Diabetes Mellitus Flashcards Preview

CLÍNICA MÉDICA > Diabetes Mellitus > Flashcards

Flashcards in Diabetes Mellitus Deck (155):
1

Complete
Insulina é um hormônio ___________

Anabolizante

2

Como a diabetes pode ser classificada? Qual mecanismo fisiopatológico de cada tipo?

Tipo 1: Hipoinsulinemia absoluta
Tipo 2: Resistência insulínica

3

Quais são as características típicas do DM I? (8)

1. Relação genética e auto-imune
2. Genética: HLA-DR3-DR4
3. Auto-imune: Anti-ICAS (Anti célula da ilhota)
4. < 30a; Paciente magro
5. Sintomático (Polidipsia e poliuria)
6. Sabe precisar início da doença
7. Relação com outras doenças auto-imunes
8. Peptídeo C indetectável

4

Quais são as doenças auto-imunes mais relacionadas com o DM I?

1. Hashimoto
2. Doença Celíaca

5

Quais são as características típicas do DM II?

1. Relação genética e ambiental
2. Subtipo mais relacionado com a genética
3. > 45 anos
4. Obesidade
5. Assintomático --> Maiores complicações tardias
6. HOMA-IR: Índice de resistência insulínica (Meio científico)

6

Quais são os outros tipos de DM?

1. Gestacional
2. Específico (Endocrinopatias; Drogas)

7

Quando está indicado o rastreio para DM II?

1. Idade >= 45 anos
2. IMC > 25 + Fator de risco metabólico (HF; SOP; HAS; Dislipidemia)

8

Quais os critérios diagnósticos de DM?

1. Glicemia aleatória >= 200 + Síntomas típicos
2. Dois dos seguintes critérios em amostra isolada ou duas amostras:
- GJ >= 126
- TOTG após 2h >= 200
- HbA1c >= 6,5%

9

Quais critérios diagnósticos de pré-diabetes?

1. GJ: 100-125
2. TOTG 2h: 140-199
3. HbA1c: 5,7-6,4%

10

Quais são os hormônios contra-insulínicos? (4)

1. Glucagon
2. Cortisol
3. GH
4. Norepinefrina

11

O que ocorre no organismo em 48h de jejum?

1. Glicemia reduz
2. Produção de insulina é diminuída
3. Estímulo dos contra-insulínicos induzindo resistência periférica a insulina
4. Aumento da lipólise (ácidos graxos para SNC); Proteólise para gliconeogênsese e Glicogenólise

12

Qual a função da Insulina?

Promover o transporte de glicose para o interior da célula através da membrana plasmática

13

Como a insulina faz o transporte da glicose para célula?

GLUT-4

14

O diabetes MODY 1 e MODY 2 são relacionados a que formas de DM?

Alterações genéticas

15

Por que a acromegalia relaciona-se com DM?

Pelo aumento do GH que causa resistência periférica a insulina

16

Qual forma laboratorial é possível na diferenciação de DM I e DM II?

Dosagem de peptídeo C

17

É possível realizar terapêutica antidiabética com associação de Insulina + Antidiabético oral?

Sim, principalmente com Biguanidas e Glitazonas que facilitam a ação periférica insulínica

18

Quais situações podem falsear o teste de HbA1c?

HbA1c falsamente aumentada: Anemias carenciais em que a renovação da hemácia é lentificada (Ferro; B12 e Ácido Fólico); Aumento de Ureia

HbA1c falsamente reduzida: Aceleração no processo de renovação hemática: Hemólise; Reposição de Ferro; B12 e Folato; Hemodiálise

HbA1c aumentada ou reduzida: DRC

19

O uso de Metformina pode causar déficit de que nutriente? Quando deve-se suspeitar?

Vitamina B12
--> Suspeição em casos de anemia e neuropatia

20

Qual a conduta no paciente com pré-diabetes do ponto de vista laboratorial?

1. Dosar glicemia anualmente
2. American College of Endocrinology: Glicemia; Lipidograma e HbA1c semestral // Albuminúria e TOTG anual

21

Qual a conduta no paciente com pré-diabetes do ponto de vista terapêutico?

