[Berne/Levy] Cap.41 (Tireóide) Flashcards Preview

Fisiologia > [Berne/Levy] Cap.41 (Tireóide) > Flashcards

Flashcards in [Berne/Levy] Cap.41 (Tireóide) Deck (55):
1

Como é denominada a unidade funcional da glândula tireóide?

Folículo Tireóideo

2

Qual é o nome das células epiteliais da tireóide?

Tireócitos

3

A porção apical dos tireócitos está voltada para qual parte da glândula?

Lúmen folicular

4

De que é preenchido o lúmen folicular?

Colóide

5

Qual a porcentagem da produção da tireóide do T3 e T4?

T4 = 90%
T3 = 10%
T3 reverso =

6

Como ocorre a conversão periférica de T4 em T3?

Pela ação da desiodases específicas para tironina, principalmente a desiodase tipo 1 ocorrida em tecidos de alto fluxo sanguíneo e rápida troca plasmática, como é o caso do fígado, rins e musculatura esquelética.

7

Como o cérebro mantém constante o nível de T3?

Através da ação da desiodase tipo 2, que promove o armazenamento intracelular, expressa pelas células da glia.

8

Qual é a participação da desiodase tipo 2 nos tireotrofos?

Medeia a capacidade de T4 circulante diminuir a produção de TSH.

9

Por que no hipotireoidismo a desiodase tipo 2 é aumentada?

Para suprir o cérebro de T3

10

Qual a função e participação da desiodase tipo 3?

Converte T4 na forma inativa T3 reverso. Está aumentada no hipertireoidismo para ajudar a moderar a hiperprodução de T4.

11

Por fim, o que acontece com as iodotironinas?

São desiodadas em tironina não iodada.

12

Por que o indivíduo consegue se proteger de uma deficiência de iodeto por cerca de 2 mesese.

Devido à relação 100:1 entra iodeto armazenado na forma de hormônio e iodeto liberado diariamente

13

Como o iodeto é transportado para dentro da glândula?

Transporte ativo contra o gradiente elétrico e de concentração através do Simporter 2Na+-1I-(NIS) localizado na membrana basolateral dos tireócitos.

14

Como funciona a bomba de iodeto?

NIS

15

Quais fatores inibem quais promovem a expressão do gene NIS?

inibe: Iodeto, citocinas inflamatórias
promover: TSH

16

Como ocorre a síntese hormonal tiróidea?

Após a entrada na célula, o iodeto é direcionado à superfície apical da célula, onde se direciona ao lúmen da glândula por meio de uma enzima não dependente de sódio: a pendrina.

O iodeto então é oxidado, sofrendo ação da tireoperoxidase e peróxido de hidrogênio.

O iodo então é incorporado às moléculas de tirosina, que não se encontram livre, mas ligados à tireoglobulina.

A ligação da iodotironina à tireoglobulina forma o monoiodotironina e o diiodotironina.

essas molésculas podem ser acopladas, e 2 diiodotironina podem formar T4 e 1 monoiodotironina + 1 diiodotirnona formar T3

17

O que envolve o mecanismo de formação do peróxido de hidrogênio?

A enzima NADPH oxidase, localizada na membrana apical.

18

Quando a produção de T3 é favorecida em relação a T4?

Disponibilidade restrita de iodo.
TSH aumentado e outros ativadores.

19

Como ocorre a secreção de T3 e T4?

A tireoglobulina iododa é estocada no lúmen como colóide.

A tireoglobulina se liga ao receptor megalina, que promove a endocitose e degradação lisossomal. Após a liberação enzimática, T3 e T4 estão livres para saírem da superfície basal célula.

20

O que ocorre com os restos da degradação lisossomal da tireoglobulina iodada?

MIT e DIT são desiodadas.
Aminoácidos da digestão da tireoglobulina podem ser reutilizados na células.

21

Como o T3 e T4 são transportados no plasma?

Ligados, sendo o principal ligante a globulina ligadora da tiroxina

22

A quais proteínas o T3 e T4 se ligam e quais são as porcentagens?

70% ligados à TBG
10 a 15 % à transtiretina (TTR)
15 a 20% à albulina
3% às lipoproteínas

23

Quais duas importantes funções biológicas são atribuídas à TBG?

Tamponamento de T4, evitando variações de sua concentração e alterações agudas na glândulas tireóides.

Evita a perda dos hormônios tireóideanos na urina por possuírem moléculas relativamente pequenas e assim, conservando o iodeto.

24

Qual o significado da TTR e qual sua principal atuação?

Leva os HT ao SNC.

25

Quais são os efeitos vasculares do HT?

