Doenças Inflamatórias Intestinais Flashcards Preview

Gastroenterologia MedCurso 2019 - Victória Melo > Doenças Inflamatórias Intestinais > Flashcards

Flashcards in Doenças Inflamatórias Intestinais Deck (41):
1

Quais as características compartilhadas entre as Doenças Inflamatórias Intestinais?

*Idiopáticas
*Sistêmicas (manifestações extra-intestinais)
*História familiar positiva (principal fator de risco)
*Pico de incidência bimodal: 15-40 anos; 50-80 anos

2

O cigarro é fator protetor da Doença de Crohn ou da Retocolite Ulcerativa?

PROTETOR: Retocolite Ulcerativa

FAVORECE: Doença de Chron

MACETE: Favorece a Doença do Cigarro (Doença de Chron)

3

Qual marcador genético está associado à Doença de Crohn?

Gene NOD2/CARD15

4

Quais as características do comprometimento intestinal da RETOCOLITE ULCERATIVA?

*Acomete APENAS O CÓLON e não o delgado (=sem síndrome disabsortiva)
*Limita-se à MUCOSA/SUBMUCOSA
*Comprometimento CONTÍNUO e ASCENDENTE do cólon
*POUPA O ÂNUS

5

Quais os locais mais acometidos (do intestino), em ordem decrescente, na RETOCOLITE ULCERATIVA?

*Retossigmoide (50%) = urgência e tenesmo
*Colite esquerda (30%)
*Pancolite (ultrapassa a flexura hepática) [20%]

6

Quais as alterações patológicas da RETOCOLITE ULCERATIVA (vistas nos exames de imagem)?

*Erosão da mucosa (com eritema e edema)
*Perda das haustrações do cólon
*Espessamento da musculatura lisa (aspecto de cano de chumbo)
*Pseudopólipos (pólipos inflamatórios resultantes da cicatrização da erosão)

7

Quais as características do comprometimento intestinal da DOENÇA DE CROHN?

*Pode acometer TODO TGI (da boca ao ânus)
*Acometimento TRANSMURAL
*Comprometimento FOCAL/DESCONTÍNUO
*LESÕES ANAIS (fissuras, fístulas)

8

Qual o local do TGI mais acometido na Doença de Crohn?

*Íleo distal e cólon ascendente (ileocolite) [75%]

9

Quais as alterações patológicas da DOENÇA DE CHRON (vistas nos exames de imagem)?

*ÚLCERAS AFTOIDES descontínuas/salteadas (quando coalescem, formam as LESÕES EM PEDRA DE CALÇAMENTO)
*ESTENOSE
*FÍSTULA
*FISSURAS PERIANAIS

10

Quais os achados à biópsia da Doença de Crohn? E da Retocolite Ulcerativa?

DOENÇA DE CHRON: granulomas não caseosos (30%)

RETOCOLITE ULCERATIVA: abscessos crípticos

11

Qual o quadro clínico dos pacientes com Doença de Crohn?

*Diarreia invasiva (muco, pus, sangue)
*Síndrome disabsortiva (se delgado acometido)
*Úlceras aftoides orais
*Dor em quadrante inferior esquerdo (simula apendicite), inclusive com palpação de plastrão inflamatório
*Fissuras ou fístulas anais

12

Qual o quadro clínico dos pacientes com Retocolite Ulcerativa?

*Diarreia invasiva (muco, pus, sangue)
*Tenesmo e urgência = acometimento de retossigmoide
*Enterorragia e hematoquezia são mais frequentes na RCU que na DC

Sem síndrome disabsortiva

OBS: o íleo pode estar acometido na pancolite por refluxo de material tóxico do cólon inflamado, mas não por acometimento primário da doença

13

Por que a ocorrência de FÍSTULA e ESTENOSE tem mais relação com a Doença de Crohn do que com a Retocolite Ulcerativa?

Porque na Doença de Crohn há acometimento transmural da parede intestinal, enquanto na Retocolite Ulcerativa há apenas da mucosa e submucosa

14

Diante de um paciente com Doença Inflamatória Intestinal, na vigência de dor abdominal + distensão + febre + cólon > 6 cm de diâmetro, deve-se suspeitar de qual complicação? Esta é mais comum na DC ou na RCU? Qual o tratamento?

