Hipertireoidismo e tireotoxicose Flashcards Preview

Endocrinologia > Hipertireoidismo e tireotoxicose > Flashcards

Flashcards in Hipertireoidismo e tireotoxicose Deck (17)
Loading flashcards...
1

Tireotoxicose - com e sem hipertireoidismo - definição e exemplos

Tireotoxicose é o excesso de hormônios tireoidianos, que pode ser com hipertireoidismo (aumento da síntese e liberação) ou sem (ingestão ou liberação de hormônio pré-formado)

COM - Graves, Plummer
SEM - factícia, tireoidites

2

Manifestações clínicas da tireotoxicose

Piscar frequente, retração palpebral bilateral, hiperemia conjuntival, taquicardia, fibrilação atrial, hipertensão divergente, hipermenorragia, hiperdefecação, hiperreflexia, mãos úmidas, tremor fino

3

T4 total - quando desconsiderar seu aumento

Usuárias de contraceptivos orais, que aumentam a tireoglobulina sem aumentar a fração livre do T4, não refletindo tireotoxicose

4

Tireoidite de De Quervain - apresentação e tratamento

Tireoroxicose subaguda pós-infecção viral, com vermelhidão cervical, bócio difuso e doloroso, com aumento de leucócitos e VHS

AINEs, GC (dor); beta-bloq (palpitação, taquicardia)

5

Cintilografia - alta e baixa captação - 4 causas de cada

Alta - Graves, Plummer (adenoma tóxico), adenoma hipofisário, mola hidatiforme
Baixa - factícia, subagudas, metástase e struma ovarii

6

Gestação e hipertireoidismo - o que dosar, em qual momento e por quê?

Dosar anticorpo TRAb a partir da 20ª semana para prever chance de tireotoxicose fetal / neonatal

7

Alterações da doenças de Graves associadas ao mecanismo autoimune, e não ao hipertireoidismo em si

Bócio (anticorpo - tireoidite)
Acropatia (dedos)
Mixedema pré-tibial (e não generalizado)
Exoftalmopatia

8

Opções de tratamento do hipertireoidismo

Tionamidas - propiltiouracil e metimazol (inibe TPO)
Iodeto de potássio (efeito Wolf-Chaikoff)
Beta-bloqueador (controle de sintomas)

9

Drogas que bloqueiam a deiodinase 1 e sua importância

Propiltiouracil, Propranolol, Hidrocortisona - reduzem a conversão de T4 em T3 - útil na crise tireotóxica, já que a meia vida do T3 é de 1 dia e a do T4 de 7

Além disso, propiltiouracil reduz produção hormonal, propranolol controla sintomas e hidrocortisona inibe secreção T3 T4

10

Por que iniciar lugol apenas após início de drogas antitireoidianas

Evitar tireotoxicose por efeito Jod-Basedow

11

Como proceder se controle com antitireoidianos inadequado

Refratariedade ao tratamento clínico (incapacidade de elevar TSH):

-Radioiodoterapia após sintomas compensados (evitar Jod-Basedow)
. ou
-Cirurgia - contraindicações da radioiodoterapia (gravidez, exoftalmia),

12

Indicações tireoidectomia

Malignidade, bócio volumoso, hiperparatireoidismo, crianças e adolescentes, radioiodoterapia contraindicada

13

Preparo pré e cuidado pós-tireoidectomia (drogas)

Pré - lugol para reduzir vascularização e tionamidas para controle hormonal

Pós - beta-bloq por 7 dias (meia vida do T4)

14

Tionamida de escolha, motivo e única situação em que não é primeira escolha

Metimazol;
Menor hepatotoxicidade;
1º trimestre de gestação - risco de aplasia cutis

15

Crise tireotóxica - definição

Tireotoxicose com repercussão sistêmica em SCV, SNC ou TGI
p.e arritmias, confusão mental, vômitos incoercíveis

16

Crise tireotóxica - tratamento

Clínico!!!
Bloqueio rápido da ação hormonal - lugol, propiltiouracil e hidrocortisona
Controle de sintomas - propranolol

17

Efeitos adversos das tionamidas e conduta em cada caso

Hipotireoidismo - reduzir dose tionamida
Hepatite - trocar tionamida
Agranulocitose - contraindicar tionamidas para sempre