Aumenta a frequência cardíaca
A velocidade e a força das contrações do miocárdio são melhoradas (efeito cronotrópico e inotrópico positivo)
O tempo de relaxamento diastólico é reduzido (efeito lusitrópico positivo)
A pressão sanguínea sistólica é modestamente aumentada e a diastólica diminuída. A pressão de pulso ampliada é resultante dos efeitos combinados de volume de ejeção aumentado e redução da resistência periférica vascular total, secundária à dilatação dos vasos sanguíneos do coração, pele e músculo. Esses efeitos são em parte decorrente do aumento de calor produzido nos tecidos e maior produção de CO2.
Há aumento do volume total de sangue.

26

Por que o volume total de sangue é aumentado pelo HT?

Ocorre ativação do eixo renina-angiotensina-aldosterona , aumentando reabsorção tubular de sódio.

27

Por que o HT promove o efeito inotrópico?

De forma indireta, mediado pelo aumento da resposta às catecolaminas.

De forma direta:

A captação do Ca2+ pelo miocárdio é aumentada, o que aumenta a força contrátil: O HT inibe a expressão do anticarreador Na+-Ca2+, aumentando, assim, a [Ca2+] no meio intramiocelular. Esse hormônio também aumenta os canais rianodina Ca2+ no retículo sarcoplasmático durante a sístole. A Ca2+-ATPase do retículo sarcoplasmático (SERCA) é aumentada pelo T3 e como resultado, o sequestro de cálcio durante a diástole é facilitado e o tempo de relaxamento, encurtado.

28

Quais são os dois efeitos no metabolismo basal causados pelos HT?

Aumento da taxa basal de consumo de O2
Aumento da produção de calor

29

Por que os HT aumenta a taxa do metabolismo basal?

(1) Aumenta a expressão das proteínas desacopladoras mitocondriais (UCP) em todos os tecidos do corpo, exceto cérebro, gônadas e baço.

(2) A captação e a oxidação de glicose e ácidos graxos são aumentadas, da mesma forma que a reciclagem de lactato-glicose e de ácidos-graxos-triglicerídeos.

30

Como o aumento potencial da temperatura corpórea é moderado?

Aumento do fluxo sanguíneo, sudorese e taxa de respiração, processos mediados pelo HT

31

Por que ocorre o aumento da utilização de O2 na presença dos HT?

De um aumento no suprimento de substratos que podem ser oxidados:

- Aumenta a absorção de glicose no TGI e aumenta seu turnover (captação, oxidação e síntese de glicose).

- No tecido adiposo, induz as enzimas de síntese de ácidos graxos e intensifica a lipólise pelo aumento no número dos receptores B-adrenérgicos. Além disso, aumenta a depuração dos quilomícrons. Assim, o turnover de lipídeos (liberação de FFA do tecido adiposo e sua oxidação) é também aumentado.

32

Qual é a atuação dos HT sobre o metabolismo de proteínas?

Aumenta o turnover das proteínas (liberação de aa's no músculo, degradação de proteínas e, em menor intensidade, síntese protéica e formação de uréia).

O t3 potencializa os efeitos estimulantes da epinefrina, norepinefrina, glucagon, cortisol e GH sobre a gliconeogênese, lipólise, cetogênese e proteólise de proteínas lábeis.

33

Qual é a relação dos HT com o colesterol?

Estimula a síntese do colesterol e, de forma mais intensa, a oxidação e a secreção biliar do colesterol. Desse modo, há diminuição do colesterol plasmático total e ligado ao LDL.

34

Os HT promovem a depuração metabólica de quais hormônios?

Esteroides da adrenal e gônadas.

35

Quais são os efeitos respiratórios dos HT?

O HT estimula a utilização do O2 e também do aporte de O2.

Ocorre aumento na frequência respiratória em repouso, a ventilação minuto e a resposta ventilatória à hipercapnia e à hipóxia.Essas ações mantém a pO2 arterial normal quando a produção de CO2 está aumentada.

O hematócrito aumenta e portanto melhora a capacidade de transporte de O2. Esse aumento no número de células sanguíneas resulta do estímulo da produção de eritropoietina pelos rins.

36

Quais são os efeitos dos HT na musculatora esquelética? O que seu excesso provoca?

Os músculos esqueléticos requerem quantidades ótimas de HT para o seu funcionamento correto. Isso pode estar relacionado à regulação da produção de armazenamento da energia.

O excesso provoca glicogenólise e glicólise são aumentadas, e o glicogênio e fosfocreatina são diminuídos.

37

No que resulta da incapacidade do músculo captar e fosforilar a creatina devido a excesso de HT?

Em um aumento na sua excreção urinária.

38

Qual é a relação dos HT com as catecolaminas no sentido de promover ou inibir?

Há sinergismo com os HT e as catecolaminas.
Portanto, os HT promovem a excitação do SNC.

