304 - Hipertensão Pulmonar Flashcards Preview

(Cardio - 2017 COPY) > 304 - Hipertensão Pulmonar > Flashcards

Flashcards in 304 - Hipertensão Pulmonar Deck (77):
1

A hipertensão pulmonar é um espectro de doenças que envolve a vasculatura pulmonar e é definida como uma elevação na pressão arterial pulmonar média superior a...

22 mmH

2

A hipertensão arterial pulmonar é uma forma _____ de HTP e é caracterizada por sintomas como dispneia, desconforto torácico e __________

A hipertensão arterial pulmonar é uma forma RARA de HTP e é caracterizada por sintomas como dispneia, desconforto torácico e SÍNCOPE

3

V ou F

Caso a HTP não seja tratada, a doença tem uma elevada taxa de mortalidade, com a IC direita descompensada como causa mais comum de mortalidade

V

4

V ou F

É comum existir um atraso substancial, de até 2 anos, no diagnóstico da HTP

V

5

Quais são os 4 factores que parecem estar na génese da HAP?

Vasoconstrição
Proliferação vascular
Trombose
Inflamação

6

Que achados patológicos podem-se encontrar na vasculatura pulmonar na HTP?

1. Proliferação e fibrose da íntima

2. Hipertrofia da média

3. Trombose in situ

7

O remodelling vascular nas fases iniciais da hipertensão pulmonar pode estar confinado às artérias pulmonares de ___________ calibre

O remodelling vascular nas fases iniciais da hipertensão pulmonar pode estar confinado às artérias pulmonares de PEQUENO calibre

8

Quais são as anormalidades genéticas e moleculares relacionadas com o endotélio vascular pulmonar e as células do músculo liso que já foram identificadas?

1. Expressão reduzida dos canais de K regulados pela voltagem.
2. Mutação receptor-2 da proteina morfogenica óssea.
3. Expressão aumentada do factor tecidular.
4. Sobreactivação do transportador da Serotonina.
5. Activação do Factor Induzido pela Hipóxia 1α [HIF-1α]
6. Activação do factor nuclear de células T activadas.

9

Qual é o sintoma mais frequentemente presente na apresentação da HTP?

Dispneia

10

Que achados no exame objectivo podem estar presentes num doente com HTP?

Aumento da PVJ
Edema MI e Ascite
Acentuação do componente Pulmonar [P2] de S2
S4 ou S3 direito
Sopro holossitólico de insuficiência tricúspide

11

Qual é o exame de rastreio mais importante para a HTP?

Ecocardiograma com bubble study

12

V ou F

Todas as formas de HTP podem apresentar um VD dilatado ou hipertrofiado com uma PAP sistólica estimada elevada

V

13

Qual é o exame gold standard para o diagnóstico de HTP?

Cateterismo do coração direito com teste de vasodilatação pulmonar

14

Num doente com uma capacidade funcional razoável, uma prova de esforço pode ajudar a identificar uma limitação fisiológica _________________ e diferenciar causas _________________ e ______________ para dispneia

Num doente com uma capacidade funcional razoável, uma prova de esforço pode ajudar a identificar uma limitação fisiológica VERDADEIRA e diferenciar causas PULMONARES e CARDÍACAS para dispneia

15

V ou F

Mesmo que um doente tenha uma prova de esforço normal, continua a existir indicação para a realização de um cateterismo direito

F

Um doente que tenha uma prova de esforço normal NÃO TEM INDICAÇÃO para realizar um cateterismo direito

16

V ou F

O apuramento da etiologia da HTP é fundamental, uma vez que a abordagem terapêutica é dependente da etiologia

V

17

Um sinal de HTP que pode ser evidente na radiografia de tórax consiste no _________________ das artérias pulmonares __________ associado a “vascular pruning”, uma ausência relativa dos vasos ______________

Um sinal de HTP que pode ser evidente na radiografia de tórax consiste no ALARGAMENTO das artérias pulmonares CENTRAIS associado a “vascular pruning”, uma ausência relativa dos vasos PERIFÉRICOS

18

V ou F

A cardiomegália, com evidência de alargamento auricular e ventricular direito, pode ser observada raramente na radiografia de tórax

F

A cardiomegália, com evidência de alargamento auricular e ventricular direito, pode ser observada FREQUENTEMENTE na radiografia de tórax

19

Na ausência de doença cardíaca esquerda, a presença de sinais de congestão venosa como infiltrados centrilobulares em vidro despolido e linhas septais espessadas é sugestiva de...

