e miometrio heterogêneo
Endometriose - mulheres desde mais jovens, dismenorréia e dispareunia progressivas, infertilidade

41

Na vigência de miomas submucosos, qnd se quer preservar a fertilidade, o método de escolha é a:

Miomectomia por Histeroscopia

42

Paciente com SUA por mioma e qua vai realizar HTA, porém com níveis hematimetricos ruins, deve:

Fazer uso primeiramente de análogo de GNRH

43

Na irregularidade menstrual pós menarca, a imaturidade do ---- é a causa mais comum, enqnt a ---- é a causa patológica mais comum

Eixo hipotálamo-hipofise-ovarios
SOMP

44

Por que pacientes na perimenopausa com miomas e sintomatologia leve se beneficiam de conduta conservadora?

Pq a redução de estímulo hormonal sobre o mioma faz regredir seu volume.