Gastro 4 - Pâncreas Flashcards Preview

esther 16 > Gastro 4 - Pâncreas > Flashcards

Flashcards in Gastro 4 - Pâncreas Deck (66):
1

Sintomas do glucagonoma

Eritema migratório necrolítico + intolerância à glicose + anemia

2

Sintomas do somatostinoma

Esteatorréia + DM + Colelitíase

3

Vipoma (Sd de Verner Morrison ou cólera pancreática / tumor neuroendócrino pancreático em 80-90%)

Diarreia secretória + hipocloridria + hipocalemia

4

Tríade de Whipple

(1) Glicemia menor que 50mg/dl, (2) sintomas hipoglicêmicos que (3) melhoram após administração de glicose

5

Insulinoma

Hipoglicemia (geralmente menor que 40mg/dl) + hiperinsulinemia (maior que 6microU/ml) + aumento do peptídeo C e da pró insulina

6

Função colecistoquinina (CKK)

Secretagogo pancreático (atua junto com a secretina, produzido pelas celulas I do duodeno e jejuno proximal) além de promover o relaxamento do esfíncter de Oddi

7

Principal alteração que auxilia o diagnóstico de pancreatite autoimune

Elevação de IgG4

8

Principal fator de risco para o adenocarcinoma pancreático

Tabagismo

9

Melhor opção cirúrgica para pancreatite crônica com ducto pancreático dilatado

Pancreatojejunostomia em Y de Roux (cirurgia de Partington-Rochelle ou Puestow modificada)

10

Principais medicamentos que levam à pancreatite medicamentosa

Imunossupressores (ex. azatioprina), antibióticos (ex. bactrim, metronidazol, tetraciclina), diuréticos (ex. tiazídicos, furosemida), ácido valproico, metildopa e IECA

11

Principal indicação de cirurgia na pancreatite aguda

Necrose infectada (mais tardio possível)

12

Uso do bloqueio neurolítico de plexo celíaco

Em caso de dor refratária do pâncreas, fígado ou intestinos

13

Indicação de tratamento cirúrgico na pancreatite crônica

Dor intratável

14

Principal causa de pancreatite aguda

Biliar (em 2º lugar, o álcool)

15

Principal local de CA pâncreas

Cabeça

16

Clínica comum dos CAs de cabeça de pâncreas

Icterícia colestática + Sinal de Courvoisier-Terrier (vesícula palpável e indolor) + linfonodo supraclavicular E (nódulo de Virchow)/prateleira de Blummer + dor abdominal/perda de peso + Sd de Trousseau

17

Cuidado que se deve ter com a reposição de insulina no pct com pancreatite aguda

Diminuir a dose (porque o glucagon está diminuído)

18

Tumor endócrino mais comum

Insulinoma (benigno em 90% casos e tto com enucleação)

19

Clínica da pancreatite aguda

Dor contínua “em barra de Chaussier”, náuseas e vômitos, icterícia leve e “abdome agudo”

20

Sinais semiológicos (equimoses) presentes na pancreatite aguda

Cullen (periumbilical), Grey-Turner (flancos), Fox (base do pênis)

21

Alteração laboratorial que aponta para pancreatite aguda de origem biliar

TGP maior que 3x

22

Tempo em que a amilase e lipase aumentam e voltam ao normal

Sobem juntas, amilase volta em 3-6 dias e lipase em 7-8 dias

23

Primeiro exame a ser realizado na pancreatite aguda

USG

24

Padrão ouro no diagnóstico de pancreatite aguda

TC com contraste

25

Quando pedir TC na pancreatite aguda

Em 72h ou em casos graves/piorando

26

Sinal da bolha de sabão na TC

Pancreatite aguda necrosante

27

Padrão de captação contraste na pancreatite aguda

Homogênea (edematosa) X Heterogênea (necrosante)

28

Pancreatite aguda leve pelo Escore de Atlanta

Sem falência orgânica e sem complicações

29

Pancreatite aguda grave pelo Escore de Atlanta

Com falência orgânica (em 48h ou mais) e geralmente com complicação

30

Não fazem parte do escore de Ranson

TGP, amilase, lipase e bilirrubinas

31

Tratamento da pancreatite aguda

(1) dieta zero, (2) HIDRATAÇÃO, (3) controle eletrolítico ácido-básico, (4) analgesia com opióides (pp fentanil)

32

Complicações locais da pancreatite aguda edematosa

Coleção fluida ag peripancreática (em até 4sem) ou pseudocisto (se mais de 4 sem)

