Hemato 1 - Anemias 1 Flashcards Preview

esther 16 > Hemato 1 - Anemias 1 > Flashcards

Flashcards in Hemato 1 - Anemias 1 Deck (40):
1

Principal causa de anemia ferropriva

Sangramento crônico

2

Laboratório na anemia ferropriva

Ferritina baixa, saturação de transferrina baixa, transferrina e TIBIC alta, anisocitose e sem reticulocitose

3

Reposição de Ferro na anemia ferropriva

60 mg de Fe elementar 3x/dia por 6 meses ou até que ferritina >50 ng/ml no adulto; 5mg/kg/dia (entre 3-6mg) para a criança (associar vitamina C e ingerir 1-2h antes de comer)

4

Avaliação da eficácia da reposição de ferro na anemia ferropriva

Pico de reticulócitos em 5 a 10 dias

5

Características da anemia de doença crônica

Ferro sérico baixo, ferritina alta, TIBIC e saturação de transferrina baixa

6

Características da anemia megaloblástica

Macrovalócitos, neutrófilos hipersegmentados, macrocítica, sem reticulocitose, marcadores de hemólise (LDH e BI), aumento da homocisteína

7

Causas de anemia megaloblástica por deficiciência de ácido fólico

Alcoolismo, gestante, hemólise crônica, doença celíaca, fenitoína, metotrexate

8

Causas de anemia megaloblástica por deficiciência de vitamina B12 (cobalamina)

Vegetarianismo, gastrectomia, anemia perniciosa, pancreatite crônica, doença ileal

9

Características exclusivas da anemia megaloblástica por deficiencia de B12

Doença autoimune associada, sindrome neurológica, concentração de ácido metilmalônico aumentada

10

Drogas que podem induzir anemia aplásica

Furosemida, fenitoína, carbamazepina, IECA, salicilatos, AINEs

11

Reposição de ferro para crianças

3-5 mg/kg/dia dividido em 2 a 3 vezes ao dia

12

Síndrome de Pearson

Anemia sideroblástica (microcítica) + disfunção pâncreas exócrino (+ diabetes insulinopênico)

13

Anemia de Blackfan-Diamond (em menores de 2 anos)

(1) Diminuição de precursores eritroides da medula óssea, (2) macrocitose e reticulocitopenia, (3) causa genética

14

Anemia aplásica mais comum da infância

Eritroblastopenia transitória da infância

15

Como repor vitamina B12

1000 microgramas/dia IM por 7dias, depois semanalmente por 4 semanas e então mensalmente

16

Como repor ácido fólico

5mg/dia VO

17

Sideroblastos em anel

Deficiência de protoporfiria (mielograma)

18

Características da anemia sideroblástica

Ferro sérico, ferritina e saturação de transferrina ALTAS

19

Risco aumentado na anemia sideroblástica

Hemocromatose

20

Quando suspeitar de anemia sideroblástica?

Coexistência paradoxal de hipocromia com ferro sérico/ferritina/saturação de transferrina ALTOS

21

Exame diagnóstico na anemia sideroblástica

Aspirado de Medula óssea (mielograma)

22

Quando repor com ácido folínico?

MTX, pirimetamina, trimetroprim

23

Causas adquiridas de deficiencia de protoporfiria

Álcool, diminuição B6 (ex. por isoniazida), chumbo

24

Corpúsculos de Pappenheimer

Deficiência de protoporfiria / sideroblastose (hematoscopia de sangue periférico)

25

Principais complicações do tratamento da anemia megaloblástica

Hipocalemia e retenção de sódio (reposição de B12 parenteral)

26

Como avaliar resposta ao tratamento da anemia megaloblástica

Pico de reticulócitos em 5-7 dias

27

Principal fator na patogênese da anemia da IRC

Diminuição da produção de EPO pelo rim

28

Anemias microcíticas e hipocrômicas

(1) Ferropriva, (2) doença crônica, (3) sideroblástica, (4) talassemia

29

Síndrome de Plummer Vinson ou Paterson Kelly

Disfagia em paciente anêmico pela formação de uma membrana fibrosa na junção entre a hipofaringe e o esôfago

30

Sinais e sintomas da Ferropenia (independentes da anemia)

Glossite, queilite angular, coiloniquia, esplenomegalia, síndrome de Plummer Vinson

31

Clínica da anemia de fanconi

Anemia aplásica severa (autoss recess) + anomalias congênitas (nanismo, manchas café com leite, anomalias renais, microcefalia)

32

Clínica comum das anemias aplásicas

Astenia + hemorragia + febre (hepatoesplenomegalia NÃO É esperada) + pancitopenia

33

Agentes mais implicados nas infecções em neutropênicos

Pseudomonas (G-), S. aureus (G+) ou fungos como Candida e Aspergillus

34

Exame para confirmação do diagnóstico de anemia aplásica

Biópsia de medula óssea

35

Principais determinantes do prognóstico na anemia aplásica

Idade e contagem de células hematológicas

36

Critério para aplasia muito grave

Neutropenia menor que 200/mm³

37

Critérios para aplasia grave

(1) reticulocitopenia (menor que 20.000/mm³ ou menor que 1%), (2) plaquetas menor que 20.000/mm³), (3) neutrófilos menor que 500/mm³

38

Tratamento da anemia aplásica

(1) terapia de suporte (transfusão de hemoderivados conforme necessidade) e (2) terapia definitiva (transplante de celulas tronco-hematopoiéticas

39

Anemia + DAI

Anemia por deficiencia de B12 por anemia perniciosa

40

Grupo em maior risco de anemia

Crianças menores que 2 anos