HPIM 234 - Insuficiência Cardíaca e Cor pulmonale Flashcards Preview

Cardiologia MJRS > HPIM 234 - Insuficiência Cardíaca e Cor pulmonale > Flashcards

Flashcards in HPIM 234 - Insuficiência Cardíaca e Cor pulmonale Deck (42):
1

Prevalência de IC após os 65 anos?

6 a 10%

2

V/F
A IC com FE<40% é mais frequente que a IC com FE preservada.

Falso.
"metade dos pacientes que evoluem com IC apresentam FE normal ou preservada (FE>40 a 50%)"

3

Principal causa de IC nos países industrializados e %

Doença arterial coronária (DAC), responsável por 60 a 70% dos casos de IC

4

A HTA conribui para o desenvolvimento de IC em que %:

75% dos doentes, incluindo a maioria daqueles com DAC

5

V/F
Em 20 a 30% dos casos de IC com redução da FE, a etiologia exata não é conhecida.

Verdadeiro

6

Maioria das formas de miocadiopatia dilatada familiar é herdada de forma AD ou AR?

AD

7

V/F
As condições que levam a aumento do débito cardíaco (p.ex. fístula arteriovenosa, anemia) raramente são responsáveis pelo desenvolvimento de IC num coração normal.

Verdadeiro!

8

Na IC % dos pacientes que morrem 1 ano após o diagnóstico? e no prazo de 5 anos?

30 a 40%
60 a 70%

9

Taxa de mortalidade anual dos pacientes classe IV da NYHA, e da classe II?

30 a 70%
5 a 10%

10

Mecanismos compensatórios activados na IC após declínio inicial: (3)

Sistema adrenergico
SRAA
Sistema das Citocinas

11

Eventos que ocorrem no remodelamento do VE: (6)

1 - hipertrofia dos miócitos
2 - alterações nas propriedades contráteis do miócitos
3 - perda progressiva de miócitos em razão de necrose, apoptose e morte celular autofágica
4 - dessensibilização beta-adrenérgica
5- alterações no metabolismo energético do miocárdio
6- reorganização da matriz extracelular

12

Os principais sintomas de IC são:

fadiga + dispneia

13

V/F
Ortopneia é uma manifestação tardia da IC.

Veradeiro

14

Dispneia paroxística nocturna o que é:

• Episódios de dispneia grave, tosse e sibilos durante a noite
• Geralmente despertam o doente 1 a 3 horas após adormecer
- tosse e os sibilos mantêm-se mesmo no ortostatismo

15

% de Respiração de Cheyne-Stokes nas IC avançadas:

40%

16

Pressão de pulso na IC leve, moderada ou grave.

↓ pela diminuição da fracção de ejecção

17

Na IC ondas V gigantes devido a:

regurgitação tricúspide

18

V/F
Crepitações são específicas de IC na ausência de doença pulmonar concomitante

Verdadeiro

19

ECG na IC deve avaliar:

Avaliar ritmo cardíaco
Hipertrofia do VE
EAM prévio (presença ou ausência de ondas Q)
Duração do QRS (possível benefício com RESSINCRONIZAÇÃO)

20

V/F
Um ECG normal EXCLUI VIRTUALMENTE a presença de disfunção sistólica do VE

Verdadeiro

21

RX do tórax na IC aguda vs. crónica


SE IC AGUDA: Evidência de hipertensão pulmonar, edema intersticial e/ou edema pulmonar.
MAS...
MAIOR PARTE DAS IC CRÓNICAS NÃO APRESENTA ALT. RX --> aumento da capacidade dos vasos linfáticos para
remover fluido intersticial e pulmonar

22

Fracção de ejecção é influenciada por:

pré-carga e pela pós-carga

23

BNP e N-terminal pro-BNP na IC:

• Marcadores sensíveis para IC com FE < 40%
• Aumentados em menor grau na ICC com FE preservada

24

Falso Positivos e Falsos negativos do BNP:

Falsos +: idade; I Renal; sexo feminino Falsos -: obesos

25

Testes com exercício na IC:

• Não recomendados de forma rotineira
• Úteis na avaliação da necessidade de transplante cardíaco na IC avançada
• Se absorção máx O2 (VO2) < 14 ml/kg/min - Prognóstico sombrio

26

Classificação A-D para tratamento da IC:

Estadio A: Risco elevado (HTA; DM) de IC mas SEM cardiopatia estrutural ou sintomas
Estadio B: cardiopatia estrutural (EAM prévio e disfunção VE) mas assintomáticos
Estadio C: cardiopatia estrutural com sintomas (EAM prévio + dispneia e fadiga)
Estadio D: IC refractária a necessitar de transplante

27

Redução da ingestão de álcool na IC:

• 2 bebidas/dia no ♂ e 1 bebida/dia na ♀
• Cessação absoluta se suspeita de CMD alcoólica

28

fármacos que possam descompensar uma IC:

• BEC (verapamil, diltiazem)
• B-Bloqueadores
• AINES (risco de I. Renal e de retenção de fluidospp/ doentes com
diminuição da função renal e tx com IECAs)
• Antiarrítmicos – todos os da classe I e sotalol (classe III)
• Ac. Anti-TNF

29

Dieta de Na+ na IC leve. E na moderada a grave.

2-3 g/dia
<2 g/dia

30

Se intolerante ao IECA por HiperK+ e IRenal também é intolerante ao ARA preferível usar:

hidralazina + nitrato

31

Titulações dos Beta bloqueadores na IC:

Titulações em intervalos não inferiores a 2 semanas
ao contrário dos iECA’s cuja titulação pode ser RÁPIDA

32

Medir níveis séricos de digoxina (N <1 ng/mL):

idosos, I. Renal e IMC baixo

33

Risco de AVC num doente com IC:

1,3-2,4%/ano

34

Tratamento com varfarina (INR 2-3) na IC:

1. IC+FAparoxística/crónica
2. IC + Hx de embolia sistémica ou pulmonar (AVC ou AIT)
3. Cardiomiopatia Isquémica sintomática/assintomática + EAM da parede anterior extenso e recente (nos 1o 3 meses excepto se CI)
4. Cardiomiopatia Isquémica sintomática/assintomática + EAM recente + trombo VE documentado (nos 1o 3 meses excepto se CI)

35

IC + EAM - tratamento com aspirina em que doses:

75-81mg/dia (doses maiores pioram IC)
Previne EAM e morte

36

% de FA em doentes com IC:

15-30% dos doentes com IC – causa frequente de descompensação cardíaca

37

Indicações para pacing na IC com FA:

• R. Sinusal + FE120ms
• IC sintomática (NYHA III-IV) apesar de Tx
médico óptimo
Os benefícios do pacing na FA NÃO está bem estabelecido

38

Desfibrilhador cardíaco implantado (em doentes com NYHA II-III):

Indicação:
• NYHA II-III + FE<35% + Tx médico
optimizado (IECA/ARA, BB e antagonista da espironolactona)

39

Perfil B - IC: (quente e húmido)

• Mais comum
• Inclui os doente em edema agudo do pulmão
• Deve-se reduzir a pressão de enchimento com:
• Diuréticos
• Vasodilatadores

40

Perfil C - IC (frio e húmido)

Deve-se ↓ enchimento cardíaco com:
pressão de e ↑ débito
• Vasodilatadores EV
• Inotrópicos positivos (dobutamina, dopamina em
baixa dose, milrinona)

41

Perfil L - IC (frio e seco)

Deve-se avaliar invasivamente a câmara cardíaca direita para ver PE aumentada oculta
• PE baixas (PCAP <12mmHg):
• Reposição cuidadosa de
fluidos

42

Dopamina: Efeitos dependem da dose:

a) Baixas (5ug/Kg/min) efeito α1 predomina vasoconstrição ↑ resistência vascular sistémica, pressão enchimento VE e FC