33

Complicações locais da pancreatite aguda necrosante

Coleção necrótica aguda (em até 4 sem) ou coleção necrótica organizada (se mais de 4 sem)

34

Tratamento da pancreatite biliar

Se bom risco cirúrgico, CVL antes da alta. Se ruim o RC, papilotomia via EDA antes da alta

35

Tratamento da pancreatite biliar grave + colangite

Papilotomia via EDA AGORA e colecistectomia após 6 sem

36

Tratamento da pancreatite aguda com necrose INFECTADA

Imipenem! (ou cipro + metronidazol)

37

Indicações de tto cirúrgico no pseudocisto pancreático

Se (1) compressão de estruturas vizinhas, (2) rotura (ascite) ou (3) hemorragia por pseudoaneurisma (hemosuccus pancreaticus)

38

TTO cirúrgico do pseudocisto pancreático

Drenagem interna transgástrica/duodenal por EDA

39

Principal causa da pancreatite crônica

Alcoolismo

40

Clínica da pancreatite crônica

Esteatorreia, DM, calcificação pancreática, dor abdominal, icterícia

41

Exames complementares para diagnóstico da pancreatite crônica

Gordura fecal, D-xilose, teste da secretina e exames de imagem

42

Melhor exame para diagnóstico na fase inicial da pancreatite crônica

US-EDA

43

Padrão ouro para diagnóstico de pancreatite crônica

Biópsia e histopatológico (mas não costuma ser necessário)

44

Tratamento da pancreatite crônica

(1) cessar etilismo/tabagismo, (2) dieta pobre em gordura, (3) enzimas pancreáticas + “prazol”, (4) analgesia, (5) insulina em dose BAIXA

45

Exame a ser feito antes do tto cirúrgico da pancreatite crônica

CPRE

46

Melhor opção cirúrgica para pancreatite crônica com ducto pancreático não dilatado

Observar onde está a calcificação: se na CABEÇA – Whipple modificada; se na CAUDA/CORPO – Cirurgia de Child

47

Cirurgia de Child

Pancreatectomia subtotal distal

48

Principal subtipo histológico do CA de pâncreas

Adenocarcinoma em 80-90%

49

Paciente típico do CA de pâncreas

Idoso negro

50

Principal fator de risco para CA de pâncreas

Tabagismo

51

Principais exames para diagnóstico do CA de pâncreas

TC e USG-EDA

52

Marcador tumoral que auxilia o acompanhamento dos CA de pâncreas

CA 19-9

53

Estadiamento a partir do qual o CA de pâncreas é irresecável

T4

54

Terapia adjuvante no tto do CA de pâncreas

Quimioterapia com Gencitabina

55

Abordagem curativa para tumores (T3/N0-1/M0)

Cirurgia de Whipple (cabeça) ou de Child (corpo/cauda)

56

Abordagem paliativa no CA de pâncreas (T4 ou M1)

Derivação bilio-digestiva, stents em colédoco + quimio (folfirinox ou gencitabina+paclitaxel)

57

Síndrome de Trousseau

Tromboflebite superficial migratória (e outras manifestações de hipercoagulabilidade)

58

Tipos de cistos pancreáticos mais comuns

Cistoadenoma seroso, neoplasia cística mucinosa e neoplasia mucinosa papilar intraductal

59

Principais causas de hiperamilasemia

(1) pancreatite aguda/crônica
(2) obstrução/lesão intestinal
(3) cálculo biliar
(4) insuficiencia renal
(5) doença tubovariana
(6) parotidite

60

Tipo mais comum de neoplasia de pâncreas exócrino

Adenocarcinoma ductal

61

Função/ação VIP (peptídeo intestinal vasoativo)

Aumenta o transporte de líquidos e eletrólitos para o lúmen intestinal

62

Tratamento Vipoma

Repor perdas volêmicas (4-6L), correção de hipocalemia, octreotide ou prednisona (droga alternativa) e cirurgia para tto definitivo

63

Tríade da pancreatite crônica

Dor + emagrecimento + esteatorreia

64

Indicação indiscutível de CPRE de urgência (24-48h)

Colangite grave com pancreatite biliar

65

Tratamento preferencial do aneurisma ou pseudoaneurisma causador do Hemosuccus pancreaticus

Embolização por arteriografia

66

Indicações da cirurgia de emergência na pancreatite aguda

(1) infecção da necrose pancreática
(2) síndrome compartimental abdominal
(3) hemorragia retroperineal
(4) perfuração de vísceras ocas