DPOC exacerbado Flashcards Preview

Pneumologia > DPOC exacerbado > Flashcards

Flashcards in DPOC exacerbado Deck (19)
Loading flashcards...
1

Definição

Piora aguda dos sintomas além do habitual, por mais de 2 dias, com necessidade de medicação para controle

2

Causas, incluindo a principal

Infecção viral (principal) - pp Rinovírus, podendo ser adeno, corona, VSR, influenza e parainfluenza;
Alteração climática, exposição a fumaça, má aderência, infecções bacterianas

3

Tríade clínica

Piora da dispneia, expectoração de maior volume e escarro purulento
*Sem alteração alveolar (diferente da pneumonia)

4

Indicadores de mau prognóstico (3 principais e outros)

Hipercapnia, hipoalbuminemia, hipertensão pulmonar;
Idade avançada, baixo IMC, comorbidades, exacerbações prévias, uso de O2 à alta

5

Principal fator de risco

Exacerbação prévia

6

Indicações de internação

Sintomas graves, IRpA, falha tratamento inicial, comorbidades graves, suporte domiciliar ou social insuficientes

7

Base do tratamento da exacerbação

Broncodilatador de curta duração
Glicocorticoide sistêmico (VO = EV)
Antibiótico cobrindo típicos e atípicos

8

Indicação da VNI (BiPAP ou CPAP)

pH < 7,35; PaCO2 > 45mmHg; (confusão mental apenas pela hipercarbia); dispneia grave; hipoxemia persistente

9

Contraindicações da VNI - (intubar)

Alteração do nível de consciência, aspiração, vômitos, excesso de secreção, instabilidade hemodinâmica, parada cardiorrespiratória

10

Alvo da saturação O2 e motivo

88 a 92% - evitar depressão do centro respiratótio por hiperóxia, que levaria a carbonarcose e acidose respiratória

11

Abordagem inicial na exacerbação

Identificar gatilho, saber comorbidades, solicitar exames, afastar diagnósticos diferenciais (HAP, pneumotórax)

12

Prognóstico após exacerbação

Ruim - 50% de mortalidade em 5 anos

13

GC sistêmico - 2 benefícios e doses

Aumento do VEF1 e antecipação da alta
Prednisona 40mg/dia VO por cinco dias ou Metilprednisolona 0,5 a 1mg/kg EV 2 a 3x por dia por cinco dias

14

Indicação de antibiótico por tipo de paciente

Azitro ou claritro - baixo risco, VEF1 > 50%;
Levo ou moxi ou amox/clav ou ampi/sulb - alto risco, VEF1 < 50%;
Cef 3ª ou 4ª + macrolídeo ou quinolona - pacientes internados
*Solicitar cultura se limitação acentuada do fluxo, necessidade de VM ou exacerbações frequentes

15

VNI - asma e DPOC

No DPOC, tentar antes de IOT sempre que possível
Na asma, eficácia de VNI mal estabelecido (uso requer acompanhamento bastante próximo)

16

Exames iniciais

Rx tórax, hemograma, gasometria, BNP, D-dímero
Considerar TC e ECG (individualizar)

17

Exacerbação bacteriana vs. viral

Bacteriana com escarro mais volumoso e mais purulento (gravidade da tríade clínica)

18

Principais bactérias

S. pneumoniae
H. influenzae
M. catarrhalis

19

Como administrar BD

SABA + SAMA:
-2 inalações a cada hora até melhorar
-2 inalações a cada 4 horas
LABA / LAMA:
- manter tratamento base segundo classificação GOLD