1. Atividade física (150 min/semana)
2. Perda de 7% do peso corporal
3. Metformina --> IMC >=35; DMG; Idade > 60a;

22

Qual o tratamento para DM I?

Insulinoterapia
Dose: 0,5-1 U/kg/dia

23

Qual a base do tratamento para DM I?

Tentar imitar a secreção fisiológica de Insulina

24

Quais são as insulinas de secreção basal? Qual o tempo da sua duração?

NPH: Meia-vida de 12 horas (2 aplicações)
Glargina: Meia-vida de 24 horas (1 aplicação)
Outras: Detemir; Degludeca

25

Quais são as insulinas de ação rápida/imediata?

Regular: 30 min antes da refeição
Lispro: Imediata (Ligeira)
Outras: Aspart/Glulisina

26

Qual o esquema validado para o tratamento de DM com insulina?

Esquema de Múltiplas Aplicações

27

Como deve ser feito o esquema clássico de múltiplas aplicações da Insulinoterapia?

1. 50% da dose de NPH e 50% da dose de Regular (ex: P=80kg e dose: 0,5U --> 40U/dia --> 20U de NPH e 20U de Regular)
2. 2/3 da dose de NPH pela manhã (momento que precisa mais de glicose)
3. 1/3 de NPH 12h após a primeira aplicação
4. Regular 30 min antes das principais refeições: A dose deve variar conforme os hábitos alimentares do indivíduo (Se o almoço tem maior valor calórico, deve ter maior dose)

28

Como é feito a monitorização de controle da Insulinoterapia?

Glicemia capilar antes das refeições e após elas

29

Paciente em insulinoterapia plena que faz Hiperglicemia Matinal, o que pode estar ocorrendo?

1. Fenômeno do Alvorecer
2. Efeito Somogyi

30

O que significa o fenômeno do alvorecer? Qual a conduta?

1. Fenômeno em que a NPH não cobriu até a dose da manhã e por isso fez hiperglicemia
2. Conduta: A dose noturna da NPH deve ser feita mais tarde

31

O que significa o Efeito Somogyi? Qual a conduta?

1. Hipoglicemia durante a madrugada --> Pela manhã acorda com hiperglicemia
2. Conduta: Diminuir a dose da NPH noturna ou fazer um lanche próximo a dormir

32

Como diferenciar o fenômeno do alvorecer do efeito somogyi?

Dosar glicemia às 03:00h

33

Como é feito o esquema alternativo da terapia com Insulina? Qual o benefício dessa terapia?

1. Pela manhã faz uma aplicação de Glargina: Dura 24h
2. Antes das principais refeições faz dose da Lispro: Ao comer, pois tem ação imediata

--> Esse esquema é menos hipoglicemiante

34

Como é o esquema do Posto?

1. 50% da NPH dividida em 2/3 pela manhã e 1/3 12h após
2. Regular: Aplicar no mesmo momento da NPH e comer 30 min após ou logo após

35

Quais os problemas do esquema do Posto?

1. Esquema cheio de falhas
2. Pode descobrir durante a noite e fazer hipoglicemias durante o dia

36

Quais são as outras terapias alternativas ao esquema de insulina básico no tratamento da DM?

1. Esquema de infusão contínua
2. Pramlintida
3. Transplante pancreático

37

Como é feito o esquema de Infusão Contínua de Insulina?

1. 50% da dose: Lispro para secreção basal
2. 50% da dose: Lispro em bolus

38

O que é a Pramlintida? Qual sua ação ?

1. Análogo da Amilina
2. Peptídeo que inibe o glucagon --> Facilita ação insulínica

39

Qual o método de acompanhamento das glicemias no paciente diabético?

1. Dosagem de HbA1c
2. Dosagem de glicemia diária

40

O que a HbA1c avalia?
Qual a meta?

1. Glicemia de 2-3 meses anteriores ao dia da coleta
2. Meta: <7% (Pode ser mais permissível em idosos e pacientes com doenças crônicas)

41

Como é feito o controle da DM por glicemia capilar?