SUSPEITAR DE: megacólon tóxico

MAIS COMUM: Retocolite Ulcerativa

1º EXAME PEDIDO: radiografia de abdome

TRATAMENTO: atb + corticoide IV + ciclosporina (24-48h)

OBS: a colonoscopia está contra-indicada na presença de megacólon tóxico (pelo risco de perfuração)

15

A associação de Adenocarcinoma colorretal é mais forte com a Doença de Crohn ou com a Retocolite Ulcerativa? Quais fatores influenciam no desenvolvimento do câncer? Quais as recomendações de vigilância visando à prevenção do câncer?

ASSOCIAÇÃO MAIS FORTE: Retocolite Ulcerativa

FATORES QUE INFLUENCIAM:
-Tempo de doença (> 8 anos)
-Extensão de acometimento da mucosa

RECOMENDAÇÕES: colonoscopia e biópsia de vigilância a cada 1-2 anos (em pacientes com > 8 anos de evolução de doença)

16

Quais as manifestações extra-intestinais podem ser apresentadas pelos pacientes com Doença Inflamatória Intestinal?

ARTICULARES
-Artralgia/artrite periférica ou de grandes articulações
-Espondilite anquilosante (+Doença de Chron)

OCULARES
-Uveíte

DERMATOLÓGICA
-Pioderma gangrenoso (+ Retocolite)
-Eritema nodoso (+ Doença de Crohn)

HEPÁTICA E BILIAR
-Colangite esclerosante (+Retocolite) (ppl FR para colangiocarcinoma)
-Cálculos biliares (e renais também) (Doença de Chron)

17

Quais manifestações extra-intestinais anteriormente citadas não apresentam correlação com a atividade da doença?

-Espondilite anquilosante
-Uveíte
-Pioderma gangrenoso

18

Qual o exame de escolha para confirmar Doença de Crohn?

Ileocolonoscopia + biópsia

19

Qual o exame de escolha para confirmar Retocolite Ulcerativa?

Retossigmoidoscopia + biópsia

20

Por que a Doença de Chron pode estar relacionada ao desenvolvimento de cálculos renais e biliares?

Renais = hiperoxalúria

Biliares = prejuízo do ciclo entero-hepático (bile torna mais litogênica)

21

Quais as duas etapas do tratamento clínico das Doenças Inflamatórias Intestinais?

Indução de remissão
Tratamento de manutenção

22

Qual o mecanismo de ação dos aminosalicilatos no tratamento das Doenças Inflamatórias Intestinais? Quais seus efeitos colaterais?

Os aminosalicilatos (5-ASA) e seus derivados atuam como anti-inflamatórios tópicos. Existem na forma oral e retal.

MESALAZINA (apenas 5-ASA) = atua no íleo e cólon

SULFASSALAZINA (5-ASA + radical sulfa) = permite a liberação do 5-ASA apenas no cólon

EFEITOS COLATERAIS: náusea, cefaleia, rash, anemia hemolítica, neutropenia. A sulfassalazina tem mais efeitos colaterais.

23

Quais as drogas empregadas na terapia de indução da remissão nas Doenças Inflamatórias Intestinais?

DOENÇA LEVE/MODERADA = estratégia step-up (começar pelos mais fracos e se não resolver, usar mais fortes)
*5-ASA é a escolha
*Glicocorticoides: orais (prednisona, budesonida), intravenoso (hidrocortisona, metilpredinisolona), retal (clister de budesonida)

DOENÇA MODERADA/GRAVE = estratégia top-down (começar com mais potentes passando para as menos potentes, segundo o livro, os imunobiológicos são 1ª escolha)
*Glicocorticoide
*Imunomoduladores (azatioprina ou mercaptopurina)
*Imunobiológicos (inibidor de TNF-a)

OBS: no caso de colite fulminante ou outras complicações (perfuração, abscesso, obstrução), recomenda-se iniciar antibioticoterapia (cipro + metro).

24

Quais as drogas empregadas na terapia de manutenção nas Doenças Inflamatórias Intestinais?

*5-ASA (aminosalicilato)
*Imunomoduladores (azatioprina e mercaptopurina)
*Imunobiológicos (não se recomenda na RCU)

OBS: corticoides NÃO SÃO RECOMENDADOS NA TERAPIA DE MANUTENÇÃO!

