Asma Flashcards Preview

Obstructive Lung Diseases (Cecil) > Asma > Flashcards

Flashcards in Asma Deck (41):
1

Definição de asma, segundo a Global Initiative for Asthma

Doença inflamatória crónica associada a HIPERRESPONSIVIDADE/HIPERREATIVIDADE das vias aéreas, resultando em episódios recorrentes de sibilos, dispneia e tosse (sobretudo de noite). Consiste numa alteração obstrutiva e reversível das vias aéreas

2

V/F
A asma é uma doença mais prevalente nos países desenvolvidos

Verdadeiro

3

Grupo etário mais afetado por asma

Crianças

4

V/F
A prevalência de asma tem diminuído nos últimos anos

Falso (tem aumentado)

5

Células inflamatórias que infiltram normalmente o epitélio brônquico na asma

Eosinófilos, Mastócitos, Macrófagos e Linfócitos T

6

Tipo de resposta Th tipicamente associada à asma

Th2 (com inflamação eosinofílica)

7

V/F
A resposta Th2 é predominante em todos os doentes com asma

Falso (em alguns doentes a resposta Th1, com predomínio de neutrófilos, é mais significativa)

8

Hallmark da asma

Hiperresponsividade brônquica, com constrição do músculo liso brônquico perante alergénios

9

V/F
Na asma, os alergénios inalados causam a desgranulação de mastócitos, por ligação ao IgA da sua superfície celular, libertando mediadores químicos

Falso (IgE)

10

V/F
Na asma, durante um exacerbação ocorre disfunção da continuidade do epitélio cilíndrico, aumento da vascularização e edema das vias aéreas.

Verdadeiro

11

2 situações, para além alergénios, que podem provocar broncoconstrição em asmáticos

Frio; Infeções do trato respiratório

12

Mecanismo pelo qual o exercício físico pode causar crises de asma

Arrefecimento das vias aéreas

13

Alterações das vias aéreas na asma

Hiperplasia e hipertrofia do músculo liso, edema, infiltrado inflamatório, angiogénese e aumento da deposição de tecido conjuntivo

14

V/F
A remodelação das vias aéreas apenas ocorre nas fases avançadas de asma

Falso (pode começar logo no início do curso da doença)

15

V/F
Na asma não acontecem alterações irreversíveis do fluxo respiratório

Falso (Podem ocorrer limitações irreversíveis do fluxo respiratório)

16

V/F
Segundo as concessões atuais sobre a asma, admite-se haver uma falha na passagem de resposta imune predominante Th1 para Th2, em início de vida.

Falso (Th2 para Th1, perpetuando a resposta Th2)

17

Teoria da Higiene na asma

Perda de exposição do sistema imunitário a estímulos antigénicos infecciosos durante a infância predispõe a asma

18

V/F
A asma é mais frequente em crianças do sexo feminino e adultos do sexo masculino

Falso (A asma é mais prevalente em crianças do sexo masculino e adultos do sexo feminino)

19

V/F
A DRGE pode ter relação com o desenvolvimento de asma

Verdadeiro

20

Sintomas major de asma

Pieira, dispneia episódica, aperto torácico e tosse.

21

V/F
A pieira é patognomónica de asma.

Falso (Mas a asma é a causa mais comum, com um quadro clínico semelhante)

22

Tipo de pulso possível de observar durante uma exacerbação aguda de asma

Pulso paradoxal

23

V/F
A história clínica pode fornecer a informação necessária para o diagnóstico de asma

Verdadeiro, apesar de ser recomendada espirometria

24

Alterações no FEV1 a partir das quais se considera reversibilidade da obstrução após a toma de broncodilatadores

FEV1 aumenta 12% e 200mL

25

V/F
A medição do Peak Expiratory Flow, realizada em ambulatório, pode ser útil para avaliar variações do fluxo expiatório

Verdadeiro

26

Forma de realização do teste da broncoprovocação

Administração de metacolina (Ach sintética). Analisa-se a concentração de metacolina necessária para ocorrer uma diminuição de 20% do FEV1, que costuma ser menor em doentes asmáticos.

27

V/F
No caso da asma, a DLCO encontra-se tipicamente normal ou aumentada

Verdadeiro

28

V/F
é necessário realizar Rx de tórax de rotina no caso da asma

Falso

29

Duas alterações no exame sanguíneo possivelmente presentes na asma

Eosinofilia e aumento da IgE

30

V/F
Em doentes com asma a função pulmonar não parece-se deteriorar-se a uma taxa acelerada com o tempo

Falso (Parece deteriorar-se a uma taxa acelerada)

31

V/F
O principal agente terapêutico de manutenção nas formas mais moderadas a graves de asma são os corticosteróides inalados

Verdadeiro

32

Efeito da utilização de LABAs na mortalidade

Os LABAs aumentam a mortalidade. Por isso, não devem ser usados em monoterapia e apenas devem ser adicionados para controlo sintomático adicional

33

V/F
Os LABAs têm efeito na redução da inflamação das vias aéreas

Falso

34

Para além dos corticoesteróides inalados, que outra terapêutica de manutenção pode ser usada na asma

Modificadores de Leucotrienos, apesar de menos eficazes que os corticoesteróides inalados

35

Durante uma exacerbação aguda de asma, que vias de administração podem ser usadas para administração de corticoesteróides

Oral ou IV

36

2 exemplos de comorbilidades que podem exacerbar a asma

Rimite alérgica e DRGE

37

Estratégia endoscópica para asma

Termoplastia Brônquica (destruição de músculo liso brônquico)

38

V/F
As exacerbações agudas graves de asma (asma hiperaguda) não estão associadas a aumento dos sintomas nos momentos (horas a dias) anteriores

Falso (Nas horas a dias anteriores a maioria dos doentes tem história de dispneia progressiva)

39

No contexto de uma exacerbação aguda de asma grave, o aumento da PaCO2 pode condicionar recurso a que estratégia terapêutica ?

Suporte Ventilatório (Não invasivo ou por intubação endotraqueal)

40

V/F
Se no contexto de asma hiperaguda surgir insuficiência respiratória deve-se prosseguir para intubação e ventilação mecânica

Verdadeiro

41

Como é o prognóstico de doentes asmáticos ?

Excelente