Doença pulmonar veno-oclusiva, uma causa rara de HAP

20

V ou F

O papel da angioTC no diagnóstico de hipertensão pulmonar tromboembólica crónica é controverso

V

21

Uma cintigrafia ventilação perfusão negativa virtualmente exclui hipertensão pulmonar tromboembólica crónica. V/F?

V

22

Qual é o achado clássico da HAP nas provas de função pulmonar?

Uma redução isolada da capacidade de difusão do CO

23

V ou F

A dessaturação nocturna é um achado frequente da HTP, mas apenas nos doentes que têm PH associada a um distúrbio respiratório do sono

F

A dessaturação nocturna é um achado frequente da HTP, MESMO nos doentes que NÃO têm PH associada a um distúrbio respiratório do sono

24

V ou F

Oximetria nocturna de rastreio encontra-se recomendada em todos os doentes com suspeita de HTP

V

25

O BNP e o NT-proBNP correlacionam-se com a função ventricular ____________, gravidade __________________ e status funcional na HAP

O BNP e o NT-proBNP correlacionam-se com a função ventricular DIREITA, gravidade HEMODINÂMICA e status funcional na HAP

26

Quais são os critérios necessários para o diagnóstico da HTP pré capilar?

1. Aumento da Pressão Média da Arteria Pulmonar (mPAP ≥ 25mmHg)

2. PCWP/Pressão na AE/Pressão diastólica final do VE inferior ou igual a 15mmHg

3. RVPulmonar > 3 unidades Wood

27

Qual é a diferença entre a HTP pós capilar e a HTP pré capilar?

A HTP pós capilar tem uma PCWP superior a 15 mmHg

28

Quais são os dois subtipos em que se pode diferenciar a HTP no que toca ao gradiente transpulmonar?

HTP passiva, quando o gradiente transpulmonar é inferior a 12 mmHg

HTP reactiva, quando o gradiente transpulmonar é superior a 12 mmHg e tem uma RVPulmonar aumentada

29

Quais são os vasodilatadores preferidos para o teste de vasorreactividade?

Vasodilatadores com uma curta duração, como:
NO inalado
Epoprosterenol inalado
Adenosina IV

30

Como é que é definida uma resposta vasodilatadora pulmonar positiva?

Descida da pressão média da artéria pulmonar (mPAP) ≥ 10 mmHg para um nível absoluto inferior ou igual a 40 mmHg, sem descida do débito cardíaco

31

Qual é a terapêutica indicada para os doentes com uma resposta vasodilatadora pulmonar positiva?

Tratamento de longo prazo com BCC

32

Apenas menos de ___% dos doentes têm teste de vasorreactividade positivo, e ainda menos exibem resposta a longo prazo a BCC

Apenas menos de 12% dos doentes têm teste de vasorreactividade positivo, e ainda menos exibem resposta a longo prazo a BCC

33

Reduções agudas da RVP e mPAP induzidas por vasodilatadores, prevêm ____________ sobrevida a longo prazo, mesmo em doentes não tratados com BCC

Reduções agudas da RVP e mPAP induzidas por vasodilatadores, prevêm MELHOR sobrevida a longo prazo, mesmo em doentes não tratados com BCC

34

Quais são as 5 categorias da OMS para a HTP?

