[Berne/Levy] Cap.42 (Suprarrenal) Flashcards Preview

Fisiologia > [Berne/Levy] Cap.42 (Suprarrenal) > Flashcards

Flashcards in [Berne/Levy] Cap.42 (Suprarrenal) Deck (51):
1

Quais são as três zonas do córtex da adrenal?

Zona glomerulosa
Zona fasciculada
Zona reticular

2

Que tipos de hormônios cada zona do córtex produz?

Glomerulosa : Mineralocorticoides
Fasciculada: Glicocorticoides
Reticular: Androgênios adrenais

3

Qual é a função das células cromafins? Onde se encontram?

Se encontra na medula das adrenais.
Tem a capacidade de se desenvolver em neurônios simpáticos pós-ganglionares. São inervadas por neurônios simpáticos colinérgicos pré-simpáticos e podem sintetizar o neurotransmissor norepinefrina.

4

Como ocorre a síntese da epinefrina a partir da norepinefrina?

A enzima feniletanolamina N-metil transferase adiciona um grupo metil à norepinefrina.

5

Qual a porcentagem de células da medula da adrenal produzem epinefrina e quantas norepinefrina?

Epinefrina : 80%
Norepinefrina: 20%

6

Como ocorre a síntese da epinefrina?

(1) Transporte de tirosina para dentro do citoplasma.
(2) Hidroxilação da tirosina pela tirosina hidroxilase. Essa enzima é a limitante para a síntese de di-hidroxifenilalanina (DOPA).
(3) DOPA é convertido em dopamina pela aminoácido aromático descarboxilase e é então transferida para uma vesícula de secreção.
(4) Dentro do grânulo, a dopamina é convertida em norepinefrina pela atuação da enzima dopamina B-hidroxilase.
(5) Praticamente toda norepinefrina difunde-se do grânulo cromafim e sofre ação da enzima feniletanolamina N-metil transferase, formando a epinefrina, que retorna ao grânulo.

7

Como é regulada a secreção da epinefrina e norepinefrina?

Pela sinalização simpática descendente, em resposta a várias formas de estresse, incluindo exercícios, hipoglicemia e hipovolemia hemorrágica.

8

Como se dá o sinal químico para a secreção da catecolamina pela medula da adrenal?

O sinal químico é a acetilcolina, secretada pelos neurônios pré-ganglionares simpáticos e se liga aos receptores nicotínicos das células cromafins.

9

Qual é a função da ACh (acetilcolina) nas células cromafins?

Aumenta a atividade da enzima limitante, a tirosina hidroxilase.
Aumenta a atividade da dopamina B-hidroxilase
Estimula a exocitose dos grânulos cromafins.

10

Por que os níveis intracelulares das catecolaminas não se alteram?

Porque a sua síntese está acoplada à sua secreção

11

Como é o mecanismo de ação das catecolaminas?

Os receptores adrenérgicos são classificados em alpha-adrenérgicos e beta-adrenérgicos. a1, a1 / b1, b2, b3

12

Em relação à potência nos receptores, como se caracterizam a epinefrina e a norepinefrina?

Ambos são potentes agonistas dos alpha, b1 e b3, enquanto a norepinefrina é um agonista mais potente de b2.

13

Os receptores alfa e beta adrenérgicos podem ser caracterizados de acordo com 3 fatores, quais?

(1) A potência relativa dos agonistas e antagonistas.
(2) Os sinalizadores que ativam.
(3) A localização e a densidade relativa dos receptores.

14

Qual a relação da resposta adreno-medular com a atividade simpática?

Geralmente são coordenadas, mas há exceções

15

Como ocorre a atividade simpática adrenal?

Liberação de norepinefrina pelos neurônios pós-ganglionares simpáticos.

16

Quais são os principais papéis fisiológicos da resposta simpático-adrenal ao exercício?

Envolve maior resposta adrenomedular do que simpática.
O objetivo geral é responder à demanda energética aumenta pelos músculos esqueléticos e cardíacos enquanto mantém a glicemia e oxigênio para o cérebro.

(1) Fluxo sanguíneo aumentado para os músculos: ação conjunta da epinefrina e norepinefrina sobre o coração, veias e vasos linfáticos e arteríolas não musculares e musculares.

(2) A epinefrina promove a glicogenólise na musculatura. O músculo pode utilizar os FFAs da corrente e a epinefrina e norepinefrina também promove a lipólise. O aumento da lipólise é também coordenada com o aumento da cetogênese hepática, induzido pela epinefrina. Essas ações aumentam os níveis circulantes de lactato e glicerol, que podem ser utilizados como substrato para a gliconeogênese no fígado. Assim, a epinefrina aumenta a glicemia através da glicogenólise hepática e neogligênese. Finalmente, os efeitos são intensificados pelo fato de as catecolaminas estimularem o glucagon e inibirem a secreção de insulina. Além disso, em exercícios mais duradouros, as catecolaminas relaxam a musculatura lisa bronquilar, aumentando a eficiência da troca de gases.

