Pneumonia adquirida na comunidade Flashcards Preview

Pneumologia > Pneumonia adquirida na comunidade > Flashcards

Flashcards in Pneumonia adquirida na comunidade Deck (25)
Loading flashcards...
1

Impacto no Brasil

3ª causa de morte
1ª causa de internação (pp extremos de idade)

2

Definição

Inflamação aguda do parênquima pulmonar de etiologia infecciosa e que se manifesta até 48 horas após internação hospitalar

3

Diagnóstico

Sintomas respiratórios (tosse, dispneia)
Alterações sistêmicas (febre, adinamia)
Alterações típicas de exame físico
Alterações de exames

4

Alterações de exames

Rx com broncograma aéreo e consolidação (que borra silhueta cardíaca se lobo médio)
Hemograma, ureia, creatinina, sódio, potássio, glicemia, PCR, PCT, gaso arterial (se satO2 aa <90%)

5

Importância Rx tórax

Corrobora diagnóstico
Exclui diferenciais
Avalia extensão
Identifica complicações
*TC se dúvida diagnóstica ou suspeita de complicações

6

Estratificação de risco - CURB-65

Confusão mental
Ureia > 50
Respiratory rate - 30 ou mais
Blood pressure - PAS < 90 ou PAD de 60 ou menos
65 anos de idade ou mais

7

Estratificação de risco - COX e PSO

Comorbidades, oxigenação, alterações radiológicas (derrame pleural, pneumonia multilobar);
Psicossocioeconômico

8

Estratificação de risco - utilidade e conduta

Definir gravidade, local tto e esquema atb
CURB-65 0 a 1 - Rx apenas e tto ambulatorial;
2 ou mais, alterações COX ou PSO indicam tratamento em enfermaria, propedêutica mais elaborada, investigar etiologia e cobrir atípicos
3 ou mais - grave - UTI

9

Fator de risco para Pneumocystis jirovecii

HIV+ com CD4+ < 200
*se maior que 200, provável que seja pneumococo

10

Alterações típicas de pneumonia por Legionella

Casos graves, com cefaleia, diarreia, dor abdominal, aumento de transaminases, SIADH e hiponatremia

11

Alterações típicas de pneumonia por Mycoplasma

Meringite bolhosa - bolha dolorosa sobre o tímpano
Anemia hemolítica
Eritema multiforme

12

Alterações típicas do exame físico

Frêmito aumentado, estertores, roncos, macicez, taquipneia, redução murmúrios e da expansibilidade

13

Prevenção PAC

Vacinação (pneumo 13 e 23 e influenza), ccessar tabagismo e etilismo, estimular atividade física

14

Agentes, incluindo o principal

S. pneumoniae (principal), Haemophilus, Moraxella, Mycoplasma, Chlamydopgila, Legionella, vírus (pp influenza)

15

Síndrome de Mendelson

Pneumonite química por aspiração de conteúdo gástrico - aguardar sintomas exuberantes de infecção antes de ATB

16

Fatores risco pneumonia estafilocócica, Enterobacteriaceae e Pseudomonas

Infecção viral prévia, tratamento prévio ATB, doença pulmonar crônica
*Drogas EV (hematogênica staphylo)
*Doença pulmonar estrutural pseudomonas

17

Pneumonia em idosos - clínica

Menos exuberante - pode aparecer como alteração do estado mental ou descompensação de doença de base. Valorizar taquipneia

18

Busca agente etiológico - indicação e métodos

Gravidade clínica, fatores de risco epidemiológico e resposta ao tratamento;
Enfermaria - duas amostras HMC, cultura de escarro, pesquisa de antígeno urinário pneumococo e legionella (mesmo se já em uso de ATB)
CTI - os da enfermaria, aspirado traqueal ou LBA em alguns casos, painel viral

19

Tempo tratamento

Varia. Ambulatorial 5 a 7 dias, enfermaria 7 a 10, UTI 7 a 14, estafilo e aspirativa 7 a 21... Em geral, suspender terapia ao final do 7º dia se melhora dos parâmetros clínicos por pelo menos 48 a 72 horas

20

Conversão ATB VO para EV - critérios

Melhora clínica, capacidade oral preservada, sem febre, sinais vitais estáveis (inclusive os do CURB)
*trocar para a mesma droga ou a mesma classe

21

Alta hospitalar - critérios

Estado mental basal, sem anormalidade aguda que justifique internação, oxigenação adequada (retorno ao basal)

22

ATB CURB 0 ou 1

Ambulatorial com macrolídeo e/ou beta-lactâmico (ou se hígido, e se comorbidades) ou quinolona respiratória isolada (se comorbidade)

23

ATB CURB 2

Enfermaria com cefalosporina 3ª ou 4ª associada a macrolídeo ou quinolona respiratória isolada

24

ATB CURB 3 ou 4

UTI com cefalosporina 3ª ou 4ª associada a macrolídeo ou com cefalosporina 3ª ou 4ª associada a quinolona respiratória

25

Falência precoce vs tardia

Precoce - não melhora nas primeiras 72 horas ATB (gravidade da infecção)
Tardia - persistência após 72 horas iniciais (comorbidades ou infecção nosocomial)