Pancreatite Aguda Flashcards Preview

Gastroenterologia MedCurso 2019 - Victória Melo > Pancreatite Aguda > Flashcards

Flashcards in Pancreatite Aguda Deck (52):
1

Quais as porções anatômicas do pâncreas? Qual porção possui relação com o duodeno e qual a importância desta?

Cabeça, corpo e cauda

RELAÇÃO COM DUODENO: cabeça

IMPORTÂNCIA: duodeno e cabeça do pâncreas compartilham a mesma vascularização (tronco celíaco), de modo que a retirada de um é sempre acompanhada do outro (duodenopancreatectomia/Whipple)

2

Quais as artérias são responsáveis pela irrigação do pâncreas?

*Tronco celíaco
*Artéria mesentérica superior

3

Qual as duas principais funções do pâncreas? São mediadas por quais produtos?

*Função exócrina (80%): suco pancreático
*Função endócrina (20%): hormônios:
-Células a: glucagon
-Células B: insulina
-Células D: somatostatina

4

Qual a composição do suco pancreático? Quais os dois hormônios responsáveis por sua liberação (secretagogos)? Quais os estímulos para liberação desses hormônios?

COMPOSIÇÃO: bicarbonato + pro-enzimas

HORMÔNIOS:
-Secretina: produzida pelas células S do delgado, estimula a liberação de bicarbonato
-CCK: produzida pelas células I do delgado, estimula a liberação de pro-enzimas

ESTÍMULO:
-Secretina: quimo ácido
-CCK: alimento

5

Qual a função da somatostatina no trato gastro-intestinal?

Inibir a secreção pancreática, secreção gástrica e a vascularização esplâncnica (MACETE: "inibe tudo")

6

Por que deve-se preocupar com a dose de reposição de insulina no paciente vítima de pancreatite com maciça perda de parênquima?

Porque o paciente perde tanto células B (insulina) quanto a (glucagon). Se houver reposição indiscriminada de insulina, o paciente faz hipoglicemia sem estar protegido do efeito do glucagon, que também está reduzido, podendo piorar a hipoglicemia.

7

Qual a principal etiologia de PANCREATITE AGUDA?

Litíase biliar

8

Qual a segunda principal etiologia de PANCREATITE AGUDA?

Alcoólica

9

Qual a principal causa de PANCREATITE AGUDA em CRIANÇAS?

Trauma abdominal

10

Cite outras causas de pancreatite aguda:

*Hipertrigliceridemia (TGL >500-1000)
*Pós-CPRE
*Auto-imune
*Escorpião (Tytius trinitatis)

11

Como é feito o diagnóstico de PANCREATITE AGUDA?

Deve haver 2/3 dos seguintes:

*Quadro clínico compatível
*Elevação de enzimas pancreáticas > ou = 3x o VR
*Exames de imagem característicos

12

Qual o quadro típico de pancreatite aguda?

*Dor epimesogástrica em barra/cinturão (as vezes irradiada para o dorso)
*Náuseas e vômitos incoercíveis
*Pode haver: icterícia leve/subicterícia (compressão do colédoco pela cabeça do pâncreas ou cálculo impactado)

OBS: na pancreatite alcoólica, frequentemente os sintomas aparecem após libação alcoólica

13

Quais os sinais semiológicos clássicos indicam PANCREATITE AGUDA GRAVE? São patognomônicos?

SINAL DE CULLEN: equimose periumbilical

SINAL DE GREY-TURNER: equimose em flancos

SINAL DE FOX: equimose em base do pênis

NÃO SÃO PATOGNOMÔNICOS DE PANCREATITE!

14

Como se define pancreatite aguda LEVE e GRAVE? Qual é responsável pela maioria dos casos?

PANCREATITE AGUDA LEVE/EDEMATOSA: (80%): apenas edema do pâncreas

PANCREATITE AGUDA GRAVE/NECROSANTE/NECRO-HEMORRÁGICA (20%): necrose e hemorragia pancreática

15

Quais enzimas pancreáticas habitualmente são usadas para o diagnóstico de pancreatite? Por quanto tempo permanecem elevadas? Qual a mais específica?

