HPIM 307 - Hepatopatia Alcoolica Flashcards Preview

Gastro - MJRS > HPIM 307 - Hepatopatia Alcoolica > Flashcards

Flashcards in HPIM 307 - Hepatopatia Alcoolica Deck (25):
0

Consumo excessivo de álcool pode contribuir p/ o dano hepático noutras doenças de fígado:

hepatite C
hemocromatose
esteatose relacionada com obesidade

1

% de esteatose hepática nos alcoólicos:

> 90% dos consumidores (binge e crónicos)

2

Prognóstico da doença alcoólica grave:

é sombrio; 60% mortalidade aos 4 anos se hepatite alcoólica associada a cirrose

3

FR mais importantes para surgimento de hepatopatia álcoolica:

quantidade e duração do consumo
tipo de bebida e padrão de consumo menos claros…

4

Limiar p/ desenvolvimento de doença hepática alcoólica:

homens a partir de >60 a 80 g álcool/dia em 10 anos
mulheres: 20-40 g álcool/dia

Ingestão de 160 g álcool/dia está associado a um risco 25 vezes superior de cirrose alcoólica

5

% de alcoólicos que desenvolvem hepatopatia alcoólica:

15%

6

A ingestão de 160g/dia de álcool esta associada a:

Risco de 25x maior de vir a desenvolver cirrose hepática

7

Efeitos do álcool que geram esteatose hepática:

↓ oxidação ácidos gordos
↑ uptake ácidos gordos, lipogénese
↓ secreção lipoproteínas

Todas estas geram aumento dos Triglicerídeos

8

Células responsáveis pela resposta fibroticos do fígado:

Células estreladas

ativação células estrelares, produção de citocinas fibrogénicas - produção de colagéneo e matriz extracelular – alteração arquitectural.

9

Dieta pode ser importante na hepatite alcoólica:

Dieta: aumento lesão hepática devido ao excesso de lípidos; efeito protetor do café

10

Infecção crónica pelo HCV: comorbilidade importante progressão da doença hepática alcoólica

Consumo moderado de 20-50 g álcool/dia aumenta risco de cirrose e CHC em doentes com HCV
Descompensação hepática mais precoce e pior sobrevida global
Aumento ferro hepático e, raramente, porfiria cutânea tarda
Ingestão > 50 g álcool /dia em doentes com HCV diminui a eficácia do IFN

11

Onde ocorre a distribuição da gordura na esteatose hepática alcoólica:

Acum. gordura perivenular (distribuição da desidrogenase alcoólica)

12

Caracteristicas Patologicas de progressão da esteatose hepática alcoólica:

• Mitocôndrias gigantes
• Fibrose perivenular
• Gordura Macrovesicular
•Aparecimento de esteato-hepatite

13

Hepatopatia alcoólica, histologia mais característica:

• Degeneraçao em balão
• Necrose Salpicada (irregular)
• Infiltrado de PMN
• Fibrose dos espaços perivenular e perissinusoidal de Disse

Corp. Mallory freq/ presentes nos casos mais exuberantes mas NÃO especificos NEM necessarios ao dgx

14

Cirrose durante consumo de álcool e após abstinência?

Cirrose durante consumo é micronodular (<3 mm) Após cessação torna-se mista

15

V/F
Hipertensão portal, ascite e hemorragia varicosa podem ocorrer na hepatopatia alcoólica na ausência de cirrose!

Verdadeiro!

16

Hepatite Alcoólica, achados laboratoriais:

↑ AST e ALT 2-7x, raramente > 400 UI, e AST/ALT > 1
Hiperbilirrubinémia comum e ↑moderado FA
Hipoalbuminémia e coagulopatia – doença avançada

"O AST na hepatopatia alcoolica raramente alcança > 300 U/L "

17

Valor normal de aminotranferases variam de

Valores de amitransferases até ____ são inespecificas

10-40 U/L
300 U/L

O AST na hepatopatia alcoolica raramente alcança > 300 U/L

18

Síndrome Zieve:

(anemia hemolítica com acantócitos e spur cells em hepatite alcoólica grave)

19

Indicadores de hepatite alcoólica grave:

"Acabai"
• Ascite
• Coagulopatia (TP > 5 segundos)
• Albumina < 2,5 mg/dL
• Bilirrubina > 8 mg/dL
• Anemia
• Insuficiência Renal

PMNs >5.500 se FD>32

20

Indicadores de mau pgx na hepatite alcoólica:

Função discriminante: 4,6 X (TP – controlo) + Bilirrubina sérica (mg/dL)) > 32
Score MELD ≥ 21
Ascite, hemorragia varicosa, encefalopatia profunda, síndrome hepato-renal

Estadio patológico da lesão pode ajudar a prever o pgx

21

BIÓPSIA hepática deve ser realizada SEMPRE que possível na hepatopatia alcoólica, serve para:

• Confirmar o Dx
• Estabelecer o potencial de reversibilidade da doença
• Orientar terapêutica

22

Mortalidade de:
Hepatite alcoólica crítica:
Hepatite alcoólica associada a cirrose: 60% mortalidade aos 4 anos
Cirrose complicada + manutenção do consumo álcool:

Hepatite alcoólica crítica: mortalidade 30 dias >50%

Hepatite alcoólica associada a cirrose: 60% mortalidade aos 4 anos

Cirrose complicada + manutenção do consumo álcool: <50% sobrevida aos 5 anos

23

Doentes com hepatite alcoólica grave (FD > 32 ou MELD > 20 ) tx:
Critérios de exclusão ao tx:

GCC 4S+ 4S de desmame
Prednisona 40 mg/d ou Prednisolona 32 mg/d

Pancreatite
Insuficiência Renal "PISI"
Sangramento GT ativo
Infecção

24

Papel de TNF-alfa no tx da hepatopatia alcoólica:

Pentoxifilina (inibidor inespecífico)– aumento sobrevida na hepatite alcoólica grave (fácil administração, poucos ef. 2ºs)

Ac's monoclonais contra TNF-α – NÃO – aumento das mortes por infecção e insuficiência renal