1. Hipertensão pulmonar arterial
2. Hipertensão pulmonar associada a doença cardíaca esquerda
3. Hipertensão pulmonar associada a doença pulmonar crónica
4. Hipertensão pulmonar associada a tromboembolismo crónico
5. Hipertensão pulmonar associada a outras doenças

35

A HAP consiste num grupo de doenças que resultam em remodeling pré-capilar arterial pulmonar marcado por...

1. Fibrose da Íntima
2. Espessamento da média
3. Oclusão arteriolar pulmonar
4. Lesões plexiformes

36

Tendo em conta que a HAP tem um PCWP normal e uma mPAP elevada, este grupo de doenças demonstra um...

Aumento do gradiente transpulmonar aumentado (mPAP-PCWP) -> HTP reactiva

37

Em que doentes é que é tipicamente vista a HAP idiopática?

Jovens mulheres

38

V ou F

O HIV é uma causa rara de HAP, sendo uma importante causa de mortalidade nos doentes com HIV

V

39

V ou F

Existe correlação entre o estadio da infecção HIV e o desenvolvimento da HAP

F

Não existe correlação entre o estadio da infecção HIV e o desenvolvimento da HAP

40

Qual é a única patologia do tecido conjuntivo que tem associação estabelecida com a HAP?

Esclerose sistémica, em particular a esclerodermia

41

V ou F

A HAP associada a HIV é indistinguível da HAP Idiopática

V

42

V ou F

A HAP por esclerodermia está associada a bom prognóstico

F

A HAP por esclerodermia está associada a mau prognóstico

43

A hipertensão portopulmonar ocorre em __-__% dos doentes com hipertensão portal estabelecida

A hipertensão portopulmonar ocorre em 2-10% dos doentes com hipertensão portal estabelecida

44

V ou F

A hipertensão portopulmonar está limitada a determinadas etiologias de doença hepática

F

A hipertensão portopulmonar ocorre independentemente da etiologia da doença hepática, sendo observada em doentes com causas não hepáticas de hipertensão portal

45

A HTP grupo II da OMS inclui doentes com...

Insuficiência cardiaca sistólica esquerda
Doença da válvula mitral e aórtica
IC com fracção de ejecção preservada

46

A principal característica da HTP grupo II da OMS é...

Pressão da aurícula esquerda aumentada resultando em hipertensão venosa pulmonar

47

V ou F

Na HTP grupo II da OMS o gradiente transpulmonar e a resistência vascular pulmonar encontram-se normais

V

48

Qual das patologias associadas à HTP com doença do coração esquerdo parece estar aquela com maior risco de desenvolver HTP?

A IC com FEj preservada

49

A presença de HTP em qualquer tipo de IC associa-se a um ____ prognóstico

A presença de HTP em qualquer tipo de IC associa-se a um MAU prognóstico

50

V ou F

A hipertensão venosa pulomonar crónica pode levar a uma vasculopatia arterial pulmonar reactiva

V

51

V ou F

A doença pulmonar intrínseca é a causa mais comum de HTP

F

A doença pulmonar intrínseca é a SEGUNDA causa mais comum de HTP

52

V ou F

O diagnóstico de HTP está associado a mau prognóstico num doente com fibrose pulmonar

V

53

V ou F

Tal como nos doentes com doença cardíaca esquerda, os doentes com HTP associada a doença pulmonar crónica normalmente têm uma HTP grave

F

Tal como nos doentes com doença cardíaca esquerda, os doentes com HTP associada a doença pulmonar crónica normalmente têm uma HTP modesta

54

V ou F

A HTP associada com os distúrbios respiratórios do sono é normalmente ligeira

V

55

V ou F

A incidência da hipertensão pulmonar após um único evento embólico pulmonar é elevada

F

A incidência da hipertensão pulmonar após um único evento embólico pulmonar é BAIXA e provavelmente aumenta com a recorrência dos episódios

56

Se a HTP é desproporcional em relação à doença parenquimatosa pulmonar, é sugestivo de...