ENZIMAS: amilase e lipase

ELEVAÇÃO: se elevam juntas dentre 2-12 h
-Amilase: até 5 dias
-Lipase: até 10 dias

MAIS ESPECÍFICA: lipase

16

V ou F: as enzimas pancreáticas (lipase e amilase) apresentam correlação com a gravidade da pancreatite

Falso

17

Quantitativamente, quais os valores de amilase e lipase correlacionam-se com o diagnóstico de pancreatite?

Elevações acima de 3-5x o valor de referência

VR aproximado: 160 U/L (elevações superiores a 500-1000 U/L)

18

Quais outras condições clínicas se correlacionam com elevação das enzimas pancreáticas (exceto pancreatite)?

*Obstrução intestinal
*Cálculo biliar
*Insuficiência renal
*Parotidite

19

Qual a explicação para a ocorrência de choque hipovolêmico e derrames cavitários (ex: derrame pleural) no paciente com pancreatite?

O processo de "autodigestão" pancreática desencadeia fenômeno inflamatório extenso, repercutindo em SIRS.

20

Qual o PRIMEIRO EXAME solicitado na suspeita de pancreatite aguda? Por quê?

USG de abdome

Justificativa: identificar litíase biliar (principal causa de pancreatite aguda)

21

Qual o EXAME DEFINITIVO para confirmação de pancreatite?

TC de abdome com contraste

22

Quando deve ser solicitada a TC de abdome na suspeita de PANCREATITE AGUDA?

Após 48-72 h de evolução clínica (apenas na forma grave).

23

Quais as indicações de solicitação de TC de abdome na suspeita de PANCREATITE AGUDA?

*Pancreatite aguda grave após 48-72 h de evolução (identificar complicações)
*Dúvida diagnóstica
*Piora clínica (imediatamente)

24

Qual exame complementar deve ser solicitado na suspeita de pancreatite aguda por MICROLITÍASE?

USG endoscópica

25

Qual achado na TC de abdome indica necrose do pâncreas?

Áreas com ausência de captação do contraste

26

Quais os escores são utilizados para determinar prognóstico/gravidade do quadro de pancreatite?

*Ranson
*Apache II
*Escore de Baltazar (tomográfico)
*Atlanta

27

Quais os componentes do escore de Ranson? Qual sua desvantagem?

NA ADMISSÃO:
*Idade
*Leucograma
*TGO
*Glicemia
*DHL

48 H APÓS:
*PaO2
*Excesso de déficit de bases
*Sequestro líquido
*Hematócrino
*Ureia
*Cálcio

MACETE: Importante, Lembrar, Totalmente da, Grande, Lista, Para, Evitar, Sequestro de, Homens na, Ur, Ca

OBS PARA PROVA: não fazem parte de Ranson = bilirrubinas, TGP, amilase e lipase

DESVANTAGEM: requer 48 h pós admissão para completar avaliação

28

Qual pontuação do escore de Ranson indica PANCREATITE AGUDA GRAVE?

Ranson > ou = 3

29

Qual a pontuação do escore de Apache II indica pancreatite aguda grave? Qual sua vantagem em relação a Ranson?

Apache II > ou = 8

VANTAGEM: calculado nas primeiras 24 h da admissão

30

V ou F: a PCR tem valor prognóstico na pancreatite aguda grave

Verdadeiro. Valores > 150 mg/dl indicam mau prognóstico.

31

Como é calculado o Índice Tomográfico de Gravidade (escore de Balthazar)?

PONTUAÇÃO: morfologia do pâncreas + avaliação da necrose

*Pâncreas normal (A) = 0
*Pâncreas aumentado (B) = 1
*Pâncreas inflamado (C) = 2
*Coleção líquida única (D) = 3
*Duas ou mais coleções líquidas OU gás (E) = 4

EXTENSÃO DA NECROSE:

*Sem necrose = 0
*Necrose até 33% = 2
*Necrose 33-50% = 4
*Necrose > 50% = 6

32

Qual pontuação no escore de Baltazar indica mau prognóstico?

Pontuação > ou =6

33

Qual a base do tratamento da PANCREATITE AGUDA?