39

Como o T3 pode aumentar a atividade do sistema nervoso simpático?

Aumento o número de receptores b-adrenérgicos no músculo cardíaco e aumenta a geração de mensageiros intracelulares secundários, como o AMPc

40

Quais são os efeitos dos HT no crescimento e maturação?

Efeito importante na promoção do crescimento e maturação.

Em bebês, o HT atravessa a placenta e atua no eixo tireóide do bebê, promove o crescimento normal do SNC e a formação dos ossos. Sua deficiência provoca o cretinismo

41

Quais são os efeitos dos HT nos ossos, tecidos duros e derme?

Estimula a ossificação endocondral, o crescimento linear dos ossos e a maturação dos centros epifisários dos ossos.

O T3 aumenta a maturação e a atividade dos condrócitos nesses centros epifisários.

O hormônio tireóideo não é necessário para o crescimento linear até após o parto, no entanto, é fundamental para a maturação normal dos centros de crescimento nos ossos dos fetos.

O T3 estimula a remodelação óssea em adultos.

O desenvolvimento e erupção progressivos dos dentes dependem dos HT,

42

Quais são os efeitos do HT na derme?

Os ciclos normais de desenvolvimento da epiderme, folículos capilares e unhas dependem do HT. Porém, os processos de degração nessas áreas também são estimuladas pelo HT, de modo que um excesso ou a falta podem provocar a perda de cabelo ou formação anormal das unhas.

Altera a estrutura do tecido subcutâneo pela inibição da síntese e aumento da degradação de mucopolissacarídeos e fibronectina no tecido conjuntivo extracelular

43

Quais são os efeitos do HT no Sistema Nervoso? O que acarretam os níveis diminuídos de HT?

Regula a velocidade e o ritmo do desenvolvimento do SNC

Reduzem o tamanho das células, a síntese de RNA, o conteúdo das proteínas, conteúdo lipídico e protéico da mielina, a produção local de fatores de crescimento e a síntese de proteínas.

Aumenta a vivacidade, o estado de alerta, a resposta a vários estímulos, a audição, a memória, consciência da foma e a capacidade de aprendizagem.

A velocidade e a amplitude dos reflexos nervosos periféricos são aumentados, bem como a motilidade do trato gastroinstestinal.

44

Qual é o efeitos dos HT nos órgãos reprodutores?

Possui um efeito permissivo na regulação da função reprodutiva.

45

Quais são os efeitos do HT nas glândulas endócrinas

O HT estimula a síntese do GH, inibe a síntese da prolactina.

A secreção do cortisol, bem como sua depuração, são aumentados, mas os níveis de cortisol livre permanecem normais.

46

Quais são os efeitos do HT sobre os rins?

O fluxo plasmático renal, a taxa de filtração glomerular e a taxa de transporte de várias substâncias são aumentadas.

47

Como é o mecanismo de ação dos HT?

T3 e T4 entram na célula por transporte ativo.

O transporte de T4 é limitante para a produção de T3 intracelular.

Quase todo o T4 é convertido em T3 intracelular. Muitas, mas não todas as ações do T3, são mediadas através da ligação ao receptor do hormônio tireoideano, que age como regulador de fatores de transcrição.

48

Qual é o mais importante regular da glândula tireóide?

Eixo pituitário-hipotalâmico

49

Cronologicamente, quais são os três tipos de atuação do TSH na tireóide?

Ações imediatas, intermediárias e de longa duração sobre o epitélio da tireóide.

50

Quais são as ações imediatas do TSH na tireóide?

Indução da extensão dos pseudópodes, endocitose de colóide.

Aumenta a captação de iodeto e atividade da Tireoperoxidase.

Estimula a entrada de glicose para a geração de NADPH, necessário à reação de peroxidase.

Estimula a proteólise e libera T3 e T4 da glândula.

51

Quais são as ações intermediárias do TSH na tireóide?

Ocorrem após horas ou dias e promovem e envolvem a síntese de proteínas e a expressão de de genes, comos aqueles que codificam o NIS (simporter Na+ - I-), tireoglobulina, tireoperoxidase e a megalina.

52

Quais são as ações da estimualação prolongada de TSH?

Hipertrofia e hiperplasia.

O TSH promove o aumento da proliferação dos capilares e o fluxo de sangue aumenta .

Essas ações são coadjuvadas por fatores locais de crescimento.

53

Como os HT suprimem a produção de TSH?

Inicialmente por reprimir a expressão do gene da subunidade B do TSH.

54

Como os HT suprimem a produção de CRH?

Inibe a expressão gênica dos genes pré-pró-CRH.

55

O que ocorre se a concentração intra glandular de iodeto for exagerada?

Suprime a atividade da NADPH-oxidase e dos genes NIS e TPO (tireoperoxidase).