Doença arterial pulmonar intrínseca

Estes doentes têm tipicamente uma HTP mais grave com uma capacidade de difusão do CO muito baixa

57

V ou F

A maioria dos doentes com HTP associada à sarcoidose não respondem à terapêutica para a HAP

V

No entanto, existe um subgrupo de doentes com sarcoidose e com HTP grave que tem uma resposta benéfica à terapêutica

58

V ou F

A presença de HTP nos doentes com anemia de células falciformes é rara

V

59

V ou F

A schistosomiase é uma das causas mais raras de HTP

F

A schistosomiase é uma das causas mais COMUNS de HTP, ocorrendo no contexto de doença hepatoesplénica e hipertensão portal

60

Como é que é feito o diagnóstico da schistosomiase?

Pela pesquisa de ovos do parasita na urina ou nas fezes dos doentes com sintomas

61

O iloprost e o treprostinil inalados são fármacos aprovados para o tratamento da HTP classe...

3 e 4 da OMS

62

V ou F

A adição de um inibidor da fosfodiesterase-5 aumenta os benefícios hemodinâmicos e na capacidade funcional dos prostanóides na HAP

V

63

V ou F

Os níveis de endotelina-1 encontram-se diminuídos nos doentes com HAP

F

Os níveis de endotelina-1 encontram-se AUMENTADOS nos doentes com HAP

64

V ou F

Os antagonistas não selectivos dos receptores da endotelina ligam-se tanto aos receptores da endotelina A ou B

V

65

Qual é a função dos receptores da endotelina A e B, respectivamente?

ET-A: estes receptores encontram-se presentes nas células de músculo liso das arterias pulmonares levam à vasoconstrição

ET-B: estes receptores encontram-se presentes nas células endotelias e provocam vasodilatação via produção de prostaciclina, NO e clearence de ET-1

66

Quais são os antagonistas dos receptores da endotelina utilizados na HTP?

bosentan - antagonista não selectivo da endotelina
macitentan - antagonista não selectivo da endotelina
ambrisentan - antagonista selectivo da ET-A

67

Mesmo com tratamento a sobrevida mediana de um indivíduo com HAP é de apenas __ a __ anos

Mesmo com tratamento a sobrevida mediana de um indivíduo com HAP é de apenas 5 a 6 anos

68

Níveis de prostaciclina sintetase encontram-se _______________ nas artérias de doentes com HAP

Níveis de prostaciclina sintetase encontram-se DIMINUÍDOS nas artérias de doentes com HAP

69

V ou F

Muitos doentes com HTP associada com doença tromboembólica crónica não têm história de tromboembolismo venoso

V

70

__-__% dos doentes com uma obstrução da vasculatura pulmonar desenvolvem doença semelhante a HAP após ressecção do trombo proximal

10-15% dos doentes com uma obstrução da vasculatura pulmonar desenvolvem doença semelhante a HAP após ressecção do trombo proximal

71

A hipertensão pulmonar é um grupo misto de patologias nas quais a única característica comum é o aumento da pressão da artéria pulmonar relativamente à pressão da auricula esquerda. V/F?

V

72

A categorização da HTP é usada como guia de decisão terapêutica. V/F?

Falso
Categorização por conveniência. Não é baseada nos mecanismos moleculares nem é guia para terapêutica

73

A PGI2 tem efeitos anti proliferativos no musculo liso vascular e inibe a agregação plaquetária. V/F?

V

74

Não existem estudos que comprovem a vantagem dos antagonistas ET-A selectivos vs. os não selectivos. V/F?

V

75

O Riociguat está aprovado para o tratamento de HAP e HTP tromboembólica crónica. V/F?

V

76

A ecocardiografia é importante para o diagnóstico de HTP e frequentemente essencial para determinar a causa. V/F?

V

77

qual destes não faz parte da fisiopatologia da HTP na Drepanocitose?
1-hemólise crónica
2-hipoxémia
3- diminuição crónica do DC
4-tromboembolismo crónico
5- doença hepática crónica

3.

é AUMENTO crónico do DC