sangramento e trombose Flashcards Preview

0o0o0o > sangramento e trombose > Flashcards

Flashcards in sangramento e trombose Deck (19)
Loading flashcards...
1

Qual o receptor mais abundante da superficie plaquetaria? A que se liga esse receptor?

Gp IIb/IIIa Liga a FvW e a fibrinogenio

2

Cascata da coagulação - Duas vias: extrinseca e intrinseca. Qual é importante para a iniciação e qual é imp para a amplificação?- Que fator esta ligado ao fato tecidual?- Que fator e co-fator ativam a trombina?- O que faz a trombina?- Qual o fator estabilizador da fibrina?

- Duas vias: extrínseca - iniciação (fator tecidual) e intrínseca (contacto) - amplificação- Que fator esta ligado ao fato tecidual? VIIa- Que fator e co-fator ativam a trombina? Xa (fator) + co-factor Va- O que faz a trombina? Converte o fibrinogenio em fibrina (insolúvel)- Qual o fator estabilizador da fibrina? XIII

3

Anticoagulantes - Antitrombina neutraliza a trombina e outros fatores de coagulação. V/F- A deficiencia de antitrombina da tromboses arteriais, venosas ou as duas?- A proteina C torna-se anticoagulante quando...- O que faz a proteina C?

- Antitrombina neutraliza a trombina e outros fatores de coagulação. V- A deficiencia de antitrombina da tromboses VENOSAS- A proteina C torna-se anticoagulante quando é ativada pela trombina (no complexo trombina-trombomodulina)- O que faz a proteina C? Na presença do co-fator S, vai clivar o fator V e VIII ativados

4

Anticoagulantes - A proteina S é dependente da ...- O que é o fator V de Leiden?- Que complexo inibe o inibidor do fator tecidual (TFPI)?

- A proteina S é dependente da vit K.- O que é o fator V de Leiden? Fator V tem mutação que impede que seja clivado pela proteína C- Que complexo inibe o inibidor do fator tecidual (TFPI)? inibe o complexo FT/FVIIa/FXa

5

Qual é a principal enzima protease do sistema de coagulação? E a principal do sistema fibrinolitico?

Qual é a principal enzima protease do sistema de coagulação? TrombinaE a principal do sistema fibrinolitico? Plasmina

6

Sistema fibrinolitico - O que faz o ativador do plasminogenio?- A fibrinolise fisiologica e especifica da fibrina. Porque?- D-Dimeros sao resultado de que?

- O que faz o ativador do plasminogenio? Converte o plasminogenio em plasmina - A fibrinolise fisiologica e especifica da fibrina. Porque? Tanto o plasminogenio como o tPA se ligam especificamente a fibrina (liga selectivamente aos coagulos)- D-Dimeros sao resultado de que? Produtos da degradação da fibrina

7

Inibição da fibrinolise - A alfa-2-antiplasmina é o principal inibidor da plasmina. Inativa que plasmina?

- A alfa-2-antiplasmina é o principal inibidor da plasmina. Inativa que plasmina? Inativa a plasmina que esta ligada a coagulos sem fibrina

8

Abordagem ao paciente- O levantamento da historia de sangramento é o previsor mais imp do risco de sangramento. V/F- Hemartrose espontanea é uma característica essencial de...- Sangramento de mucosas sao mais sugestivos de...- Qual o sintoma mais comum da THE? E em meninos com DvW?

- O levantamento da historia de sangramento é o previsor mais imp do risco de sangramento. V- Hemartrose espontanea é uma característica essencial da def moderada a grave dos FVIII e FIX (raramente por outros fatores)- Sangramento de mucosas sao mais sugestivos de distúrbio plaquetario ou DvW. - Qual o sintoma mais comum da THE? E em meninos com DvW? Epistaxis (nos dois)

9

Abordagem ao paciente- Crianças que sangram com erupção de dente primário é sugestivo de que?- Nas mulheres com DvW tipo 1 e portadoras sintomáticas de hemofilia os níveis de FvW e de fator VIII diminuem mais durante a gravidez. V/F- O sindrome de Scott e um defeito da atividade coagulante plaquetaria. V/F

- Crianças que sangram com erupção de dente primário é sugestivo de distúrbio hemorrágico mais grave como hemofilia. - Nas mulheres com DvW tipo 1 e portadoras sintomáticas de hemofilia os níveis de FvW e de fator VIII diminuem mais durante a gravidez. F! Tendem a normalizar durante a gravidez. - O sindrome de Scott e um defeito da atividade coagulante plaquetaria. V

10

Abordagem ao paciente- DvW tipo __ e __ podem cursar com angiodisplasias do intestino.- Hemartoses espontâneas podem ocorrer na DvW quando o nível de FVIII é inf a __%- Qual a principal causa de morte por sangramento num doente com deficiência congénita de fator da coagulação?- Que fator n e sintetizado no figado?

