Derrame pleural Flashcards Preview

Pneumologia > Derrame pleural > Flashcards

Flashcards in Derrame pleural Deck (22)
Loading flashcards...
1

Definição e mecanismo

Acúmulo anormal de líquido no espaço pleural por redução da reabsorção e/ou aumento da produção

2

Tríade de sintomas

Dispneia, dor pleurítica e tosse

3

Semiologia

Inspeção: abaulamento, desvio mediastino, alargamento intercostal
Palpação: redução frêmito
Percussão macicez, rebaixamento fígado
Ausculta: redução murmúrio, sopro pleurítico em causas inflamatórias

4

Incidência de Rx que aumenta sensibilidade e exame de maior sensibilidade

Laurell: decúbito lateral com raios horizontais
Pelo menos 10 mm para toracocentese com segurança;
TC: detecta menos de 10mL (Rx só a partir de 200)

5

Causas transudato e exsudato

Trans: IC (principal causa DP: bilateral, maior à direita),
hepatopatia e síndrome nefrótica (hipoalbuminemia),
atelectasia, diálise peritoneal

Causas inflamatórias exs (pneumonia, tuberculose, neoplasia, quilotórax, Meigs, pericardite, pancreatite, LES, AR)

6

Critérios de Light

Prot pleural / sérica > 0,5
LDH pleural / sérico > 0,6
LDH pleural > 2/3 do limite superior de normalidade do LDH sérico

Basta um para classificar como exsudato (sensíveis, mas não específicos - 25% são transudatos)

7

Investigação etiológica

ECO, BNP, US abdome, proteinúria - causas trans
Celularidade, citologia oncótica, pH, ADA, glicose, microbiologia, triglicérides, biópsia pleural - causas ex

8

Principais causas elevação ADA

Tuberculose, empiema, neoplasia

9

Quilotórax e pseudoquilotórax - alteração e etiologia

Triglicérides > 110, linfoma ou trauma ducto torácico;
Colesterol > 200, tuberculose ou artrite reumatoide

10

Causas redução glicose

Infecciosas, neoplasias, LES

11

Derrame neoplásico - etiologia

Maioria de origem metastática, minoria primária da pleura

12

Indicações drenagem

Hemotórax maciço, pneumotórax, empiema, microorganismo identificado, citobioquímica alterada

Parapneumônico complicado, empiema ou volumoso (>1/2 hemitórax)

13

Parapneumonico

Exsudato neutrofílico, aumento LDH, queda pH, elevação ADA, aspecto seroso turvo ou purulento, bacterioscopia ou culturas positivas

14

Parapneumônico - quando drenar

Drenar (toracotomia): derrame grande volume, ou se pus, ou se bacterioscopia, ou cultura positivas, ou pH < 7,2, ou glicose < 40, ou LDH > 1000 - fase fibrino purulenta, derrame complicado
*pH > 7,2, glicose > 40 e LDH < 1000 - fase exsudativa estéril, não precisa drenar

15

Tuberculoso

Linfocítico, células mesoteliais < 5%, ADA > 30, pesquisa BAAR e culturas pouco sensíveis, granuloma caseoso à biópsia

16

Neoplásico - principais tumores e características da punção

Pulmonar, mama, Hodgkin e não Hodgkin (<10% são mesotelioma)

Linfocitico, serossanguinolento, citologia oncótica positiva, espessamento pleural (>1cm), nodularidade pleural

17

Etiologias que podem cursar com trans ou exsudato

TEP (pode ser trans 20%, mas maioria ex)
Sarcoidose
Mixedema

18

LES vs AR

Glicose < 60 se secundário a AR ( <30 frequentemente), exsudativo e linfocítico, GC sistêmico ou imunossupressores nos extensos / sintomáticos;
Glicose normal se LES, corticoide ou azatioprina

19

Derrame neoplásico - alta suspeita e conduta

Tabagista
Biópsia se toracocentese inconclusiva

20

Toracocentese de alívio - indicação e modo de fazer (justifique o modo)

Dispneia associada a derrame volumoso
De forma lenta, sem vácuo, no máximo 1500mL, para evitar edema de reexpansão

21

Síndrome de Meigs

Tumor ovariano benigno associado a ascite e derrame pleural

22

Derrame por pancreatite - apresentação

Unilateral principalmente hemitórax esquerdo, amilase em líquido pleural (pode ocorrer também na ruptura de esôfago)