Berne (Sist. Rep. feminino) PT 2 Flashcards Preview

Fisiologia > Berne (Sist. Rep. feminino) PT 2 > Flashcards

Flashcards in Berne (Sist. Rep. feminino) PT 2 Deck (34):
1

O folículo dominante secreta altos níveis de qual hormônio?

Estrógeno

2

O desenvolvimento folicular final e a função lútea são dependes de quais funções (relacionar a glândula)?

Funções hipotalâmicas e hipofisárias normais.

3

Como a frequência dos pulsos de GnRH promove a secreção seletiva de hormônios?

Baixa frequência: FSH
Alta frequência: LH

4

Qual é a principal diferença entre os eixos reprodutores masculinos e femininos?

O feminino é depende de um surto de gonadotrofinas no meio do ciclo.

5

Do que depende o surto de gonadotrofinas na mulher?

Altos níveis de estrogênio e constância, provenientes de um folículo dominante.

6

Quando inicia o ciclo mnestrual?

No final da fase lútea de um ciclo infértil.

7

Descreva os 9 eventos do ciclo menstrual.

(1) Corpo lúteo regride e morre. Promove queda drástica nos níveis de progesterona, inibina e estrogênios no dia 24 do ciclo menstrual.

(2) Gonadotrofo percebe fim da função lútea pelo mecanismo de feedback negativo e estimula seletivamente a produção de FSH.

(3) Aumento de FSH recruta um grupo de folículos antrais grandes.

(4) Gonadotrofo responde ao lento aumento dos níveis de estrógeno e inibina B reduzindo a secreção de FSH.
A perda de altos níveis de progesterona e estrógeno aumentam a frequência dos pulsos de GnRH, auentando a síntese e secreção de LH. Assim, a relação LH/FSH aumenta durante a fase folicular.

(5) Como a queda dos níveis de FSH, ocorre a atresia folicular dos folículos recrutados na fase folicular, restando assim somente o folículo dominante. FSH também promove a produção de receptores de LH no folículo dominante. Ele produz níveis crescentes de inibina B e 17-B-estradiol.

(6) Quando o folículo faz com que os níveis circulantes de estrógeno excedam 200pg/mL na mulher por cerca de 50 horas, o estrógeno produz feedback positivo no gonadotrofo, induzindo o surto de LH no meio do ciclo.

(7) Surto de LH induz maturação meiótica, ovulação e diferenciação das células granulosas em células produtoras de progesterona.

(8) Elevação de níveis de progesterona, estrogênio e inibina A produzidas pelo corpo lúteo maduro, retroalimentam negativamente os gonadotrofos.

(9) Níveis de LH são absolutamente necessários para o funcionamento do corpo lúteo. Porém, ele se torna insensível à sinalização por LH e morre a menos que uma atividade semelhante ao LH, como a do hCG, aumente.
No ciclo não fértil, o corpo lúteo regride em 14 dias e os níveis de progesterona e estrógeno omeçam a diminuir em 10 dias, retornando ao evento 1.

8

Como o hipotálamo contribui para o surto de LH?

Aumento da frequência de pulsos de GnRH e secreção de uma pequena quantidade de progesterona.

9

Por que, mesmo que os níveis de estrógeno ultrapassem os 200pg/mL do feedback positivos, na fase lútea o feedback positivo não ocorre?

Porque os níveis altos de progesterona inibem qualquer retroalimentação positiva.

10

Quais são os dois principais eventos de origem hipofisária no ciclo menstrual?

Elevação transitória de FSH : recruta folículos antrais grandes.

Surto de LH: induz a ovulação.

11

Como se dá a atuação do estrógeno na tuba uterina?

(1) Aumenta o tamanho e peso das células epiteliais da endosalpinge.

(2) Aumenta o fluxo sanguíneo para a lâmina própria.

(3) Promove a produção de glicoproteínas específicas da tuba uterina.

(4) Aumenta a ciliogênese

(5) Promove a secreção de muco no isto e tônus muscular, de forma a manter o complexo cumulus-oócito na junção ampola-istmo para ocorrer a fertilização.

(6) Juntamente com altos níveis de progesterona durante a fase lútea inicial até a fase lútea média, reduzem o tamanho e função das células epiteliais.

12

Qual a atuação da progesterona na tuba uterina?

(1) Promove a deciliação
(2) Reduz a secreção de muco
(3) Relaxa o tônus do istmo.

13

Qual tipo de receptor para gonadotrofina a tuba uterina possui? Como isso é util?

Receptor para LH.

Em sinergia com o estrógeno, pode otimizar a função da tuba uterina durante o período periovulatório.