(3) As catecolaminas diminuem a demanda de energia pela musculatura lisa viscera, diminuindo a motilidade do trato GI e urinário.

17

Quais são as duas principais enzimas envolvidas na degração das catecolaminas?

Monoaminaoxidase (MAO)
catecol-o-metiltransferase (COMT)

18

Por que as células da zona fasciculada possuem um citoplasma espumoso?

Porque são cheias de gotículas de lipídeos que representam ésteres de colesterol armazenados

19

Como as células da zona fasciculada conseguem o colesterol? E após conseguirem o colesterol livre?

Produzem algum colesterol novo, mas também conseguem através do LDL e HDL.

O colesterol livre é esterificado e armazenado sob gotículas de gordura

20

Como o colesterol armazenado é transformado em colesterol livre? Qual hormônio promove essa transformação?

Através da enzima hidrolase éster de colesterol. Esse processo aumenta em resposta a estímulos à síntese do cortisol, ex: ACTH.

21

Qual é a sequência de conversões do colesterol até o cortisol?

(1) Pregnenolona
(2) Progesterona
(3) 17-hidroxiprogesterona
(4) 11-desoxicortisol
(5) Cortisol

22

Qual é a rota paralela de conversão do colesterol na zona fasciculada?

A conversão de Progesterona em 11-desoxicorticosterona, formando por fim a corticosterona.

23

A Desoxicorticosterona possui atividade mineralocorticoide? Forte ou fraca? O que o seu excesso pode provocar?

Mineralocorticóide fraco. Mas elevados níveis podem causar hipertensão.

24

Como o cortisol é transportado no plasma?

Predominantemente (90%) ligado à Globulina ligadora de corticosteroide: [CBG; transcortina]
Ligada à albumina (5 a 7%)

25

Onde é o local predominante da inativação do cortisol e como essa inativação é realizada?

Fígado. A inativação é feita através da conjugação com glicuronida e sulfatos, fato que favorece a excreção pelos rins.

26

Como o cortisol pode ser reversivelmente inativado?

Através da formação de cortisona.

A conversão ocorre em tecidos que expressam o receptor glicocorticoide, como fígado, tecido adiposo, SNC e pele.

Através da enzima 11-B-Hidroxiesteroide desidrogenase tipo 2, Cortisol -> Cortisona.

Através da enzima 11-B-Hidroxiesteroide desidrogenase tipo 1, Cortisona -> Cortisol

27

Como ocorre o mecanismo de ação do cortisol?

Atua primariamente por meio do receptor de glicocorticoide, que se localiza no plasma. Na ausência de cortisol, esses receptores estão ligados à chaperonas. Quando ocorre a ligação do receptor com o cortisol, as chaperonas se dissociam e o complexo receptor-hormônio é translocado para o núcleo, onde ocorre:

(1) Dimerização e ligação aos elementos de resposta glicocorticoides (GRE), próximos aos promotores basais de genes regulados pelo cortisol.

(2) Recrutamento de proteínas co-ativadores e associação de fatores que promovem a transcrição, levando à transcrição de genes-alvo.

28

Dê um exemplo em que os glicocorticoides podem inibir a transcrição gênica.

Interfere com a capacidade do fator de transcrição pró-inflamatório de ativar a expressão gênica.

29

Como o cortisol estimula a gliconeogênese?

Aumenta a expressão gênica das enzimas gliconeogênicas Fosfoenolpiruvato carboxicinase (PEPCK), frutose 1,6 bifosfatase, glicose-6-fosfatase

30

Através de quais mecanismos o cortisol promove o aumento da glicemia?

Gliconeogênese
Diminui a captação de glicose, mediada por GLUT4, no músculo e tecido adiposo.
Inibe a síntese proteica e aumenta proteólise, especialmente nos músculos esqueléticos.
Durante o período inter-digestivo, potencializa as ações das catecolaminas sobre a lipólise, aumentando FFAs no plasma, poupando assim a glicose

31

Quais são as ações cardiovasculares do cortisol?

Possui ações permissivas para as catecolaminas e, assim, contribui para o débito e a pressão sanguínea.
Estimula a síntese de eritropoietina

32

Como se dão as ações anti-inflamatórias e imunossupressoras do cortisol?

Reprime a produção de citocinas anti-inflamatórias e inibe a de citocinas inflamatórias.
Inibe a fosfolipase A2, que é uma enzima necessária à produção de prostaglandinas, leucotrienos e tromboxanos.
Reduz a lise dos lisossomos
Inibem os leucócitos de saírem dos vasos e passarem para o líquido extra celular da infecção
Reduz a atividade fagocítica dos neutrófilos

33

Quais são as atuações do cortisol no sistema imune?