1. Antes das refeições: 80-130/140 a meta
2. Pós prandiais/Glicemia Aleatória: < 180

42

Quantas fitas devem ser disponibilizadas pelo governo durante o mês?

100-150

43

Qual o pilar do tratamento da DM II?

Diminuir a resistência periférica a insulina

44

Como é o controle glicêmico de pacientes diabéticos com doença crítica/terapia intensiva, segundo seus grandes estudos?

1. Van den Berg: Controle glicêmico estrito: 80-110
2. NICE-SUGAR: Controle glicêmico entre 140-180 (Usado atualmente --> Melhor desfecho)

45

A Determir é uma insulina de ________?

Secreção Basal

46

A Degludeca é uma insulina de _________?

Secreção Basal

47

A Aspart é uma insulina de _________?

Ação rápida/imediata

48

A Glulisina é uma insulina de _________?

Ação rápida/imediata

49

Em que tempo há ação da Insulina NPH?

1. Início: 4-8 horas/2-4h
2. Pico: 4-8h
3. Duração: 10-16 horas

50

Qual é o tempo de ação das Lispo/Aspart/Glulisina?

Início: 5-15 min
Pico: 30-60 min
Duração: 3-5h

51

Qual é o tempo de ação da Regular?

Início: 30-60 min
Pico: 2-3h

52

Qual é a insulina que não faz pico de ação?

Glargina

53

Qual o benefício dos análogos de secreção basal de Insulina em comparação com NPH?

Menor risco de hipoglicemia, pois não fazem pico

54

Paciente com DM I e Nefropatia, o que pode ser tentado como melhor terapêutica?

1. Transplante duplo: Pâncreas e Rim

55

Quais são as principais indicações de transplante pancreático?

1. DM I + Complicações microvasculares (hiperlabilidade do controle glicêmico/ disautonomia)
2. DM I + Nefropatia (Pode fazer transplante duplo)

56

Por onde pode ser feita a drenagem pancreática após transplante?

1. Intestino (preferência)
2. Bexiga

57

Local de eleição para implantação das células das Ilhotas em transplante pancreático?

Fígado

58

Quais são as características da Metformina? (5)

1. Reduz a resistência periférica a insulina
2. Promove perda de peso
3. Pode provocar acidose lática (Não usar nas insuficiências)
4. Pode causar deficiência de B12 - Seriar
5. Intolerância gastrointestinal

59

Quais são as características das Glitazonas? (3)

1. Reduzem resistência periférica do músculo à insulina
2. Retem sal: Edema; Congestão; Piora da ICC; Aumento do peso
3. Causam desmineralização óssea: Fraturas

60

Quais são as drogas secretagogas? Como é seu efeito?

1. Sulfoniureias: Aumentam a secreção de insulina basal

2. Glinidas: Aumentam a secreção de insulina pós-prandial

61

Quais são as características das drogas secretagogas? (2)

1. Promovem ganho de peso
2. Podem causar hipoglicemia

62

O que a Acarbose faz? Quais são suas características

--> Reduzem a absorção de glicose
1. Inibem a alfaglicosidade
2. Tem ação sob a hiperglicemia pós-prandial
3. Causam meteorismo e flatulência de odor fétido (Glicídeos não absorvidos são metabolizados)

--> Quase não é usada

63

Quais são as drogas que aumentam as incretinas?

1. Inibidores da DPP IV (Enzima que degrada incretinas) - Gliptina
2. Agonistas do receptor GLP-1 - Tide

64

Qual a característica dos inibidores da DPP IV?

Neutras para o peso

65

Quais as características dos agonistas da GLP-1?

1. Injetáveis
2. Reduzem o peso
3. Podem causar pancreatite (Controverso)
4. Intolerância gastrointestinal

66

Quais são as drogas que diminuem a reabsorção tubular de glicose?

1. Inibidores de SGLT-2 (Glifozin)

--> SGLT2: Cotransportador de Na+ e Glicose

67

Quais as características dos Glifozins? (4)

1. Promovem perda de peso
2. Reduzem PA
3. Candidíase e ITU
4. Drogas orais
5. Poliuria (glicose puxa água)

68

Macetes para drogas antidiabéticas?