14

Quais são as três fases da regulação hormonal do endométrio uterino durante o ciclo menstrual?

Fase proliferativa
Fase secretória
Fase menstrual.

15

Quais as características precedem a fase proliferativa?

No momento da seleção do folículo dominante e sua produção de estrógeno, o endométrio está terminando a sua menstruação.

O estrato funcional foi descartado e apenas o basal permanece.

Os níveis de estrógeno em elevação pelo folículo dominante induzem a fase proliferativa.

16

Como se dá a fase proliferativa?

O estrógeno induz o crescimento e divisão de todos os tipos celulares do estrato basal através dos receptores a-ER e b-ER, que regulam a expressão gênica.

Controla indiretamente o crescimento uterino pela produção local de fatores de crescimento.

Induz a expressão de receptores para progesterona, de forma a preparar o endométrio para ser capaz de responder à progesterona da fase lútea.

17

Como se dá a fase secretória?

A espessa do extrato funcional do útero foi restabelecida.

Altos níveis de progesterona produzidos pelo corpo lúteo mudam a fase proliferativa para a secretória.

A progesterona:

Inibe maior crescimento do endométrio e induz a diferenciação de células epiteliais e do estroma.

Induz glândulas uterinas a secretarem um produto rico em nutrientes para manter a viabilidade do blastocisto.

Aumenta a adesividade do epitélio

Promove a diferenciação das células do estroma em células "pré-deciduais", que devem estar preparadas para formar a decídua da gestação ou orquestrar a menstruação na ausência de gestação.

18

Como se dá a fase menstrual?

Em um ciclo não fértil a perda do corpo lúteo resulta na abrupta queda de progesterona e estrogênios, o que leva a mudanças no endométrio uterino promovendo a perda da lâmina funcional.

19

Quanto tempo dura a menstruação?

4 a 5 dias

20

A menstruação coincide com qual fase do ovário?

Fase folicular inicial do ovário.

21

Como se dá a regulação hormonal da vagina durante o ciclo menstrual?

Estrógeno: estimula a proliferação do epitélio vaginal e aumenta seu conteúdo de glicogênio, que é metabolizado em ácido lactico por lactobacilos comensais, mantendo ambiente ácido.

Progesterona: Aumenta a descamação das células epiteliais.

22

A genitália externa responde a quais hormônios?

Andrógenos e estrógenos.

23

O estrógeno atua sobre quais estruturas, além das relacionados ao ciclo menstrual?

Osso
Fígado
Ógãos cardiovasculares
Tegumento
SNC
Tecido adiposo

24

Como o estrógeno atua sobre o osso?

Necessário para o fechamento das placas epifisárias dos ossos longos em ambos os sexos.

Efeito ósseio anabólico e calciotrópico.

Estimula absorção intestinal de Ca++.

Regula a função de osteblastos e osteoclastos> sobrevivência de osteoblastos e apoptose de osteoclastos.

25

Como o estrógeno atua sobre o fígado?

Aumenta a expressão de receptores de LDL, o que aumenta a eliminação de partículas de LDL.

Aumenta níveis circulantes de HDL.

26

Como o estrógeno atua sobre os órgãos cardiovasculares?

Vasodilatação pelo aumento de NO.

27

Como o estrógeno atua sobre o tegumento?

Juntamente com a progesterona, mantêm uma pele saudável e lisa.

28

Como o estrógeno atua sobre o SNC?

Efeito neuroprotetor - inibe a morte celular neuronal. Efeitos positivos sobre a angiogênese podem ser benéficas ao SNC.

29

Como o estrógeno atua sobre o tecido adiposo?

Reduz o tecido adiposo por reduzir a atividade da lipoproteína lipase e aumenta a da lipase sensível ao hormônio.

30

A progesterona atua sobre quais estruturas, além das relacionados ao ciclo menstrual?

Tegumento.

SNC


31

Como a progesterona atua no tegumento?

Atua junto ao estrógeno para manter uma pele saudável e lisa.

32

Como a progesterona atua no SNC?

No hipotálamo para aumentar o ponto de termorregulação.

É um depressor do SNC (TPM).

Atua no tronco cerebral aumentando a ventilação.

33

Como se dá o transporte dos esteróides ovarianos?

Estrógeno:

60% ligado a globulina ligada de hormônio sexual, 20% a albumina e 20% livre.

Progesterona:

Principalmente à transcortina e albumina, mas a afinidade é baixa.

34

Como se dá a degradação dos esteróides ovarianos?

Estrógenos e progestinas são degradados no fígado em metabólitos inativos, conjugados com o sulfato ou glicuronida e excretados na urina.