Diminuem o número de linfócitos T, especialmente os T-Helper
Promove atrofia do timo e outros tecidos linfoides

34

Quais são os efeitos do cortisol no sistema reprodutor?

Diminui a função do eixo reprodutor nos níveis hipotalâmicos, hipofisários e gonadal

35

Quais são os efeitos do cortisol nos ossos? O que o seu excesso pode causar?

Diminuem a absorção de Ca2+ no intestino e inibe sua receptação na urina. Isso tem o objetivo de abaixar a concentração sérica de Ca2+ com o objetivo de promover o aumento da concentração do paratormônio. Isso resulta na imobilização dos íons Ca2+ dos ossos por estimular a reabsorção óssea.

Adicionalmente, inibem a formação óssea osteoblástica .
O excesso pode causar osteoporose

36

Quais são as ações do cortisol sobre o tecido conjuntivo?

Inibe a proliferação fibroblástica com consequente diminuição de colágeno. A pele então fica mais fina e suscetível a lesões. O mesmo ocorre com os capilares sanguíneos, que perdem sustentação e se lesam facilmente

37

Qual é a ação do cortisol nos rins?

Inibe a secreção e ação do ADH.
Atividade mineralocorticoide.
Aumenta a taxa de filtração tanto por aumentar o débito cardíaco quanto por sua atuação nos rins.

38

Qual é a ação do cortisol nos músculos?

O excesso pode provocar fraqueza muscular, devido à intensa proteólise e à inibição à síntese proteica. O excesso também pode provocar hipocalemia devido às propriedades mineralocorticoides e portanto fraqueza muscular.

39

Qual é a ação do cortisol no trato gastrointestinal?

Exerce um efeito trófico sobre a mucosa GI. Na ausência do cortisol o peristaltismo diminiu, a mucosa se degenera e a produção de ácidos e enzimas diminui. O excesso aumenta a fome e a produção de ácidos gástricos e pepsina que podem levar à úlcera.

40

Quais são os efeitos psicológicos do cortisol?

Níveis excessivos de corticosteroides podem geram depressão e instabilidade emocional. Tanto níveis excessivos quanto muito baixos podem gerar uma psicose franca. Aumenta a tendência à insônia e diminui o sono REM.

41

Quais são os efeitos do cortisol durante o desenvolvimento fetal?

É necessário para o desenvolvimento normal do SNC, retina, pele e pulmão no recém nascido. No pulmão é responsável pela maturação de células alveolares tipo II, que produzem surfactantes no nascimento.

42

Em quais momentos do dia ocorre maior produção de cortisol?

O nível de cortisol aumenta durante o final da madrugada e as primeiras horas da manhã e vai continuamente declinando durante o dia e até o anoitecer.

43

O ACTH liga-se a qual receptor?

Receptor de melanocortina 2(MC2R)

44

Quais são as três fases dos efeitos do ACTH?

(1) Efeitos agudos: Ação conjunta para aumento dos níveis de pregnenolona que ocorrem da seguinte forma: Mobilização dos ésteres de colesterol pela ativação pós traducional da enzima hidrolase de éster de colesterol e transportado para a membrana mitocondrial externa. O ACTH rapidamente aumenta a expressão do gene da proteína regulatória esteroiodogênica (StAR) e a ativa por fosforilação, mediada pela proteino-cinase-A (PKA).

(2) Efeitos crônicos: Aumento da transcrição de genes das enzimas e coenzimas da esteroiodogênese. Além de aumentar o número de receptores de LDL e de HDL (Scarvenger-BI)

(3) Ação trófica do ACTH sobre a zona reticular e fasciculada

45

Cite duas situações em que o cortisol diretamente regula a sua síntese.

Inibe a expressão do gene POMC e também expressão do gene pró-CRH no hipotálamo.

46

Qual hormônio é produzido pela zona glomerulosa?

Aldosterona

47

Quais fatores influenciam a zona glomerulosa?

Influenciada pelo sistema renina-angiotensina, concentração de K+ no plasma e ANP.

Minimamente influenciada por ACTH

48

Como ocorre o transporte da aldosterona no sangue?

Se liga fracamente à albumina e à proteína ligadora de corticosteroides. Portanto, possui meia vida curta.

49

Como se dá o metabolismo da aldosterona?

Inativada pelo fígado através da conjugação com a glicuronida e eliminada nos rins

50

Como se dá o mecanismo de ação d aldosterona?

Semelhante ao cortisol:

Liga-se ao receptor de mineralocorticoide. (MR). Translocação nuclear. Dimerização e ligação ao elemento de resposta mineralocorticoide (MRE). O complexo então regula a expressão de genes específicos.

51

Qual a relação do cortisol com o receptor de aldosterona?

Também se liga a ele. Porém, as células com receptor aldosterona também possuem a enzima 11-B-HSD2, que converte cortisol em cortisona.