25

V ou F: diante de fissura ou fístula anal na Doença de Crohn, indica-se diretamente o tratamento cirúrgico

Falso! Deve ser tentado antes o tratamento clínico. Os imunobiológicos são as melhores drogas para o fechamento de fístulas

26

Quando está indicado o tratamento cirúrgico nas Doenças Inflamatórias Intestinais?

*Perfuração
*Obstrução intestinal
*Fístulas (refratárias ao tratamento clínico)
*Hemorragia
*Megacólon tóxico (após 48-72 h de tratamento clínico sem reposta)
*Displasia de alto grau ou câncer

27

Qual a técnica cirúrgica indicada para correção de estenose decorrente de Doença de Crohn?

Estricturoplastia (nada mais é do que uma incisão para dilatação da área estenosada). A lógica é não retirar o segmento estenosado, pois se ressecá-lo, há mais chance de a doença recidivar.

A retirada do segmento doente (enterectomia) está indicada em caso de inviabilidade da alça intestinal (isquemia, necrose...)

28

V ou F: o tratamento cirúrgico na Retocolite Ulcerativa (proctocolectomia total) é curativo, enquanto na Doença de Crohn não é

Verdadeiro! A RCU acomete apenas o cólon, enquanto a DC acomete TODO TGI.

29

Qual o tratamento cirúrgico de urgência indicado na Retocolite Ulcerativa?

Colectomia + ileo-anastomose + fechamento do coto retal à Hartmann

OBS: a proctocolectomia é uma cirurgia extensa, portanto não é a cirurgia de preferência nos casos de urgência!

30

Quais as possibilidades de reconstrução de trânsito após uma proctocolectomia total indicada por Retocolite Ulcerativa? Qual a primeira escolha

*Proctocolectomia + ileostomia continente
*Colectomia + proctectomia mucosa + anastomose de bolsa ileal com ânus (TÉCNICA DE ESCOLHA)
*Colectomia + anastomose de bolsa ileal com o reto

31

Qual a principal indicação de tratamento cirúrgico na Doença de Crohn?

Obstrução intestinal

32

Qual a principal indicação de tratamento cirúrgico na Retocolite Ulcerativa?

Refratariedade ao tratamento clínico (sangramento clinicamente intratável ou megacólon)

33

V ou F: algumas manifestações extra-intestinais peristem mesmo após tratamento cirúrgico na Retocolite Ulcerativa

Verdadeiro. É o caso da espondilite anquilosante e colangite esclerosante

34

Diante de um paciente com Doença Inflamatória Intestinal + displasia de alto grau em biópsia de cólon, qual a conduta?

Colectomia (não é ressecção segmentar!)

35

Qual a principal causa de megacólon tóxico? Qual a fisiopatologia do megacólon tóxico?

PRINCIPAL CAUSA: retocolite ulcerativa

FISIOPATOLOGIA: lesão da camada muscular do cólon = redução de seu tônus (e do peristaltismo) = hiperproliferação bacteriana

36

O comprometimento articular é mais comum na Doença de Crohn ou na Retocolite Ulcerativa?

Doença de Crohn

37

Quais são os sinais/sintomas de doença moderada-grave na Doença de Crohn?

*Febre
*Perda de peso > 10%
*Laboratório "inflamatório": leucocitose, anemia, VHS e PCR aumentadas
*Desidratação, náuseas, vômitos

38

V ou F: a presença de sangue macroscópico nas fezes é mais comum na Retocolite Ulcerativa que na Doença de Crohn

Verdadeiro

39

V ou F: a presença de granulomas não caseosos à biópsia de um paciente com suspeita de Doença de Crohn, no contexto apropriado, praticamente é patognomônica de Doença de Crohn

Verdadeiro

Apesar disso, é um achado de baixa sensibilidade (apenas 30% dos pacientes desenvolvem granulomas não caseosos)

40

Quais os possíveis efeitos adversos dos imunobiológicos usados no tratamento da DC e RCU?

*Tuberculose
*Herpes-zóster
*Risco aumentado de linfoma e leucemia
*Outras infecções oportunistas

41

V ou F: a Giardia lamblia, apesar de ser um agente infeccioso, não tende a causar diarreia invasiva/inflamatória

Verdadeiro!

Ela causa diarreia por atapetamento do duodeno e delgado proximal, diarreia por má absorção