- DvW tipo 2 e 3 podem cursar com angiodisplasias do intestino.- Hemartoses espontâneas podem ocorrer na DvW quando o nível de FVIII é inf a 5%- Qual a principal causa de morte por sangramento num doente com deficiência congénita de fator da coagulação? Sangramento no SNC- Que fator n e sintetizado no figado? Fator VIII

11

Abordagem ao paciente- Fatores e proteinas dependentes da vitamina K?- Vit K é imp para processos coagulantes e anti-coagulantes. Qual é o efeito do seu défice?- Raramente ocorre sangramento com plaquetas menores que 50.000 e em geral não antes de ____. - A maior parte dos procedimentos requer pelo menos 50.000 plaquetas, para cx de grnd porte é necessário ____

- Fatores e proteinas dependentes da vitamina K? II, VII, IX, X + proteinas C, S e Z. - Vit K é imp para processos coagulantes e anti-coagulantes. Qual é o efeito do seu défice? Sangramento - Raramente ocorre sangramento com plaquetas menores que 50.000 e em geral não antes de 10-20.000. - A maior parte dos procedimentos requer pelo menos 50.000 plaquetas, para cx de grnd porte é necessário 80.000.

12

Abordagem ao paciente- Principal FR para trombose arterial?- Ter um evento idiopatico de trombose venosa é o mais forte previsor de recorrencia. V/F

- Principal FR para trombose arterial? Aterosclerose- Ter um evento idiopatico de trombose venosa é o mais forte previsor de recorrencia. V

13

Na avaliação pre-operatoria é melhor usar o TP ou o aPTT?

TPEstudos nao confirmaram a utilidade do aPTT em doentes sem historia de sangramento

14

Avaliação laboratorial- Htc elevado (mais que 55%) pode resultar em valores falsos devido a uma razão reduzida entre plasma e anticoagulante. V/F- TP avalia que fatores?- TP é usado principalmente para duas coisas....- Existe relação _____ (directa/inversa) entre a sensibilidade da tromboplastina e o ISI (índice de sensibilidade internacional).

- Htc elevado (mais que 55%) pode resultar em valores falsos devido a uma razão reduzida entre plasma e anticoagulante. V/F- TP avalia que fatores? I (fibrinogenio), II (protrombina), V, VII, e X. - TP é usado principalmente para duas coisas: Monitorização ACO (varfarina) e Insuficencia hepatica - Existe relação inversa entre a sensibilidade da tromboplastina e o ISI (índice de sensibilidade internacional).

15

Avaliação laboratorial- Na Insuficiencia hepatica temos tendência a ____ (subestimar/sobrestimar) o risco de sangramento a partir de um INR moderadamente elevado. - Que fator é avaliado pelo TP e que n é avaliado pelo aPTT?- Niveis de aPTT correlacionam-se com as medições directas da atividade da _____ (heparina/varfarina). - aPTT torna-se prolongado com as deficiências isoladas de fator de 30-50%. V/F

- Na Insuficiencia hepatica temos tendência a sobrestimar o risco de sangramento a partir de um INR moderadamente elevado. - Que fator é avaliado pelo TP e que n é avaliado pelo aPTT? F VII (o aPTT avalia tudo e mais alguma coisa menos o sete XD)- Niveis de aPTT correlacionam-se com as medições directas da atividade da heparina - aPTT torna-se prolongado com as deficiências isoladas de fator de 30-50%. V

16

Avaliação laboratorial - estudos mistos - distinguir a deficiencia de um fator vS de um inibidor- Se deficiencia de fator o aPTT corrige ou não apôs mistura com plasma normal? E apôs incubação?- Se presença de inibidor de fator?- Se anticoagulante lupico?- Neste teste a heparina, presença de produtos da degradação da fibrina e de paraproteinemias pode interferir com o teste e n corrigir. V/F

- Para que?- Se deficiencia de fator o aPTT corrige ou não apôs mistura com plasma normal? E apôs incubação? Corrige com os dois - Se presença de inibidor de fator? Correção ou não com mistura mas esta prolongado depois da incubação (aumento da afinidade do atc)- Se anticoagulante lupico? Não corrige com nenhum- Neste teste a heparina, presença de produtos da degradação da fibrina e de paraproteinemias pode interferir com o teste e n corrigir. V

17

Anticorpos antifosfolipideos e anticoag lupico- Teste do veneno da vibora de russel e teste de inibição da tromboplastina tecidual são modificações dos testes padrão com reagente fosfolipidio diminuído. Sensibilidade e especificidade para este anticoag?- O prolongamento dos testes de coagulação na presença de anticoagulante lupico corrige com a adição de membranas paquerarias ativas ou determinados fosfolipidos. V/F

- Teste do veneno da vibora de russel e teste de inibição da tromboplastina tecidual são modificações dos testes padrão com reagente fosfolipidio diminuído. Sensibilidade e especificidade para este anticoag? Sensivel mas n especifico. - O prolongamento dos testes de coagulação na presença de anticoagulante lupico corrige com a adição de membranas paquerarias ativas ou determinados fosfolipidos. V/F

18

Tempo de trombina e reptilase- O que medem?- Qual deles é prolongado pela heparina?- A medição da atividade inibitória do antifator Xa é um teste frequentemente usado para avaliar níveis de HBPM e HNF. V/F

- O que medem? Medem a conversao do fibrinogenio em fibrina - Qual deles é prolongado pela heparina? Tempo de trombina - A medição da atividade inibitória do antifator Xa é um teste frequentemente usado para avaliar níveis de HBPM e HNF. V

19

Anticorpos anti-fosfolipidios podem ser transitoriamente positivos na doença aguda. V/F

V