1. Resistência periférica: Metformina e GlitaZONAS
2. Incretinas: GlipTINA e TIDES
3. Secreção de Insulina: Sulfoniureias (Glinidas)
4. Diminuem a reabsorção de glicose: ACABOse
5. Reabsorção tubular: GlifoRIM

69

Quais são as classes de drogas antidiabéticas? (5)

1. Resistência periférica
2. Incretinas
3. Reabsorção tubular
4. Secretagogos
5. Redutoras de absorção de glicose

70

Qual é antidiabético que reduz peso e é primeira escolha de tratamento para DM II?

Metformina

71

Quais são os antidiabéticos que causam hipoglicemia na DM II?

Sulfoniureia e Glinidas

72

Quais são os antidiabéticos que reduzem peso e aterosclerose? (2)

1. Liraglutide
2. Empaglifozin

73

Qual a dose utilizada da Metformina?

500-2550 mg/dia

74

Quando é indicado introduzir Metformina?

1. >= 60 anos com pré-DM
2. IMC >= 35 com pré-DM
3. DMG
4. Diabetes confirmado

75

Paciente DM II quando está indicada insulinoterapia? (3)

1. HbA1c >= 10%
2. Disfunção orgânica
3. Sintomas francos

76

Como deve ser feito o acompanhamento com a Metformina após sua introdução?

Deve realizar otimização da dose de forma gradativa por três meses, caso não controle a glicemia, deve iniciar associação terapêutica

77

Qual o primeiro passo da terapia antidiabética na DM II?

Iniciar Metformina

78

Qual o segundo passo da terapia antidiabética?
(Quando não respondeu a Metformina em monoterapia)

Associar a 1-2 drogas

79

2º Passo na terapia Antidiabética: Qual droga?

Paciente precisa perder peso; Dç Aterosclerótica; Insuficiência Renal; IC**

Liraglutide ou Empaglutide**

80

Após o 2º passo da terapia antidiabética, qual deve ser o período de acompanhamento da resposta?

3 meses

81

2º Passo na terapia Antidiabética: Qual droga?

Risco de hipoglicemia?

Sulfoniureia // Glinida

82

2º Passo na terapia Antidiabética: Qual droga?

Custo da medicação importa?

Sulfoniureia // Glitazona

83

Qual o 3º passo na terapia antidiabética?

Introduzir insulina basal

84

Como deve ser feito o esquema com insulina no 3º passo da terapia antidiabética? (3 passos)

1. Introduzir NPH bed time (10 U) --> Suspender Sulfoniureia e glinida (hipoglicemia)
2. NPH 2x/dia
3. Introduzir regular gradativamente até chegar ao esquema de insulina plena

85

Quais são as drogas que melhoram o desfecho cardiovascular no paciente diabético?

1. Empaglifozin
2. Liraglutide

86

Quais são os tipos de complicações da Diabetes?

1. Macrovasculares
2. Microvasculares

87

Quais são as complicações Macrovasculares?

1. IAM
2. AVE

--> Principais causas de mortalidade

88

Quais são as complicações Microvasculares?

1. Retinopatia
2. Nefropatia
3. Neuropatia

89

Quais são as características das complicações microvasculares da diabetes?

1. Relacionam-se diretamente com o grau hiperglicemia
2. Não matam, mas debilitam o paciente
3. Demoram em média 10 anos de doença para aparecer

90

Como deve ser feito o rastreamento das complicações microvasculares no DM?

1. DM I: 5 anos após início da doença deve iniciar
2. DM II: No momento do diagnóstico

91

Quando está contraindicado o uso de metformina?

1. Insuficiência Renal: ClCr < 30ml/min (Entre 30-60 ficar atento)
2. Insuficiência hepática

92

Paciente em uso de Insulina e DRC com hipoglicemias persistentes, atentar-se para?

Recirculação de insulina pela doença renal crônica

93

Paciente renal crônico com diabetes sintomática + ganho de peso, qual a suspeita?

