Dermatofitoses Flashcards Preview

Dermato > Dermatofitoses > Flashcards

Flashcards in Dermatofitoses Deck (44)
Loading flashcards...
1

Como são classificadas as micoses?

- Superficiais
- Subcutâneas
- Sistêmicas

2

Como são classificadas as micoses superficiais (fungos que se localizam na epiderme e/ou anexos)?

- Ceratofitoses: fungo na camada córnea da pele, sem provocar fenômeno de hipersensibilidade
- Dermatofitoses
- Candidíase

3

Quais as principais ceratofitoses?

- Pitiríase versicolor
- Tínea nigra
- Tricomicose nodosa

4

Qual a etiologia da pitiríase versicolor?

- Malassezia furfur
- Colonizador natural da pele, saprófito, lipofílico, oportunista
- Agrava dermatite seborreica

5

Quais os fatores predisponentes para o desenvolvimento da pitiríase versicolor?

- Endógeno: hereditariedade, hiperidrose, pele oleosa, alterações na composição química do sebo, maior atividade hormonal (adolescência)
- Exógenos: clima quente e úmido

6

Como é a fisiopatologia/clínica da pitiríase versicolor?

- Fungo habita perto do folículo piloso, produz ácidos que influenciam na produção de melanina, causando lesões maculosas arredondadas hipocrômicas
- Lesões por vezes podem ser acastanhadas ou eritematosas
- Em cima da mácula pode haver presença de descamação
- Sinal de ZIleri: tracionar a pele e observar a descamação
- Prurido é raro
- Mais comum em tronco, abdome e MMSS

7

Como é feito o diagnóstico de certeza da pitiríase versicolor?

- Raspado da lesão para exame micológico direto: hifas curtas e curvas, blastocinídeos em cachos.
- Cultura e luz de wood têm menor importância

8

Quais os diagnósticos diferenciais da pitiríase versicolor?

- Pitiríase alba (eczemátide)
- Nevo acrômico
- Leucodermia gutata
- Hanseníase indeterminada
- Hipocromia pós-inflamatória

9

Qual o tratamento da pitiríase versicolor?

- Localizada: derivados imidazólicos com creme, shampoo, loção, por 30 dias no mínimo
- Extensas ou recidivantes: imidazólicos orais - cetoconazol, fluconazol, itraconazol, de 15 a 30 dias.
- Banho com esponja é bom para remoção mecânica do fungo

10

Como é caracterizada a tinea nigra?

- Manchas hipercrômicas em mãos e pés
- Não tão comum

11

Qual a etiologia da tinea nigra?

- Hortaea werneckii ou Phaeanellomycis wernecki.
- Ambientes úmidos, crinças que brincam com terra

12

Qual o diagnóstico diferencial e tratamento da tinea nigra?

- Melanoma
- Tratamento: imidazólicos

13

Como é classificada a tricomicose nodosa (piedra)?

- Piedra negra
- Piedra branca

14

Como é caracterizada a piedra negra?

- Nódulos de consistência pétrea, de marrom ao preto, aderidos ao cabelo, pelos pubianos
- Más condições de higiene
- Etiologia: Piedraia hortai
- DD: pediculose
- Ttmto: imidazólicos tópicos

15

Como é caracterizada a piedra branca?

- Nódulos branco-amarelados de superfície homogênea fracamente aderidos aos cabelos, pelos de outras regiões, na extremidade do pelo
- Associada a umidade e más condições de higiene
- Etiologia: trichosporon beigelii
- DD: lêndeas da pediculose
- Ttmto: imidazólicos tópicos

16

O que são dermatofitoses?

- Micoses que acometem pelos, unhas, pele
- Fungos localizados na epiderme - penetram camada córnea por ação de enzimas líticas
- Associadas a clima quente e úmido

17

Quais os principais gêneros que causam dermatofitoses?

- Microsporum
- Trichophyton: T. rubrum causa a maioria
- Epidermophyton

18

Com relação ao habitat, como os fungos das dermatofitoses se classificam?

- Antropofílicos
- Zoofílicos: quadro mais inflamatórios e exuberantes
- Geofílicos

19

Como é a clínica da tinea corporis?

- M. canis (criança), T. rubrum (adulto)
- Borda da lesão bem definida, circinada, mais ativa, descamativa
- Centro poupado
- Pruriginosas
- Crosta melicélica: infecção secundária

20

Quais os diagnósticos diferenciais da tinea corporis?

- Hanseníase tuberculoide
- Lúpus subagudo
- Psoríase, dependendo da forma de apresentação
- Sarcoidose
- Dermatite atópica

21

Como diagnósticar definitivamente tinea corporis?

- Exame micológico direto (coletar material na borda ativa)
- Cultura
- Histopatológico

22

Como é caracterizada a tinea cruris (dermatofitose marginada)?

- T. rubrum
- Uni ou bilateral
- Expande por contiguidade
- Região inguinal
- Borda ativa, bem delimitada, circinada, poupa o centro ou não
- Umidade piora

23

Quais os diagnósticos diferenciais da tinea cruris?

- Psoríase invertida (placa eritematosa em áreas de dobra)

24

Quais agentes podem causar dermatofitose dos pés (tinea pedis) e suas possíveis formas clínicas?

- T. rubrum, T. mentagrophites, E. floccosum
- Aguda eczematosa, interdigital e crônica

25

Como a forma aguda eczematosa da tinea pedis se apresenta?

- Vesículas ou bolhas pruriginosas na região plantar
- Exame micológico direto para diagnóstico de certeza

26

Como se apresenta a forma interdigital da tinea pedis ou intertriginosa ou frieira?

- Geralmente entre 4o e 5o pododáctilo
- Risco de serem porta de entrada --> risco de erisipela!!

27

Como se apresenta a forma crônica da tinea pedis?

- Não possui muito eritema ou prurido
- Descamação em mocassim, arredondada
- Pode estar associada a onicomicose

28

Epidemiologia e etiologia da tinea capitis (dermatofitose do couro cabeludo)

- Microsporum canis (placa única) e trichophyton rubrum (múltiplas placas)
- Contraído do animal
- Mais comum em crianças

29

Como é a apresentação da tinea capitis?

- Falhas no cabelo, com pequenos cotos implantados e escamas
- Cabelos crescem de novo com o tratamento
- Costuma regredir na puberdade: produção de ácidos graxos com propriedade fungistática
- Lesões com pus (kerion celsi): diagnóstico diferencial com piodermite, suspeitar quando não responder a atb
- Confirmação com exame micológico direto e cultura

30

Quais os diagnósticos diferenciais da tinea capitis?

- Psoríase
- Alopécia areata (autoimune)
- Sífilis secundária