Câncer de Pele Flashcards Preview

Dermato > Câncer de Pele > Flashcards

Flashcards in Câncer de Pele Deck (48)
Loading flashcards...
1

O que é melanoma?

Tumor maligno desenvolvido a partir de melanócitos
- Surgimento sem lesão preexistente na maioria dos casos
- Pode ter recorrência

2

Qual a epidemiologia do melanoma?

- Indivíduos brancos (fototipo baixo)
- 30-50 anos
- Países tropicais

3

Quais os fatores de risco para melanoma?

- Fototipo claro
- Antecedentes pessoais ou familiares para melanoma
- Nevos atípicos
- Nevo melanocítico congênito gigante
- Exposição solar intermitente e intensa
- Queimaduras solares frequentes na infância
- Imunodeficiência congênita ou adquirida

4

Qual a confuta diante de um RN com nevo melanocítico gigante?

- Precisam ser acompanhados
- 5-15% de chance de malignizar
- 60% dos que malignizam o fazem antes dos 5 anos de vida
- 10% tem transformação na adolescência
- 30% na idade adulta

5

Qual a associação entre melanoma e nevo atípico (nevo de clark)?

- Múltiplas lesões comuns e atípicas
- Surgem na idade de 10 a 20 anos
- Risco de desenvolver melanoma é 80x superior, se história familiar negativa, e 100-400x superior, se história familiar positiva, nesses pacientes

6

O que é a síndrome do nevo displásico?

- Presença de múltiplos nevos melanocíticos
- Acompanhamento principalmente se houver história familiar
- Fazer mapeamento digital para acompanhamento

7

Como é a regra do ABCDE para suspeição clínica de lesões malignas?

- A: assimetria
- B: bordas irregulares
- C: cor heterogênea
- D: diâmetro > 6mm
- E: evolução - crescimento rápido, ulceração

8

Qual a epidemiologia do melanoma de extensão superficial?

- 70% dos casos
- 40-50 anos
- Mulheres: MMII
- Homem: dorso

9

Como é o comportamento do melanoma de extensão superficial?

- Fase de crescimento horizontal: apenas na epiderme, que dura meses ou anos. Diagnóstico nessa fase há maior chance de cura
- Fase de crescimento vertical: se estende a derme, subcutâneo

10

Como é o melanoma do lentigo maligno?

- 4-10%
- Mácula hipercrômica em área fotoexposta
- Idosos de pele clara
- Evolução lenta, 10 anos em média
- Bom prognóstico (diagnóstico na fase de crescimento horizontal)
- Risco essencial; dose acumulada de exposição solar

11

Como é a epidemiologia do melanoma nodular?

- 15-30%
- Mais frequente em homens
- 50-60 anos

12

Como é o comportamento do melanoma nodular?

- Evolução rápida com crescimento vertical
- Maior risco de metástase
- Pior prognóstico
- Cor homogênea, azul ou negra, nodular com posterior ulceração
- Diagnóstico diferencial: carcinoma basocelular pigmentado

13

Qual a epidemiologia do melanoma lentiginoso acral?

- Mais frequente em negros e asiáticos
- 50-60 anos
- Sem relação com exposição solar, maior relação com trauma

14

Como é o comportamento do melanoma lentiginoso acral?

- Região palmoplantar, leito ungueal e regiões periungueais
- Pode ser amelanótico: diagnóstico difícil
- Mancha negra que evolui com nódulo e ulceração

15

Quais as características dos melanomas ungueais?

- Tipo de melanoma acral
- Bandas enegrecidas de aparecimento recente
- Sinal de hutchinson: comprometimento das pregas ungueais, mancha invade a pele
- Crescimento maior que 4 mm de largura

16

Quais os diagnósticos diferenciais de melanoma ungueal?

- Melanoníquia estriada
- Hematoma subungueal
- Onicomicose

17

Como é caracterizada a melanoníquia estriada?

- Sem comprometimento da pele além da unha
- Bom prognóstico
- Lesão benigna
- Mais comum na raça negra

18

Como deve ser feito o estudo histopatológico do melanoma?

- Biópsia excisional com margem estreita
Se lesão muito grande e/ou localização desfavorável, fazer biópsia incisional na área mais suspeita da lesão.

19

O que é informado no laudo histopatológico do melanoma?

- Natureza da lesão melanocítica e malignidade
- Índice de Breslow
- Estudo das margens da exérese
- Nível de invasão (de Clark)
- Presença ou ausência de regressão da lesão
- Presença ou ausência de ulceração

20

Quais os fatores prognósticos do melanoma?

- Espessura do tumor: breslow
- Ulceração: negativo e independente
- Regressão
- Metástase ganglionar

21

O que é o índice de breslow?

- Mede parte superficial até a camada inferior do melanoma
- Define qual será a ampliação da margem cirúrgica no tratamento
- Superficial: ótimo prognóstico
- Intermediário: bom prognóstico
- Profundo: prognóstico reservado

22

Como é feito o acompanhamento após o diagnóstico inicial de melanoma?

- Detecção de um segundo melanoma
- Ensinar auto-vigilância (ABCD)
- Diagnosticar eventuais metástases
- Estudo do nódulo sentinela

23

Como é feito o tratamento do melanoma?

- Ampliar a margem cirúrgica a partir da profundidade do melanoma (Breslow)
- In situ: ampliar 5mm
- < 1mm: 1cm
- 1-4mm: 1-2cm, a depender da idade, local da lesão
- > 4mm: 2cm
- Linfadenectomia: acometimento ganglionar clínico ou histológico
- Terapias adjuvantes para tumores primários profundos: IFN alfa 2 em altas doses, imunoterapia como BCG, IL
- Cirurgias para metástases quando viável
- Imunobiológicos podem ser usados para múltiplas metástases

24

Como é a profilaxia para melanoma?

- Primária: filtro solar, chapéu, barraca, evitar sol entre 10-16h
- Secundária: exérese de nevos melanocíticos gigantes, campanhas informativas (ABCD), controle periódico das pessoas de risco, investigar familiares de pacientes

25

Como é definido o carcinoma basocelular?

- Tumor maligno composto por células semelhantes as da camada basal da epiderme, de crescimento lento, capaz de destruição local, raramente causando metástases
- Tumor de pele mais frequente
- Prognóstico melhor que o melanoma
- Biópsia incisional

26

Qual a epidemiologia do carcinoma basocelular?

- Queimaduras solares ao longo da vida
- Raro em negros e orientais
- Maior incidência em pessoas com história de acne

27

Quais os fatores de risco do carcinoma basocelular?

- Queimaduras solares
- RT
- PUVA
- Bronzezamento artificial
- Arsênico
- Imunossuprimidos
- História prévia de CBC

28

Quais as características clínicas do CBC?

- Localização em áreas fotoexpostass
- Não relacionado a lesão precursora, geralmente
- Crescimento muito lento, podem evoluir com ulceração
- Borda perolada (pápula brilhosa translúcida)

29

Como é caracterizado o CBC nodular e nódulo-ulcerativo?

- Pápula, nódulo ou tubérculo (depende do momento do diagnóstico)
- Podem estar presentes telangectasias na superfície
- Se não tratado, se torna nódulo-ulcerativo (considerado outro tipo clínico). Presença de crosta hemática, uma vez que o carcinoma basocelular sangra fácil (ulceração).

30

Como é caracterizado o CBC pigmentado?

- DD de melanoma nodular, mas tem perolamento característico
- Lesão papulosa, perolada, com pontos enegrecidos