Recirculação de insulina --> Anabolismo

94

Quais são as ações das drogas incretinomiméticas? (3)

1. Estimula a liberação de insulina dependente de glicose
2. Inibem o glucagon
3. Retardam o esvaziamento gástrico

95

Quais são as ações da Metformina? (3)

1. Aumenta a eficácia da ação insulínica no fígado
2. Diminui a gliconeogênese
3. Diminui a glicogenólise

--> Fígado percebe mais glicose e reduz sua secreção, principalmente noturna, onde há jejum

96

Como é feito o rastreio da retinopatia diabética?

Fundoscopia

97

Quais são as alterações encontradas na retinopatia diabética não proliferativa?

1ª: Microaneurisma
2ª: Exsudato duro
3ª: Hemorragia em chama-de-vela
4ª: Presença de corpos algodonosos
5ª: Veias em rosário

"Mico duro chama algodão de rosa"

98

Qual o tratamento da retinopatia diabética não proliferativa?

1. Controle de PA
2. Controle glicêmico
3, Controle da dislipidemia

99

Como é a fisiopatologia da retinopatia diabética proliferativa?

Isquemia retiniana --> Estímulo de neovascularização

100

Qual o tratamento da retinopatia diabética proliferativa?

1. Anti-VEGF
2. Fotocoagulação

101

Como ocorre a fisiopatologia da Nefropatia Diabética?

Hiperfluxo renal --> Nefrosesclerose compensatória para reduzir fluxo e pressão sob os vasos --> Perda gradativa da capacidade de filtração --> Perda proteica abundante --> Aumento da lesão renal --> Atrofia parenquimatosa

102

Como é feito o rastreio da função renal no paciente diabético?

1. Microalbuminúria (Relação albumina/creatinina entre 30 mg-300mg)
2. Aferição da TFG

103

Qual o tratamento implementado para paciente apresentando Microalbuminúria?

1. Controle glicêmico
2. IECA/BRA (Angiotensina II bloqueada tem vasodilatação da eferente, diminui a TFG e lentifica o fluxo nos capilares peritubulares, reduzindo assim a perda proteica pelos túbulos e a lesão renal)

104

Qual o tratamento do paciente com Macroalbuminúria (Relação creatinina/albumina >= 300 mg)

1. Controle rigoroso da PA (IECA/BRA + 2º anti-hipertensivo)
2. Se não era hipertenso torna-se

105

Quais as características do paciente diabético com Azotemia?

1. Entra em diálise mais rápido
2. Paciente diabético faz lesão renal mais rápido que não diabético

106

Qual a lesão renal mais comum do DM?

Glomeruloesclerose Difusa

107

Qual a lesão renal mais específica do DM?

Glomeruloesclerose Nodular

108

Quais são as causas de Neuropatia Diabética?

1. Polineuropatia simétrica distal
2. Mononeuropatia
3. Disautonomia

109

Quais são os nervos mais acometidos na mononeuropatia diabética?

1. Mediano
2. III par: Oculomotor
3. VI par: Abducente

110

Quais os sintomas da disautonomia diabética?

1. Periférica: Pele seca; Disfunção erétil
2. Central: Desregulação no controle de PA

111

Quais são as características da polineuropatia simétrica distal? (3)

1. Quadro inicialmente sensitivo
2. Causa mais comum de neuropatia diabético
3. Causa de pé diabético

112

Qual é a subclassificação da Retinopatia Diabética?

1. RDNP leve
2. RDNP moderada
3. RDNP grave (pré-poliferativa)
4. RDP (proliferativa)

113

Qual a diferença da Retinopatia Diabética pré-proliferativa para a proliferativa?

Pre-proliferativa (RDNP grave): Todos achados típicos da RDNP, porém sem neovascularização
RDP (proliferativa: Presença de neovascularização

114

Qual a principal diferença clínica entre a retinopatia diabética e a hipertensiva?

1. Diabética: Costuma cursar com cegueira
2. Hipertensiva: Não costuma cursar com cegueira

115

O que é a doença de Kimmestiel-Wilson?