*Dieta zero (mínimo 48-72 h)
*Hidratação e correção de distúrbios hidroeletrolíticos (cautela com síndrome compartimental)
*Analgesia: opioides são necessários

34

Qual medida é a mais importante no tratamento da PANCREATITE AGUDA?

Reposição volêmica

35

Quando deve-se re-introduzir a dieta para o paciente que sofreu pancreatite aguda? Qual a via preferencial?

QUANDO: melhora da dor, desejo do paciente em se alimentar, ausência de vômitos (em média +- 3-5 dias após início do quadro)

VIA: preferir a oral, se não der certo:
2º: enteral (nasogástrica/nasoentérica)
3º: parenteral

36

V ou F: há indicação de antibioticoprofilaxia na pancreatite

Falso, ainda que haja necrose não há indicação.

37

Quais as DUAS indicações de antibioticoterapia nos pacientes com PANCREATITE AGUDA?

1)Necrose pancreática infectada
2)Sepse

38

Quais os indícios de NECROSE PANCREÁTICA INFECTADA?

SUSPEITAR: pacientes com piora clínica após melhora inicial (surge febre, piora da leucocitose, sinais de sepse) após 10 dias

INDICATIVOS:
*TC: sinal da bolha de sabão (gás no pâncreas ou tecido peripancreático)
*Punção guiada por TC: submeter a culturae bacterioscopia

39

Qual o antibiótico de escolha para tratar PANCREATITE AGUDA INFECTADA?

Imipenem

Na sua indisponibilidade: ciprofloxacino + metronidazol

40

V ou F: há indicação de antibioticoterapia e necrosectomia em toda pancreatite aguda que cursa com necrose

Falso. As indicações de antibioticoterapia e necrosectomia são: necrose pancreática INFECTADA

41

Como é realizada a cirurgia de necrosectomia na pancreatite aguda?

Cirurgia aberta. Deve ser postergada ao máximo (7-10 dias), mantendo-se enquanto aguarda a cirurgia, a antibioticoterapia, pois a visualização das estruturas anatômicas pode ser prejudicada se cirurgia precoce.

42

A)Coleção fluida aguda peripancreática < 4 semanas:

B)Coleção fluida aguda peripancreática ≥ 4 semanas:

A)Coleção líquida aguda

B)Pseudocisto

43

Qual a lesão cística mais comum do pâncreas?

Pseudocisto pancreático

44

Qual a conduta no pseudocisto pancreático?

Expectante, aguardar até 6 semanas, pois tende a regredir. O tamanho per se não é indicativo de cirurgia.

45

Qual a indicação de intervenção no pseudocisto pancreático?

*Expansão do pseudocisto
*Complicações:
-Obstrução gastrointestinal
-Ascite (rotura)
-Hemossucus (ruptura de pseudoaneurisma: artéria próxima ao pseudocisto é invadida pelo mesmo, com ruptura)
-Infecção do pseudocisto

46

Qual o tratamento de fístula pancreática?

Dieta zero + NPT + octreotide (análogo de somatostatina)

47

Qual procedimento deve ser realizado no paciente com PANCREATITE AGUDA + COLANGITE?

CPRE + papilotomia (em até 72 h)

48

Qual procedimento deve ser realizado preferencialmente antes da alta no paciente com diagnóstico de PANCREATITE AGUDA BILIAR?

Colecistectomia

49

Qual a intervenção de escolha para o pseudocisto pancreático?

Drenagem endoscópica

50

Quais sinais/parâmetros indicam infecção de pseudo-cisto ou necrose pancreática infectada?

Piora clínica ou laboratorial em paciente que vinha apresentando melhora: febre + leucocitose + taquicardia

51

Defina o escore de Atlanta para gravidade da pancreatite aguda:

PANCREATITE AGUDA LEVE: sem disfunção orgânica E sem complicações locais (necrose, coleção) ou à distância

PANCREATITE AGUDA MODERADA: disfunção orgânica temporária (<48 h) OU complicações locais ou à distância

PANCREATITE AGUDA GRAVE: disfunção orgânica > 48 h

52

Qual o principal anticorpo associado à pancreatite aguda idiopática?

IgG4