Glomeruloesclerose nodular --> Típico do diabetes, mas não é patognomônico

116

V ou F
A nefropatia diabética é uma das causas de DRC com Rim de tamanho reduzido

Falso
É uma das poucas causas de nefropatia com rim de tamanho habitual

117

Paciente diabético II com proteinúria no sumário, é preciso solicitar microalbuminúria?

Não, a microalbuminúria serve para detectar diabetes incipiente

118

Qual fator comportamental atua na nefroproteção como medida independente?

Tabagismo

119

Além da glomerulopatia diabética, qual outra forma de manifestação renal da DM?

Hiperaldosteronismo hiporreninêmico

--> Degeneração do aparelho justaglomerular com queda da renina e elevação do Aldosterona

120

Como se manifesta o hiperaldosteronismo hiperreninêmico no DM?

Paciente com DM e hipercalemia acentuada

121

Cite outras complicações do DM, além das típicas microvasculares e macrovasculares (5)

1. ITU em mulheres
2. Candidíase
3. Bexiga neurogênica
4. Necrose de papila renal
5. Nefrotoxicidade por radiocontraste

122

Quando o paciente com DRC começa a fazer hipercalemia pela degeneração renal unicamente?

TFG < 5-10ml/min

--> Atenção paciente DM + hipercalemia e TFG maior que isso: Hiperaldo hiporreninêmico

123

Quais é a clínica típica de Gastroparesia Diabética?

Náuseas + vômitos + saciedade precoce + hipoglicemia em usuários de insulina

124

Por que usuários de insulina com gastroparesia diabética podem fazer hipoglicemia?

Usam a insulina antes de comer, mas ela não é absorvida no tempo correto

125

Quais são os sintomas típicos da polineuropatia diabética? (4)

1. Parestesia
2. Hipoestesia
3. Disestesia
4. Dor neuropática

126

Como é o comprometimento anatômica da neuropatia diabética?

Inicia em planta dos pés e evolui para panturrilha (acometimento em bota) e posteriormente evolui para mãos (acometimento em luva)

127

V ou F
Paciente diabético há muitos anos com neuropatia tendo fraqueza muscular como uma das suas características deve ter outros diagnósticos diferenciais pensados além da diabetes

Verdadeiro
--> A neuropatia diabética não costuma cursar com fraqueza

128

Como é caracterizada a enteropatia diabética?

1. Diarréia líquida
2. Associada ou não perda de esfincter

--> A disautonomia diabética pode provocar aumento da motilidade intestinal, perda do tônus anorretal e perda da sensibilidade de enchimento retal

129

Qual o tratamento que pode ser implementado na enteropatia diabética?

1. Loperamida
2. Codeína
3. Clonidina

130

Na polineuropatia diabética os reflexos encontram-se exaltados ou abolidos? Qual o primeiro a se alterar?

1. Abolidos
2. Aquileu é o primeiro que se altera

131

Como é o quadro típico da amiotrofia diabética?

Dor em coxa + fraqueza muscular proximal + incapacidade de fletir o quadril + atrofia da musculatura + acometimento contralateral um tempo depois

132

Quais as característivas da Epilepsia parcial contínua que pode acometer os diabéticos?

1. Entidade muito rara
2. Glicemia > 300
3. Mioclonias em um dos membros sem perda da consciência
4. Refratariedade ao uso de anticonvulsivantes
5. Excelente resposta com uso de insulina

133

Quais as partes básicas da avaliação do pé diabético

1. Avaliar sinais de infecção (secreção seropurulenta de odor fétido)
2. Avaliar comprometimento isquêmico (Pulsos)

134

Lesão em pé no diabético: Quais as principais etiologias?

1. Neuropática
2. Isquêmica

135

Paciente com pé diabético neuropático e infectado: Conduta

1. Antibioticoterapia de amplo espectro (Ceftriaxone + Clindamicina; Cipro + Clinda; Ampicilina/Sulbactam) --> Infecção polimicrobiana

136

Paciente com pé diabético isquêmico: Conduta

Avaliação vascular para revascularização ou amputação

137

Qual principal parâmetro neurológico para prevenção do pé diabético? Por quê?

1. Sensibilidade proprioceptiva
2. Perda proprioceptiva --> Desestabilização da musculatura plantar --> Distribuição da pressão se volta para uma área específica

--> Deve-se monitorizar esse parâmetro

138

Quais são os exames clínicos básicos neurológicos em paciente diabético?

1. Monofilamento (Sensibilidade)
2. Teste com diapasão 128Hz (Vibratória)
3. Reflexo aquileu
4. Propriocepção

139

Na CEA diabética como deve ser a conversão de Insulina em BIC para Insulina SC?

1. A hiperglicemia resolve-se primeiro que a acidose --> Metabolismo dos corpos cetônicos em HCO3 pelo fígado é mais lento
2, Ao reduzir a glicemia deve realizar hidratação com SG 5% 100mL/h
3. Após o paciente melhorar da acidose e recuperar a alimentação oral deve colocar insulina basal associado a insulina em BIC
4. Quando garantir que existe um nível basal de insulina na circulação suspende a BIC e deixa apenas a SC

140

V ou F
A albuminúria pode ser coletada por amostra isolada de urina

Verdadeiro

141

O rim na USG de um nefropata pela diabetes se apresenta como?

Tamanho preservado ou aumentado pela hiperfiltração e hipertrofia glomerular

142

Por que a Metformina deve ser suspensa em paciente com DM II e ClCr <30ml/min?

Risco de Ácidose Metabólica

143

Paciente com DRC + DM II (uso de antidiabético oral) e cursando com níveis estáveis de glicemia ou hipoglicemia, qual a conduta?

1. Suspender as medicações antidiabéticas e observar se vai ser necessário retornar, por conta da recirculação de insulina

144

Qual o perfil de ação das principais Insulinas?

1. Ultrarrápidas: Lispro; Asparte; Glulisina
2. Rápidas: Regular
3. Intermediária: NPH
4. Prolongada: Detemir; Glargina; Degludeca

145

Qual o teste diagnóstico na DM que não precisa ser repetido para confirmar o diagnóstico?

Sintomas Poli's + Glicemia aleatória >= 200

146

Qual a diferença na USG de nefropatia diabética e hipertensiva?

1. Diabética: Rim de tamanho preservado
2. Hipertensiva: Rim de tamanho normal

147

Quais as indicações de Insulinoterapia no DM II?

1. Refratariedade a dieta + exercício + monoterapia com Metformina ou terapia com outras drogas
2. Sintomas poli + GJ >= 250 // Glicemias Jejum persistentementes >= 300 sem sintomas catabólicos
3. Situações especiais: Gestantes; Críticos; Pré-operatórios

148

Quais são boas drogas para o paciente diabética com GANHO DE PESO?

1. Metformina
2. Análogos do GLP-1
3. Inibidores do SGLT2

--> Sulfoniureias não são boas pois a insulina promove ganho de peso

149

Quais anticorpos podem ser dosados no diagnóstico de DM I?

1. Anti-ICAs
2. Anti-GAD

150

Quais medicamentos podem ser utilizados no tratamento da neuropatia diabética?

1. Pregabalina (escolha)
2. Gabapentina (2ª opção)
3. Opioides escalonados + Anticonvulsivante (Pregabalina/ Gabapentina)

151

O que é o teste de Semmes Weistein?

Teste do monofilamento

152

Como deve ser feita a avaliação neurológica de triagem de neuropatia diabética?

1. Sensibilidade térmica
2. Sensibilidade tátil (Monofilamento)
3. Sensibilidade vibratória
4. Reflexo Aquileu; Patelar e Tricipital

153

Quais diagnósticos diferenciais da neuropatia diabética? (4)

1. Intoxicação
2. Alcoolismo
3. Deficiência de B12 (Metformina por uso prolongado)
4. Vasculites

154

Qual uma das principais complicações neurológicas do tratamento da CAD?

Edema Cerebral Citotóxico
Conduta: Iniciar manitol e diminuir hidratação
Diagnóstico: Piora do status neurológico (não precisa de TC)

155

O que é a LADA?

Latent Autoimmune Diabetes of the Adult --> DM I que ocorre em indivíduos acima dos 30 anos

Dica: DM na faixa dos 30 anos com paciente não obeso